Load or Cast
O Magic mudou. Essa é a realidade.
Em seu artigo de hoje, Sandoiche fala sobre algumas das recentes mudanças do Magic, e como o jogo mudou, principalmente no que tange desenvolvimento de novas cartas e power creep!
Há 17 dias - 10.593 visualizações - 128 comentários
Load or Cast

Olá! Recentemente, parece que um mar de insatisfação sempre vem à tona na comunidade quando temos um banimento, um formato não-saudável dominado por uma carta, lançamentos de produtos premium, mudanças no jogo organizado, ou, basicamente, qualquer coisa anunciada no Magic: The Gathering


Embora seja compreensível que algumas dessas reclamações tenham fundamento, a impressão que passa é que esse tom sempre existente de "o Magic vai acabar" ou "no meu tempo era melhor" parece que se intensificou ainda mais recentemente. O objetivo do artigo de hoje é organizar alguns dos pensamentos e idéias que tenho sobre isso, principalmente no que tange os formatos competitivos do jogo e desenvolvimento dos novos cards para tal.


 


Comecemos pelo tal do "power creep", ou seja, o constante aumento do nível de poder das novas cartas lançadas recentemente. É difícil de acreditar que a equipe de design não conseguiu prever algumas cartas óbvias - Uro, Tita da Ira da Natureza e Era Uma Vez são duas das cartas que claramente seriam quebradas, todo mundo sabia que iriam ser problemáticas no momento que saíram no spoiler, e ainda assim lá estavam elas - e demoraram uma relativa quantidade de tempo para serem banidas nos diversos formatos em que eram válidas.


 


Ou seja, é bem possível que algumas dessas cartas tenham sido intencionalmente "forçadas" a serem absurdas e definidoras de formato (o próprio Oko, Ladrao de Coroas foi admitido pelos profissionais do design da Wizards que tinha como objetivo ser a carta mais forte, chamariz da coleção de Trono de Eldraine), causando desde a necessidade dos jogadores as adquirirem para jogar Standard, até mesmo a dita "rotação forçada" nos formatos antigos, onde ameaças como Uro, Tita da Ira da Natureza, Gargarote Anciao, Omnath, Locus da Criacao, Tufao de Tubaroes, Companheiros, etc. são tão mais fortes que as cartas pré-existentes, que obrigam os adeptos deles a se atualizarem de forma mais brusca do que estavam acostumados.


  


Um exemplo bom disso é o Modern, que passou por mudanças abruptas em seus principais decks como nunca antes visto desde Guerra da Centelha e Modern Horizons. O próprio Historic, com frequentes banimentos e lançamentos de coleções Remastered é um exemplo disso: pro formato receber suporte competitivo por parte da Wizards ao invés do Standard (que naturalmente é cíclico, demandando mudanças constantes), ele precisa "valer a pena" comercialmente falando, e nada melhor pra isso acontecer do que os elementos da rotação forçada.


A questão é: se todos reclamam, se o Magic "está ruim", se os jogadores "nunca jogaram formatos tão entediantes/chatos", e coisas assim, porque os números não param de crescer? Em termos de jogadores no Arena, retorno financeiro pra Wizards, e tudo o mais? Cada vez mais produtores de conteúdo streamando o jogo? Circuitos de torneio online oficiais e independentes florescendo em meio a uma situação de pandemia global?


Existe a possibilidade do "ruído" ser amplificado nas redes sociais, e enquanto temos alguns jogadores antigos que estão tendo dificuldades em se adaptar a forma com que as coisas são agora em termos de desenvolvimento de cartas, jogo organizado, comercial, etc., esses jogadores acabam por não ser a maioria, e somente pela sua influência fazem parecer que esse é um problema que preocupa mais jogadores do que realmente preocupa. Outros acabam até "entrando na onda" de reclamação, sem nem jogarem Standard ou MTG Arena.


Tomando como exemplo o Seth Oliver, do MTG Goldfish, que recentemente escreveu um artigo criticando pesadamente várias das recentes decisões da Wizards, dizendo aos jogadores para "falarem com as suas carteiras" caso estejam insatisfeitos, e ainda assim finalizando por dizer que aguardava sua booster box e demais produtos novos chegarem!


Até para os defensores do "jogo jogado", "habilidade importa", e coisas assim, mesmo que o alto power level de algumas cartas crie jogos onde parece que as decisões não importaram, no longo prazo os melhores jogadores continuam ganhando. PVDDR foi campeão do mundo depois do lançamento do Uro, assim como todos os últimos Mythic Invitationals, Championships, Players Tours, Finals, seja lá qual for a nomenclatura do torneio relevante profissional da vez, tiveram múltiplas figurinhas carimbadas nos Top 8s e levantando os troféus. Nenhum turista, ninguém caindo lá por acaso.


Traçando um comparativo com outro jogo, que talvez alguns daqui já tenham ouvido falar em outros tempos, ou até mesmo já tenham jogado: Tibia. Sim, o MMORPG da empresa CipSoft, que existe desde o final dos anos 90, e segue firme e forte até hoje. O jogo certamente não é o mesmo de 20 anos atrás, e embora tenhamos sempre gente chorando nos grupos/redes sociais que o jogo de agora não é mais o mesmo, que hoje em dia é tudo mais fácil e não precisa de habilidade, que nos tempos da brilhantina sim que era bom, que a CipSoft é predatória com a venda de Tibia Coins, criando coisas Pay-to-win/Pay-to-fast, etc., tanto a empresa como o jogo seguem lá, firmes e fortes, com jogadores entrando todos os dias e números de stream na Twitch que por vezes são comparáveis até com os do Magic em um dia normal.


Ou seja: é bem possível que, mesmo que com "tudo isso aí que está acontecendo" na Wizards e no Magic: The Gathering, o jogo continua crescendo, faturando, e essas mudanças aparentam ter vindo para ficar. O Magic mudou, e essa é a realidade que talvez alguns de nós acostumados com os "tempos áureos e gloriosos" tenhamos de nos acostumar.


E quanto a vocês, leitores, quais suas opiniões sobre os tópicos abordados no artigo de hoje? Acreditam que as reclamações dos jogadores atualmente são exageradas? Ou até certo ponto elas fazem sentido? Quais desses problemas incomodam vocês? E em relação a questão do ruído? Deixem suas opiniões nos comentários!


Abraços e até a próxima!

Patrocinador Oficial LigaMagic Bolts
Patrocinador Oficial LigaMagic Bolts
Patrocinador Oficial LigaMagic Bolts
Matheus Akio Yanagiura ( sandoiche_13)
Matheus Akio Yanagiura, mais conhecido como Sandoiche, começou a jogar em 2003, em Flagelo. Está sempre na vida do grind dos torneios, com destaque para o título do CLM 10 Modern, o maior realizado até então, e o Top 16 no Grand Prix São Paulo 2018. É um entusiasta do Magic competitivo e totalmente dedicado à produção de conteúdo referente ao jogo, publicando artigos periodicamente desde 2012, colaborando para o Blog da LigaMagic desde 2015 e atualmente produz vídeos em seu canal no YouTube Sandoiche's Grind e streama ao vivo regularmente na Twitch.
Redes Sociais: Facebook, Twitter
Comentários
Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.
(Quote)
- 15/10/2020 17:59

Trollada boa, 7/10.

(Quote)
- 15/10/2020 16:56
As críticas vem de quem AMA o jogo e sabe que todo feedback dos players é importante pra saúde do jogo .Então não é ilógico vc criticar aspectos negativos e "esperar a sua booster box" ."Ain, nao ta gostando , pára de jogar " é o "arjumento " típico de quem tem rabo preso e não quer perder seguidores/patrocínio.Amamos o jogo mas está ruim e exigimos mudanças , como consumidores .Simples assim
(Quote)
- 14/10/2020 20:44
https://blog.cardkingdom.com/a-pattern-of-rebirth-magic-in-2020/
Magic mudou
(Quote)
- 14/10/2020 18:50

edrd Concordo, o pessoal não sabe nem escrever direito.

(Quote)
- 13/10/2020 13:31

Ah, a falsa dicotomia em sugerir que só há dois cenários possíveis: sets lixo por serem fracos demais, ou sets lixo por serem fortes demais...

Não é como se durante toda a história do Magic houvessem muito mais sets equilibrados do que cagados, né?? Nahh...

Essa "lógica" de 8 ou 80 me faz ter é pena de quem não tem vergonha de falar isso num fórum público...

Últimos artigos de Matheus Akio Yanagiura
O Standard Grandioso Novamente
A dança do metagame com o novo Standard pós-ban.
7.671 views
O Standard Grandioso Novamente
A dança do metagame com o novo Standard pós-ban.
7.671 views
Há 5 dias — Por Matheus Akio Yanagiura
Renascer de Zendikar no Modern
Assim como várias das últimas coleções, Renascer de Zendikar sacudiu o Modern com várias de suas mecânicas e cards de alto nível de poder. Em seu artigo de hoje, Sandoi..
9.844 views
Renascer de Zendikar no Modern
Assim como várias das últimas coleções, Renascer de Zendikar sacudiu o Modern com várias de suas mecânicas e cards de alto nível de poder. Em seu artigo de hoje, Sandoi..
9.844 views
Há 12 dias — Por Matheus Akio Yanagiura
Uro - O elefante na Sala
Nos últimos meses, tivemos inúmeros banimentos em vários formatos, mas uma carta segue firme e dominando: Uro, Titã da Ira da Natureza. Em seu artigo de hoje, Sandoiche co..
5.493 views
Uro - O elefante na Sala
Nos últimos meses, tivemos inúmeros banimentos em vários formatos, mas uma carta segue firme e dominando: Uro, Titã da Ira da Natureza. Em seu artigo de hoje, Sandoiche co..
5.493 views
Há 27 dias — Por Matheus Akio Yanagiura
20 Decklists Standard com Zendikar
Em seu artigo de hoje, Sandoiche traz 20 decklists Standard com Zendikar Rising para começar os trabalhos no grind!
10.470 views
20 Decklists Standard com Zendikar
Em seu artigo de hoje, Sandoiche traz 20 decklists Standard com Zendikar Rising para começar os trabalhos no grind!
10.470 views
22/09/2020 10:05 — Por Matheus Akio Yanagiura
Primeiras Impressões de Zendikar
Duplas-face terrenos/mágicas, aterragem, party... Em seu artigo de hoje, Sandoiche traz suas primeiras impressões das mecânicas e novos cards de Zendikar!
9.914 views
Primeiras Impressões de Zendikar
Duplas-face terrenos/mágicas, aterragem, party... Em seu artigo de hoje, Sandoiche traz suas primeiras impressões das mecânicas e novos cards de Zendikar!
9.914 views
14/09/2020 10:05 — Por Matheus Akio Yanagiura