Monored is The New Meta!
14/03/2019 10:05 - 15,693 visualizações - 23 comentários
Bom dia!
 
Quanto tempo sem escrever para vocês. Acabei ficando sem publicar nada em fevereiro, por causa do Mythic Championship Cleveland, mas estamos de volta. Confesso que para esse artigo, pensei em fazer um deck guide sobre o Sultai, contando minha experiência no torneio, mas não foi o melhor campeonato que eu joguei e sinceramente, tenho achado que o Sultai já esteve melhor posicionado no formato.
 
Apenas para não deixar passar, como muita gente me questiona sobre esse tipo de baralho, caso fosse jogar um torneio de Sultai hoje, essa seria a lista que eu utilizaria:
 
Sultai Midrange - Caparroz
14938 visualizações
08/03/2019
R$ 979,96
R$ 1.627,28
R$ 9.999,28
14938 visualizações
08/03/2019
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (25)
4  Elfos de Llanowar 0,16
4  Andarilha das Copas Tritã  0,20
4  Andarilho Vicejante  0,10
1  Druida da Incubação  7,45
4  Krasis Hidroide   59,90
4  Patrulheira Jadeluzente   2,48
3  Tomadora de Reféns   6,00
1  Tirano da Carnificina   14,90
Planeswalkers (3)
3  Vivien Reid   14,90
Mágicas (7)
2  Demover  0,95
1  Troféu do Assassino  58,36
2  Desprezo de Vraska   3,49
2  Sentir // Sentido  //   0,45
Terrenos (25)
3  Catacumba Submersa9,94
4  Cemitério da Floresta6,26
4  Charco da Procriação45,00
4  Floresta0,00
1  Memorial à Loucura0,16
1  Porto do Interior12,11
4  Túmulo Aquático51,69
4  Tumba Abandonada24,90
60 cards total

Sideboard (15)
4  Coagir 0,03
2  Arpoador Kraul  0,24
2  Demover  0,95
1  Golpe Desdenhoso  0,05
2  Negar  0,04
1  Brontodonte Destruidor   0,45
1  Desprezo de Vraska   3,49
1  Tirano da Carnificina   14,90
1  Sentir // Sentido  //   0,45
 
Deixando essa breve introdução de lado, meu objetivo hoje não é falar sobre o Sultai e sim sobre o baralho que eu tenho jogado infinitamente desde minha volta dos EUA, e que me rendeu, inclusive, o Top #1 no ranking mundial do MTG Arena, o Mono Red.
 
Depois do mundial, acabei sentindo, como já mencionei, que o ambiente não estava tão agradável para o Sultai e me senti órfão no formato, uma vez que eu já vinha jogando de Sultai durante um bom tempo. Após uma breve análise das outras opções viáveis, me chamou a atenção a lista de Alex Majlaton, que levou ele até o top8 do Pro Tour:
 
MonoRed - Pro Tour Cleveland
14882 visualizações
08/03/2019
R$ 305,38
R$ 536,72
R$ 1.454,77
14882 visualizações
08/03/2019
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (19)
4  Corredor de Lava Ghitu 0,07
4  Instigador Fanático 0,09
4  Piromante Viashino  0,18
4  Vapóreo em Fuga  2,18
3  Goblin Lança-correntes   2,70
Mágicas (16)
4  Choque 0,05
4  Golpe Relampejante  0,15
4  Iluminar o Palco  7,69
4  Relâmpago do Mago  0,50
Encantamentos (4)
4  Frenesi Experimental  6,02
Terrenos (21)
13  Montanha0,00
4  Penhasco do Raizame6,19
4  Solo Pisoteado38,00
60 cards total

Sideboard (15)
1  Destemida da Frota Macabra  5,90
4  Hélice de Lava  1,20
4  Lianas Ardentes  7,23
2  Mapa do Tesouro 5,00
1  Goblin Lança-correntes   2,70
3  Colidir // Colosso  /  0,16
 
É uma lista bem redonda, não abrindo muita margem para mudanças, a não ser que a pessoa prefira usar cartas como Risk Factor ou The Flame of Keld, que não é o meu caso, e pretendo explicar nesse artigo ainda, o porque eu acho que muitas cópias de Experimental Frenzy são melhores.
 
Assim, fiz duas mudanças extremamente pontuais, retirando uma Montanha do baralho para o quarto Goblin Chainwhirler e colocando um Fight with Fire no lugar no sideboard, acabando na seguinte lista:
 
MonoRed - Caparroz
14915 visualizações
08/03/2019
R$ 305,55
R$ 537,55
R$ 1.457,72
14915 visualizações
08/03/2019
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (20)
4  Corredor de Lava Ghitu 0,07
4  Instigador Fanático 0,09
4  Piromante Viashino  0,18
4  Vapóreo em Fuga  2,18
4  Goblin Lança-correntes   2,70
Mágicas (16)
4  Choque 0,05
4  Golpe Relampejante  0,15
4  Iluminar o Palco  7,69
4  Relâmpago do Mago  0,50
Encantamentos (4)
4  Frenesi Experimental  6,02
Terrenos (20)
12  Montanha0,00
4  Penhasco do Raizame6,19
4  Solo Pisoteado38,00
60 cards total

Sideboard (15)
1  Destemida da Frota Macabra  5,90
4  Hélice de Lava  1,20
4  Lianas Ardentes  7,23
2  Mapa do Tesouro 5,00
1  Enfrentar com Fogo  0,17
3  Colidir // Colosso  /  0,16
 
Sobre a lista, aqui vai a explicação da utilização de cada carta:
 
Ghitu Lavarunner - quando falamos de mono red, sempre chega à nossa mente um deck explosivo, que busca fechar o jogo com velocidade e isso dificilmente acontece sem criaturas de baixo custo. Ghitu Lavarunner jamais será um Bomat Courier, mas ele cumpre um papel importante de pressão no early game, além de sempre ser uma criatura 2/2 com ímpeto no mid/late game, sem falar que sua presença viabiliza a utilização do Wizard's Lightning por apenas uma mana, o que também é bem importante.
 
Fanatical Firebrand - completando as criaturas de custo um, temos o Fanatical Firebrand que, assim como o Ghitu Lavarunner, também chega atacando diretamente os pontos de vida do adversário. Ter criaturas de uma mana com ímpeto é mais importante que o comum aqui, uma vez que o deck também utiliza Light up the Stage, o que torna possível uma abertura forte, que é fazer uma criatura de custo um, seguida do feitiço vermelho no turno dois, capaz de começar a gerar vantagem cedo na partida para o baralho.
 
Viashino Pyromancer - certamente a pior carta do baralho, mas que possui seu valor. Com um efeito honesto, é capaz de pressionar o oponente, dando um Shock quando entra em campo no adversário ou até mesmo em um planinauta, contribuindo para a utilização do Light Up the Stage por apenas uma mana. Além disso, também é um mago, fechando a interação com o Wizard’s Lightning. Um turno três de Viashino Pyromancer + Light Up the Stage é uma jogada que muito agrada, pois ajuda, e muito, a encontrar a Experimental Frenzy, que é a carta que você quer colocar em campo o mais rápido possível.
 
Runaway Steam-Kin - a carta mais difícil de ser usada com maestria no deck e um dos motores do baralho. Normalmente é a carta que você espera fazer no turno dois e, caso não seja respondida pelo adversário, cria um efeito bola de neve rapidamente, exercendo pressão e ajudando a despejar a mão no seu adversário bem mais rápido, além da óbvia interação com Experimental Frenzy.
 
Claro que é bom fazer ele no turno dois, mas tenha em mente sempre os outs do adversário. Quero dizer que, caso você esteja enfrentando um outro deck com Goblin Chainwhirler, tente não fazer ele simplesmente 1/1 e passar, porque perder ele de graça para o goblin é algo que não está nos planos. O mesmo pode acontecer contra baralhos que utilizem Cry of the Carnarium.
 
Outra dica importante que eu dou é, saiba extrai valor dele na combate fase. Normalmente fazer as mágicas antes do combate, deixando ele 4/4, atacar e depois usar as manas na segunda fase principal é o caminho para otimizar o seu poder. Tenha em mente que, caso seu oponente bloqueie com uma criatura pequena, você não terá as manas sem matar sua própria criatura, o que pode pesar na hora de decidir se você pretende ou não atacar com ele.
 
Goblin Chainwhirler - esse goblin vive momentos de glória desde que foi lançado e duvido que isso não ocorra até ele deixar o Standard. Três manas por um 3/3 iniciativa não é de se jogar fora, aliado ao efeito de causar um de dano em todos os oponentes, criaturas e planinautas que eles controlem, torna essa criatura um dos pilares do formato. Isso significa que a simples presença dele no Standard, faz com que naturalmente criaturas de resistência um sejam menos eficientes e, caso seu oponente não respeite, pode significar em alguns casos uma cólera na mesa do adversário.
 
Dica importante que eu dou sobre ele, é saber que ele pode ser usado depois do combate, para completar dano. Um cenário comum, por exemplo, é atacar com o seu Ghitu Lavarunner ou Viashino Pyromancer para cima de um Wildgrowth Walker e, caso seu oponente bloqueie, você faz ele depois do combate matando a criatura do adversário. Até mesmo um Tempest Djinn contra outro dele em campo é uma combinação agradável. Os exemplos são inúmeros, mas saiba ponderar esse “efeito cólera” dele, após o combate.
 
Outra dica é saber que ele é uma carta que possibilita fazer Light up the Stage por apenas uma mana, o que é uma jogada bem viável a partir do seu turno quatro.
 
Shock, Lightning Strike e Wizard's Lightning - mono red sem burn não é mono red! Aqui são as cartas que vêm para fazer o serviço sujo. Normalmente são arremaçadas na boca do adversário, mas saiba tirar valor deles contra as criaturas certas, normalmente as que ganham vida ou que geram algum valor em campo. Llanowar Elves, Goblin Electromancer, Runaway Steam-Kin, Lyra Dawnbringer, Thief of Sanity, Benalish Marshal e Wildgrowth Walker, são alguns exemplos de criaturas que você não deve deixar no campo de batalha por muito tempo.
 
Light up the Stage - a principal adição de Ravnica Allegiance para o baralho, uma carta extremamente funcional, pois em quase todos os casos, será uma carta que compra duas cartas por apenas uma mana. 
 
Mas nem tudo são flores, saiba o que você pode revelar e o que você precisa na hora de usá-la. Nos matchs em que Experimental Frenzy é muito importante, por exemplo, eu procuro nunca conjurar ela antes do turno três, para evitar de perder o nosso querido encantamento de graça.
 
Experimental Frenzy - provavelmente as vagas mais questionáveis do baralho. Conheço muita gente que não respeita muito seu poder, preferindo usar cartas como The Flame of Keld e/ou Risk Factor. Não que eu ache essas outras cartas ruins, mas o Experimental Frenzy possibilita um ângulo para o baralho que só ele consegue, o de transformar o baralho em um midrange/control ou até mesmo criar um alcance maior em jogos onde você não conseguiu exercer uma pressão natural.
 
Contra muitos matchs, o pós side acaba perdendo a explosão, diante da quantidade de respostas rápidas dos adversários, se tornando o que eu costumo dizer na minha Stream de “Frenzy Control”. Isso significa abrir mão das criaturas de custo um ou até mesmo do Viashino Pyromancer, deixando o deck cheio de remoções, onde seu principal plano de vitória é lidar com todas as ameaças, encaixar seu Experimental Frenzy e depois aproveitar toda a vantagem natural que ele cria, finalizando a partida.
 
Caso você jogue MTG Arena e seu objetivo seja mais focado em jogar partidas melhor de um, talvez o plano do Experimental Frenzy seja pior que do Risk Factor, mas caso você pretenda jogar torneios ou partidas melhor de três no MTG Arena, não indico que você vá para a batalha seu várias cópias desse encantamento.
 
Assim, uma vez explicadas as funcionalidades das cartas do maindeck vou fazer, como sempre, um side guide, para quem pretende jogar com o baralho ou entender como ocorre sua transformação nos games dois e três.
 
 
*Aqui o plano é subir algumas remoções maiores, principalmente para Lyra Dawnbringer, além de cartas que geram valor natural. Como o deck do adversário tem muitas remoções, é difícil tirar muito valor do Runaway Steam-Kin, motivo pelo qual gosto de tirar algumas cópias.
 
 
*Collision está aqui pela pressão natural do +4/+2, podendo significar a morte de um Gatebreaker Ram e lembre-se, Cindervines mata o Gate Colossus.
 
 
*Plano Frenzy Control em ação! Não deixe que seu oponente fique com criatura em campo, principalmente o Tempest Djinn. No g1, cuidado na hora de atacar com seu Ghitu Lavarunner, já que seu oponente pode fazer um Merfolk Trickster, deixando ele 1/2 e o engolindo no combate.
 
 
*O plano aqui é retirar as criaturas de resistência um, para diminuir o valor do Goblin Chainwhirler do adversário.
 
 
*Seja o mais agressivo possível e tente baixar a Cindervines o quanto antes. Acredito que esses sejam os segredos para obter a vitória na partida. Atenção às criaturas do oponente no pós side, como Biogenic Ooze.
 
*Frenzy Control!
 
 
*Dicas importantes que eu dou aqui é sempre matar o Wildgrowth Walker do seu oponente e que as vezes não atacar com o Fanatical Firebrand é relevante para matar a Jadelight Ranger no turno do seu oponente. No mais, Bolt the Bird!
 
 
*Sempre atento com um possível Niv-Mizzet, Parun e encaixe a Cindervines o mais rápido possível. Caso seu oponente use Goblin Electromancer, indico a retirada de todos os Lightning Strike e a manutenção de 3 Shock.
 
 
*Caso seu oponente use um plano maior de criaturas, como Growth-Chamber Guardian, você pode substituir o Viashino Pyromancer por Lava Coil e partiu plano Frenzy Control.
 
*Atenção especial ao Venerated Loxodon. Muitas vezes, usar as remoções no próprio turno são importantes para impedir que ele tenha as “cinco manas” do elefante.
 
Então é isso pessoal, espero que esse artigo sirva para os amantes do MonoRed, conseguindo extrair valor das dicas e informações passadas e até mesmo de quem espera se preparar melhor para entender como o baralho joga.
 
Quero aproveitar e convidar à todos para participarem da minha Stream, que acontece no Facebook (facebook.com/lucaparroz) e na Twitch (twitch.tv/lucaparroz), de segunda à quinta, às 19h! E também me seguir no Twitter e no Instagram: @lucaparroz_
 
Esse mês ainda terei outro artigo, no qual pretendo escrever algum guia de um baralho Modern, como preparação para o GP São Paulo, então caso tenham alguma sugestão de baralho, pode mandar aqui no artigo ou nas minhas redes sociais, que ponderarei com carinho.
 
Abraço a todos!
 
LuCaparroz
Cards Store - Patrocinador Oficial LigaMagic Bolts
Epic Game - Patrocinador Oficial LigaMagic Bolts
Cards of Paradise - Patrocinador Oficial LigaMagic Bolts

João Lucas Caparroz (VIP STAFF LuCaparroz)
Jogador competitivo desde 2014, participou de alguns Pro Tours, sendo atualmente o Campeão Brasileiro, já tendo atingido o Pro Player Bronze. Colunista da LigaMagic desde 2015.
Redes Sociais: Facebook
LigaMagic App



Comentários

Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.

VIP STAFF LuCaparroz (18/03/2019 05:22)

Fechado! Obrigado por participar. 😊

AdrianoTT (17/03/2019 12:57)

Obrigado, Lucas!

Pois é, para mim, tá sendo bem difícil jogar com Mono Red, nessa temporada, antes precisava pensar menos, mas, agora, está bem complicado. Vou tentar acompanhar seus videos na Twitch pra ver se melhoro! :) Se voce ver algum "card_games_brasil" comentando por lá, sou eu! :P

Obrigado,
Adriano.

VIP STAFF LuCaparroz (17/03/2019 06:01)

Pode chamar do que preferir. hahaha

Sobre o monored, confesso que os baralhos tem focado bastante nele, mas o power level do baralho ainda é muito alto, você só tem que saber jogar em volta dos hates. Esse conceito que monored é um deck automático, que qualquer um consegue tirar o máximo de valor é a maior bobagem do mundo. Inclusive, quem acha que magic é automático, independente do deck, provavelmente não faz a menor ideia do que é jogar magic em alto nível.

Eu não tenho dicas específicas, mas jogar com calma, traçar uma meta na partida, respeitar os outs, são coisas que certamente irão te ajudar a vencer mais jogos.

AdrianoTT (16/03/2019 10:00)

Ola Lucas [nao gosto muito de chamar pelo sobrenome, apesar da maioria te chamar por Caparroz],

Voce nao está achando que o meta atual está muito "anti-Monored"? Na 2a. temporada, eu cheguei com facilidade ao Diamante, como estou longe do seu nível, por ter pouco mais de 1 ano de Magic, cheguei só ao Diamante 1, até mesmo por não ter tanto tempo pra jogar todo dia, cerca de 1 hora apenas e a temporada ser de apenas 1 mês, mas não consegui chegar ao Mìtico. Porém, nessa temporada, com o mesmo deck, não consigo passar do Platina 2 e hoje já cai para o Platina 4! :(

Tá impossível praticamente subir! Ganho 1, perco 1, ganho 3, perco 3, ganho 4, perco 5... Tá muito ruim! Muito deck com ganho de vida e/ou muito "aggro", com muita remoção de criaturas, etc. Vou ver nas suas lives, como você está lidando com isso, pois eu não estou vendo muita saída. A maioria das dicas que você deu acima, de tanto jogar com MonoR, eu já tinha aprendido, mas foi uma surpresa você falar que é "bom" usar o Frenzy [bem control mesmo, como voce falou], ainda mais 4 deles, pois, na minha opinião, deixa o deck mais lento e isso ajuda mais ainda os decks control que tem.

Obrigado pelo artigo! :)

Thiago_Carvalho (15/03/2019 14:12)

Ótima diversidade no T2

Thiago_Carvalho (15/03/2019 12:02)

Ótima diversidade no T2

VIP OURO [sm]_Frejat (15/03/2019 11:38)

macagoblin no elfo

VIP STAFF LuCaparroz (15/03/2019 09:50)

Nossa, não tinha reparado nisso! Hahaha

VIP STAFF LuCaparroz (15/03/2019 01:05)

Obrigado! =)

VIP STAFF LuCaparroz (15/03/2019 01:05)

A carta certamente n é ruim, o problema maior é ser feitiço. Interagir no turno do adversário ajuda muito em favor da Wizard's Lightning.

HHHH (15/03/2019 00:51)

Joga muito mesmo. Tem que ser fera para ser o 01. Parabéns, LuCaparroz! BR é foda!

MrSocrates (14/03/2019 17:30)

"jogador"

Noctuno (14/03/2019 14:20)

E admitir que a pessoa sabe jogar? Jamais... jogador de Magic sempre acha que foi sorte ou zika...

Thyrso (14/03/2019 13:47)

20/20/20

Perfeitamente balanceado, como tudo deveria ser :)

ronnepa (14/03/2019 13:27)

Eu ia perguntar a mesma coisa... De todo modo, o fato de ser instant pesa muito a favor do relampago do mago.

Vicent_Vega (14/03/2019 13:21)

Deck sensacional, estou jogando ele no ARENA no Evento Construído BO3. Ótimo para farmar!!!

cesarmoraes (14/03/2019 13:13)

Vc acha que no magic fisico esse deck tbn é a melhor pedida no momento??

Vc poderia fazer um guide do grixis death shadow pro gp modern

Jarias3000 (14/03/2019 13:11)

Perderam a empolgação com a Alfinetada? Acho bem mais fácil de conjurar com o custo reduzido do que o Wizard's Lightning, já que tem só 8 magos

bAKA (14/03/2019 13:04)

Vlw! vou testar.

VIP STAFF LuCaparroz (14/03/2019 12:41)

Sim, não acredito que seja uma carta essencial, mas tem que ser por cartas que são boas contra decks midrange/control.

Fênix Reavivante, Chefe-de-Guerra da Legião e Destemida da Frota Macabra, são opções interessantes.

VIP STAFF LuCaparroz (14/03/2019 12:40)

Ou eu sou muito bom também, é uma alternativa boa! hahahaha

bAKA (14/03/2019 12:39)

É possível substituir o Treasure Map por alguma outra carta?

Balinus (14/03/2019 12:00)

Caralho ele ficou no top 1 do arena? De mono red? Isso que é sorte!

matiasismael (14/03/2019 11:16)

é lindo quando o runway e frenzy jogam o deck todo , pena que as vezes o jogo só te da lands