Load or Cast
80 é o novo 60
Yorion, Nômade Celeste chegou para chacoalhar os paradigmas de montagem de decks atualmente!
25/05/2020 10:05 - 6.449 visualizações - 12 comentários
Load or Cast

Olá! Qualquer um que tenha jogado um mínimo de Magic competitivo desde o lançamento de Ikoria, independentemente do formato preferido, sentiu o impacto dos Companheiros no jogo. Além do aspecto "Commander/Brawl" de acessar seu companheiro de uma zona fora dos convencionais grimório/mão/cemitério, os companheiros foram um a um desafiando paradigmas pré-estabelecidos de montagem de deck.


Jogar somente com mágicas pares, ímpares, só custos menores que 2 ou somente maiores que 3 são alguns dos exemplos de requisitos que tornam as escolhas para esses baralhos bem interessantes, e que ao mesmo tempo mostra que todo jogo poder ter acesso ao companheiro justifica optar por versões sub-otimizadas de outros cards (só Disputa Mistica e Neutralizar em um deck de Keruga, o Macrossabio) ou não poder utilizar algum outro bem importante para a estratégia (como Brasolamina nos Mono Red Obosh).


E finalmente chegamos no que talvez parecia o mais difícil de atingir o requisito, mas que com o evoluir dos formatos parece até mesmo brigar com Lurrus da Toca Onírica pelo posto de melhor companheiro dentre os dez: Yorion, Nômade Celeste e seus decks de 80 cartas, que desafiaram TODOS os paradigmas de montagem de baralhos vigentes até então.


Eu mesmo era um jogador que, no começo, olhava para os decks de 80 cartas e pensava que eram "memes", que não tinha razões para abrir mão da consistência e segurança das 60, questionando a "sorte" dos meus oponentes em conseguirem não zicar, curvar, ou até mesmo acharem as peças- chaves de seus decks com tão menos chances matemáticas de fazê-los.

 

Até começar a jogar mais e mais contra os decks de Yorion, Nomade Celeste, até eventualmente passar a jogar COM os decks de Yorion, terminando em uma declaração em cartório de que 80 é o novo 60 e ativamente preferindo jogar com decks utilizando-se da Ave Serpente, não importando o formato que eu tivesse um evento para disputar!


O fato é que, realmente, os decks de 80 cartas vão sofrer um pouco mais com consistência de manas, curva, terrenos virados, e encontrar suas ameaças/respostas com uma frequência mais baixa. Mas tudo isso compensa pelo acesso permanente ao Yorion na mecânica de companheiro, além desses decks serem montados de tal forma que mitigam todos os pontos fracos.

 

Jeskai Lukka Fires
1 visualização
20/05/2020
R$ 1.498,90
R$ 2.528,26
R$ 7.464,71
1 visualização
20/05/2020
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Companheiro (1)
1  Yorion, Nômade Celeste   8,90

Criaturas (4)
4  Agente da Traição   18,70
Planeswalkers (14)
4  Narset, Rasgadora de Véus   4,25
4  Teferi, Manipulador do Tempo   108,02
2  Elspeth, Nêmese do Sol   10,99
4  Lukka, Pária Gibão de Cobre   33,53
Mágicas (4)
4  Estilhaçar o Céu   4,00
Encantamentos (22)
4  Augúrio do Mar  0,10
4  O Nascimento de Meletis  0,05
2  Augúrio do Sol  0,05
4  Fogos da Invenção  1,00
4  Elspeth Derrota a Morte   4,20
4  Tufão de Tubarões  21,40
Terrenos (36)
4  Bueiros de Vapor35,00
2  Castelo de Vantreza4,85
4  Castelo do Vale Arden8,90
4  Fonte Santificada30,33
4  Fundição Sagrada38,00
2  Ilha0,00
2  Montanha0,00
4  Passagem Fabulosa19,85
3  Planície0,00
3  Templo da Epifania3,48
4  Trioma de Raugrin25,20
80 cards total

Sideboard (15)
2  Augúrio da Forja  0,05
2  Hélice de Lava  0,45
2  Rajada de Éter  0,75
2  Clarim Ensurdecedor   0,85
4  Disputa Mística  4,99
1  Yorion, Nômade Celeste   8,90
2  Arrasta-sonhos     6,75

Azorius Devotion
4318 visualizações
20/05/2020
R$ 1.594,13
R$ 2.351,44
R$ 4.569,53
4318 visualizações
20/05/2020
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Companheiro (1)
1  Yorion, Nômade Celeste   8,90

Criaturas (27)
4  Inspetor de Thraben 2,09
2  Anafenza, Espírito da Árvore de Família  3,49
4  Balista Ambulante  78,30
3  Cavaleiro da Orquídea Branca  11,00
3  Daxos, Abençoado pelo Sol  0,25
3  Príncipe Encantado  3,50
4  Heliode, Coroa de Sol  59,99
4  Coruja do Arcanista    0,10
Planeswalkers (3)
3  Teferi, Manipulador do Tempo   108,02
Encantamentos (16)
4  Fim Desconcertante  0,08
4  O Nascimento de Meletis  0,05
2  Armadilha Estática   0,14
2  Intervenção de Gideon   1,00
4  Elspeth Derrota a Morte   4,20
Terrenos (34)
1  Castelo do Vale Arden8,90
4  Fazendas Irrigadas1,50
4  Fonte Santificada30,33
4  Fortaleza Glacial12,95
4  Nyktos, Santuário de Nyx89,58
13  Planície0,00
4  Templo da Iluminação3,15
80 cards total

Sideboard (15)
2  Isolar 0,44
1  Aurora da Esperança  4,49
2  Descanse em Paz  15,89
2  Esfera Amortecedora 6,99
2  Féretro de Vidro  0,20
3  Disputa Mística  4,99
2  Soberana Celeste, Capitânia do Cônsul 1,49
1  Yorion, Nômade Celeste   8,90

Temur Shift
4301 visualizações
20/05/2020
R$ 4.591,85
R$ 6.448,07
R$ 11.707,33
4301 visualizações
20/05/2020
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Companheiro (1)
1  Yorion, Nômade Celeste   8,90

Criaturas (10)
2  Herbívoro Arbóreo 0,41
4  Coatl Presa-de-gelo  37,80
4  Uro, Titã da Ira da Natureza   179,99
Planeswalkers (2)
2  Wrenn e Seis  265,74
Mágicas (24)
4  Raio 8,50
2  Amuleto Izzet  1,71
4  Aprisionar  6,50
4  Espiral de Crescimento  0,09
2  Buscar pelo Amanhã  0,10
4  Comando Críptico    64,99
4  Metapaisagem   39,90
Artefatos (4)
4  Astrolábio de ArcumS0,89
Encantamentos (4)
4  Crescimento Abundante 0,38
Terrenos (36)
4  Bueiros de Vapor35,00
1  Caverna das Almas214,99
1  Charco da Procriação64,32
2  Contraforte Arborizado63,48
4  Floresta Tropical Nebulosa210,00
2  Floresta da Neve1,50
5  Ilha da Neve3,50
4  Lago Alpino Fervente190,00
1  Montanha da Neve1,50
3  Santuário Místico1,00
2  Solo Pisoteado31,49
3  Trioma de Ketria24,51
2  Valakut, o Pináculo Derretido50,00
2  Vista Prismática99,00
80 cards total

Sideboard (15)
1  Golpe Ardente 1,00
1  Perfurar Mágica 0,30
2  Véu do Verão 23,28
2  Rajada de Éter  0,75
2  Resistir à Tempestade  0,30
3  Disputa Mística  4,99
3  Fúria dos Deuses   6,72
1  Yorion, Nômade Celeste   8,90

 

O primeiro deck é o Jeskai Lukka Fires Standard que usei para chegar à final do LATAM Magic Series, onde perdi valendo vaga e passagem aérea para o Player's Tour; o segundo é o Azorius Devotion Pioneer, um Midrange focado na devoção ao branco e com as chances de combar dano infinito com Heliode, Coroa de Sol e Balista Ambulante e o terceiro o Temur Shift Modern, um combo de Metapaisagem que consegue atrasar o jogo dos adversários com interações e jogadas de valor como Uro, Tita da Ira da Natureza, sendo esses dois decks utilizados por mim para alcançar dois Top 16 em torneios 1k USD da Lotus Box League Season 1, um em cada formato.


O que os três baralhos têm em comum? Todos são capazes de produzir uma jogada "injusta" que ganha o jogo na hora muito cedo caso encontrem as peças e o oponente não possua interação, embora nenhum dos três decks dependa exclusivamente disso. Em sua essência, esses baralhos funcionam como um bom e velho Midrange cheio de formas de gerar vantagem de cartas, interações com o oponente através de remoções/anulações e bombas capazes de carregar o jogo sozinhas.


Só que o "elemento Yorion" adiciona o tempero final às estratégias. Cartas inofensivas como Augurio do Mar, Astrolabio de Arcum, Crescimento Abundante, O Nascimento de Meletis e Inspetor de Thraben, que normalmente geram um valor mínimo ao seu controlador e seguem a vida, são capazes de agregar muito mais quando combinadas com o Companheiro, afogando os oponentes em vantagem de cartas e dando turnos de ação em momentos onde talvez nada fosse acontecer, punindo totalmente os oponentes que tentem jogar o jogo dos recursos e adicionando consistência e velocidade ao jogo dos decks Yorion.


Além disso, outro fator que torna extremamente desafiador enfrentar esse tipo de deck é o "mini-jogo" que o Yorion cria - quando uma carta poderosa com habilidade de entrar em jogo é utilizada, como uma Elspeth Derrota a Morte, Agente da Traicao ou um Planeswalker usando suas habilidades de "menos", o oponente obrigatoriamente precisa lidar com uma carta que talvez ele não gostaria de gastar recursos, sob o risco de tomar novamente o efeito "entra em jogo" contra um Yorion, Nomade Celeste que ainda não foi utilizado. Por vezes, é colocado o pé no freio no desenvolvimento do próprio jogo, e isso dá a brecha que o Yorion precisa para remontar uma mão ou um turno poderoso na mesa.


Outros conceitos são aplicados para a montagem das 80 + 14. Cartas de sideboard muito específicas, que precisam vir na mão inicial para terem o impacto necessário e são pouco versáteis acabam não tendo tanto espaço (pense em Jaula do Escavador de Tumulos) enquanto que respostas abrangentes funcionam muito bem, diluindo-se no plano generalista de jogadas valorosas - Disputa Mistica está nos três sideboards usados como exemplo, assim como remoções leves para criaturas, remoções globais e outras anulações.


Redundância nas escolhas e cartas intercambiáveis também se aplicam. Existe diferença entre Astrolabio de Arcum e Crescimento Abundante, mas ambos vão ser boas jogadas de turno 1. O mesmo vale para Herbivoro Arboreo ou Buscar pelo Amanha. Teferi, Manipulador do Tempo ou Narset, Rasgadora de Veus costumam ser jogadas fortes de turno 3 sempre. Daxos, Abencoado pelo Sol e Anafenza, Espirito da Arvore de Familia são duas criaturas que geram dupla devoção ao branco e possibilitam o combo da Walking Ballista com menos mana.


Outro ponto em favor dos decks de 80 é que a cardpool (cartas disponíveis) atual dos formatos está bem vasta, permitindo que a diferença entre as "melhores" e "piores" cartas do deck seja bem baixa. Só no Standard temos Shocklands, Templos, Triomas, Castelos e Passagem Fabulosa. Se formos para o Pioneer e o Modern, as opções só aumentam. Talvez os decks de Yorion seriam bem piores se dependessem de usar Angra Tranquila ou Portao da Guilda Azorius para fixarem sua base de mana, mas ainda não é nesse mundo em que vivemos. O mesmo vale para para cartas em outras funções, como Estilhacar o Ceu, Limpeza Temporal, Labareda Solar, Clarim Ensurdecedor somente na discussão das remoções globais do Jeskai Lukka Fires Standard!


Creio que poucos imaginariam que hoje as discussões seriam quais cards tem que ser cortados dos 81, 82, 83 escolhidos e não quais 20 que devem ser acrescentados nas 60 convencionais para atender ao requisito de montagem. Ou então talvez seja assustador de pensar que, a mecânica de Companheiro provou-se tão poderosa, que possivelmente eles ainda seriam usados mesmo assim se os requisitos de montagem deles exigissem, também, 80 cartas! Eu certamente consigo imaginar pilhas Midrange de Lurrus da Toca Onirica com 80, principalmente nos formatos mais antigos...


E quanto a vocês, leitores, qual sua opinião sobre o polêmico "80 é o novo 60"? Acreditam que Yorion, Nomade Celeste justifica essa revisão de paradigmas na montagem de decks, e até mesmo que os decks de 80 com ele podem ser melhores que os de 60 sem? Deixem suas opiniões nos comentários!


Abraços e até a próxima!

Cards Store - Patrocinador Oficial LigaMagic Bolts
Epic Game - Patrocinador Oficial LigaMagic Bolts
Cards of Paradise - Patrocinador Oficial LigaMagic Bolts
Matheus Akio Yanagiura ( sandoiche_13)
Matheus Akio Yanagiura, mais conhecido como Sandoiche, começou a jogar em 2003, em Flagelo. Está sempre na vida do grind dos torneios, com destaque para o título do CLM 10 Modern, o maior realizado até então, e o Top 16 no Grand Prix São Paulo 2018. É um entusiasta do Magic competitivo e totalmente dedicado à produção de conteúdo referente ao jogo, publicando artigos periodicamente desde 2012, colaborando para o Blog da LigaMagic desde 2015 e atualmente produz vídeos em seu canal no YouTube Sandoiche's Grind e streama ao vivo regularmente na Twitch.
Redes Sociais: Facebook, Twitter
Comentários
Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.
(Quote)
- 26/05/2020 22:33
Esperando o ban chegar, companion nunca mais!
(Quote)
- 26/05/2020 22:26
a unica utlidade dele na minha opinião seria no commander. porem a propria wizardas já fez um anuncio que ele nao pode em commander!

ou seja pra uma habilidade de merda que o cara nem pode fazer como instantânea é melhor utilizar proteção de teferi!
(Quote)
- 25/05/2020 23:57

Eu acho uma boa ideia, algo justo e não prejudicial. Mas eu não jogo competitivamente, então qualquer deck tóxico é resolvido com um "cara, muda esse deck aí porque ele é chato"

(Quote)
- 25/05/2020 17:23
"Creio que poucos imaginariam que hoje as discussões seriam quais cards tem que ser cortados dos 81, 82, 83 escolhidos e não quais 20 que devem ser acrescentados nas 60 convencionais para atender ao requisito de montagem."

Essa é a resposta para a pergunta deixada no tópico. A mecânica é quebrada (e acho que isso está claro para qualquer um que jogue Arena e/ou MOL). Os requerimentos de deckbuilding são leves comparados ao valor que os companions entregam. Foram citados decks do T2, Pioneer e Modern, mas tem decks no LEGACY jogando com 80 cartas. Se uma carta consegue ser poderosa o suficiente para compensar usar 20 cartas a mais em decks de formatos com alto nível de poder, das duas uma: Ou a restrição é irrelevante, ou o poder da carta é tão alto que compensa a restrição. De uma forma ou de outra, tornou-se um problema.
(Quote)
- 25/05/2020 15:52
não consigo acreditar que tem gente que acha companion uma boa idéia, algo justo e não prejudicial...
Últimos artigos de Matheus Akio Yanagiura
O Bicho-Papão do Historic - Guia Simic Nexus
Em seu artigo de hoje, Sandoiche comenta sobre o atual bicho-papão do Historic, o Simic Nexus, trazendo as possíveis inclusões de M21 e o guia de sideboard para as principa..
3.173 views
O Bicho-Papão do Historic - Guia Simic Nexus
Em seu artigo de hoje, Sandoiche comenta sobre o atual bicho-papão do Historic, o Simic Nexus, trazendo as possíveis inclusões de M21 e o guia de sideboard para as principa..
3.173 views
Há 5 dias — Por Matheus Akio Yanagiura
Standard - As Tecnologias da Semana 1
M21 recém chegou ao Standard, e em seu artigo de hoje, Sandoiche analisa as tecnologias da Semana 1 de formato!
7.967 views
Standard - As Tecnologias da Semana 1
M21 recém chegou ao Standard, e em seu artigo de hoje, Sandoiche analisa as tecnologias da Semana 1 de formato!
7.967 views
Há 8 dias — Por Matheus Akio Yanagiura
Brilhante e Nova M21, Bom e Velho Simic
M21 chega com várias cartas brilhantes e novas, mas Sandoiche está interessado em como aplicá-las no bom e velho Simic - em seu artigo de hoje, uma análise de alguns cards..
5.085 views
Brilhante e Nova M21, Bom e Velho Simic
M21 chega com várias cartas brilhantes e novas, mas Sandoiche está interessado em como aplicá-las no bom e velho Simic - em seu artigo de hoje, uma análise de alguns cards..
5.085 views
Há 11 dias — Por Matheus Akio Yanagiura
Vinte Decks com Core Set 2021
Core Set 2021 está chegando, e mais uma vez Sandoiche traz 20 decklists Standard com a nova coleção, sendo dez decks Tier 1 atualizados e dez decks experimentais com os nov..
20.039 views
Vinte Decks com Core Set 2021
Core Set 2021 está chegando, e mais uma vez Sandoiche traz 20 decklists Standard com a nova coleção, sendo dez decks Tier 1 atualizados e dez decks experimentais com os nov..
20.039 views
Há 18 dias — Por Matheus Akio Yanagiura
O nível seguinte do Standard pós-bans
Após a primeira semana de torneios depois dos bans, o metagame continuou em constante evolução - e no artigo de hoje, Sandoiche analisa alguns dos baralhos que representara..
8.407 views
O nível seguinte do Standard pós-bans
Após a primeira semana de torneios depois dos bans, o metagame continuou em constante evolução - e no artigo de hoje, Sandoiche analisa alguns dos baralhos que representara..
8.407 views
Há 25 dias — Por Matheus Akio Yanagiura