Ixalan e o Duel
21/09/2017 10:00 - 2,801 visualizações - 5 comentários
 
Desde minha última aparição, bastantes coisas mudaram no mundo de Commander, o que não é exatamente novidade. Pelo menos não houve atualização da lista de Banidas (ainda)!
 
Com o fim do CLM9, resolvemos trazer uma mudança grande para esta edição do evento. a 10ª temporada do Circuito Magic usará a lista 1v1 da Wizards
 
Apesar de, em minha modesta opinião, este não ser o ideal para esse tipo de evento, acreditamos que a grande aceitação por parte dos lojistas do eixo Rio-São Paulo, bem como o aumento do número de jogadores em eventos do formato 1v1 foram determinantes para a mudança. Afinal de contas, o evento é de todos nós, e quanto mais jogadores participarem e comparecerem, tanto maior será a premiação e a chance de mantermos uma final Commander para o Circuito Ligamagic.
 
Quem quiser acompanhar o formato de perto pode ver a lista de banidas aqui, e as explicações por trás de cada uma de suas mudanças aqui. Sugiro que todos favoritem esses sites, principalmente o endereço do Tumblr oficial do formato no MTGO. O Commander 1v1 não tem data certa para anunciar mudanças na lista de banidas, que podem ocorrer todos os meses. Também falta um critério objetivo para definir quem fica e quem sai, então atenção redobrada!
 
Deixando o CLM um pouco de lado, vamos mergulhar no assunto de hoje: Ixalan! Eles chegaram e também chegou o momento de pensar no que isso significa na terra do Commander 1v1.
 

Kopala, Guardiao das Ondas

 


Caso o tema tribal dos Commander 2017 faça você começar a se coçar para montar um Commander 1v1, não precisa olhar para além desse peixe. Além de poder ser o comandante das suas tropas, Kopala assume também o papel de protegê-las, muitas vezes melhor do que Kira, Grande Vitro-Fiandeiro, empregado nos decks Modern. Isso por que Kira é um efeito simétrico, isso é, vale tanto para você quanto para seu oponente. Decks de criaturas costumam empregar uma quantidade saudável de equipamentos para conseguir eliminar o oponente a tempo e Kira pode te atrapalhar um pouco nessa tarefa, ao contrário do Guardião das Ondas.

 

Growing Rites of Itlimoc

 


Gaea's Cradle pode estar banido, mas os Ritos de Crescimento de Itlimoc podem ser substitutos à altura. Controlar um número de criaturas é bastante comum em decks que utilizam um pacote de Ramp baseado em elfos, caso de Selvala e Titania, por exemplo. Será a mesma coisa? Não, mas é interessante notar que a face dia dos Ritos é um cantrip razoável.

 

Search for Azcanta

 


Falando em cemitério, essa é mais uma carta que pode se aproveitar das interações que tiram vantagem de abastecer seu próprio cemitério. Uma vez transformada, vai ser difícil lidar com a quantidade de Card Advantage que ele pode gerar.

 

Rampaging Ferocidon

 


Quase uma Leyline of Punishment com pernas, pode ser empregada em decks como o Zurgo Bellstriker, caso encontre-se espaço em um deck tão fechadinho. 

 

Vance's Blasting Cannons

 


Falando no Zurgo, essa é outra mágica para a qual você poderá querer guardar espaço. Outpost Siege é uma carta que me traz boas lembrança de quando eu a utilizava no Standard. Essa é ainda mais interessante em decks como o Zurgo e a Chandra, Fire of Kaladesh, decks que correm o risco de ficar sem muito o que fazer com os terrenos excedentes que comprarem. Pouca coisa sobrevive à um Raio por turno.  

 

Legion's Landing

 


Um dos decks que apareceu devido ao lançamento de Commander 2017 foi o Edgar Markov. Legion's Landing é outra fonte constante de vampirinhos para o Vovô Markov comandar. É interassante notar como o encantamento não liga para o tipo de criatura atacante, então baralhos como o Kytheon, Hero of Akros e Thalia, Guardian of Thraben também poderiam aproveitar-se dessa fonte de corpos.

 

Chart a Course 

 


Acho que é uma das melhores cartas da edição. Com a leva recente de bans em cantrips, decks como o Baral, Chief of Compliance podem se aproveitar desse upgrade. Decks azuis que envolvem enfiar criaturas na Zona Vermelha do combate, como o Geist of Saint Traft e Narset, Enlightened Master também fazem bom uso dessa carta.

 

Unclaimed Territory

 

 
A irmã mais nova de Cavern of Souls , Unclaimed Territory chega para como opção barata para decks multicoloridos e tribais, como o Vampiros do qual falei há pouco, que ganha um pouco mais de consistência no departamento de terrenos.

 
Faltam 5 meses para a final do CLM10, e os lojistas ainda tem tempo de se inscrever! Querem fazer parte do que promete ser um dos maiores eventos de Magic de 2018? Não deixe de pedir para participar.
 
Nos vemos lá!
 

Raphael Soares Bonfim ( laranja_)
Viciado em ganhar jogos que não deveria, abusando de vantagens minúsculas, Um entusiasta dos aspectos teóricos, psicológicos e financeiros de Magic: The Gathering. Vive para virar Montanhas e declarar ataques. Seus maiores sonhos são poder voltar a usar Golpe Relampejante no Standard e reencarnar como Lavamante Implacável na próxima edição.
Redes Sociais: Facebook
LigaMagic App



Comentários

Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.

Hellfael (22/09/2017 10:10)

Duel é o novo legacy, mano.

Betin (22/09/2017 10:03)

Na minha cidade SÓ existe DUEL !
não que seja bom, mas é prova viva que o DUEL tá vivo !

Ruda (22/09/2017 02:54)

Várias etapas do CLM nesse formato discordam.

dkelric (22/09/2017 01:47)

Ué por que ainda há artigos na liga sobre um formato sem público? Duel Commander morreu no BR cara, apenas aceite...

Hellfael (21/09/2017 17:19)

Só uma correção, Ritos de Crescimento de Itlimoc não coloca no grave e sim no fundo do deck!