Load or Cast
Como encontrar o deck ideal
Encontrar o seu deck ideal pode aumentar muito suas vitórias e com certeza aumenta a diversão da partida
02/06/2020 10:28 - 7.921 visualizações - 16 comentários
Load or Cast

Muita gente acredita em amor à primeira vista. Aquele rápido aquecimento no coração quando vemos aquilo que vamos amar até o fim de nossos dias. Eu, apesar de não ser descrente, prefiro pensar em o verdadeiro amor é aquele que desenvolvemos com o tempo, pois é assim que podemos ter certeza do sentimento. Não sei você, mas é assim que eu trato meus relacionamentos com os decks, amor à longo prazo.

 

 Ao meu ver, é uma ótima qualidade para o jogador aquele que consegue se destacar com qualquer deck e arquétipo, demonstra o ótimo entendimento teórico e prático de basicamente todos os conceitos do jogo, no entanto, ser o player “de um deck só” não é ofensa e, em alguns casos, é melhor ainda do que ser 2.0 totalflex. 

 

Quando comecei a jogar Legacy eu não tinha cartas, tinha que jogar com os decks que sobravam, e nem todos me agradava, mas eu sabia que, por não ter cartas, não estava em posição de reclamar. Foi com o tempo que fui identificando os baralhos que mais gostava e, consequentemente, me apaixonando ainda mais pelo formato, o que me dava mais estímulo de aprender a jogar melhor com os decks que gostava, o que me rendeu o título de “o cara do Death and Taxes” por alguns anos.

 

Diferente do que muitos acreditam, o deck “ideal” não é necessariamente o tier 1 do formato. Já joguei com decks considerados Tier 1 absoluto de vários formatos, mas quando o deck não batia com meu estilo de jogo, não era divertido, por mais que fosse um bom deck. E pra mim, jogar Magic com 0 diversão sempre foi inaceitável.


Se especializar num estilo de deck traz mais benefícios que tomar Ômega 3. Entender todas as peças de um arquétipo te faz entender melhor os mulligans, sequenciar melhor, sidear melhor e até mesmo ter um bom plano de jogo mesmo contra decks desconhecidos. Enquanto o jogador que diversifica demais talvez não consiga entender todos os pormenores de um deck X que acabara de começar a jogar, o “especialista” daquele arquétipo já vai sair voando muito mais facilmente.


Alguns grandes nomes do Magic foram construídos em cima de especialização de decks específicos. Nikachu e seus Merfolks no Modern, Jody Keith com seu Lands no Legacy e até o Craig Wescoe, campeão de Pro Tour utilizando sempre estratégias voltadas em bater com criaturas brancas.

 

Para encontrar o deck ideal primeiro você deve entender do que você gosta de jogar. Às vezes pensamos que gostamos de X quando na verdade nos deparamos com Y e o coração começa a bater mais rápido.


Os tipos base de arquétipos são Aggro, Combo e Control, mas você não precisa ser 8 ou 80, híbridos existem para agradar todo tipo de pessoa.
Vamos ver os híbridos mais comuns, talvez isso abra sua mente para entender do que você mais gosta.

 

Nem tudo é tão preto no branco como gostaríamos. Eu não me via muito como jogador de Combo Puro e não era muito fã de decks de fazer bixo e virar para a direita sem muitos detalhes, a diversidade do Magic me ensinou que os decks que misturam estilos de jogo são os meus preferidos e talvez seja isso que falte para você encontrar o seu tão sonhado deckinho do coração.


Abzan Rally
5299 visualizações
27/05/2020
R$ 1.396,55
R$ 2.168,15
R$ 21.491,17
5299 visualizações
27/05/2020
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (32)
1  Casulário 0,09
4  Fornecedora do Suturador 13,90
4  Testemunha Caçada 0,03
4  Aristocrata do Cartel  0,10
4  Artesão Demoníaco  55,00
2  Celebrante Cruel  0,48
4  Degolador de Zulaport  0,98
1  Magistrado de Drannith  10,00
4  Sátiro Trilheiro  0,10
4  Sacerdotisa dos Deuses Esquecidos  3,60
Mágicas (7)
3  Retornar às Fileiras   3,97
3  Reunir os Ancestrais   2,00
1  Chamado do Mortívago  0,99
Terrenos (21)
4  Charco Florescente36,67
4  Jardim do Templo25,00
4  Pátio Oculto13,90
1  Planície0,00
4  Sacrário Ateísta28,90
4  Tumba Abandonada32,40
60 cards total

Sideboard (15)
3  Capturar Pensamento 100,00
2  Empurrão Fatal 11,99
2  Esperança de Ghirapur 6,43
2  Peso Morto 0,05
1  Denegeração Abrupta  26,55
2  Esfera Amortecedora 6,99
2  Troféu do Assassino  59,95
1  Lurrus da Toca Onírica   26,91

 


O Abzan Rally do Pioneer mixa muito bem o aspecto aggro e combo.


Uma boa curva de mana graças ao Lurrus da Toca Onirica. Garantindo que sua sequência sempre será bixo turno 1 e bixo turno 2, o que não é totalmente verdade para todos os decks aggros do formato. A baixa curva sempre facilitará de lotar a mesa bem rapidamente, sobrecarregando a mana dos decks que pretendem trocar em removals 1 pra 1, e claro, o deck também tem uma combo kill que envolve Reunir os Ancestrais + Aristocrata do Cartel + as criaturas que pingam o oponente quando algo seu morre e um punhado de criaturas quaisquer para finalizar a partida, tornando o baralho bem perigoso, uma vez que não é preciso causar os 20 pontos de dano de uma vez para ganhar, e sim uns 8 ou 10, que não são nada difíceis no turno 5 ou 6.

 


Death and Taxes
5327 visualizações
27/05/2020
R$ 2.972,55
R$ 4.604,64
R$ 9.426,19
5327 visualizações
27/05/2020
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (25)
4  Madre das Runas 7,00
4  Místico Litoforjador  116,00
3  Revogador Phyrexiano 5,00
4  Thalia, Guardiã de Thraben  24,45
4  Asas da Inexistência   0,75
1  Cruzado Mirraniano   4,00
2  Recruiter of the Guard  60,00
2  Sanctum Prelate   70,00
1  Palace Jailer   8,51
Mágicas (4)
4  Espadas em Arados 3,69
Artefatos (7)
4  Frasco do Éter 89,90
1  Jitte de Umezawa 29,99
1  Espada de Fogo e Gelo 210,00
1  Crânio-Marreta 65,65
Terrenos (24)
1  Caverna das Almas214,99
1  Clareira Silenciosa29,00
3  Karakas80,00
11  Planície0,00
4  Porto de Rishada39,75
4  Terras Ermas95,90
60 cards total

Sideboard (15)
2  Caminho para o Exílio 12,98
2  Extração Cirúrgica 51,00
2  Silêncio Ensurdecedor 0,69
2  Descanse em Paz  15,89
2  Sacerdotisa do Confinamento  6,90
2  Council's Judgment   53,99
1  Cataclismo   12,75
2  Gideon, Aliado de Zendikar   45,00

 

O Death and Taxes é uma boa síntese de controle sem anulas e com poucos removals. Existem controles reativos e preventivos(se quiserem podemos falar sobre isso no futuro) e o DnT se encaixa no segundo, responde mal para algumas coisas depois que elas já aconteceram, mas é ótimo em prevenir que elas se tornem uma ameaça.


O deck mistura elementos de taxação com a agressividade de um White Weenie, dificultando a vida dos oponentes que não sabem se serão controlados ou agressivados nessa partida.


O que mais me agrada no baralho é a sutileza de mudança de postura, você não precisa escolher FULL control ou FULL aggro, a maior parte das cartas exerce as duas funções, só mudam sua tendência de aggro para control de acordo com seus efeitos.


Não é tão simples saber quando usar seu Porto de Rishada ou quando conjurar Mistico Litoforjador, mas é inegável que aprendi grande parte dos conceitos de recurso do jogo pilotando este deck maravilhoso.


Se não consegue decidir entre Veredito Supremo e Guia Goblin talvez dar uma chance para o DnT apeteça seu coração.

 


Yorion Shift
5287 visualizações
27/05/2020
R$ 4.626,75
R$ 6.474,81
R$ 11.747,58
5287 visualizações
27/05/2020
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (8)
4  Coatl Presa-de-gelo  37,80
4  Uro, Titã da Ira da Natureza   179,99
Planeswalkers (2)
2  Wrenn e Seis  265,74
Mágicas (26)
4  Raio 8,50
2  Amuleto Izzet  1,71
4  Aprisionar  6,50
4  Espiral de Crescimento  0,09
4  Buscar pelo Amanhã  0,10
4  Comando Críptico    64,99
4  Metapaisagem   39,90
Artefatos (4)
4  Astrolábio de ArcumS0,89
Encantamentos (4)
4  Crescimento Abundante 0,38
Terrenos (36)
4  Bueiros de Vapor35,00
1  Caverna das Almas214,99
1  Charco da Procriação64,32
1  Contraforte Arborizado63,48
4  Floresta Tropical Nebulosa210,00
2  Floresta da Neve1,50
5  Ilha da Neve3,50
4  Lago Alpino Fervente190,00
1  Montanha da Neve1,50
3  Santuário Místico1,00
2  Solo Pisoteado31,49
3  Trioma de Ketria24,51
2  Valakut, o Pináculo Derretido50,00
3  Vista Prismática99,00
80 cards total

Sideboard (15)
1  Golpe Ardente 1,00
1  Perfurar Mágica 0,30
2  Véu do Verão 23,28
2  Rajada de Éter  0,75
2  Resistir à Tempestade  0,30
3  Disputa Mística  4,99
3  Fúria dos Deuses   6,72
1  Yorion, Nômade Celeste   8,90

 

Não é porque você gosta de controls que você precisa matar dando colheiradas na testa do adversário, o Yorion Shift transforma a colher em uma bazuca e acaba o jogo em um turno a partir do momento que consegue ter 7 terrenos e resolver uma Metapaisagem.


Um tempo-control com uma pitada de Kill condition, tompêrro porrfeito para condimentar esse deck maravilhoso.


É um control com alguns ramps que permitem fazer Comando Criptico no turno 3 sem depender de mana dork, e o counter mais chato de se tomar na forma de Aprisionar.


Essa nova versão muda bem de postura pois ter Wrenn e Seis, praticamente ganha sozinho com o ultimate e o Uro, Tita da Ira da Natureza que funciona como ramp, lifegain e vira uma kill condition bem rapidamente. Diferente das versões mais antigas do baralho, esta não tem problema algum em finalizar a partida.


Como cereja do bolo o deck ainda tem Yorion, Nomade Celeste, não só é uma carta extra na sua mão inicial, mas também tem um plano de muuuito valor blinkando as permanentes do deck que foram escolhidas especialmente porque têm algum efeito quando entram em campo.

 


Estes foram apenas alguns exemplos mostrando o quão diverso o Magic pode ser, deixando claro que você não precisa se preocupar em A ou B se pode juntá-los num deck só.


Você não precisa necessariamente ter um arquétipo preferido para se dar bem, apenas que isso ajuda, e muito, a ter bons resultados e se divertir mais quando for jogar.


Para entender do que você gosta é preciso entender qual seu estilo. É de criaturas? É de mágicas? Prefere finalizar o jogo de uma vez(combo) ou pode ser através de várias fases de combate(aggro)? Você se diverte em partidas mais curtas ou mais longas?


Tudo isso vai te ajudar a definir o tipo de arquétipo que te apeteça mais. Às vezes você pode nem saber que gosta dele, mas após jogar ou ver alguém jogando com um determinado tipo de deck já te agrada, se entenda antes de sair procurando sem saber onde realmente quer chegar, pois já estive nesse caminho, e só sair procurando o seu “deck preferido” pode causar muita frustração achando que o seu deck preferido vai te gerar aumento de 10000% de endorfina no corpo.

 

Nem todo mundo é “o jogador de um deck só”, e isso não é negativo, da mesma maneira que ser “versátil” na escolha de deck também pode não ser tão vantajoso se você não aplicar devidamente a teoria a prática. O que aprendi em todos esses anos de “masterização” de decks, é que encontrar o SEU deck torna o jogo mais difícil, mas partidas mais desafiadoras e os resultados mais recompensantes, pra mim, é tudo o que eu quero do jogo.


Pode ser que o seu deck preferido fique injogável na próxima rotação, não deixe isso te desanimar, Magic deve ser jogado para se divertir, e tenho certeza que é possível encontrar outros decks preferidos. Tive que me despedir de muitos decks que eu gostava muito por causa de mudanças de formatos(desde bans, rotações até mudanças de field) e o que ficam são as lembranças legais e as jogadas interessantes feitas que podem te ajudar em campeonatos futuros.

Bruno Ramalho ( Bruno_Orelha)
Aficionado por Legacy, sempre que pode joga com decks que matam com terrenos e não dispensa uma ativação de Vial no passe.
Redes Sociais: Facebook
Comentários
Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.
(Quote)
- 04/06/2020 13:15

Taking turns é meu estilo de deck preferido, com certeza, todos os formatos de MTG que é possível eu vou para essa linha de jogo, e quanto mais estranho a forma de matar melhor, rsrsrs. Mas o KCI era um deck diferenciado para quem jogava.

(Quote)
- 03/06/2020 20:52

Combo é tech, combo é pop, combo é tudo rsrs

(Quote)
- 03/06/2020 18:20

Brigadão mesmo, mano! Control sempre foi o mais divertido pra mim também.


Brigadão brother! O Legacy tem essa vantagem sobre os outros formatos, a pool,de cartas é tão extensa que dá pra jogar de literalmente qualquer coisa. O Mavecão é uma opção incrível pra quem gosta de silver bullets.


Eu já tive minha fase de combo, até me descobrir em outros arquétipos, isso que é o dahora.


Valeu mano, apenas expressei algo que queria falar há algum tempo.
Já tenho alguns artigos sobre controle , um deles se chama "controlando o controle".


Valeu Vagal! 3 Mais do que o Vagal do KCI eu lembro mais do Vagal do taking turns que só matava de inkmoth hahaha

(Quote)
- 03/06/2020 18:15

Agradeço muito sua frequência em meus artigos, anima demais!


Muito obrigado!


Pretendo fazer isso sim, preciso só arrumar um DnT no Mol.



Muito obrigado!


É possível sim, mas a curva 3 possibilita outros sac outlets tipo nantuko husk e talvez até a usar a liliana que flipa.


Valeu mano! Eu já penei muito procurando deck e não encontrando, e isso ainda acontece as vezes quando o field muda, é bom demais encontrar o nosso deck querido.

(Quote)
- 03/06/2020 14:49

Tome vergonha nessa cara Vagal, por acaso já esqueceu do Taking Turns ? Vai, me diga ...

Últimos artigos de Bruno Ramalho
M21 fora do Standard
Será que M21 tens o suficiente para esmagar o meu field?
7.546 views
M21 fora do Standard
Será que M21 tens o suficiente para esmagar o meu field?
7.546 views
Há 4 dias — Por Bruno Ramalho
A importância do tier 2
Nem só de Tier 1 se vive o magiqueiro, hoje veremos o quão importante pode ser surpreender com seu Tier 2.
5.736 views
A importância do tier 2
Nem só de Tier 1 se vive o magiqueiro, hoje veremos o quão importante pode ser surpreender com seu Tier 2.
5.736 views
Há 26 dias — Por Bruno Ramalho
Jogando Pioneer e se divertindo
Bruno Orelha se aventurando no Pioneer e descobrindo com quantos paus se faz uma Soberana Celeste
3.411 views
Jogando Pioneer e se divertindo
Bruno Orelha se aventurando no Pioneer e descobrindo com quantos paus se faz uma Soberana Celeste
3.411 views
19/05/2020 10:05 — Por Bruno Ramalho
Como se adaptar aos Companions
Companions vieram para ficar? Enquanto não temos certeza, é melhor nos adaptar.
6.934 views
Como se adaptar aos Companions
Companions vieram para ficar? Enquanto não temos certeza, é melhor nos adaptar.
6.934 views
05/05/2020 10:05 — Por Bruno Ramalho
Jogando igual em todos os formatos
O que T2, Pioneer, Modern e Legacy têm em comum?
9.806 views
Jogando igual em todos os formatos
O que T2, Pioneer, Modern e Legacy têm em comum?
9.806 views
28/04/2020 10:05 — Por Bruno Ramalho