Load or Cast
Guia de Pré-Lançamento: Strixhaven
Strixhaven
09/04/2021 10:05 - 5.916 visualizações - 8 comentários
Load or Cast
Saudações WebWalkers! 
 
Logo mais voltaremos à escola, mas dessa vez a de magia! Pois está chegando a mais nova coleção de Magic, Strixhaven: Escola de Magos! E seja jogando no Arena ou online via SpellTable, por exemplo, vamos aproveitar o lançamento desta coleção e nos preparar para o formato selado. Lembrando que a galeria de cards completa pode ser vista neste link e as mecânicas neste link.
 
● Introdução
 
O bom de quando temos uma coleção com divisões claras, como as escolas de Strixhaven, é que a visualização do que fazer em formatos selados também fica muito mais clara, então neste meu artigo eu vou falar sobre as 5 escolas da coleção e como podemos jogar com elas, ao fim do artigo, explico brevemente a vantagem das lições e como podemos pensar em um deck de mais de duas cores. Escolha a sua universidade e se prepare para enfrentar as outras!
 
● Platinopena

  
 
Platinopenas são a combinação das cores Branca e Preta, e nos trazem temas que giram em torno de invocar fichas de Nanquíneo, fortalecer seus estudantes com marcadores +1/+1 e muita, mas MUITA remoção. Por isso mesmo uma carta como Killian, Duelista do Nanquim, representa perfeitamente esta escola: Ele diminui o custo das mágicas que podem tanto beneficiar suas criaturas, quanto eliminar as adversárias. Combiná-lo com cards como Defender o Campus, pode tanto fortalecer seu exército inteiro por 4 manas, para fazer um ataque final ou matar várias criaturas em combate, quanto matar uma única grande ameaça alvo por apenas 2 manas. 
 
Esta escola, porém, não possui grandes criaturas ou bombas ameaçadoras. A média de ataque e  defesa do branco e preto está entre 2 e 3, e o custo médio dos cards também fica entre 2 e 4. Ou seja, o segredo desta cor é dominar o campo rapidamente, ir fortalecendo os pequenos com marcadores +1/+1, como Shaile, Decana da Radiancia faz, e eliminar ameaças inimigas com o leque de remoções tanto nas cores branca e preta, como nas cartas multicoloridas brancas E pretas. 
 
  
 
Abuse também de suportes e sinergias para esses marcadores, como faz a contraparte de Shaile, Decana da Radiancia e pai de Killian, o senhor Embrose, Decano da Sombra, ou cards como a Nanquinomante Titular. Enfim, procure dominar o campo de batalha mais rápido que qualquer oponente, usar remoções aos montes e fortalecer seu exército o quanto for necessário.

  
 
● Prismari

  
 
Loucos por magias extravagantes, Prismaris são os artistas Azuis e Vermelhos que nos trazem elementais, fichas de tesouro e muita mágica instantânea e feitiço! O risco em jogar com essa escola é grande e a recompensa também, pois elas possuem custos extremamente altos para compensar efeitos de danos direto, remoções e compras de cards. Rootha, Artista Instavel é um bom início para Prismaris, ela possui uma boa defesa lhe trazendo tempo para conjurar as grandes mágicas, além de dobrar o efeito delas ao usar sua habilidade.

  
 
Uma estratégia “prismariana” seria colocar várias cópias de uma mesma carta como Surto Criativo, onde você pode descartá-la para gerar tesouros e acelerar suas fontes de mana, ou usá-la nos turnos finais para acabar com o jogo. Para mais sinergia, você pode abusar de efeitos de cemitério ao ter essas cartas descartadas pelo tesouro, usar a mana de qualquer cor que eles geram para um splash em outra cor, ou ainda conjurar outra parte de um card dupla-face modal que inicialmente não seria conjurado na configuração inicial do seu deck. 
 
Ao jogar com Prismari sempre se preocupa em como ganhar tempo, para isso remoções e cards como Dividir por Zero atrasam o jogo adversário e lhe dão mais recursos ao Aprender. Pense também em outras acelerações, as quais estão disponíveis em cards como Musa do Maelstrom e Mochila de Magias que inclusive tem a habilidade de Magifício, o que é uma boa combinação para as constantes conjurações de um mago Prismari. 

  
 
De modo geral, este selado não está com um perfil muito agressivo, o que beneficia a montagem de decks mais lentos como os desta escola, porém não leve isso como certeza já que alguém sempre pode sair com cartas mais rápidas e um perfil de deck que jogue ao redor de custos baixos.
 
● Murchaflor

  
 
A escola Murchaflor é formada pela combinação de preto e verde, e trabalha com fichas de peste, criaturas enormes e o constante fluxo de ganho e perda de vida. Para ser um Murchaflor, não hesite em sacrificar suas criaturas para efeitos maiores ou usar sua perda e ganho de vida como recurso. A Dina, Imbuidora de Almas incorpora totalmente a escola, com ela você pode, por exemplo, sacrificar uma ficha de peste, aumentar o poder dela e de quebra tirar a vida adversária.

  
 
Ainda no fluxo da vida e morte, qualquer ponto de vida ganho pode verificar efeitos como os das cartas Rojo Salobro e Lanca da Mortalidade, não por acaso suas Pestes fornecem um pontinho de vida quando morrem. Para fazer com que suas pestes ou uma criatura que retorne constantemente morra (como o Rojo Salobro), você pode trocá-las em combate ou usar cards como Devorador de Aflicoes Demogodo ou Groff do Mangue, os quais também evidenciam como as maiores monstruosidades e criaturas estão presentes no Murchaflor.

  
 
A fraqueza desta escola é ficar sem recursos para sacrifícios ou a falta de criaturas voadoras ou com alcance, para contornar isso, faça fichas constantes de Peste e guarde suas remoções para ameaças voadoras. A curva de mana combinada em preto e verde é boa e constante, e a pressão das criaturas enormes permite que você ataque sem muito receio de perdê-las facilmente.
 
● Sapioforte

  
 
Com um perfil diferenciado para a combinação de vermelho e branco, os Sapiofortes trabalham com memória e história, e para isso nos trazem fichas de espírito, recuperações de recursos do cemitério e um equilíbrio entre ataque e defesa. Quintorius, Historiador de Campo nos conta como jogar com essa combinação: fortaleça seu exército de espíritos, crie mais espíritos ao mudar cards do cemitério para outras zonas (para a mão, campo, exílio ou grimório) e com isso tenha mais recursos do que qualquer oponente.
 
Reconstruir a Historia é um feitiço perfeito para essa cor, ao devolver até 5 cards diferentes para sua mão e desencadear efeitos como o do Quintorius, Historiador de Campo e da Mentora Petriconectada. A combinação desta escola também está bem balanceada em custos de mana variados, mas que tendem para um jogo mais médio.

  
 
O funcionamento em um jogo Sapioforte se dá pela constante troca de seus recursos com os recursos adversários, sendo que você pode recuperá-los mais tarde, e ter o equilíbrio entre ataque e defesa. O vermelho pode lhe ajudar recuperando as mágicas instantâneas e feitiços, como faz a xamã Flamipintora Efrite, e o branco lhe ajuda devolvendo suas criaturas, como faz o clérigo Socorrista de Pilarcipicio. Quando menciono equilíbrio entre ataque e defesa, reforço isso, pois a combinação entre vermelho e branco costuma ser agressiva, com ataques rápidos e constantes, o que não acontece aqui.

  
 
A fraqueza desta escola é tentar fazer mais do que aguenta, ou seja, tentar ser agressivo com um perfil de cartas que puxam para custos mais altos e poder/resistência que não acompanham bem o custo (observe as cartas de exemplo), ou tentar fazer um tribal de espírito sem tantos espíritos disponíveis, ou um deck lento que não aguenta o jogo mais demorado.
 
Para solucionar isso, use cartas que façam interações constantes com o seu deck, guarde remoções para bombas inimigas e use efeitos de dano direto para finalizar a partida, e também como mencionado anteriormente, recupere seus recursos do cemitério sempre que possível! 
 
● Quandrix

  
 
Quandrix, a última escola abordada por este artigo nos traz fichas de Fractais, a vantagem na busca por terrenos e a recompensa de se controlar muitos deles! Zimone, Prodigio de Quandrix é a representante do que a escola deseja, por apenas 2 manas ela já entra em campo começa a trazer seus terrenos também para o campo mais rapidamente que o normal, além de proporcionar mais compra de cards conforme mais terrenos você possui.
 
Um ótimo outro exemplo é o Aprendiz de Quandrix, use mágicas instantâneas e feitiços baratos e desencadeia sua habilidade de Magifício, fazendo com que você tenha terrenos disponíveis para serem jogados todo turno. Corredora do Vortice é um corpo justo para o jogo inicial (levando em conta a média das criaturas desta edição) e que vira uma 3/3 imbloqueável conforme você possuir 8 terrenos ou mais!

  
 
A fraqueza da escola está na falta de remoções e no tempo que você precisa para preparar o seu jogo. Para contornar essas situações, faça pressão no campo com suas fichas de fractais, pois elas se adaptam a diferentes custos de mana em diferentes jeitos de invocá-las, e use cartas com efeitos de luta e/ou devolver do campo para a mão ou grimório adversários e assim ganhar o tempo que precisa.
 
Depois desse tempo ganho e terrenos preparados, basta abusar de suas criaturas enormes e outras mágicas de alto custo. O Traca-vorme é uma ameaça constante, que com o tanto de terreno disponível e as compras azuis, pode voltar rapidamente ao campo depois de ser eliminado. E uma Serpente do Buraco de Minhoca usa toda a mana sobrando para deixar várias criaturas imbloqueáveis de uma vez! Jogar com Quandrix é pensar grande!

  
 
● Lições e splash

  
 
A habilidade de Aprender, presente em cartas como Estudo de Vespera é muito vantajosa para um formato selado, pois nos permitem buscar as lições! E isso nos dá mais cards para jogar e mais recursos para desencadear Magifício! Em um formato onde geralmente colocamos 6 a 8 mágicas que não sejam de criaturas, além de que elas podem ser encantamentos, artefatos ou planeswalkers, ficaria difícil usar esta habilidade apropriadamente. Então as lições sendo buscadas de fora do deck nos ajudam a aproveitar melhor essa situação.
 
Além das que produzem fichas, as quais eu coloquei no início de cada escola, Strixhaven tem uma série de lições para cada cor e também feitiços incolores como as Ciencias Ambientais. Decida quais valem mais à pena serem adicionados ao deck e quais seriam mais interessante estarem fora dele e serem buscados depois, mas em todo caso, busque sempre otimizar ao máximo seus recursos!

  
 
Em relação a splash, caso decida fazer um deck de 3 ou mais cores, verifique se seus terrenos variados lhe ajudariam com isso, como por exemplo o ciclo de campus ou o terreno para qualquer cor chamado Esplanada do Arco. Outra dica seria combinar as escolas, por exemplo com azul dos Prismari você pode descartar cartas para gerar fichas de tesouro e recuperá-las do cemitério com os efeitos dos Sapiofortes para depois conjurar grandes magias elementais! 
 
Pense em como cores opostas combinam melhor nesta edição. Por exemplo, um deck Murchaflor com vermelho pode ficar um tanto sem sentido, já o verde e preto com uma pitada de branco (oposto ao preto) ou azul (oposto do verde) funcionaria bem dependendo do perfil do deck que se deseja criar.
 
● Conclusão
 
Se você chegou até aqui, significa que está fazendo sua lição de casa e se preparando para encarar as provas de Strixhaven, e eu espero que este artigo lhe ajude a conseguir bons resultados! Infelizmente ainda estamos em período de EAD, mas os Quandrix já estão produzindo mais e mais vacinas e sairemos dessa situação logo!
 
Cuidem-se, protejam a si mesmos e as outras pessoas ao redor, e até o próximo artigo!
 
Felipe (Atarka)
Felipe Bracco ( Bracco)
Viciado e apaixonado pela mana vermelho, adorador de Goblins, viajante das teorias, curioso e observador! Buscando sempre expandir os limites da minha própria escrita e do que pode ser escrito.
Jogo Magic desde 2000, e hoje estou mergulhado inteiro na comunidade. Sou inclusive administrador do MTG LGBT, grupo de Magic no Facebook visando acolhimento e promoção de eventos relacionados.
Se quiser saber mais sobre, entre em contato!!!
Redes Sociais: Facebook
Comentários
Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.
(Quote)
- 10/04/2021 20:21

É que pra sair do cliché de magos, as escola DE MAGOS têm outros subtipos :V

(Quote)
- 10/04/2021 20:20

Fico feliz que gostou!

(Quote)
- 10/04/2021 00:47
A Rootha podia ser 'Wizard' mas tudo bem...
(Quote)
- 09/04/2021 22:51
Obrigado pelas dicas. Estou ansioso pelo Selado.
(Quote)
- 09/04/2021 15:00

Obg! 3

Últimos artigos de Felipe Bracco
Guia de Pré-Lançamento: Kaldheim
Um guia para te ajudar no Pré-lançamento da nova coleção de Magic: The Gathering
6.046 views
Guia de Pré-Lançamento: Kaldheim
Um guia para te ajudar no Pré-lançamento da nova coleção de Magic: The Gathering
6.046 views
27/01/2021 10:05 — Por Felipe Bracco
Guia de Limitado: Renascer de Zendikar
Um guia explicando como funciona o formato Limitado de Renascer de Zendikar
4.245 views
Guia de Limitado: Renascer de Zendikar
Um guia explicando como funciona o formato Limitado de Renascer de Zendikar
4.245 views
21/09/2020 10:05 — Por Felipe Bracco
Guia de Pré Lançamento: Core Set 2021
Um guia para o Pré-lançamento de M21 via Magic Arena
6.641 views
Guia de Pré Lançamento: Core Set 2021
Um guia para o Pré-lançamento de M21 via Magic Arena
6.641 views
25/06/2020 10:13 — Por Felipe Bracco
Guia de Lançamento: IKORIA, TERRA DE COLOSSOS
O lançamento Tabletop pode ter sido adiado mas não irá passar em branco!
4.691 views
Guia de Lançamento: IKORIA, TERRA DE COLOSSOS
O lançamento Tabletop pode ter sido adiado mas não irá passar em branco!
4.691 views
15/04/2020 10:05 — Por Felipe Bracco
Guia de Pré Lançamento
THEROS ALÉM DA MORTE
7.011 views
Guia de Pré Lançamento
THEROS ALÉM DA MORTE
7.011 views
15/01/2020 18:05 — Por Felipe Bracco