O Submundo do Modern - BG Devotion
13/02/2017 10:24 / 6,238 visualizações / 9 comentários

 

Fala, galera querida! Hoje é dia de trazer para vocês um deck mais comum do que os últimos mirabolantes que apresentei aqui. Chega de combos e de maneiras bizarras de ganha,r e vamos para uma estratégia mais centrada, pois tenho certeza de que muitos jogadores preferem coisas mais "simples", mas ainda assim digna de aparecer no Submundo.
 
No final de Janeiro, num Invitational Qualifier da StarCityGames, Nick Vallas nos presenteou com uma lista de BG Devotion que fez meus olhos brilharem assim que a vi. Fugindo um pouco de todas as criaturas que costumam aparecer nessa combinação de cores, o deck não é só um "Devotion", mas é também um BG Zombis, um BG Evolution, um BG Brutality... Vejam só:

 

BG Devotion - Modern
2017-02-12

Jogador

Teddy_Bear_X

Visitas

6388

Código Fórum

[deck=518419]

 

Pelo nome e pelo o que a lista nos oferece, o que notamos de cara são cartas como Gray Merchant of Asphodel e Nykthos, Shrine to Nyx. Logo em seguida, começamos a olhar para as permanentes do deck e notamos cartas como Geralf's Messenger e Phyrexian Obliterator, que possuem vários símbolos de mana preta em seus custos para que a estratégia inicial do deck seja alcançada.
 

 
Quem acompanhou o Standard na época do MonoBlack Devotion, sabe o quão forte um Gray Merchant of Asphodel pode ser, conseguindo encerrar a partida sem que nenhum ataque fosse realizado durante toda a partida por parte de seu controlador. Aqui provavelmente atacaremos uma vez ou outra devido a quantidade de criaturas que temos na lista, porém, esses ataques provavelmente servirão para deixar nosso oponente no alcance de um Gray Merchant of Asphodel, que encerrará mais partidas do que qualquer outra criatura. Um Phyrexian Obliterator e ele já são o suficiente para que sejam drenados 6 pontos de vida no oponente. Adicione um Geralf's Messenger nessa conta e partimos para 9 pontos de vida, fora os dois da habiliade do zumbi 3/2. Como disse, os pontos de vida são "drenados", então mesmo que não deixe o oponente zerado, vai deixar perto disso e ainda nos garantir um fôlego enorme para mais um ou dois turnos até o oponente morrer de vez.
 
As cópias de Nykthos, Shrine to Nyx nessa lista funcionam quase na mesma proporção de nosso Merchant, porém para descobrirmos a vantagem de mana que geramos, basta subtrair 3 do total que são os terrenos usados para essa habilidade. Sendo assim, qualquer número de mana gerado que seja maior que 3 por esse terreno, já nos bota na vantagem. Nas contas acima, nos dois exemplos, ficaríamos com uma vantagem de 3 e 6 manas respectivamente, o que não só nos permite jogar qualquer carta do deck, mas também fazer várias jogadas por turno, inundando o oponente com interações.

 

 

Deixando a parte Devotion de lado, podemos partir para o lado Zombies da lista. Temos aqui Geralf's Messenger, Gravecrawler, Relentless Dead e o próprio Merchant. Para quem conheceu o Dredge quando o mesmo jogava com Vengevine, sabe o quanto um Gravecrawler pode ser insuportável, mas aqui não só ele retorna para o campo de batalha, mas nosso Relentless Dead também, mesmo que com um pouco mais de esforço. Porém, esses dois juntos, somados ainda com o Bloodghast, com suas habilidades de retornarem para o campo de batalha, fazem com que cartas como Collective Brutality e Eldritch Evolution tenham um poder muito maior, já que não estaremos perdendo, de fato, nada ao utilizarmos essas cartas para seus efeitos.
 

 

Podemos aqui descartar tranquilamente duas cartas no começo da partida, já no segundo turno, para fazer uma Collective Brutality com três efeitos. Se já soubermos o deck que enfrentamos, podemos escolher os modos da maneira certa, o suficiente para nos botar muito à frente na partida. Nos próximos turnos, basta retornar nossos Bloodghast e/ou Gravecrawler para o campo de batalha, e manter a pressão.
 

 

Já no caso de Eldritch Evolution, podemos sacrificar um Gravecrawler, buscar por um Geralf's Messenger e usar essa mesma criatura como gancho para voltar o zumbi que acabamos de sacrificar. Ao sacrificar um Bloodghast temos a chance de buscar tanto pelo Messenger como por um Phyrexian Obliterator e, a partir daí, apenas baixar um terreno para que o vampiro retorne ao campo de batalha. Com um Relentless Dead e uma mana a mais, buscamos pelas mesmas criaturas de um Bloodghast e voltamos nosso zumbi para nossa mão. Já, por algumas manas a mais, talvez com a ajuda de um Nykthos, Shrine to Nyx, podemos retornar também um outro zumbi do cemitério direto para o campo de batalha, pode ser um segundo Relentless Dead, um Geralf's Messenger ou até mesmo um Gray Merchant of Asphodel. Sacrificando um Geralf's Messenger, sem que ele tenha ainda algum marcador sobre ele, nós puxamos do deck um Gray Merchant of Asphodel e tiramos uma boa quantidae de  pontos de vida do oponente, numa tacada só, sem perder criatura nenhuma.
 
Por último, como a cereja do bolo para essas interações, temos Liliana, the Last Hope e sua segunda habilidade. Jogando sempre duas cartas para o cemitério, é questão de tempo até que um Bloodghast ou um Gravecrawler caiam lá. Enquanto isso, voltamos outras criaturas para nossa mão e eles para o campo de batalha de outra maneira.
 

 

As criaturas que descartamos e sacrificamos pelas duas mágicas recém citadas também podem retornar com essa habilidade. Além disso, ainda temos a possibilidade de retornarmos cópias de Gray Merchant of Asphodel para nossa mão, tornando as interações dessa lista injustas, já que podemos conjurar ele, depois sacrificar com uma Eldritch Evolution, procurar pela nossa segunda cópia e depois voltar o que sacrificamos para nossa mão e conjura-lo novamente. E, reforçando mais uma vez, com Nykthos, Shrine to Nyx podemos fazer isso em um único turno.

 
Nossas outras mágicas (Abrupt Decay, Inquisition of Kozilek, Thoughtseize e Slaughter Pact) acabam caindo no padrão dessas cores, mas são necessárias para nos proteger e são as melhores para isso nessa combinação, nesse formato.
 

 

Outra coisa que me deixa muito feliz nessa lista também é ver que serve como uma casa perfeita para Phyrexian Obliterator, criatura com um poder muito alto, tanto em combate quando em habilidade, mas que graças ao seu custo geralmente fica de fora de muitas listas. Aqui podemos conjurar ele facilmente por 4 manas já no turno 4, ou podemos busca-lo com uma Eldritch Evolution como já citado. Além disso, esses 4 símbolos de mana preta em seu custo acaba nos ajudando muito dentro do tema Devotion, logo, se torna uma carta indispensável nessa estratégia.
 
O deck aparenta se sair muito bem contra os mais diversos tipos de estratégia. Não foi por menos que ele conseguiu se posicionar entre os 8 melhores colocados do Invitational Qualifier. Talvez os fato de termos 8 criaturas que não conseguem bloquear e mais 4 que entram em jogo viradas, nossa vida contra decks rápidos pode ser um pouco difícil, como contra MonoRed, Zoo e Affinity. Nessas situações teríamos de segurar o jogo ao máximo com nossas Brutalities e Decays até colocarmos um Phyrexian Obliterator no campo de batalha ou um Gray Merchant of Asphodel para estabilizar a partida e começarmos com nossas interações e drenagem de vida.
 
Por outro lado, os outros tipos de decks podem correr da gente, já que não importa quanta remoções eles tenham, nossas criaturas sempre voltarão. Não importa muito também se estão tentando combar, pois temos descartes sobrando na lista para frustrar essas estratégias, então basta jogar com calma e conhecendo o que estamos enfrentando que a partida será nossa de boa.
 
Espero que tenham gostado do deck e da estratégia. Nos vemos novamente no próximo Submundo do Modern com mais decks fora dos holofotes para vocês! Um grande abraço e até mais!

 


ARTIGOS RELACIONADOS

Decks da Semana #4 do CLM10: Grixis Tezzeret

Standard: Grixis Tezzeret, por Renan F. Cartier.


Decks da Semana #4 do CLM10: UW Gideon

Modern: UW Gideon, por Guilherme Amaral.


O Submundo do Modern - Umbral Polymorph

Dois ângulos, dois combos.


Real Rogues! – Esmurrador Combo, o Ressurgido!

Vou te matei!

MTG Cards





Comentários

Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.

TrevasM (21/02/2017 16:31:24)

Muito massa Teddy. Na época que fazia vídeos de gameplay no MOL percebi que lá o pessoal se permite muito nas invenções e na época fiz uma pequena série jogando contra decks assim. Sobre esse, será que a Liliana do véu não se sairia melhor? Penso assim, pois além do sacrifício ela tem o descarte como principal arma. Puder responder. Abraço!

yokai (15/02/2017 11:56:31)

Por que diabos essa lista nao usa Liliana of the Veil? A carta é anti-bogles, o +1 pode ser usado sem o menor prejuizo, ja que pode descartar Gravecrawler ou Blooghast sem prejuízos, ou ate mesmo os descartes no late game...

morgoth_lotr (15/02/2017 00:49:52)

Só de levar Obliterator já ganhou o meu apreço. É uma carta muito legal pra ver 0 de jogo.

Juggernow (14/02/2017 22:17:57)

Banefire

ShiroCtba (14/02/2017 15:49:27)

7k?
O valor dele em reais é próximo dos 3k...
Em dólar é bem menos... Fora que usa diversas staples que jogam nos mais diversos decks, então é quase um sacola... E é um deck divertido :)

CranioNegro (14/02/2017 08:01:45)

Acho q dá pra substituir as Catacumbas... as Lilianas e os Fulminator tb ajudaram a encarecer a lista...mas acho q não são insubstituíveis...além disso, o menor preço tá por 3k+, oq parece justo já que alguns cards são utilizáveis em outras listas.

SilverGreen (13/02/2017 20:48:42)

7k cruzeiros pra montar o deck. Uau.

Imagina se ele sai do "submundo" e sobe pro salão de festas, pra quanto não vai essa brincadeira... o_O

Noob_Saibot (13/02/2017 19:32:21)

Pelo investimento, monte uma das variações de Abzan que é mais consistente.

Christan (13/02/2017 12:21:39)

Com a possibilidade de fazer muita mana preta, tanto bixo que volta do grave, tanto drain Life, a PRIMEIRA coisa q eu faria nesse deck seria colocar pelo menos duas Death clouds!

Participe de um dos maiores eventos de Magic: The Gathering da América Latina