Load or Cast
O que esperar das edições de 2021 para o Commander?
Tribais, tribais e mais tribais...
01/01/2021 10:05 - 8.618 visualizações - 15 comentários
Load or Cast

Salve Salve Amantes do Papelão Mágico, tudo bem com vocês? 


Não é segredo para ninguém que decks tribais são muito utilizados em diversos formatos de Magic e, no commander, não seria diferente até mesmo pela quantidade de tribos e cartas que temos disponível para criação e consolidação de estratégias. Já escrevi anteriormente um artigo onde mostro a importância e relevância de decks tribais para o ingressar no formato e o porque julgo ser a melhor escolha, seja por opção de tribos, gosto, identificação ou até mesmo o tão questionado Budget. Sendo assim, trarei à vocês uma perspectiva e porque presumo que 2021 seja o “Ano dos Tribais” para o commander, de acordo com o que foi projetado em termo de edições e revelado pela Wizards of the Coast!

 

 

A primeira edição do ano trás para o multiverso a cultura nórdica e o mundo Viking, cuja mitologia contém Elfos, Gigantes, Dragões, Deuses, Valquírias, Anões, Serpentes, Lobos e é claro Vikings. Conhecendo apenas a história já poderíamos apostar que seria uma edição repleta de recursos para decks tribais, e  a Wizards não deixou apenas para especulações e já no início dos spoilers, nos deu ferramentas para termos certeza do que teríamos daqui pra frente. 


Observando apenas os “sneak peaks” já podemos ver e pensar em decks de Anões/Veículos/Dragões com Magda, Brazen Outlaw como comandante ou até mesmo sendo uma bela adição à um deck boros com Depala, Piloto Exemplar. Cards como Machado Barbado e Carrinho de Ataque Dourado, reforçam a sinergia dentro dessa proposta e dão um flavor maravilhoso aos decks de Anões.

 

       


Outra tribo já revelada são os Elfos, esta inclusive, será tema de um dos decks de Commander da coleção com sua comandante Lathril, Blade of the Elves, uma poderosa criatura Golgari que fará sua horda aumentar de acordo com o dano que os oponentes sofrem de seus elfos, além da habilidade de virar 10 elfos e “drenar” 10 pontos de vida de seus oponentes, habilidade muito relevante para uma tribo que consegue fazer inúmeras fichas no decorrer do jogo. 
 

Spoilers de Estrategista do Dossel, Ritualista da Presa Ancestral e Emboscada Elfica, aliados à Lathril, fazem com que elfos sejam minha aposta como a tribo mais forte para construção de novos decks devido às adições e visto que em Commander Legends, tivemos a cor preta bem presente em cartas relacionadas aos elfos, trazendo com ela muito suporte à tribo como Orgulho dos Perfeitos e Massacre dos Seca-olho, além de criaturas poderosas como Abominacao de Llanowar, Miara, Espinho da Clareira, Senhor do Medo Elfico e Nadier, Agente dos Ocasinel.


       
 

Os Anjos por sua vez assumiram os papéis das Valquírias na história e tiveram cartas interessantíssimas reveladas. Tribo que em Kaldheim, até o momento, predomina nas cores Orzhov tiveram spoilers de cartas relevantes como Aspirante de Starnheim, uma humana que diminui o custo de seus anjos, Ceifadora Carniceira, um anjo 5 de ataque e 3 de defesa com habilidade de voar e atropelar, que pode retornar de seu cemitério para sua mão pagando 3 pontos de vida caso outro Anjo ou um Amoque tenha entrado em campo sob seu controle, e um encantamento que me animou muito que é Furia das Valquirias, uma permanente de 5 manas sendo 3 quaisquer e Orzhov(preto e Branco) que ao entrar no campo de batalha coloca uma ficha de anjo 4/4 voar e vigilância e faz com que toda vez que um anjo que você controle morra, cada oponente tenha que sacrificar uma criatura.


   
  

Para fechar com chave de Ouro em Kaldehim, vamos falar de um artefato que só reforça minha teoria sobre o ano e tudo de bom que virá para os amantes de tribos. Pira dos Herois me causou um HYPE enorme, quando revelada, por ser um Artefato que custa 2 manas quaisquer e possui a habilidade de pagar 2 manas, virar e sacrificar uma criatura para procurar em seu deck outra criatura que compartilhe o mesmo tipo e que possua o custo de mana convertido igual ao da criatura sacrificada com o incremento de 1, ou seja, você poderá sacrificar uma criatura de custo 3 para buscar uma de custo 4 e assim por diante, e colocá-la diretamente no campo de batalha! 

 

 

Menção Honrosa à um artefato que tem o efeito semelhante ao tão consagrado Casulo de Nascimento, e sendo bem específico, trocar um Pioneiro da Legiao por um Kalitas, Traidor de Ghet ou uma Profeta do Crepusculo, por exemplo, não me parece nada mal.

 

 


Uma das coleções que mais deixaram amantes da tribo dos magos e da Saga de Harry Potter animados, Strixhaven trará a maior “Universidade” de Magia do multiverso do Magic dividida entre cinco turmas, cada uma com sua característica, ou cores, específica. Sendo assim, totalmente focada na tribo de magos poderemos ter(Opinião de quem vos escreve) personagens conhecidos como Kasmina, Derevi, Davriel, Jace e a Inalla. Esta que é a comandante predominante em decks de magos com o card Inalla, Arquimaga Ritualista, porém com opções interessante como Kaza, Perseguidora do Turbilhao e Adeliz, o Vento Cinzento  que possuem boas sinergias com a tribo.

 

 

Acredito que a coleção virá cheia de criaturas com efeitos ao entrar em campo e spells/Planeswalkers focadas em sinergia com a tribo, abrindo inclusive a opção de novos decks que fujam das cores presentes no Grixis, como talvez magos Golgari abusando de magias como Necromancia e/ou Boros, trazendo a magia para um lado de batalha. Esta será, inclusive, a coleção onde você poderá conjurar seu “Wingardium Leviosa”(leia Cyclonic Rift com overload) poderoso e deixar a mesa livre para que seus magos desfrutem de todos os efeitos possíveis.

 

 

No Segundo semestre, a Wizards trará para o Multiverso uma coleção inspirada em Dungeons & Dragons intitulada como aventura em Forgotten Realms. Em um cenários de um dos RPG’s mais famoso e jogado do mundo, podemos ter grandes adições para as tribos de Humanos, Clérigos, Goblins, Gigantes, Dragões, Elfos e Anões, estes últimos em complemento à Kaldheim. Não seria pretensão nenhuma esperar por staples para estas tribos, além de que Forgotten Realms também trás em sua história quatro Planos sendo o Material, semelhante ao nosso mundo, Plano de transições sendo relacionado à sombras/astral, Plano Exteriores ou Celestiais correlacionado com Deuses e Planos Interiores que trabalham com a utilização de elementos como ar, água, fogo, terra e etc.


Resta saber quais desses planos e se todos serão abordados, porém de certo é que teremos, assim como sua história, uma coleção repleta de tribos e cartas interessantes para quem gosta desse estilo de deck. Aqui aposto em cartas boas para a tribo de Anões e Dragões.

 

 

Chegamos ao final do ano de 2021 e junto com ele a volta à Innistrad, com duas coleções focadas em TRIBOS. Exatamente meus caros, encerraremos o ano com coleções inteiramente exclusivas de Vampiros e Lobisomens no retorno a um dos planos mais queridos e aclamados do Multiverso.


Os Vampiros são presença constante nos mesões através do comandante mais jogado, dentre os tribais, com Edgar Markov, uma poderosa criatura com Iniciativa e Ímpeto que possui a habilidade de Eminência onde, ao conjurar um Vampiro, se ele estiver em campo de batalha ou na zona de commando você cria uma ficha de vampiro 1/1 preta e, ao atacar, coloca um marcador +1/+1 em cada Vampiro que você controla, fazendo com que seu deck tenha uma estratégia bem sólida podendo adotar linhas de derrotar o oponente com danos de combate, drenagem de vida com um plano aristocratas, ou até mesmo em forma de combo com Sangue Delicioso e Vito, Espinho da Rosa do Ocaso, por exemplo. 


    
 

Confesso que esta é a coleção que mais aguardo pois sou amante declarado da tribo e possuo o deck sendo ele o meu preferido. Aqui podemos esperar personagens icônicos como Sorin e Olívia, e até mesmo Edgar Markov que não temos certeza de seu paradeiro desde o ocorrido em sua mansão além de mágicas sinérgicas para a tribo.


Quanto aos Lobisomens acredito que seja unanimidade e aclamação à Wizards of the Coast por, enfim, um commandante decente para a tribo. Hoje temos algumas boas criaturas, encantamentos e Mágicas que tornam a tribo jogável porém nada fora da curva com que faça o deck ficar consistente. Ouso dizer que esta coleção tem que fazer com os Lobisomens algo que Commander Legends fez com a tribo dos Piratas, aumentando sua sinergia com mágicas e criaturas com um power level elevado, subindo o patamar da tribo dentro do formato. Nesta coleção acredito que figuras como Arlinn Kord e Ulrich devam ser melhor explorados podendo ser um dos dois o tão sonhado comandante nas cores gruul e habilidade de “flipar” as cartas quando transformados deva ser mantida para a tribo.


Terminamos aqui minha projeção para o ano, onde acredito fielmente que os amantes de decks Tribais serão contemplados de Janeiro a Dezembro com coisas boas e que teremos muitas novidades interessantes para o formato. Por fim, gostaria de desejar a todos vocês um excelente 2021, que esse ano seja totalmente diferente de 2020 no quesito saúde e que a gente consiga, enfim, vencer essa batalha contra a COVID para que possamos nos reunir novamente e praticar o tão amado Gathering do Magic. 


Me diz ai, estão animados para esse 2021 cheio de tribos e Commander?!

Bruno Carneiro Gomes ( Markovis)
Jogador Casual de Magic The Gathering desde a Sétima Edição, apaixonado pelo formato Commander e entusiasta de decks tribais!!!
Redes Sociais: Twitch, Youtube, Instagram
Comentários
Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.
(Quote)
- 17/01/2021 16:09
Na real, só quero que apareça um card do Drizzt Do'Urden quando vier Forgotten Realms pra montar um commander.
(Quote)
- 11/01/2021 01:27
Markovis esta escrevendo os Melhores artigos de commander!
(Quote)
- 07/01/2021 13:05
Mais um ótimo artigo Brunão, parabéns man.
(Quote)
- 07/01/2021 00:11
Quando sai a lista dos precon commander?
(Quote)
- 06/01/2021 11:34
Será que finalmente teremos as cartas de edward e jacob? kkkkkkkkkkk
Últimos artigos de Bruno Carneiro Gomes
7.898 views
Blim, o Papai Noel do Mesão!!!
Natal se aproxima, época de fraternidade e bons presentes! Ou Talvez não tão bons assim...
13.128 views
Blim, o Papai Noel do Mesão!!!
Natal se aproxima, época de fraternidade e bons presentes! Ou Talvez não tão bons assim...
13.128 views
04/12/2020 10:05 — Por Bruno Carneiro Gomes
11.362 views
Decks Tribais, uma das melhores portas de entrada para o EDH!!!
Tribais como porta de entrada (Piratas)
11.362 views
13/11/2020 10:05 — Por Bruno Carneiro Gomes
Commander não é Magic?
Uma reflexão sobre o formato que conquista multidões
13.790 views
Commander não é Magic?
Uma reflexão sobre o formato que conquista multidões
13.790 views
07/10/2020 10:05 — Por Bruno Carneiro Gomes