Real Rogues – Mangusto Limiar Delirium
16/02/2017 14:00 / 5,484 visualizações / 10 comentários

 

 

“When the mongoose attacks he doesn’t miss! Quando o mangusto ataca ele não erra!” 

    - Especialista em mangustos do National Geographic


Zoologistas, aventureiros e defensores dos animais! Preparem-se para uma aventura na natureza selvagem, selva adentro! Tomem cuidado, mangustos, víboras e ursos podem estar à espreita. Vamos conhecer um exótico e rogue bioma com florestas e algumas planícies.


Já falamos de decks tribais, Modern, Standard, e agora falaremos do querido formato Pauper Legacy. O deck da vez é para quem tem um estilo de jogo mais agressivo e inclui uma boa dose de ódio contra remoções.  É um ótimo primeiro deck! A dica está dada, você pode montar esse deck para aquelx amigx que quer começar, ou se você estiver iniciando, tem meu apoio para começar por aqui! Divertido, bom e barato. Uma lista  simples de se jogar para iniciantes e altamente responsiva para players mais experientes. Isso deriva das várias possibildiades de jogada a cada turno que a curva agressiva desse deck permite, incluindo combat tricks e instants. O deck conta com uma variedade de criaturas adaptadas à luta pela sobrevivência na selva do pauper. A estrelinha de nosso deck é Mangusto Ágil, veremos que esse bixinho feroz MATA A COBRA E MOSTRA O P.. deck! 

 

Warning! Warning! Warning!

 

O ministério do Magic the Gathering adverte: estes são decks rogues, decida por você mesmo se jogam ou não jogam, ao persistirem os sintomas monte um novo deck! 

 

Vejamos a lista:


Real Rogues – Mangusto Limiar Delirium - Pauper
2017-01-28

Jogador

chandler

Visitas

5616

Código Fórum

[deck=508004]

 

Predadores Selvagens: As Criaturas

 


Estas 3 criaturas tem 3 coisas em comum, são violentas, sobrevivem a Raio e gostam de um cemitério bem cheio. Falaremos da ativação de limiar e delírio depois. Agora, vamos entender qual é o power level de nossas criaturas, começando com o Homem-Urso, podemos ver que elas não estão de brincadeira. O urso é uma carta simples, mas poderosa. Nos turnos 3 ou 4 seu limiar já deverá estar ativado, tornando-o uma 4/4 geradora de mana. Esse deck tem um setup bem rápido e a mana que ele produz é muito bem-vinda para fazzer no turno 3 uma criatura e um feitiço. Necrofago do Cemiterio Bolorento não gera mana, mas entra em jogo já com a resistência 4. Isso nos dá uma vantagem de bloqueio e nos ganha tempo enquanto construímos o restante de nossa estratégia na mesa. É uma criatura problema e o oponente deverá gastar recursos para se livrar dela. Mangusto Agil, rei dessa selva, tem um propósito um pouco diferente. Ele não pode acelerar o nosso jogo ou nos ganhar tempo, mas sua habilidade de manto faz com que seja extremamente difícil removê-lo. O oponente pode anulá-lo com os populares decks azuis do formato, mas ele vai esbarrar em um grande problema: o mangusto custa apenas 1 mana. Isso quer dizer que você poderá conjurá-lo em seu primeiro turno, quando seu oponente não tem terrenos na mesa, ou jogá-lo como a segunda mágica de um turno avançado para tentar evitar que seja anulado. Logo o mangusto ativa seu limiar, fica nervoso, e começa a morder o oponente. O pauper possui muitas criaturas 1/1 e 2/2, o mangusto vai comer todas elas ou comer os pontos de vida do adversário.


As criaturas das quais falamos são poderosas, mas dependem de cemitério. O que acontece se o oponente jogar com ódio ao nosso cemitério e removê-lo? Bem, temos dois planos, o primeiro, reconstruir rapidamente nosso grave e o segundo, adicionar ao deck criaturas que não dependam do cemitério para estabilizar as coisas. Essas duas estratégias em conjunto garantem um deck mais resiliente. 

 


Legionario de Porcelana executa esse nosso segundo plano muito bem. Sua habilidade de iniciativa não pode ser negligenciada, é vantajosa em vários momentos, inclusive quando enfrentando um deck infect. Além disso, sua cor branca, nesse deck 88,333% verde, nos dá uma vantagem caso o oponente utilize proteção contra o verde. Adicionalmente, seu tipo de card duplo, artefato/criatura conta duas vezes no cemitério facilitando a ativação de delírio (Arvore dos Contos também conta duas vezes!). 

 

 

Outra criatura que estabiliza a partida é Mandris Estridentes, que também não perde seu poder no caso de cemitério removido. Essa carta parece ir contra nossos planos pois reduz nossa contagem de grave, mas o fato é que o cemitério fica tão cheio que o esquadrinhar não vai atrapalhar o limiar. Por fim, temos sempre uma mordida de cobra à nossa disposição, a lista utiliza Vibora de Emboscada, que é uma criatura/remoção e pode ser jogada de surpresa no combate. É um conjunto biodiverso de criaturas para vários tipos de situações, todas elas famintas por pontos de vida. 

 

Enriquecimento do substrato cemiterial: Limiar, Delirium e Flashback

 

 

A melhor carta para nosso cemitério é Comungar com os Deuses, ela provavelmente vai ativar delírio e nos deixa à duas cartas de ativar o limiar. Como efeito secundário, eu diria que ela filtra o deck buscando pela criatura ideal e pode jogar cards com flashback para nosso cemitério. Nesse deck um card com flashback no grave é como um card a mais na mão e uma criatura a mais no cemitério é uma ameaça para o turno seguinte. Falo isso pela sinergia de Lutar com o Passado, que devolve qualquer criatura de nosso cemitério, não se restringindo apenas aos cards revelados, como o Comungar com os Deuses. Isso significa que você pode devolver para sua mão a criatura que dá mais trabalho para o deck de seu oponente.

     

Surpresa!: Truques de Combate

 

 

É verdade que alguns decks se dão bem com uma estratégia bem linear, mas nesse deck preferimos as surpresas. Que tal uma mágica de dano num deck verde com todos os terrenos virados? Nada mal. Golpe Visceral cumpre esse papel e ajuda na ativação de delírio. Você pode achar que 1 ponto de dano é pouco, mas Investigador de Segredos, Elfo Brilhante e Sacerdote de Titania não acham. Além disso, muitas pessoas ao redor do mundo já perderem o jogo sendo atingidas por 1 de dano do Golpe Visceral

 

Shinen do Rugido da Vida pode ser utilizado como game finisher fazendo com que suas criaturas ataquem sem bloqueadores ao custo de um bode espiatório. Como uso alternativo, você pode utilizá-lo na Vibora de Emboscada, quase como uma remoção, lembrando que se a víbora estiver pumpada, essa remoção pode ser global. Ainda falando dos truques, não nos esqueçamos de Forca Silvestre, que pode dificultar bastante os cálculos inimigos sobre quanto dano passará ou quanto dano será necessário para matar uma criatura durante o combate. Confundir os cálculos do oponente costuma trazer vantagens. Também com o intuito de bagunçar os números, usamos uma cópia única de Roer ate os Ossos. Quanto mais cartas você tombar, maior a chance de colocá-la em seu cemitério, quanto mais cartas no cemitério, mais forte ela fica. Ganhar 20 pontos de vida em velocidade instantânea não é nada mal!


Na Natureza Selvagem: O metagame do Pauper

 

 

Nenhum deck foi feito para jogar sozinho. Vamos imaginar o que podemos encontrar para brigar com a turminha do mangusto. Falarei de algumas ameaças hipotéticas, mas o melhor é pensar nas ameaças de sua loja local e como enfrenta-las. Conhecendo seu ambiente você pode fazer ajustes.


O deck de mangusto raivoso é um deck que se encontra bem posicionado contra os controles tradicionais. Contramagica, ou remoções, como Raio e Edito de Chainer, tem pouco impacto contra nosso deck. Temos 24 criaturas e 4 mágicas capazes de devolvê-las de cemitério para mão, podendo inclusive devolve-las para jogo no mesmo turno devido ao baixo custo de mana convertido de nossas criaturas. Os decks que utilizam descarte podem acabar nos trazendo vantagens ao invés de nos atrapalharem. Temos criaturas com manto e resistência 4 o que dificulta bastante as remoções via dano. O deck filtra a si mesmo,  tem poucos terrenos e consequentemente muitas mágicas. Resumindo. É um match difícil para controles tradicionais e um match favorável para nós.
 

OK, e contra os decks mais aggros do formato? Bem, esses matchs são mais difíceis. O jogo contra aggros é uma corrida. Criaturas com voar, como Eskirge da Camara, em um famigerado monogreen stompy, ou um deck UR com Delver transformado, são uma real ameaça. Criaturas imbloqueáveis, como Silhana Saltador de Peitoril, ou um deck infect, com buffs e Bencao do Apostolo, nos trazem problemas também. A princípio é uma guerra de igual para igual, mas tudo é brincadeira até quando colocam dois Rancor em um Eskirge da Camara no turno 2, aí a partida fica bem injusta. Como utilizamos algumas cartas para filtro e manipulação de cemitério, o resultado é um deck um pouco menos agressivo se comparado com decks nos quais todos os cards visam matar o adversário. Viu que sua mão está lenta contra um aggro? Hora de pedir mulligan. No segundo game, tem sideboard para nos favorecer. Se o deck aggro falhar em te matar nos primeiros turnos, provavelmente não conseguirá manter seu gás quando os nossos bônus de grave ativarem. Lembre-se de que este deck também é agressivo! As criaturas batem 3 ou 4 de dano a partir do turno 3! 

 

É isso aí players, este é um deck de poucas lands, de muitas sinergias e alta velocidade. O tal do mangusto é mesmo muito carismático, mas acho que ao final, acabamos percebendo as outras criaturas também são muito boas. Alguém disse uma vez...em algum lugar...que...Necrofago do Cemiterio Bolorento, é o Tarmogoyf do Pauper! 

 

E aí, já decidiu? JOGA OU NÃO JOGA?

 

Faça seu comentário. Tem algum card que você gostaria de ver rodando em um rogue? Conhece alguma lista que você gostaria de ver no próximo Real Rogues? Deixe suas sugestões, previsões do horóscopo chinês e comentários.
 

Até a próxima!
Edu

TAGS:  PauperRogue

Edu Godoy (chandler)
É um estrategista deck builder com nível de captura 999 e Conhecimento Acumulado sobre vários decks! Escreve sobre For Fun, rogues, competitivos e spoilers. Gosta de utilizar as sugestões de cards dos leitores para construir decks “novos para o mundo”. Joga e estuda Magic desde que dragões voavam com ímpeto e gatos ígneos metamorfoseavam.
Redes Sociais: Facebook

ARTIGOS RELACIONADOS

O Submundo do Modern - Hardened Scales

Perdendo a conta dos marcadores.


Lá vem eles de novo! Olha só que absurdo!

O UB Eldrazi no Standard.


O Submundo do Modern - BG Devotion

Afogando o oponente em interações!


Real Rogues - 3 em 1

Entrando na Revolta!


Antes e depois do Drake

Como era e como ficou o metagame Pauper.

MTG Cards





Comentários

Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.

davidbaron (18/02/2017 07:22:05)

Esse deck é promissor. Primeira vez que vejo essa lista e acho que joga bem. Contra aggros deve ter problemas se o adversário tiver uma mão explosiva. Mas, se você jogar controlando, o deck vai bater de frente fácil.

Parabéns pela idéia!

GNemesis (18/02/2017 02:53:25)

Gostei do seu entusiasmo descrevendo as cartas quase como se fossem criaturas reais! haha

A lista é interessante! ^^

chandler (17/02/2017 13:00:13)

Valeu yurão tamo juntos!

yuricamilo (17/02/2017 12:31:55)

Caro amigo, além do "poder" que as cartas exercem, o fato das raridades se da também pela tiragem, se em determinada coleção a tiragem foi alta, ela será comum.
Abraços

yuricamilo (17/02/2017 12:30:35)

Deck espetacular e sinérgico, ja joguei contra ele, quando você percebe já era perdeu.
Valeu Du Parabens pelas ideias...

BAGRE (17/02/2017 05:15:15)

Ver o Mangusto Ágil como carta comum dá até desgosto. É como se ele tivesse sido "rebaixado". Não tem nada a ver com o propósito do tópico mas eu quis fazer essa observação.

Rococorico (16/02/2017 23:01:37)

Muito legal o deck! Primeira lista de Pauper que desperta meu interesse assim, me animei pra testar!

chandler (16/02/2017 21:00:45)

é isso aÍ!!!!

Telepata (16/02/2017 17:02:29)

Esse deck é aquele que a gente vê e dá muita vontade de jogar com ele, quem aprecia construção sabe. Sinergia mto boa.

Mestrao (16/02/2017 15:01:41)

Se joga ou não é o de menos, o fato é que é um deck muito legal, e isso é o que importa.