Load or Cast
Trilogia Phyrexiana
“Por que eu deveria me gabar? Os bardos o farão por mim – e com música.” -Ertai, mago graduado
16/05/2020 10:05 - 4.395 visualizações - 22 comentários
Load or Cast

Finalmente, a longa caminhada iniciada em 2012 chegou ao seu fim.


Após oito anos, consegui realizar aquilo ao que me propus: traduzir a trilogia da Invasão Phyrexiana. Uma empreitada homérica que surgiu com um desejo repentino após meu contato com os primeiros capítulos da Guerra dos Irmãos, traduzido pelo user Blackanof e disponível AQUI, e que me levou a essa missão.


A princípio, eu não comecei por Invasão. Como o único livro que tinha era o volume dois de Time Spiral, decidi começar por lá. Foi um fiasco! Mal traduzi cinco páginas e já desistira. Após um tempo, um dia comentei num dos fóruns de discussão aqui de como gostaria de ter acesso aos livros antigos de Magic. Alguém, não me recordo quem, me mandou mensagem e me enviou os PDF de vários livros de Magic.


Pronto, era o estopim que eu precisava.


Decidi começar por Invasão, acho que porque desejava saber como foi a morte daqueles personagens, e fui à luta. O trabalho era penoso. Não havia a facilidade do Google Tradutor atual. Usá-lo na época era o mesmo que pedir para Squee redigir um texto. Eu usava cinco dicionários, sendo três de inglês-português, um de inglês-inglês e outro de português mais o Scryfall.com (na época era outro nome) para me orientar e seguir com traduções fieis de alguns nomes de cartas.


O primeiro livro foi um “living hell”! Aqueles termos náuticos me davam pesadelos. As batalhas navais do Bons Ventos eram uma mistura de navios com aeronaves. Mas graças à vontade soberana de Yawgmoth que me enviou Dorico (outro user da liga) que cursava engenharia naval e me salvou com explicações e glossários náuticos.


Em dois anos consegui terminar Invasão e imediatamente comecei Conjunção. O ritmo diminuira um pouco – admito que o segundo livro não me era tão empolgante assim – e com isso levei um pouco mais de dois anos para finalizá-lo.


Nesse interim, ganhei de marcador de tendinite e dores na lombar (maldita Emenda, roubando minha juventude!) que contribuíam para a lentidão do trabalho. Eu levava por volta de 3 a 5 horas para terminar um capítulo. Geralmente sentava aos sábados e domingos para realizar as digitações e ficava uns 10 dias sem contato com o material para me curar da tendinite.


Sob duras penas, finalizei Conjunção. Dei a mim mesmo uma pausa, pois estava no último ano da faculdade e o terror do TCC me assolava. A faculdade, o novo emprego e uma pós iniciada imediatamente após a faculdade, ocupavam minha mente e roubavam meu interesse em retornar à tradução. Mas além desses fatores externos, havia outro fator agravante que me afastava de Apocalipse: o desânimo.


Um desânimo latente crescia em mim. Às vezes você questiona o sentido das coisas. Se pergunta se vale a pena continuar, ainda mais quando começa a acreditar que seu trabalho não é tão importante assim. E tudo isso vinha com uma avalanche de canais de Magic que invadiram o Youtube. Não me entenda mal. Eles são um canal importantíssimo para a divulgação da palavra de nosso Salvador Urza, mas com isso parecia que as pessoas não tinham mais interesse em ler as grandes obras.


Faça o teste e pergunte em algum grupo de Magic onde pode encontrar o Lore. Citarão dez canais de Youtube e nenhum site para leitura – isso inclui a própria Ligamagic. Eu sei que você vai dizer que gosta de ler, que acompanha e etc., mas infelizmente, eu já achava que a comunidade não se importava mais com o Lore.


Então, algo inusitado aconteceu. A Wizard conseguiu destruir o arco final de uma saga que levou à união dos jogadores e leitores. Ninguém estava satisfeito com os eventos da Guerra da Centelha. A esperança ressurgiu. As pessoas comentavam, reclamavam, criavam debates e mostravam sua indignação de como a Wizard estava lidando com essa parte essencial do jogo.


Some isso com a descoberta de dois grandes escritores, Django e Sanderson, e você verá que ainda há esperança para o Lore de Magic. Django escreveu as prequelas da Guerra da Centelha e o livro atual de Ikoria, enquanto que Sanderson escreveu Filhas do Sem Rosto (disponível aqui).


A Centelha fora despertada. Decidi que já era hora de cumprir com minha tarefa. E por isso, hoje, estamos aqui, caro leitor.


Entrego a vocês o meu Legado. A trilogia de Invasão.


Dedico essa singela obra a você, que assim como eu, ainda gosta de ler sobre seus queridos personagens e tem esperança de ver, no futuro, o devido trato ao Lore do Magic.


Que vocês possam sofrer com a perda de Barrin;
Se desesperar com a Queda de Benália;
Sentir a fúria taurina de Tahngarth;
Se sacrificar com Darigaaz;
Renovar as esperanças com a cura de Orim;
Se apaixonarem como Eladamri e Lin Sivvi;
E sentirem o peso do mundo e a dor da perda, assim como Gerrard Capasheno;

Leandro Dantes ( Arconte)
Leandro conheceu o Magic em 1998 e, desde então, se apaixonou pelo Lore do jogo. Após retornar a jogar em 2008, se interessou por lendas, o que resultou por despertar a paixão pela escrita. Sempre foi mais colecionador do que jogador e sua graduação em Pedagogia pela Ufscar cooperou para que ele aprimorasse e desenvolvesse um estilo próprio. Autor de alguns contos, todos relacionados ao Magic, já traduziu o livro de Invasão e criou sua própria saga com seu personagem, conhecido como Arconte.
Redes Sociais: Facebook
Comentários
Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.
(Quote)
- 24/05/2020 07:39
Excelente trabalho camarada! Muito obrigado.
(Quote)
- 24/05/2020 01:24
massa! valeu pelo trabalho!
(Quote)
- 19/05/2020 17:30

É sempre um prazer ajudar aqueles que amam o Lore do Magic.

(Quote)
- 19/05/2020 12:51
Obrigado Arconte (Leandro), seu trabalho foi excepcional pra nós amantes de Lore. Meus parabéns.
(Quote)
- 18/05/2020 18:17

Esse é o intuito: leitura prazerosa. Espero que mate sua curiosidade assim como eu fiz. Obrigado pelas palavras.

Últimos artigos de Leandro Dantes
Jeska
Renascida três vezes
5.166 views
Jeska
Renascida três vezes
5.166 views
Há 9 dias — Por Leandro Dantes
Burnout e o Magic
Quando o jogo se torna um peso
5.085 views
Burnout e o Magic
Quando o jogo se torna um peso
5.085 views
Há 23 dias — Por Leandro Dantes
KAMAHL
O Preço da Glória
5.324 views
KAMAHL
O Preço da Glória
5.324 views
06/11/2020 14:05 — Por Leandro Dantes
O Mirari
“Um Mirari para a todos governar”
5.350 views
O Mirari
“Um Mirari para a todos governar”
5.350 views
17/09/2020 10:20 — Por Leandro Dantes
Jurassic Fractius
Um passeio pelo parque dos fractius
6.351 views
Jurassic Fractius
Um passeio pelo parque dos fractius
6.351 views
14/08/2020 10:05 — Por Leandro Dantes