Não sei quem vazei
18/06/2017 18:18 / 4,987 visualizações / 21 comentários


GG chamado mais uma vez, porque medo de tretas é bobagem. Dessa vez para comentar os vazamentos e spoilers de Ixalan e Hora da Devastação.
 

Os “leaks” (vazamentos) são muito comuns no mundo moderno, graças à velocidade de informação que a internet traz, qualquer coisa se espalha muito rápido e, em conjunto com o hype, cresce exponencialmente. Como todos sabem, hype vende em qualquer área, por isso devemos tomar cuidado com os vazamentos, porque propositais ou não, eles servem como forma de testes de reação.
 

É você não leu errado, muitos vazamentos não são vazamentos, e sim divulgação sem chancela e comprometimento, assim se algo der errado, era “fake”. Pode parecer bobagem, mas Hollywood e a indústria de games já utilizam essa ferramenta a muitos anos, alias a Disney é mestre nisso, ou você acredita que aquela arte conceitual que apenas algumas poucas pessoas deveriam ter acesso, por algum motivo foi enviado para o endereço de e-mail errado?


Apesar de alguns colocarem a mão no fogo pela Wizards, que ela não faria nada de baixa qualidade, os vazamentos de Ixalan podem vir a ser realmente vazamentos, mas na atual situação do Magic isso é complicado de se acreditar. Para enumerar começamos com a Wizards of the Coast e suas trocas de nomes importantes (gerentes e CEO), em segundo a marca passou por um ano ruim de vendas em 2016, não só perdeu o posto de maior card game do mundo, como caiu para terceiro lugar, e para finalizar teve uma queda em sua credibilidade após CINCO cartas banidas no Standard, e pior, em três listas diferentes; para se ter uma ideia, até então apenas 22 cartas haviam sido banidas no Standard desde 1997, sendo que o último banimento em massa foi no bloco de Mirrodin, em 2004-2005.
 

Além de tudo o timing foi perfeito, tendo o vazamento ocorrido exatamente junto com a semana de anúncios do resto de 2017 e 2018, em conjunto da semana de preparação para o maior evento que existe, o GP Las Vegas.
 

Mas o que isso tudo tem a ver com o vazamento? Como eu disse anteriormente o hype vende, ele gera propaganda de boca a boca (eficaz e gratuita), trazendo jogadores antigos que já tem em casa a base de mana com a volta de check lands aliadas, ou jogadores novos que estavam cansados de ficar por fora dos assuntos da empresa em que trabalha. E tudo que a Wizards precisa nesse momento é aumentar as vendas, por isso em conjunto a tantas mudanças, uma delas é a melhora das promocionais de FNM, bons produtos selados (novos Anthology, Archenemy...), novos eventos nas lojas Core+ e etc.


“Why Leaks Hurt”

 

Em dezembro de 2015, Trick Jarret, Global Comunity Manager da Wizards , escreveu para o blog oficial do Magic como os vazamentos são prejudiciais e sem sentido. Ele fala desde a falta de profissionalismo até a falta de necessidade deles, afinal, nós jogadores na hora certa saberíamos o que está por vir.

 

Vazamentos não são jornalismo porque não há uma cobertura sobre o assunto. Não há exposição de segredos sobre as condições de trabalho dos Goblins em Ravnica, ou da qualidade da água em Zendikar, ou a mudança climática em Mirrodin (apesar desse assunto poder ter algo). Vazamentos são apenas coisas que o público descobrirá eventualmente. Não há conspirações reveladas, apenas algo novo revelado através do roubo de uma propriedade intelectual. Isso mesmo, roubo. Se a gente não entregou a você e disse “mostre isso”, então você está roubando da Wizards of the Coast e da comunidade do Magic.
...
“- Há literalmente centenas de membros do time Wizards pelo mundo trabalhando duro para criar uma maravilhosa experiência de jogo para você, a comunidade de Magic. Essa é nossa paixão. Quando vazamentos ocorrem, danifica nosso trabalho duro e rouba da comunidade a experiência.


- Vazamentos geram uma vantagem injusta – porque eles não saem dos canais oficiais – eles não são amplamente distribuídas para jogadores não tão assíduos, criando um desvantagem desleal para alguns.
 

- Vazamentos oferecem uma má primeira impressão. Nem sempre. Mas é irreal (e não saudável para o jogo) cada card conseguir ser feito em um modo a se ter 100% de excitamento quando visto fora do seu contexto original. Isso força o design em um caminho que certamente arruinará o jogo.” 

 

Mas para começar, como dito anteriormente, temos que lembrar que os tempos eram outros para o mundo e para a empresa em 2015, e os pensamentos também, então não é porque esse era o pensamento da empresa a dois anos atrás, que esse é o pensamento hoje depois de tantas trocas de nomes importantes lá dentro.


Primeiro do ano?
 

Apesar de vazamentos não serem coisas novas no mundo de Magic, eu sou convicto que os novos são realmente propositais não só pelo timing, mas pelo adiantamento dos acontecimentos e a frequência. Uma coisa é ocorrer um vazamento de Ramunap Excavator que vai ser lançado mês que vem, outra é em dezembro nós termos tido um “design booster proof” de Atlazan (Ixalan), agora nós termos uma folha de impressão inteira de Ixalan (Setembro), e mês passado, se você for jogador de Commander viu alguns dos diferentes tipos de dragões que sairão no Commander 2017 (Agosto). Então se esses acontecimentos realmente não são propositais, algo de muito errado está acontecendo na gráfica deles, afinal o motivo de se concentrar a produção nos EUA não é exatamente ter total controle sobre ela?
 

Leaks vs. Spoilers


Apesar de o foco agora ser a Hora da Devastação e a chegada de Nicol Bolas para ensinar a esses Power Rangers quem é que manda, temos que entender que os vazamentos de Ixalan não ofuscam nem um pouco os spoilers oficiais. As discussões sobre ambos os acontecimentos são diferentes e podem conviver juntos, elas não acontecem de forma linear, e a cada nova informação e teoria que sai, mais combustível é colocado no trem do hype.

 


Os papéis também são diferentes, enquanto um deles tem o poder de propaganda oficial durante um mês, o outro tem poder de discussão durante muitos meses, o Facebook e o Reddit explodem com a quantidade de teorias criadas. Na verdade nós já estávamos falando das próximas edições desde dezembro do ano passado, com o nome de Atlazan e Conquest of Power, e nem por isso o “YuGiOh theme” em Amonkhet deixou de virar meme.
 

Fakes e suas divergências
 

Não é nenhuma novidade para quem está acostumado a acompanhar os spoilers, a quantidade de fakes que saem, mas quando se trata de vazamento, multiplique por mil a quantidade que surgirá. Mesmo sendo um atraso para os jogadores que estão imaginando o próximo meta, os fakes são mais benéficos que maléficos para a marca, por mais que eles muitas vezes tenham qualidades tenebrosas em todos os âmbitos de design, a famosa frase “Fale bem ou fale mal, mas fale de mim”, encaixa perfeitamente no caso. Eu perdi a conta de quantos Nicol Bolas diferentes eu vi só para a Hora da Devastação, e o principal, quantas discussões no Whatsapp por causa deles. Então tenha paciência com os fakes, é comum entre os fãs quererem ter um pouco do gostinho de designer, e muitas vezes a intenção não é nem passar por uma oficial, mas o efeito de telefone sem fio acaba a “tornando oficial” por algumas horas.
 

Efeito spoiler de imagens sem Lore


Deixando Ixalan e Commander 2017 de lado um pouco, afinal tirando meia dúzia de carta pouco legíveis (ta... 121 cartas pouco legíveis), dragões gatos e check lands, sabemos pouquíssimo sobre ambos. Vamos então falar de uma maneira geral dos spoilers de Hora da Devastação, e suas discussões, que é para isso que serve tudo isso.


Vamos começar falando das cartas que saíram até agora, que apesar de terem vindo várias respostas interessantes como burn, destruição de criatura, artefato e etc. Ainda não é o Hero's Downfall que nós queremos né? Apesar disso algumas cartas interessantes estão sendo apresentadas, como Bontu's Last Reckoning e Abrade. Espero profundamente que o próximo t2 venha a ter menos bombas nucleares e mais respostas, afinal estamos cansados de meta de 50% de um deck, e bans.

 


 

E dando uma pincelada no Lore, apesar de muitos fãs torcerem para a morte de Gideon (alguns até para todos os Power Rangers), devemos lembrar que comercialmente não faz muito sentido. Parece claro com cartas como “Chandra's Defeat”, que eles perderam a batalha contra Nicol Bolas (ufa...), mas o assassinato deles não faz sentido não só para o produto em si, que vai perder muitos nomes e rostos importantes de uma só vez, como também não faz sentido para o Lore, afinal para o todo poderoso Bolas, porque ele eliminaria algo que não é uma verdadeira ameaça?
 

Entendeu como é fácil começar uma discussão sobre? Então diga ai nos comentários o que você acha sobre os cards vazados, o que você espera de Hora da Devastação e Ixalan, e se você acha esses vazamentos benéficos ou maléficos. Enquanto isso vou separar minhas antigas check lands do lixão aqui.


Ps: WTB Ramunap Excavator foil, minha Azusa agradece.

 


Guilherme "GG" Gusman ( dadnis)
Conhecido como GG, amante de decks control desde os 10 anos de idade, em busca do meu set de counterspell coreano.
Redes Sociais: Facebook

ARTIGOS RELACIONADOS

O Trio Ternura

Primeira semana de Ixalan.


Listas para o novo Standard

16 listas para o formato após a rotação.


Sala de Comando - Review ixalan

Parte 1 - Multicolorido, Branco e Azul.


Guia de Pré-Lançamento: Explorando Ixalan

O que você precisa saber para se dar bem nesse fim de semana.


Laboratório de Commander

Ixalan através do Microscópio,

MTG Cards





Comentários

Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.

dadnis (19/06/2017 19:15:25)

Foi um erro, é Ixalan, próximo bloco depois de Amonkhet

BakargyArt (19/06/2017 18:19:34)

o que é Ixlan?

bernardonas (19/06/2017 13:48:07)

Parabéns pelo artigo! Ideias interessantes.

FrankMartin (19/06/2017 11:50:05)

Não sei se isso foi sério ou eu que não entendi a piada.

Pela TUA lógica então, não faz sentido um Ruinous Path destruir um Jace, Mind Sculptor porque uma carta custa pouco mais de 2 reais e a outra carta custa quase 200. É isso mesmo?!

sutilromulo (19/06/2017 10:45:14)

Concordo demais com a parte do "é proposital"

Unreal_Lord (19/06/2017 10:32:13)

Exatamente isso. Cheguei a jogar Yu-Gi-Oh digital, no PSP, celular etc. Há pouco tempo baixei um, joguei umas semana e parei, pq o jogo é basicamente: "quem baixar as maiores criaturas primeiro ganha". Pouquíssimas respostas, se alguém baixar a maior criatura com 4 estrelas já era, pq o q vc baixar morre no turno seguinte e ele pode upar aquele bicho pra um maior ainda.

Magic está se tornando isso, as respostas poucas, fracas, muitos bichos e PWs leves e muito poderosos. Se tornou "quem baixar as maiores bombas primeiro ganha" e fim de papo. Para um player que tem no control o seu estilo favorito é bem desanimador... Tira boa parte da estratégia, qualquer um joga com qualquer deck tier 1 no T2, sem nem precisar pensar mto, só ir descendo as coisas.

Também concordo q poderiam parar de lançar tanta habilidade nova por edição pra ser esquecida na edição seguinte. Toda edição nova são 2 habilidades criadas, mais uma reaproveitada. Veículos, voltaremos a ver? Embalm? Exaurir? Fabricar? Preferia menos habilidades melhores aproveitadas, não jogadas ali só pra ser novo e depois nunca mais...

tattoowalker (19/06/2017 09:32:20)

vazamento de informacao e coisa seria.. alem da nossa imaginacao.. foram tantas. lembro de pouco antes da ancestral vision ser desbanida, o preco dela na starcity subir consideravelmente.. sera que foi expeculacao mesmo??

Tempesta (19/06/2017 09:00:59)

Concordo plenamente que elas são ruins e servem apenas de side.
A menos ruim deve ser a da nissa por ser mais diferente, mas ainda são todas ruins.

Eu tava comentando mais sobre o outro user achar que elas eram fakes

Hollow (19/06/2017 08:51:06)

Pra mim o problema não é nem esse. O problema é que as answers e removals estão horríveis e as threats são poderosíssimas. Pra cada removal bom que lançam tem uns 3 ou 4 walkers fortíssimos, umas 6 ou 7 criaturas fortes, e mais um punhado de artefatos, encantamentos e sorcerys.

O resultado é que a maioria dos decks fica meio "Good Stuff". Quando o cara joga uma threat, você ao invés de tentar remover, joga uma maior ainda. A melhor resposta pra Liliana no Standard agora provavelmente é o Gideon, por exemplo.

No mais, os removals têm sido decepcionantes. Vários Sorcery que podiam ser Instants, a maioria dos Burns não batem nos jogadores (e por consequência, também não batem nos walkers), os sweepers por padrão agora custam 5 manas, etc.

Hollow (19/06/2017 08:36:41)

Na verdade elas são cartas "ruins", porque são todas específicas. A azul afeta azuis, a vermelha contra vermelho, e assim por diante.

No fim das contas, elas são versões pouco "melhoradas" daquelas cartas medíocres de hate que saíram em Theros. Podem ser úteis no side. Nada mais, nada menos.

Voodoo_666 (19/06/2017 08:29:04)

eles poderiam parar de lançar 30 habilidades novas por edição...está muito zuado isso há tempos já

Voodoo_666 (19/06/2017 08:26:56)

procurei o shadowverse. É igual ao heartstone...tb achei outro igualzinho, se chama eternal...galera só copia e cola os jogos

Tempesta (19/06/2017 08:08:49)

Essas cartas foram reveladas pelas redes sociais da Wotc e fazem parte da lore de HOU.
Tem nada de estranho.

Fora que já existem cartas que destroem planeswalker

Noob_Saibot (19/06/2017 00:26:18)

Concordo com tudo. É exatamente isso.

The_Offspring (18/06/2017 23:29:41)

Claramente a WotC "vazou" cartas ilegíveis de Dinossauros vs Piratas para a comunidade mudar de assunto e parar de falar de ban no standard.
Primeiro que vazamento ilegível nem é vazamento, mas blz. -_-
Fato é que Crapdesh afundou o standard de vez.
O formato que já não andava bem e sempre tinha um deck dominante, batendo cerca de 30% do field, ficou muito pior depois de Crapdesh e da primeira ban (que iria acabar com os problemas do T2).
A WotC, numa tentativa ridícula de tornar o jogo mais fácil e atraente, acabou com os hates minimamente jogáveis e o que sobra agora é ban seguida de ban.
É um erro atrás do outro por parte da empresa, que quer que o formato dos pró-wannabes-tour-blá-blá-blá seja também o formato "porta de entrada" para os novatos no MtG.
A consequência?
Uma leva de artigos, vídeos, reportagens e papos de jogadores sobre "outro ban no Standard".
Como abafar?
Vazando cartas ilegíveis sobre dinossauros que pilotam caravelas.
Parabéns WotC.
Se afunda com os erros no T2 e agora passa a olhar pro Commander como uma bóia.

Rlana (18/06/2017 22:32:12)

O magic atual está parecendo BBB, inventam tanta coisa pra ver se segura o "velho" jogo, que acabam fazendo "merda", mas isso é normal acontecer, pois cada vez mais o jogo sofre mutação (commander, frontier, archenemys...).
Uma das coisas que atrapalharam o magic foram as mudanças, sendo elas, do jogo, valores dos cards, jogabilidade e interesse.
A empresa cresceu e diversificou tanto, que ficou difícil de agradar a todos, dando tiro para todo lado.
Espero, que, como jogador, isso resolva mais rápido, pq até o T2 aqui acabou na nossa cidade.

Kram (18/06/2017 21:52:51)

Acho que realmente tem muita coisa fake aí. Os cards assassinos de planeswalkers por exemplo não fazem nenhum sentido. Como pode a wizard lançar um card que vai custar entre 2 e 4 reais que com 1 ou 2 manas simplesmente acabam com cards de 60 a 80 reais? Sei lá, não acredito.

Mestrao (18/06/2017 21:50:37)

A reclamação dos vazamentos é mais uma prova de que a Wizards já melhor bastante, mas ainda tem muito a aprender. Se tivesse uma visão de mercado mais inteligente, aceitaria a inevitabilidade dos vazamentos e encontraria uma maneira de se aproveitar deles.

VIP STAFF loterio (18/06/2017 20:45:21)

Excelente artigo! Parabens

dadnis (18/06/2017 19:41:32)

Hearthstone em disparado em primeiro, e Shadowverse por causa do sucesso na china, em segundo mas quase junto com o MTG, mas nesse caso é tipo corolla e focus, disputado, mas se levar em conta que um tem um ano e o outro 25...

Voodoo_666 (18/06/2017 19:30:29)

Quais os card games números 1 e 2 no mundo ?

Participe de um dos maiores eventos de Magic: The Gathering da América Latina