Hora da Devastação: Branco
11/07/2017 18:00 / 3,673 visualizações / 4 comentários

 

Olá, tudo bem?

 

Vamos a segunda parte da nossa análise da nova edição, Hora da Devastação. Agora sobre a cor Branca.

 

E sempre lembrando, DON'T BELIEVE THE HYPE!

 

Saltador Adornado

 

 

1/1 e Golpe Duplo não fazem essa carta ser interessante, com Sempre Vigilante na mesa, ou algum outro bônus, nós podemos conversar. Sem nada para aumentar seu poder, usar apenas pela possibilidade de um 4/4 Golpe Duplo não é muito animador em um mundo onde Portador da Gloria pode acabar com seus esforços.

 

Anjo da Condenacao

 

 

Uma das minhas cartas favoritas para o Standard, eu adoro um mana sink que me permite diversas interações. O UW Oketra é um deck real e tem jogado bem parecido com um midrange, uma casa eprfeita para esse cara, que pega a lacuna deixada pelo Deslocador Eldrazi, que pode parar um Arcanjo Avacyn, um Gideon, Aliado de Zendikar, ou meso tunar seus ETBs.

 

Egua-solar Adornada

 

 

Essa carta não merecia minha atenção, até eu perceber que posso ganhar vida em qualquer turno e fazer um token, no Modern a carta é tosca e pesada, mas para o Standard ele pode sim ver jogo em algum midrange e/ou aggro que esteja lento pós side.

 

Derrota de Gideon

 

 

Em um mundo onde essa carta comece a jogar mais, ficará quase impossível acertar um Gideon, Aliado de Zendikar. Ainda sim, é uma remoção de uma mana, e tem seu valor pelo uso melhor da mana.

 

Hora da Revelacao

 

 

Um efeito que pune uma mesa cheia de planeswalkers era o que o Standard precisava, te colocando de volta no jogo após uma chuva de good stuff. Contra aggros a carta é lenta e zombies dão boas risadas dela. Ou seja, boa para matar mesas cheias...de outras coisas que não sejam criaturas.

 

Solenidade

 

 

Basicamente um hate, seja no Standard, para energia e o BG, no Modern, contra o então finado Infect e em formatos com Custo Acumulativo, espalhar o caos. A quantidade de interações que essa carta fa tornam ela uma bomba em potencial, porque pode sair não jogando nada, mas explodir assim que sair algo interessante.

 

Conclusão

 

Branco não vem forte pensando na cor toda, mas tem cards pontuais que podem fazer bastante, seja no Standard, seja no Modern. E Solenidade tem um potencial gigante, vale a pena ficar de olho.

 

Até amanhã, 

 

Ruda

 

 


Rudá Andrade dos Reis (VIP STAFF Ruda)
Aficionado por decks azuis agressivos, mas que não dispensa um bom Siege Rhino nas horas vagas, está no Magic desde 2003, em Flagelo. Em 2012 começou escrever sobre Magic e não parou mais, sendo que em 2015 se tornou Editor da Ligamagic.
Redes Sociais: Facebook, Twitter

ARTIGOS RELACIONADOS

Decks da Semana #2 do CLM10: Mardu Veículos

Standard: Mardu Veículos, por Carlos R. Dos Santos.


O Sangue faz a Máquina Girar

Reflexões sobre o Standard que vai embora.


Construindo com Ixalan

Listas com a nova edição.


O que vi de Ixalan

Análise de novas cartas e listas.


Lista de Compras para a Rotação

10 cartas para comprar depois de Setembro.

MTG Cards





Comentários

Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.

Gledsonvpr (12/07/2017 14:50:26)

Lembrando que Solenidade, assim como Melira, acabam com o mais novo combinho de mana infinita com aquele elfinho que desvira se colocar marcador -1/-1.

VIP STAFF Ruda (12/07/2017 13:34:47)

Comando de Atarka e outros efeitos que negam ganho de vida garantem o burn jogando.

morgoth_lotr (12/07/2017 10:01:11)

Faltou falar sobre Oketra's Last Mercy. A carta que a galera mais apavorada já decretou como o fim do Burn no Modern, mas que eu acho que nem vai conseguir se estabelecer como side.

policarpo (11/07/2017 18:20:31)

Acho que Hora da Revelação joga contra zombies no standard, seja mono black ou orzhov. Os decks que geram fichas, como os que utilizam cryptbreaker e/ou diregraf colossus, tendem a montar a mesa muito rápido.

É comum você encontrar uma mesa com seis criaturas no turno 4, ou até mais se o oponente conjurar no T1 um cryptbreaker, no T2 um servo desobediente, no T3 um colosso, no T4 dois zumbis de cmc 2 (neste caso a mesa teria 7 criaturas só do lado do oponente) ou até mais de cmc 1 (até 11 criaturas do lado do oponente). Um jogo desses dificilmente não terá ao menos 10 permanentes nonland no T4. O que vejo de drawback considerável é o custo WWW, que restringe demais seu uso em decks com mais de duas cores!

Participe de um dos maiores eventos de Magic: The Gathering da América Latina