Load or Cast
Saga de Urza no Banco dos Réus
Argumentos e contra argumentos do banimento.
02/07/2021 10:05 - 8.204 visualizações - 20 comentários
Load or Cast

Nos últimos anos eu falei algumas vezes sobre banimentos (mais do que gostaria), e no geral falar sobre esse assunto não é algo repentino. Raramente você resolve colocar essa pauta em jogo, ela não adiciona muito ao conhecimento do jogo e se coloca no lugar de uma análise do ambiente mais profunda ou quaisquer outros temas. Mas é necessário, especialmente quando o assunto está ainda no começo, quando não temos certezas e talvez o burburinho seja desnecessário.

 

Banimentos são uma violência contra o jogo  e os jogadores, por isso eles sempre precisam ser evitados. Banir uma carta significa que seu valor simbólico deixa de existir, tira a sua função no nosso universo, além do efeito colateral de tornar inútil toda uma estratégia, todo um planejamento que aquele jogador tinha. Mesmo quando falamos de MTG Arena, que tem uma política de devolver em Wild Cards a carta banida, ela não devolve as horas de jogo, as outras cartas usadas na estratégia ou mesmo o simbolismo de você ter ou não um baralho competitivo.

 

Quando uma nova edição é lançada temos dois momentos de análise: aquele em que olhamos os spoilers e teorizamos sobre uma estratégia e aquele em que realmente colocamos ela em prática e começar a criar informações sobre ela. Em alguns casos, já na teoria sabemos que em breve teremos um banimento, o lançamento é claramente muito bom e uma luz de alerta é ligada, lembro claramente quando Cranio-Marreta foi lançada e estávamos no auge do Caw Blade, era clara a interação de Arma viva com Mistico Litoforjador. Mas na maioria é apenas após o lançamento que abrimos a discussão sobre banimento, vendo os resultados e como colocar a nova estratégia em cheque. 

 

Existem dois motivos para banir uma carta: ou a estratégia dela se torna dominante, ou engessa o formato. Explico. No primeiro caso a carta, ou a estratégia está muito acima das outras e precisa ser removida, no caso, banindo uma única carta (ás vezes mais). Casos famosos, durante Eldrazi Winter a estratégia de Eldrazis dominou o modern, parando apenas após o banimento de Olho de Ugin. Hogaak, Necropole Erguida dominou também o Modern, só parando após o seu banimento. 


 

Nesses casos nós temos um único deck que domina o formato e precisa ser banido, pedindo assim uma resposta contra uma peça-chave do deck. O problema dessas estratégias é que polarizam o formato, dividindo ele em “decks da estratégia x” versus “decks contra  a estratégia x”, o formato cria uma polarização que tira sua diversidade fazendo com que os jogadores tenham a mesma experiência em loop.

 

No segundo caso, temos o engessamento do formato. Eu considero esse caso mais perigoso porque ele é mais silencioso e mais complicado de analisar. O engessamento a partir de uma estratégia é quando uma shell de cartas é muito boa junta e é facilmente encaixada em qualquer estratégia, fazendo com que o formato seja uma repetição daquela shell. Exemplos, Gemea Estilhacadora é um combo de duas cartas e fácil de colocar em qualquer estratégia, eu posso jogar puro combo, posso usar em um deck mais agressivo, mas principalmente posso colocar em um controle, já que é uma finalizadora eficiente e simples. Ou seja, por 5-6 slots do deck, eu posso dedicar todo o resto à segurar o jogo do oponente porque sei que finalizarei quando precisar. Outro exemplo, mais recente foi o banimento do Astrolabio de Arcum, no Modern e no Pauper. O preço de usar essa carta era usar mana nevada, o que tinha zero drawback e te dava acesso a um artefato que diminuia o seu deck e ainda ajudava na curva, anulando Lua Sangrenta, por exemplo. E com ele ainda tínhamos uma série de vantagens em ambos os formatos, ou seja, para criar valor eu podia escolher um deck midrange com sinergia, logo, todo midrange começava com mana nevada, engessando o formato, por mais que você visse Bant, UW, 4c e 5c, na verdade era kits de jogo nevados, apenas com algumas cartas diferentes em volta. Banir aqui é sobre liberar a deckbuilding dentro de um arquétipo e dar mais individualidade aos jogadores.


 

Eu estou falando sobre banimentos porque em Modern Horizons 2 novamente esse assunto virou pauta. No geral a coleção tem ido bem e mesmo cartas que eu estava receoso, caso de Imperial Recruiter ou para alguns Ragavan, Afanador Agil  (eu vim ver o macaco), se provaram mais saudáveis do que o esperado e tem trabalhado em diversas listas diferentes. O problema tem sido a Saga de Urza

 

Em um primeiro momento, Saga de Urza apenas jogou em decks de artefato, inclusive trazendo eles de volta ao formato. Se estivéssemos falando de um caso de ban apenas com decks de artefatos,teríamos um caso de Hogaak, Necropole Erguida, onde a carta é muito forte e começa a fazer decks em volta dela para aproveitar sua força. Mas hoje em dia temos isso:

UW Miracles, por Peven
3898 visualizações
02/07/2021
R$ 4.602,17
R$ 6.763,40
R$ 19.142,92
3898 visualizações
02/07/2021
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Gerar Imagem
Criaturas (3)
2  Mago da Conjuração-relâmpago  169,90
1  Mentor do Monastério  67,90
Planeswalkers (6)
3  Teferi, Manipulador do Tempo   83,95
3  Jace, o Escultor de Mentes   259,00
Mágicas (22)
2  Caminho para o Exílio 12,00
3  Fim Prismático  21,24
3  Optar 0,03
4  Contramágica  2,99
2  Amuleto do Arquimago   123,25
1  Força da Negação   419,75
1  Comando Críptico    60,36
4  Terminus   6,49
2  Maestria Temporal   15,94
Artefatos (4)
4  Pedra Cerebral 1,25
Encantamentos (4)
4  Saga de Urza192,19
Terrenos (21)
1  Colunata Celestial15,72
1  Floresta Tropical Nebulosa163,72
2  Fonte Santificada30,24
2  Ilha0,00
3  Ilha da Neve0,00
3  Lago Alpino Fervente189,90
2  Planície da Neve0,00
2  Portão Místico39,00
4  Praia Inundada101,49
1  Trioma de Raugrin43,71
60 cards total

Sideboard (15)
2  Delir 0,10
2  Rejeição Cerimoniosa 0,20
3  Rajada de Éter  2,61
1  Revitalizar  0,05
1  Disputa Mística  2,50
1  Mentor do Monastério  67,90
4  Linha de Força da Santidade   12,38
1  Nexo do Destino   41,95

5c Control, por CharlieTheBananaKing
Por Ruda
5485 visualizações
24/06/2021
R$ 6.908,46
R$ 9.697,35
R$ 21.631,91
5485 visualizações
24/06/2021
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Gerar Imagem
Companheiro (1)
1  Lurrus da Toca Onírica   49,50

Criaturas (3)
3  Mago da Conjuração-relâmpago  169,90
Planeswalkers (4)
4  Wrenn e Seis  550,00
Mágicas (17)
2  Caminho para o Exílio 12,00
3  Fim Prismático  21,24
3  Raio 6,89
2  Contramágica  2,99
2  Iteração Expressiva  20,00
1  Comando Críptico    60,36
2  Veredito Supremo    22,50
2  Desgastar // Rasgar   //  1,96
Artefatos (13)
4  Bijuteria de Mishra 50,99
2  Explosivos Fabricados 74,99
1  Mox de Âmbar 139,00
1  Agulha Medular 6,12
2  Esfera Cromática 0,50
1  Lanterna Guia-almas 5,99
1  Livro de Receitas do Submundo 1,40
1  Pedra Cerebral 1,25
Encantamentos (4)
4  Saga de Urza192,19
Terrenos (19)
1  Bueiros de Vapor44,99
1  Charco da Procriação56,69
1  Fonte Santificada30,24
1  Fundição Sagrada50,99
2  Ilha0,00
2  Lago Alpino Fervente189,90
2  Lagoa Espelhada69,98
1  Planície0,00
4  Praia Inundada101,49
1  Trioma de Ketria39,50
1  Trioma de Raugrin43,71
2  Urzal Ventoso97,00
60 cards total

Sideboard (15)
1  Jaula do Escavador de Túmulos 8,00
2  Lua Alpina 33,98
2  Ragavan, Afanador Ágil 528,25
1  Relíquia de Progenitus 10,90
2  Véu do Verão 31,28
1  Bênção de Gaia  0,09
1  Frigir  0,80
1  Mago Interferidor  9,90
1  Rajada de Éter  2,61
1  Teste de Talentos  0,49
1  Disputa Mística  2,50
1  Lurrus da Toca Onírica   49,50

BG Food
Por Ruda
5514 visualizações
24/06/2021
R$ 3.392,66
R$ 5.097,10
R$ 12.339,04
5514 visualizações
24/06/2021
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Gerar Imagem
Criaturas (25)
4  Asmoranomardicadaistinaculdacar 12,18
4  Familiar do Caldeirão 1,76
4  Ganso Dourado 7,29
1  Trol Lotleth  0,45
4  Destemida da Pista Oval  0,10
4  Aparição de Estrada   2,84
4  Rei Trol Glutão     3,85
Mágicas (4)
4  Final de Devastação   152,90
Artefatos (10)
1  Agulha Medular 6,12
4  Forno da Bruxa 0,95
1  Lança Sombria 49,94
4  Livro de Receitas do Submundo 1,40
Encantamentos (4)
4  Saga de Urza192,19
Terrenos (17)
4  Catacumbas Verdejantes144,50
4  Charco Florescente19,99
1  Floresta0,00
1  Pântano0,00
3  Tumba Abandonada34,31
2  Turfeira Nutriz62,78
1  Urborg, Tumba de Yawgmoth74,75
1  Yavimaya, Berço de Crescimento64,42
60 cards total

Sideboard (15)
1  Cripta de Tormod 0,99
3  Capturar Pensamento 84,84
2  Empurrão Fatal 6,90
1  Lanterna Guia-almas 5,99
1  Lodo Necrófago  3,72
1  Trilha de Migalhas  0,09
3  Troféu do Assassino  54,32
2  Força do Vigor   178,20
1  Vraska, Rainha Golgari   10,22

O BG Food é um deck que surgiu em decorrência da saga, assim como suas variantes, entrando mais no caso de Affinity e Scales, mas quando UW e 5C começam a usar a carta, eu fico mais preocupado. Estes dois decks não precisam da carta, mas encontram nela uma shell forte e que faz a estratégia melhor, inclusive trazendo um kit de cartas junto. E como eu já disse, uma shell que começa a ser transferida para outros decks é algo para se observar.

 

-


- Veredito

 

Eu apresentei tudo o que pude observar sobre Saga de Urza, mas acho importante outro dado, nos últimos 4 Challengers, importante evento que acontece duas vezes por final de semana no Magic Online, tivemos 40 aparições da carta, em 32 decks, um número baixo na verdade, Raio, por exemplo, apareceu mais vezes, e dessas 40, 16 foram em decks “não naturais da saga”, vulgo estratégias que já existiam e que colocaram o card para ter mais vantagens. A maioria das vezes eram arquétipos que reapareceram por conta de MH2.

 

Ainda estamos no começo de MH2 e considero que nem chegamos aos melhores decks de Saga de Urza, desconfio que o UR usando Urza, Grao-lorde Artifice e Ragavan, Afanador Agil seriam essa tal casa ideal, apesar do poder do BG. Mas o ponto é, ainda não temos números de ban, temos apenas números de uma boa carta e que está impactando um novo formato. 

 

O Modern está saudável por enquanto e ainda tem um mundo todo para explorar.

 

Até mais!

 


Ruda

Rudá Andrade dos Reis ( Ruda)
Aficionado por decks azuis agressivos, mas que não dispensa um bom Siege Rhino nas horas vagas, está no Magic desde 2003, em Flagelo.
Redes Sociais: Facebook, Twitter
Comentários
Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.
(Quote)
- 08/07/2021 18:51

em q mundo vc vive meu amigo?

(Quote)
- 05/07/2021 10:28

Tem sim, é que está classificada como Encantamento e não terreno.

(Quote)
- 04/07/2021 17:24
Último Modern Challenge. Só 4 decks usando Saga de Urza e todos eram focados em artefatos. Mishra's estava em 18 decks. Prova que mal teve análise de meta...
https://magic.wizards.com/en/articles/archive/mtgo-standings/modern-showcase-challenge-2021-07-04
(Quote)
- 04/07/2021 09:12
eu tava bem empolgado com essa carta pro meu affinity e scales, mas vendo todo mundo usar prefiro que seja banidaça o quanto antes
(Quote)
- 03/07/2021 00:16
Saga de urza e lento bane o urza logo e acaba a choradeira, ragavan que te que matar logo n legado.
Últimos artigos de Rudá Andrade dos Reis
Analisando os Pré Cons Pioneer
Vantagens e desvantagens deste novo produto
5.372 views
Analisando os Pré Cons Pioneer
Vantagens e desvantagens deste novo produto
5.372 views
Há 13 dias — Por Rudá Andrade dos Reis
O Natal dos Torneios
O jogo profissional para o próximo ano.
2.856 views
O Natal dos Torneios
O jogo profissional para o próximo ano.
2.856 views
Há 27 dias — Por Rudá Andrade dos Reis
Fênix no Pioneer
Trabalhando o deck para o formato
5.206 views
Fênix no Pioneer
Trabalhando o deck para o formato
5.206 views
10/08/2021 10:05 — Por Rudá Andrade dos Reis
Ganhando no Standard com o Livro debaixo do braço
O novo Mono White para o Standard.
5.156 views
Ganhando no Standard com o Livro debaixo do braço
O novo Mono White para o Standard.
5.156 views
27/07/2021 10:05 — Por Rudá Andrade dos Reis
Dragões em Adventures in the Forgotten Realms
Upando o Izzet com a melhor tribo
5.587 views
Dragões em Adventures in the Forgotten Realms
Upando o Izzet com a melhor tribo
5.587 views
13/07/2021 10:05 — Por Rudá Andrade dos Reis