Copycat no top8
08/02/2017 14:00 / 2,701 visualizações / 7 comentários

 

Faaaaaaala rapaziada! Estou aqui novamente pra fazer o report sobre um evento, e desta vez venho falar sobre a final do CLM8.
Um evento fantástico, com mais de 24 mil reais de premiação em dinheiro, e muito mais premiações em produtos. Evento principal muito bom, paralelos fantásticos, transmissão de partidas ao vivo, artistas convidados, banca de lojas, e tudo que um grande evento de Magic pode oferecer.
 

Eu particularmente sou muito fã do evento e costumo incentivar meus amigos a participarem, participei de 5 das 8 temporadas, e esta temporada eu estava lá novamente, para jogar as finais Standard e Modern.


Começou a diversão no sábado com a final Standard, e eu escolhi o Jeskai Copycat para competir, por considerar um deck que pune erros, e por já jogar com ele antes, além de esperar bastante BG, que é uma partida favorável. Montei minha lista, depois alterei alguma coisa para melhorar a partida na mirror, e também devido ao Pro tour que apresentava a ameaça de decks muito rápidos em um formato que estava lento. E foi com a lista abaixo que cheguei ao top 8.
 

Jeskai Copycat, por Felipe Ferreira - Standard
2017-02-07

Jogador

Ruda

Visitas

2746

Código Fórum

[deck=515192]

 

Meu torneio começou com um bye 1 por ganhar um Torneio Aberto..

 

Round 2 – Yuri, UB control


Este jogo foi na stream, e foi um jogo muito bom. O game 1 foi cheio de reviravoltas, eu iniciei muito atrás após perder alguns drop lands e ter algumas mágicas anuladas, porém o UB não me apresentava ameaças e segui jogando. As lands vieram, o jogo virou a meu favor, eu colocava pressão, até que ele virou o jogo novamente e eu não tive fôlego para buscar a vitória. Uma grande partidas que durou cerca de 30 minutos. Jogaço!


O G2 eu vim na play, sabendo que precisava ganhar rápido. Resolvi uma Saheeli Rai na 3, que permaneceu na mesa. No quinto turno do Yuri ele teve um Ruinous Path anulado e ficou com apenas 2 terrenos em pé. Na volta eu fiz o “gato” com o counter na mão e o jogo acabou.


O G3 eu abri agredindo com terrenos e Spell Queller, pois sabia que o tempo era pouco, e de fato foi. Não tivemos tempo para terminar a partida. Eu estava na frente, porém o Yuri começava a voltar para o jogo. Não sei quem ganharia, e a partida terminou empatada.

 

1-0-1

 

Round 3 – Rogério, BR Zombies


Essa era uma partida que eu realmente não queria jogar. Nos treinos foram jogos muito difíceis, e para completar eu começo o G1 fazendo um Mulligan para 5 na play, e pouco consegui fazer.
 

O G2 eu resolvi uma Saheeli Rai na 3 com a mesa vazia, após matar um Scrapheap Scrounger no passe, consigo administrar as criaturas, e após ter respostas suficientes na mão, consigo combar.


O G3 foi muito tenso. Eu vou a 3 de vida após resolver 2 Radiant Flames e 1 Fumigate, e continuo tomando pressão, faço um Torrential Gearhulk para Blessed Alliance e respiro. No turno seguinte eu resolvo o segundo Torrential Gearhulk e as coisas começam a clarear. Após resolver uma Arte de Saheeli, que copiou o Torrential Gearhulk, alvejando um Glimmer of Genius, eu consigo ter a mão estável o suficiente para começar a atacar e definir a partida em um jogo muito tenso.

 

2-0-1

 

Round 4 – Elton, Jeskai copycat
 

Aqui eu enfrento um amigo do Rio de Janeiro na minha primeira mirror do fim de semana. O primeiro round eu compro cartas melhores que ele, resolvo alguns counter, e após fazer o segundo Torrential Gearhulk no passe, eu apresento uma Saheeli Rai no meu turno, que o faz recolher. O G2 ele faz sucessivos mulligans, até que no mulligan 5 ele desiste de ir a 4 e me deseja sorte.

 

3-0-1

 

Round 5 – Vinicius, Jeskai Copycat
 

Eu começo a partida e resolvo a Saheeli Rai na 3, isso é praticamente determinante na mirror, e ele não consegue ter força suficiente para virar o jogo e recolhe após alguns turnos, depois que  eu resolvo um torrential gearhulk no passe.


O G2 acontece o inverso, e eu que sofro com a Saheeli Rai dele na 3, e não consigo voltar. O G3 a história se repete, desta vez a meu favor novamente e eu ganho a partida após tirar 7 marcadores de uma Saheeli Rai que tinha 8, buscar um Torrential Gearhulk e começar a tomar a iniciativa da partida.

 

4-0-1

 

Round 6 – Paulo, Jeskai Copycat


Mais uma mirror em meu caminho, e novamente uma Saheeli Rai na 3 define o G1, dessa vez para o meu oponente.


No G2 a partida se desenvolve em torno de uma batalha de counter. Meu oponente fica sem carta na mão e eu mantenho 2 Delir na mão, e um Spell Queller na mesa, que coloca pressão em jogo. Então meu oponente compra 2 Glimmer of Genius seguidos anulados pelos Delir, porém, após ele comprar o terceiro Glimmer of Genius seguido, eu não tinha respostas, após comprar 6 terrenos seguidos. E com 4 pontos de vida ele consegue resolver o meu Spell Queller e virar a partida.

 

4-1-1

 

Round 7 – Leonardo, jeskai Copycat
 

Mais uma vez eu estava na obrigação de ganhar tudo, assim como foi no CLM7, e mais uma vez no torneio eu enfrento um amigo. Eu e Léo trocamos idéias sobre uma melhor lista, e foi bem chato enfrentar um amigo podendo tirar as chances dele no torneio.


O G1 eu ganhei com a Saheeli Rai na 3, como era de se esperar, e no G2 eu consegui encaixar um negate na Saheeli Rai dele, voltei resolvendo a minha, e a partir dali foi só administrar o caminho.

 

5-1-1

 

Round 8 – Raphael, Jeskai Copycat


Esta partida também foi na stream, e eu ganhei o G1 resolvendo uma Saheeli Rai primeiro.


O G2 foi o inverso e perdi. O G3 ele keepou uma mão muito arriscada para um terceiro game valendo um top 8 e arriscou com apenas 2 lands e sem Anticipate para obter recurso. Ele não encontrou a terceira land nos primeiros draws, e me permitiu colocar pressão ,resolvendo um Torrential Gearhulk rapidamente, e outro, logo em seguida, e foi tarde quando ele encontrou seus terrenos.

 

Neste momento eu estava me sentindo realizado. Fui à São Paulo com a intenção de defender o título do CLM7, mas acima de tudo me cobrando fazer um bom torneio, e o top8 já me dava esta satisfação de dever cumprido. Todos nós demos Split na premiação, e fui ao top8 muito feliz, ainda mais por ter conseguido ficar em segundo lugar no duelo por equipes, com a ajuda do amigo Leandro Floresta.

 

Top 8 – Mardu veículos, Flávio

 

O primeiro game, quando eu percebi que o jogo tinha começado eu já estava morto. Fui atropelado muito rápido. 


O G2 eu perdi alguns drop lands, fui obrigado a fazer Anticipate e Glimmer of Genius no próprio turno para tentar achar terrenos, passei fechado e recebi muita pressão. Resolvi uma Linvala, the Preserver com apenas 2 de vida, consegui fôlego para sobreviver até o turno seguinte e resolver um Felidar Guardian com alvo na Linvala, the Preserver, e ganhar mais fôlego. Poucos turnos à frente eu resolvo o primeiro Torrential Gearhulk e meu oponente recolhe por estar sem cartas na mão e sem condição de resolver minha mesa.
 

O G3 eu não compro remoções, e com apenas as duas da mão inicial não foi suficiente para sobreviver. Aqui terminava o torneio pra mim.

 

-

O CLM foi fantástico, o deck respondeu bem, me senti confortável em jogar com ele, e saio do torneio satisfeito com meu resultado. No final fico mais feliz ainda pelo amigo Filipe Pacheco manter o troféu no Rio de Janeiro.

 

Meu Domingo começa com uma derrota na final modern para um Abzan Midrange. Após esta derrota eu considerava muito difícil ganhar todos os jogos e então decido dropar e jogar o PPTQ Standard, uma vez que o deck tinha se mostrado competitivo no sábado. Eu alcanço o Top 4 do PPTQ, garantindo mais uma premiação, e saindo muito satisfeito com o deck e meus resultados.

 

Então galera; este foi o meu fim de semana. Foi um prazer rever pessoas que só vejo nas finais do CLM; como amigos de São Paulo; foi muito bom trocar idéias sobre o jogo com outros jogadores, e foi muito bom o evento de um modo geral. Foram dois dias de jogos, com 12horas de jogo sem nenhuma desavença, um clima de amizade, de torcida, de apoio, de cordialidade nas partidas e muita gente sorrindo. 

 

Os anúncios sobre as finais do CLM9 já tornam o evento a promessa de mais um grande sucesso, cada vez mais inclusivo e diversificado. Tomara que eu consiga novamente me classificar para participar deste evento. Não fique de fora deste que é o maior evento independente de Magic a nível nacional. Participe dos regulares em sua loja, converse com seu lojista, e esteja presente na final do CLM9.

 

Agradeço a todos que torceram e que de alguma forma fizeram deste final de semana maravilhoso. Não deu pra defender o título, mas fico feliz em ter contribuído para o bolão da galera. 

 

Grande abraço e até a próxima.

TAGS:  CLMStandard

Felipe Ferreira da Silva ( Stith)
Em 2005 conheceu este jogo e se apaixonou. Como todo bom relacionamento viveu momentos de idas e vindas, até que em 2013 voltou de vez, se dedicando um pouco mais. Está começando a escrever e espera continuar por um bom tempo.
Redes Sociais: Facebook

ARTIGOS RELACIONADOS

Decks da Semana #7 do CLM9: Jund Energy

Standard: Jund Energy, por Luis Claudio Da Silva.


Destaques de Amonkhet: Artefatos e Terrenos

Análises das novas cartas - Parte 7


Decks da Semana #7 do CLM9: Abzan

Modern: Abzan, por Wagner V. Martins.


Decks da Semana #7 do CLM9: Fractius

Modern: Fractius, por Erico Furlan.


Decks da Semana #6 do CLM9: Grixis Ashiok

Modern: Grixis Ashiok, por Ivan P. Trefiglio.

MTG Cards





Comentários

Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.

Stith (09/02/2017 18:02:05)

Foi uma boa partida mesmo. Muita sorte para os dois. Espero que nós dois possamos estar no CLM9 e conseguir fazer bons jogos novamente.

Stith (09/02/2017 18:01:06)

Até eu me surpreendi. Ainda bem que eu consegui um bom aproveitamento. kkkk

Yuri_Nascimento (09/02/2017 15:56:37)

Parabéns pelo top 8, man... Fizemos uma bela primeira partida naquela segunda rodada. Desejo toda sorte para você nos próximos clm's e competições... Abraço.

Yuri_Nascimento (09/02/2017 15:32:42)

Parabéns pelo top 8, man... Fizemos uma bela primeira partida naquela segunda rodada. Desejo toda sorte para você nos próximos clm's e competições... Abraço.

VIP USER OURO Black72 (09/02/2017 14:07:40)

Cara muito bom seu texto e parabéns pelo top 8.
Como houve mirror em seus jogos ein...Kkkkkk
Novamente parabéns.

Stith (09/02/2017 08:39:07)

Acho que foi questão de coincidência mesmo eu enfrentar tanta mirror. Tinham outros decks ao lado, BG,RG energy, Mardu, BR aggro, Grixis, UB, Marvel, eu que sempre pegava Jeskai mesmo. kkkk

BlindDefender (09/02/2017 01:01:14)

Cara, parabéns pro teu resultado e relato, mas, olhando assim, dá muito desânimo jogar esse formato, olha só a criatividade dos decks...=/