Load or Cast
Commander em Strixhaven
O que as Faculdades de Magia trouxeram para o formato
Há 27 dias - 7.882 visualizações - 3 comentários
Load or Cast

Salve Salve amantes do papelão mágico, tudo bem?!

 


Chegamos à tão aguardada Strixhaven, uma coleção que carrega o nome da maior e mais conceituada Universidade de Magia do Multiverso, que traz consigo cinco faculdades de magia, fundadas por Dragões Anciãos do plano, onde cada uma carrega suas características e é claro, seu nome. Além disso, teremos  duas novas mecânicas muito interessantes para commander na coleção, sendo Salvaguarda(Ward), que fará com que as permanentes que possuam esta habilidade ao se tornar alvo de alguma mágica dos oponentes, anule aquela mágica, a não ser que o oponente pague o custo a mais exigido, podendo ser pontos de vida, ou custos a mais para a mágica por exemplo, e Magifício(Magecraft), uma habilidade que sempre que uma mágica instantânea ou feitiço forem conjurados e/ou copiados, desencadeará um efeito.


Sendo assim, neste primeiro Artigo da série, trarei à vocês um pouco da minha opinião e impressão de cada escola e seu fundador, comandantes e sinergias de acordo com o fim dos previews de todas as cartas da coleção regular, onde vale ressaltar que o artigo fora escrito antes do início dos spoilers das cartas contidas nos decks de commander, e por isso a análise em cima deles acontecerá posteriormente. No segundo artigo, sendo este no mês de maio, trarei à vocês a minha escolha de Faculdade/Deck com uma lista elaborada por mim e todas as estratégias contidas para o nosso tão amado mesão!


Sem mais delongas, vamos iniciar as análises com a que mais me deixou intrigado no primeiro dia de spoilers, sendo ela a Prismari! A universidade que tem como característica a magia sendo expressada através de espetáculos com criatividade pura, e sendo inspirados pela mente e suas emoções que fazem com que por onde passem a impressão seja duradoura, conta com as cores vermelho e azul, sendo seu fundador Galazeth Prismari. Confesso que o hype dos primeiros dias não se manteve após o preview das cartas relacionadas à faculdade, mesmo achando o comandante Zaffai, Thunder Conductor com muito potencial devido sua habilidade de Magifício em transformar mágicas instantâneas e feitiços em vidência 1, além de uma criatura 4/4 ou 10 de dano em um oponente, de acordo com o custo da mágica sendo a primeira habilidade quando o custo for maior que 5, e a segunda maior que 10.


  
 

Na minha opinião, as cartas não empolgaram e sinceramente vejo poucas opções dentro da coleção que deem suporte ao deck e sua mecânica. Dentre todas, as que mais me chamaram atenção foram o próprio fundador Galazeth Prismari, que irá fornecer tesouro ao entrar e fazer com que artefatos gerem manas coloridas para conjurar feitiços e mágicas instantâneas, o Comando de Prismari, uma carta versátil que poderá dar 2 de dano em qualquer alvo, comprar 2 cartas e descartar duas, criar uma ficha de tesouro e destruir um artefato alvo podendo ser escolhido duas opções, Iteracao Expressiva, que permite com que você olhe 3 cartas do topo, fazendo com que uma vá para sua mão, outra para o fundo do baralho e uma seja exilada onde esta, poderá ser conjurada até o final de seu turno, Rootha, Artista Instavel que por sua habilidade possibilita, ao pagar 2 manas, que você copie a mágica instantânea ou feitiço que você controla, Arquimago Emerito que dará uma compra de carta sempre que uma mágica instantânea ou feitiço forem conjuradas, e duas cartas dupla face que são Uvilda, Decana da Perfeicao/Nassari, Decano da Expressao que em uma face faz com que você exile uma mágica instantânea é um feitiço com 3 marcadores, sendo estes retirados em cada início de sua manutenção, e ao não ter nenhum marcador a carta poderá ser conjurada custando 4 genéricas a menos, e na outra face, você em todo início de manutenção irá exilar o topo de cada oponente e poderá conjurá-los até o final do turno, pagando manas de qualquer cor e, a cada mágica conjurada do exílio, coloque um marcador em Nassari

    
    


Por fim, a carta que mais gostei nas cores e também achei mais versátil, Rowan, Estudiosa das Centelhas/Will, Estudioso da Geada, dois planeswalkers, um frente e um verso, que vão muito de encontro à proposta do comandante, com a passiva de diminuir o custo em 1 genérico das mágicas instantâneas e feitiços conjurados, compra de carta, dano para cada conjuração, e um emblema poderosíssimo que te dá a possibilidade de, ao conjurar uma mágica instantânea ou feitiço, por 2 manas genéricas copiá-la.


  

      
OPINIÃO PRISMARI: A primeira impressão quanto ao comandante foi ótima, porém ceifada pela falta de mágicas significativas que sinergizam com a proposta. Acredito, e gostaria, que dentro do deck pré-construído tenham mágicas com custo elevado e relevantes efeitos que tenham relação com as habilidades do comandante, além de permanentes e /ou mágicas que diminuam o custo genérico trazendo assim mais sinergias e consistência, caso contrário uma opção seria um deck em torno de compra/descarte e utilização de “big spell” com delve.
 

Passamos então da decepção para a grata surpresa com Sapioforte(Lorehold), uma faculdade da arquiomancia onde alunos aventureiros e apaixonados pela história, pesquisam o passado em artefatos arqueológicos, invocam espíritos dos mortos e contam com as cores Branco e Vermelho, além da imponência de seu fundador Velomaco Sapioforte. O deck desta faculdade conta com Osgir, the Reconstructor um poderosíssimo gigante com poder 4 e resistência 4, com vigilância, que conta com duas fantásticas habilidades, sendo a primeira a de pagar uma genérica e sacrificar um artefato que você controla dando +2/+0 para a criatura alvo até o final do turno, e a segunda, podendo ser somente utilizada em momentos que feitiços sejam permitidos, de pagar X e virá-lo exilando um artefato de custo de mana X de seu cemitério, criando assim dois tokens que serão cópias do card exilado.


  

  
Como dito anteriormente, as cartas dessas cores trouxeram um grato suporte ao comandante com cartas muito relevantes, e de grande impacto no jogo como seu próprio fundador, um dragão com Voar, Vigilância e Ímpeto, além da habilidade de, toda vez que ataca, você olha 7 cartas do topo podendo conjurar uma mágica instantânea e feitiço que tenham o custo de mana convertido inferior ao poder do Velômaco, Historiador das Laminas que dará golpe duplo às suas criaturas atacantes, Celebrante do Fogaminho/Curtir o Silencio  que em uma face é uma poderosa criatura que fará com que o oponente, ao ativar alguma habilidade que não seja de mana, receba um ponto de dano e ao pagar duas manas, sendo uma genérica e uma vermelha, ele recebe +2/+0 e na outra face é uma mágica instantânea, que impedem seus oponentes de conjurar mágicas ou ativar habilidades de planeswalker no turno em que for conjurada, Reconstruir a Historia que devolverá um card de artefato, um de encantamento, um de mágica instantânea, um de feitiço e um de planeswalker de seu cemitério para sua mão e Hofri Forjafantasma, uma criatura que dará +1/+1, voar e atropelar aos seus espíritos, além de fazer com que suas criaturas que morram sejam exiladas, fazendo assim um token que será cópia daquela criatura além de ser um espírito e que quando deixar o campo de batalha, aquela carta sairá do exílio para seu cemitério.

 

      

 

O destaque aqui fica para Quintorius, Historiador de Campo, uma criatura que dará +1/+0 para os espíritos e, com uma habilidade altamente sinérgica com seu comandante, onde assim que alguma carta sair de seu cemitério, crie um espírito com três de poder e dois de resistência com voar. Tendo os dois em campo, certamente não faltará poder de fogo contra seus inimigos.

 

 

OPINIÃO SAPIOFORTE: Uma Faculdade com mágicas bem sinérgicas e um tema não muito comum para as cores, porém muito bom, onde você tem a possibilidade de dobrar pedras de manas que tenham sido sacrificadas gerando um “ramp” incrível na board, ou até mesmo exilando um Wurmcoil Engine criando duas cópias de uma criatura que eventualmente serão quatro, caso sejam destruídas. Espero que no deck pré construído venham criaturas e mágicas relevantes que abusem do efeito do comandante.


A terceira faculdade será Platinopena(Silverquill), Fundada por Shadrix Platinopena, contando com as cores de mana branca e preta é formada por estudantes dotados de uma liderança única, carisma natural e incansavelmente competitivos, sendo a magia das palavras o seu forte podendo ser utilizada para o bem ou para o mal. O commandante do deck desta faculdade é Breena, the Demagogue, uma criatura que trás uma habilidade que representa muito bem o que seus ensinamentos propõem, sendo ela, toda vez que um jogador ataca um de seus oponentes ele compra uma carta desde que tenha atacado um oponente com maior vida que outro, e o controlador de Breena coloca dois marcadores +1/+1 em uma criatura que ele controle ou seja, um deck voltado à diplomacia no jogo.


  

 

Dentro da coleção tivemos algumas cartas bem interessantes ao plano de jogo do deck e que tem muita sinergia e flavor com a faculdade, sendo elas Apagar o Ceu, um feitiço que custa X mais uma branca e uma preta e que cria X fichas de criaturas do tipo Nanquíneo com voar e viradas e, caso você conjure com o valor de X maior ou igual à 6, irá também destruir todas as outras permanentes que não sejam de criatura e terreno que estiverem na mesa, Shadrix Platinopena um dragão que possui voar e golpe duplo, sendo seu poder 2 e sua resistência 5 e com habilidade de todo início de fase de combate, você pode escolher dois modos das três opções disponíveis, porém para jogadores diferentes, sendo elas o jogador alvo cria um Nanquíneo 2/1, o jogador alvo perde 1 ponto de vida e compra um card, ou o jogador alvo coloca um marcador +1/+1 em cada criatura que ele controla, Humilhar é um feitiço que fará com que um oponente revele a mão e você descarte uma ameaça, e em seguida coloque um marcador +1/+1 em uma criatura que você controla, Dar Branco, um excelente feitiço que fará com que seus oponentes descarte duas cartas e depois disso exile o cemitério, Final Dramatico, um encantamento que dará +1/+1 para seus nanquíneos e fará com que assim que uma criatura que não seja ficha morra, você coloque um token de nanquíneo 2/1 com voar em campo e Laureada Umbroalada, uma criatura 2/2 com voar que fará com que a morte de seus tokens de nanquíneos e/ou criaturas com voar se transformem em marcadores para uma criatura alvo.

    
    

 

Os destaques ficam certamente para duas ótimas e versáteis remoções, sendo a primeira delas Fraturar, uma mágica instantânea com custo branco e preto, onde você poderá escolher destruir um artefato, encantamento ou planeswalker alvo e Verso Desvanescedor, uma mágica instantânea que exila uma permanente monocolorida alvo! 


  

  
OPINIÃO PLATINOPENA: Para mim, por hora, a faculdade que mais tem cartas que sinergizam com o flavor de seu criador, comandante e proposta que será a diplomacia durante os jogos e assim como seus alunos, as mágicas terão um poder e habilidade que deverão ser utilizadas no momento certo do jogo podendo trazer alívio ou sofrimento para quem seja o alvo. Acredito que teremos suporte para este estilo de jogo e, de acordo com as cores, mágicas e encantamentos que tornem o jogo atrativo para o combate/respostas em ameaças entre seus oponentes  enquanto você monta seu ataque para finalizar a partida.
 

Estamos na penúltima faculdade e para quem gosta de números, a quarta, sendo ela Quandrix! Assim como Tanazir Quandrix, os alunos são matemáticos habilidosos e estudam padrões, fractais e simetrias para exercer forças fundamentais sobre a natureza podendo contemplar as propriedades metafísicas do universo, enquanto recitam o número correspondente a PI de trás para frente e contam com as cores Verde e Azul. O comandante desta escola é nada mais nada menos que a dupla Adrix and Nev, Twincasters que tem como habilidades Salvaguarda(Ward) 2, onde uma mágica conjurada por um oponente com esta criatura como alvo será anulada, a menos que ele pague duas manas genéricas e uma poderosíssima habilidade de toda vez que um ou mais tokens forem colocados em campo de batalha sob seu controle, crie aquela mesma quantidade de token a mais.


  

  
A coleção foi de fato muito generosa para Quandrix com um suporte incrível para a estratégia proposta, sendo eles Pugilista Amplificador / Equacao Ecoante onde um lado é uma poderosa criatura com poder e resistência 3 e atropelar que, ao você controlar 6 ou mais terrenos recebe +5/+5 e na outra face, é um feitiço que fará com que cada criatura que você controle se torne igual à criatura alvo que você controla, exceto que aquelas criaturas não serão lendárias caso o alvo da cópia seja, Duas Habilitacoes é uma mágica instantânea, que copiará uma mágica de criatura que estiver sendo conjurada por você, fazendo com que a cópia não seja lendária caso a mágica seja, Comando de Quandrix uma mágica muito versátil que dentre quatro opções poderá ser escolhido duas, sendo elas devolver a criatura ou planeswalker alvo para a mão de seu dono, anule a mágica de encantamento ou artefato alvo, coloque dois marcadores +1/+1 na criatura alvo ou o jogador alvo embaralha até três cartas alvos do cemitério, no próprio baralho, e Negacao Decisiva, que trás duas opções, sendo a primeira a de fazer com que uma criatura que você controla lute contra a criatura que um oponente alvo controle, ou anule a mágica alvo não de criatura, a menos que seu controlador pague três.


      


O destaque não poderia ser outro que não Corpo de Pesquisa, um feitiço que irá criar um token de criatura fractal com poder e resistência zero, e em seguida coloque X marcadores +1/+1 nela sendo X igual ao número de cartas em seu baralho, além de seu fundador Tanazir Quandrix, um poderoso dragão com poder e resistência 4, voar, atropelar que ao entrar no campo de batalha dobra os marcadores em uma criatura alvo que você controla, e ao atacar você pode fazer com que todas as suas criaturas tenham poder e resistência básicos igual ao dele até o final do turno. 

 


 

OPINIÃO QUANDRIX: Não há como negar que dentre os cinco este talvez seja, olhando exclusivamente para ele, o comandante com maior potencial pois, se protege muito bem, tem uma habilidade excelente de cópias que casa muito bem com as cores além de, de acordo com a proposta de sua faculdade, tem uma capacidade incrível de multiplicação e que fará com que as cartas de suporte tenham um brilho especial dentro do jogo. Acredito que o deck pré construído siga essa linha de estratégia e traga muitas mágicas de cópia não só de criaturas, porém de permanentes que podem ser relevantes.

 

Por fim a última, e não menos importante, faculdade de Strixheaven sendo ela a Murchaflor(Witherbloom). Beledros Murchaflor trás para seus alunos a característica de tirar a força da essência dos seres vivos, seja para melhorar a natureza ou explorando-a através de poções feitas com suas ervas! O comandante da faculdade é Willowdusk, Essence Seer, que trás consigo uma habilidade que deve ser ativada somente em um momento que possa ser conjurado um feitiço, de pagar uma mana genérica e virar, colocando marcadores +1/+1 na criatura alvo de acordo com a quantidade de vida ganha ou perdida neste turno, prevalecendo a que tiver maior valor.


  

 

Murchaflor foi a faculdade onde estão as cartas que mais me agradaram pela sinergia entre si, além dos ótimos efeitos dentro do jogo proposto. As mágicas verde e preto que eu considero relevantes são Ritual da Ceifa, uma poderosa remoção global de permanente de custo inferior a 2, que irá gerar uma mana verde ou preta para cada permanente assim destruída, Renascimento Apressado que, ao escolher uma criatura alvo, fará com que quando esta criatura morrer neste turno você procure em seu grimório uma carta de criatura com valor de mana inferior e coloque-a em campo virada, Caldo Mortifero, um feitiço que fará com que cada jogador sacrifique uma criatura ou um planeswalker e, caso você o tenha feito, você poderá devolver do cemitério uma permanente para sua mão, Alquimista Talentosa, que apesar de ser mono colorida, interage muito bem com o plano do deck podendo gerar uma quantidade significativa de mana de acordo com a quantidade de vida ganha neste turno, Lanca da Mortalidade, uma mágica instantânea que destrói a permanente alvo, podendo ter seu custo reduzido em duas manas genéricas caso você tenha ganho vida neste turno, e Aprendiz de Murchaflor que, junto à inúmeras mágicas, construirá um sólido plano de vitória drenando a vida de seus oponentes através da sua habilidade de magíficio em que toda vez que uma mágica instantânea ou feitiço tenha sido conjurado ou copiado, cada oponente irá perder um ponto de vida e você ganhará 1 ponto de vida.

    
    

 

Os destaques certamente ficarão para o fundador e a aluna prodígio de Murchaflor! Enquanto Beledros Murchaflor, um dragão com poder e resistência 4 traz sinergia para a temática do deck criando, a cada upkeep, um token de criatura do tipo peste, que ao morrer você ganhará um ponto de vida e contém uma habilidade excelente para o formato de pagar 10 pontos de vida, podendo ser somente uma vez a cada turno, para desvirar todos os seus terrenos, Dina, Imbuidora de Almas terá um papel muito importante na estratégia fazendo com que seu ganho de vida se torne perda de vida em seus oponentes, além da ótima habilidade de sacrificar uma criatura pagando uma mana genérica e dando +X/+0 para outra criatura, sendo X o poder da criatura sacrificada.

 


OPINIÃO MURCHAFLOR: Estaria mentindo se dissesse que já esperava cartas versáteis e fortes nessas cores, porém, para minha alegria, fui surpreendido positivamente com o power level e, se me permitem mencionar, as maravilhosas artes desta faculdade, que além de repleta de mágicas sinérgicas que casam com excelência no baralho de Willowdusk, Essence Seer, Murchaflor para mim é de longe a mais forte dentro de tudo que vimos na coleção, sendo assim, minha aposta para o destaque de Strixhaven! Dentro do deck pré construído acredito que venham cartas que possibilitem trazer mais relevância para ganho e/ou perda de vida além de permanentes que façam com que isso seja mais frequente dentro do jogo.


Pois é meus queridos companheiros de classe, que edição! Acredito que as temáticas foram bem exploradas em um modo geral e que nosso tão amado formato, até o momento tenha recebido muitas opções interessantes que complementam decks já existentes, bem como deixam mais fortes os lançados nesta coleção. Se você gostou das descrições e gostaria de saber mais sobre cada uma das Faculdades, as informações foram retiradas do site oficial do Magic the Gathering conforme o link, onde você poderá mergulhar de cabeça em tudo que esse universo da magia nos trouxe!


Como mencionado, no capítulo dois, e próximo artigo, trarei à vocês a minha escolha com uma análise completa da lista do deck pré construído além de uma lista em que montarei e seguirei jogando nos mesões da vida! Arriscam dizer qual foi a minha escolha?

 

Um grande abraço, se cuidem, e nos vemos pelos corredores!

Bruno Carneiro Gomes ( Markovis)
Jogador Casual de Magic The Gathering desde a Sétima Edição, apaixonado pelo formato Commander e entusiasta de decks tribais!!!
Redes Sociais: Twitch, Youtube, Instagram
Comentários
Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.
(Quote)
- 14/04/2021 10:01
Nos commander deck Murchaflor tbm chamou bastante atenção mas... Vai ser o Boros msm
(Quote)
- 08/04/2021 13:28
Em outros formatos , na qual tenho um Orzhov moderno de descarte , as cartas dessa coleção são muito boas ... mesmo coisas simples como Dar Branco , que é basicamente um Estiolar a Mente que remove cemitério junto . Olhando as imagens desse artigo ... PLATINOPENA seria minha escolha . Também jogo EDH , mas pelo menos entre os decks que tenho nada para mim , mas Beledros me chama atenção e das cartas do artigo a não lendária que achei babaca é o Historiador das Lâminas , imagina esse cara junto com o Haktos the Unscarred .
(Quote)
- 08/04/2021 12:16
Cara um excelente artigo, deu vontade de montar o Murchaflor e usar todas as cartas que você indicou, será que ficaria viável ?
Últimos artigos de Bruno Carneiro Gomes
Magda, Criminosa Intrépida – A rainha dos Tesouros
Combater para Combar, ou Combar para Combater?
9.845 views
Magda, Criminosa Intrépida – A rainha dos Tesouros
Combater para Combar, ou Combar para Combater?
9.845 views
19/03/2021 10:05 — Por Bruno Carneiro Gomes
8.730 views
Saiba como desfrutar do formato mais jogado de Magic: The Gathering
Commander, como consumir e praticar?
8.730 views
18/02/2021 10:05 — Por Bruno Carneiro Gomes
9.169 views
O que esperar das edições de 2021 para o Commander?
Tribais, tribais e mais tribais...
9.169 views
01/01/2021 10:05 — Por Bruno Carneiro Gomes
Blim, o Papai Noel do Mesão!!!
Natal se aproxima, época de fraternidade e bons presentes! Ou Talvez não tão bons assim...
13.598 views
Blim, o Papai Noel do Mesão!!!
Natal se aproxima, época de fraternidade e bons presentes! Ou Talvez não tão bons assim...
13.598 views
04/12/2020 10:05 — Por Bruno Carneiro Gomes
12.071 views
Decks Tribais, uma das melhores portas de entrada para o EDH!!!
Tribais como porta de entrada (Piratas)
12.071 views
13/11/2020 10:05 — Por Bruno Carneiro Gomes