Load or Cast
A hora de largar o barco
Muito se fala sobre quando um deck é a boa, ou por quais motivos devemos utilizá-lo... mas e quanto sobre a hora de "largar o barco"? Esse é o tema do artigo de hoje de Sandoiche!
30/11/2020 10:05 - 4.292 visualizações - 5 comentários
Load or Cast

Olá! Quase sempre temos artigos de estratégia de Magic: the Gathering focando em baralhos específicos: o porquê de usar determinado baralho, tais escolhas de cartas, os motivos que levam àquela lista ser forte para um final de semana ou torneio em especial. Porém, não é tão comum vermos conteúdo sobre quais baralhos NÃO estão bons para um torneio, os motivos que levam a parar de jogar com os mesmos, enfim, tratando de quando é a hora certa de "largar o barco".


Esse conceito pode ser aplicado para qualquer formato do jogo, embora ele opere numa escala mais rápida no Standard. O formato padrão é muito mais sobre o deck certo, no dia certo, do que necessariamente masterizar um baralho. Conhecer minuciosamente uma estratégia é claramente vantajoso, mas nem sempre é o que faz mais diferença. 


Acompanhar as ondas de tremulações do metagame como um todo, e achar o posicionamento correto de um baralho importa muito mais do que dominar um deck cuja oposição esteja altamente presente. Resumidamente, isso significa que operar um baralho com 80% de proficiência, mas que é "A BOA" do final de semana é provavelmente melhor do que usar em 99% de proficiência um deck que está hateado, ou sofrendo com o ambiente.

 

dimir rogues 2k dolares
6551 visualizações
02/11/2020
R$ 850,92
R$ 1.279,55
R$ 1.964,34
6551 visualizações
02/11/2020
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Gerar Imagem
Companheiro (1)
1  Lurrus da Toca Onírica   54,89

Criaturas (15)
4  Caranguejo-das-ruínas 4,41
4  Impositora da Guilda dos Ladrões 5,26
3  Ladrão Eólico Tritão 0,36
4  Ladrão de Pensamentos Planador  0,45
Mágicas (23)
3  Agarrar-se ao Pó 0,30
4  Sede de Grão-vampiro 0,94
4  Afogar no Lago  5,66
3  Ato Cruel  2,50
3  Despertar de Agadeem    86,25
2  Dominação do Mago Anulador    0,23
4  Entrar na História   0,25
Terrenos (22)
1  Castelo de Locthwain13,50
5  Ilha0,00
3  Pântano0,00
4  Passagem Fabulosa24,99
1  Templo do Engano2,70
4  Trilha das Águas Claras31,00
4  Trioma de Zagoth38,00
60 cards total

Sideboard (15)
1  Agarrar-se ao Pó 0,30
2  Negar  0,05
1  Remorso Agonizante  0,42
3  Tomo da Mente Labiríntica 15,68
3  Disputa Mística  2,50
2  Dominação do Mago Anulador    0,23
1  Lurrus da Toca Onírica   54,89
2  Evento de Extinção  5,74

 

Trazendo para um exemplo bastante recente no meu próprio processo de escolher baralhos para os eventos: em uma certa janela de tempo no final de outubro/começo de novembro, o Dimir Rogues com Lurrus da Toca Onirica era disparado o melhor deck do Standard. Com a lista acima, consegui a premiação máxima de 2.000 dólares no Arena Open, e avancei absurdamente rápido após o reset da temporada ranqueada do Platina 4 ao Diamante 1 com um recorde de 19-1 em 20 partidas jogadas. 


O deck simplesmente não perdia, mesmo nos jogos onde eu não jogava da forma mais otimizada. Nas poucas derrotas que houveram nessa jornada, sempre parecia que a dona Variância tinha dado o ar de sua graça.


Entretanto, depois de alguns dias, simplesmente pareceu impossível continuar jogando com a estratégia de triturar o oponente para gerar valor - as listas de Gruul se adaptaram especificamente para combater o Dimir Rogues, com várias cópias de Boi de Agonas, Aracnir Teia-de-correntes e Fenix de Cinzas, muitas vezes já no baralho principal. Lodo Necrofago e Vivien, Protetora dos Monstros também estavam em alta, e aliado a outras criaturas problemáticas mais pressão inicial do Gruul, ficava bem difícil manter a mesa sob controle ou ganhar na corrida do dano.


Outros baralhos também foram entrando na onda - múltiplas cópias de Agarrar-se ao Po, Vislumbre de Liberdade e Disputa Mistica apareciam nos decks principais, dificultando todos os ângulos que o baralho tinha. Mesmo assim, pela questão familiaridade, eu insisti no baralho tempo demais. O resultado acabou sendo de bastante sofrimento nas ranqueadas até o eventual 0-3 no Qualifier Weekend do MTG Arena usando a lista mais pesada com Tufao de Tubaroes e Zareth San, o Trapaceiro


Enquanto isso, outros baralhos como o Gruul Adventures e o Mono Green Food estavam postando ótimos resultados, com muitos jogadores conseguindo as sete vitórias necessárias no segundo dia (e a consequente vaga no Zendikar Championship) com eles.

 

Monog latam
2960 visualizações
23/11/2020
R$ 949,67
R$ 1.507,78
R$ 2.656,67
2960 visualizações
23/11/2020
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Gerar Imagem
Criaturas (28)
4  Ganso Dourado 6,90
4  Floriedro Emaranhado  0,40
3  Brontodonte Destruidor   0,15
4  Fera Apaixonada // Desejo do Coração  0,68
4  Mamute de Kazandu   3,25
4  Lobo Mau   0,70
1  Kogla, o Símio Titânico    4,90
4  Rei Trol Glutão     5,00
Planeswalkers (1)
1  Ugin, o Dragão Espírito 145,99
Artefatos (4)
1  Forno da Bruxa 0,56
3  O Grande Círculo   80,00
Encantamentos (4)
4  Trilha de Migalhas  0,09
Terrenos (23)
4  Castelo de Pontegaren9,00
3  Enclave dos Vinculadores 7,14
16  Floresta0,00
60 cards total

Sideboard (15)
3  Aracnir Teia-de-correntes 0,08
2  Forno da Bruxa 0,56
3  Lodo Necrófago  5,84
1  Brontodonte Destruidor   0,15
2  Fera das Demandas   32,90
2  Vivien, Protetora dos Monstros   27,73
2  Ugin, o Dragão Espírito 145,99

 

Então, para os dias seguintes, comecei a trabalhar no Mono Green Food novamente, e o baralho correspondeu bem nesses primeiros dias, me conseguindo um 12-0 para três vitórias seguidas em torneios independentes como o HG Team e o Inside Series. Para o LATAM Challenge, era certamente "a boa", sendo um baralho que tem ótima partida contra o Gruul Adventures, mas que consegue jogar bem contra Dimir Rogues graças à atenção especial na reserva e contra Esper Doom graças ao plano de atrito mais focado em quantidade de recursos.


Mas, nos dias seguintes, a evolução do ambiente acertou o Mono Green Food em cheio. Baralhos como Temur Adventures com Obosh, a versão de Temur Ramp mais control com Adentrar o Turbilhao e o Dimir Control com muitas remoções de exílio (Evento de Extincao, Veredito das Sombras) e anulações para as jogadas grandes tornaram-se partidas punitivas na dança dos pareamentos.


O que para os pilotos de Mono Green Food que o buscaram para ter aquela vantagem em relação ao restante da competição inevitavelmente significa que é a hora de largar o barco, buscando a próxima "nova boa". E o ciclo vai se repetindo, com os baralhos que ganham dos baralhos que ganhavam aparecendo e ressurgindo de acordo com o momento e a leitura dos demais jogadores.


Claro que tudo isso cai por terra quando falamos de decks que escapam desse "ciclo natural do metagame", de encontrar predadores para os decks e respostas para as ameaças dominantes. Baralhos como os banidos 4c Omnath Adventures, Temur Reclamation e Jeskai Lukka Fires chegaram ao "Tier 0" do formato, mostrando que mesmo quando estavam totalmente na mira do radar, ainda continuavam postando resultados e dominando o metagame.

 

E quanto a vocês, leitores, como enxergam a importância de saber a hora de largar o barco nos formatos de Magic? Já passaram por situações similares na hora de escolherem seus decks? E quais baralhos acreditam que vão ser a "próxima boa" no atual Standard? Deixem suas opiniões nos comentários!


Abraços e até a próxima!

Patrocinador Oficial LigaMagic Bolts
Patrocinador Oficial LigaMagic Bolts
Patrocinador Oficial LigaMagic Bolts
Matheus Akio Yanagiura ( sandoiche_13)
Matheus Akio Yanagiura, mais conhecido como Sandoiche, é jogador, escritor e streamer de Magic: the Gathering, produzindo conteúdo desde 2012. Membro da equipe de e-Sports LigaMagic Bolts, está sempre na vida do grind dos torneios, com destaques para o Top 8 do Magic LATAM Challenge e o Vice-Campeonato da Twitch Rivals, além do bi-campeonato Circuito LigaMagic Modern e o Top 16 no Grand Prix São Paulo 2018 no Tabletop.
Redes Sociais: Twitch, Facebook, Instagram, Twitter
Comentários
Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.
(Quote)
- 03/12/2020 10:03

Soh se inscrever. Vai custar 20k de gold para participar

(Quote)
- 02/12/2020 14:48
Como faz para participar do Arena Open?
(Quote)
- 30/11/2020 13:31

Começa a pensar no médio prazo. Joga os torneios de 1k onde os decks são bem diversos e ganha cartas no final. E começa a guardar coringas para a próxima edição. O único deck que eu realmente não as principais cartas é o Doom foretold e mesmo assim eu já teria as wilds para fazer, mas prefiro guardar para a próxima edição.
E eu só jogo até fazer 4 vitórias por dia.

(Quote)
- 30/11/2020 12:09

Atualmente tenho esse problema. Não comecei a fazer drafts e estou "preso" no Rakdos Midrange.

(Quote)
- 30/11/2020 11:13
É, no standard não da para se apegar muito ao deck não. Eu joguei de BG adventures por muito tempo, chegando a ter um win rate de 80%, mas quando o meta muda, você tem que ser flexível também. Sempre importante draftar, para manter uma pool de cartas que te permitam trocar de baralho.
Últimos artigos de Matheus Akio Yanagiura
Primer: 4 Colors Bring to Light Omnshift
Um baralho que une o melhor dos mundos entre Ramp e "Good Stuff".
3.509 views
Primer: 4 Colors Bring to Light Omnshift
Um baralho que une o melhor dos mundos entre Ramp e "Good Stuff".
3.509 views
Há 4 dias — Por Matheus Akio Yanagiura
Os Pioneiros no Standard 2022
Preparar-se para a rotação, testar baralhos diferentes, jogar um formato fresco - são todos motivos que fazem os jogadores procurarem o Standard 2022 no Magic Arena, e em s..
8.467 views
Os Pioneiros no Standard 2022
Preparar-se para a rotação, testar baralhos diferentes, jogar um formato fresco - são todos motivos que fazem os jogadores procurarem o Standard 2022 no Magic Arena, e em s..
8.467 views
Há 11 dias — Por Matheus Akio Yanagiura
Novos Decks Standard com Forgotten Realms
Forgotten Realms vem com tudo no Standard, e em seu artigo de hoje Sandoiche preparou vinte decklists incorporando a nova coleção!
9.722 views
Novos Decks Standard com Forgotten Realms
Forgotten Realms vem com tudo no Standard, e em seu artigo de hoje Sandoiche preparou vinte decklists incorporando a nova coleção!
9.722 views
Há 18 dias — Por Matheus Akio Yanagiura
O Histórico Sem Distorção
Em seu artigo de hoje na LigaMagic, Sandoiche comenta sobre o metagame do Histórico em um mundo pós-banimento de Distorção Temporal!
5.532 views
O Histórico Sem Distorção
Em seu artigo de hoje na LigaMagic, Sandoiche comenta sobre o metagame do Histórico em um mundo pós-banimento de Distorção Temporal!
5.532 views
Há 25 dias — Por Matheus Akio Yanagiura
Top 10 Planeswalkers do Magic
Em seu artigo de hoje na LigaMagic, Sandoiche elenca seu Top 10 Planeswalkers do Magic: the Gathering, com explicações dos motivos de cada um deles ser tão poderoso e impac..
9.661 views
Top 10 Planeswalkers do Magic
Em seu artigo de hoje na LigaMagic, Sandoiche elenca seu Top 10 Planeswalkers do Magic: the Gathering, com explicações dos motivos de cada um deles ser tão poderoso e impac..
9.661 views
28/06/2021 10:05 — Por Matheus Akio Yanagiura