Load or Cast
Jogando de Mono Green Planeswalkers no Pioneer
Abordando o baralho neste formato
09/12/2020 10:05 - 6.464 visualizações - 8 comentários
Load or Cast

Existe uma regra bem conhecida para formatos chamados “eternos” (entre aspas porque nem sempre eles estão nessa categoria, mas assim são chamados pela ausência de uma rotação) que é a de que você precisa focar em um deck e tentar masterizá-lo. Isso acontece porque a quantidade de partidas que você jogará com o baralho é tão alta que você gastará menos tempo focando em algo do que dominando o formato inteiro. Além de que essa experiência te ajuda a como trabalhar seu main e seu sideboard para o metagame que você espera. 

 

Meu deck “masterizado” por muito tempo foi o White Devotion, passei um bom tempo no Pioneer combando com Heliode, Coroa de Sol e Balista Ambulante, inclusive com a versão usando Yorion, Nomade Celeste e um splash para azul. Mas a WOTC resolveu que combar era errado e acabou com a minha vida feliz e alegre, banindo a Balista Ambulante para outra dimensão.

 

Enquanto eu não encontro o deck que completará minha deckbox novamente, vou explorando esse mundo louco que o Pioneer se tornou sem combos. Já comentei sobre o Jund Sacrifice e o Ops, e hoje falarei sobre o Mono Green Planeswalkers, mas com uma abordagem um pouco diferente da usual, ao invés de explicar algumas cartas, eu vou focar no que considero o cerne do deck. 



 

O Mono Green Planeswalkers é um ramp bem tradicional, ele surgiu no começo do formato com a Linha de Forca da Abundancia, sumiu com o banimento desta e do Juramento de Nissa, mas voltou assim que o Juramento se tornou novamente válido no formato. Suas cartas podem seguir a seguinte divisão, ramps, ou seja, cartas para que você acelere sua mana, e payoffs, as cartas que aproveitam essa mana extra. Mas o que diferencia esse deck dos outros é o seu sideboard, isso porque Karn, o Grande Criador e Vivien, Patrulheira do Arco Bestial te permitem abordar de uma maneira diferente as 15 cartas que ficam fora do deck. Eu prefiro o termo “abordar” do que “abusar” porque existe um preço quando cartas do seu maindeck interagem com o seu side, nesse caso você quase não muda seu baralho pós-side, sua estratégia é a mesma em ambos os jogos, dando vantagens Game 1, mas perdendo a chance de se adaptar ao oponente para os outros jogos. Um oponente que venha anular seu jogo no G2 terá uma vida relativamente mais fácil. 

 

Green PWs
Por Ruda
1 visualização
21/11/2020
R$ 1.266,94
R$ 1.978,78
R$ 5.697,09
1 visualização
21/11/2020
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Gerar Imagem
Criaturas (21)
4  Elfos de Llanowar 0,15
4  Místico Élfico 0,49
4  Emissário da Árvore Flamejante  1,69
4  Hidra Voraz   7,90
1  Lodo Necrófago  4,00
2  Visionário de Llanowar  0,18
2  Gargarote Ancião   85,00
Planeswalkers (11)
4  Karn, o Grande Criador 76,49
4  Vivien, Patrulheira do Arco Bestial    18,63
3  Nissa, Abaladora do Mundo   26,75
Encantamentos (7)
4  Juramento de Nissa 7,90
3  Refúgio do Salgueiro dos Lobos  0,14
Terrenos (21)
16  Floresta0,00
4  Nyktos, Santuário de Nyx85,50
1  Oasis de Hashep0,14
60 cards total

Sideboard (15)
1  Cidadela de Aço Negro0,50
1  Cripta de Tormod 0,99
1  Serpente Litoespiral 8,99
1  Agulha Medular 6,12
1  Jaula do Escavador de Túmulos 8,00
1  Coração de Kiran 1,49
1  Esfera Amortecedora 6,79
1  Lodo Necrófago  4,00
2  Lobo Mau   0,69
1  Rede de Edros Alinhados 0,10
1  Mecanotitã Verdejante   1,35
1  Soberana Celeste, Capitânia do Cônsul 1,43
1  Estátua do Faraó-deus 0,63
1  Ulamog, a Fome Interminável 175,00

 

Essa é a lista que usei para fazer 4-0 no último Inside Series Pioneer. 

 

Revisando o Sideboard

 

Vivien, Patrulheira do Arco Bestial explora seu side a partir das criaturas, nessa lista que postei temos Serpente Litoespiral, Lodo Necrofago, Lobo Mau, Mecanotita Verdejante e Ulamog, a Fome Interminavel. Em outras listas você vai encontrar também Emrakul, o Fim Prometido e Gargarote Anciao. Apesar de Lobo Mau ser uma opção, é incomum que você faça o -5 versus decks agressivos, isso porque é normal que a Vivien entre em campo e use o -3 quando existe uma ameaça na mesa, deixando mais longe a chance de “ultar” quando o jogo é sobre pequenas criaturas. Claro que o Lobo Mau é uma opção, mas ele nessa lista está mais como carta de side que você traz versus decks agressivos e aumenta suas remoções, do que exatamente enquanto opção para o ultimate. Mesmo com essa ressalva, usar a habilidade da Vivien, Patrulheira do Arco Bestial é um diferencial do deck, contra matchs mais longas e que aproveitam o aumenta de mesa da primeira habilidade da planeswalker fica fácil encontrar nas suas opções de side algo interessante, em geral, Ulamog, a Fome Interminavel ajuda muito e Mecanotita Verdejante faz bons estragos.



 

Karn, o Grande Criador é outro nível. As opções para o planeswalker incolor são as que mais exploramos no sideboard, considero o core Cidadela de Aco Negro, Cripta de Tormod, Agulha Medular, Jaula do Escavador de Tumulos, Esfera Amortecedora, Soberana Celeste, Capitania do Consul, e Estatua do Farao-deus as opções que sempre estão no meu side, os hates de cemitério são a garantia que decks que na teoria seria impossíveis para um ramp, combo decks, fiquem uma match fácil G1 e ganhável G2. As outras opções de side variam de acordo com o metagame, Rede de Edros Alinhados é muito bom se o metagame tenta jogar grande e Lanca Sombria é uma das carta que podemos usar versus burns. O ponto é que quanto mais você trabalhar esse side para o seu metagame, melhor ficará seu deck e mais você consegue diminuir aquela desvantagem de não ter sideboard real para os outros games. Não tenha medo de abrir uma aba no seu navegador com todos os artefatos válidos no formato e começar a tentar coisas diferentes. 

 

Minha maior dica para quem for jogar é entender que você pouco muda suas 60 após o G1, quando temos muitas mudanças são 2 cartas, mas é importante focar que você pode trabalhar nas 75 constantemente. Na lista que postei, por exemplo, temos dois Gargarote Anciao de maindeck, uma mudança que focava em vencer a grande quantidade de burns que apareciam nas ligas, Lobo Mau também é uma concessão para esse meta, aumentando minhas remoções de baixo custo pós side. Com o ambiente mudando eu voltaria a usar uma lista mais focada em rampar, traria de volta Emrakul, o Fim Prometido e talvez mais opções para combater card advantage. Aposte na capacidade de mudar do baralho e nas suas mãos explosivas.

 

Até mais!

 

Ruda

Rudá Andrade dos Reis ( Ruda)
Aficionado por decks azuis agressivos, mas que não dispensa um bom Siege Rhino nas horas vagas, está no Magic desde 2003, em Flagelo.
Redes Sociais: Facebook, Twitter
Comentários
Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.
(Quote)
- 12/12/2020 15:18
Bom demais esse deck, Karn m20 faz todo o side valer a pena e usar como recurso também, se tem ótimos hates contra várias estratégias diferentes.
(Quote)
- 10/12/2020 08:24
Não é que combar seja errado, é o combo fácil, degenerado e acéfalo que é errado. Você no artigo pareceu como uma criança reclamando da mãe que não deixa ela brincar no fogão.
(Quote)
- 09/12/2020 19:09
Como assim "mundo sem combos", quando o Oops e o Lotus Combo são decks de combo?

O que a WotC tirou do formato foram decks com combos degenerados, contra os quais a maioria dos decks não tinha resposta, e mesmo os que tinham, dependiam de sideboard e olha só, com exceção do Heliod + Ballista (carta broken que só mostra o quanto a equipe de design não aprendeu nada com os erros dos blocos de Urza e Mirrodin original na hora de fazer artefatos), os outros decks de combo tinham a seu dispor TS (disparado a carta mais forte e importante do formato) e/ou counter o bastante pra proteger o combo contra a sua possível tech de side.

O formato tá infinitamente mais saudável hoje do que na época em que foi dominado por três decks de combo. Não que existir combo no formato seja um problema, o problema é quando eles são incrivelmente consistentes, eficientes e a melhor resposta no formato é jogar a mirror e tentar combar antes.
(Quote)
- 09/12/2020 17:31

Voce faz dele um 3/3 Indestrutivel e com vigilancia, e tb da pra colocar 4 marcadores nele com o Mecanotitan, uma 7/7 de respeito.

(Quote)
- 09/12/2020 14:07

3/3 indestrutível, vigilância, e que gera mana.
Mas sim, tem isso tbm.

Últimos artigos de Rudá Andrade dos Reis
Analisando os Pré Cons Pioneer
Vantagens e desvantagens deste novo produto
5.281 views
Analisando os Pré Cons Pioneer
Vantagens e desvantagens deste novo produto
5.281 views
Há 9 dias — Por Rudá Andrade dos Reis
O Natal dos Torneios
O jogo profissional para o próximo ano.
2.852 views
O Natal dos Torneios
O jogo profissional para o próximo ano.
2.852 views
Há 23 dias — Por Rudá Andrade dos Reis
Fênix no Pioneer
Trabalhando o deck para o formato
5.190 views
Fênix no Pioneer
Trabalhando o deck para o formato
5.190 views
10/08/2021 10:05 — Por Rudá Andrade dos Reis
Ganhando no Standard com o Livro debaixo do braço
O novo Mono White para o Standard.
5.151 views
Ganhando no Standard com o Livro debaixo do braço
O novo Mono White para o Standard.
5.151 views
27/07/2021 10:05 — Por Rudá Andrade dos Reis
Dragões em Adventures in the Forgotten Realms
Upando o Izzet com a melhor tribo
5.580 views
Dragões em Adventures in the Forgotten Realms
Upando o Izzet com a melhor tribo
5.580 views
13/07/2021 10:05 — Por Rudá Andrade dos Reis