Load or Cast
As Escamas Ainda estão Lá
Scales no ambiente atual do Modern
08/12/2021 10:05 - 5.885 visualizações - 6 comentários
Load or Cast

Sempre têm um deck que marca a gente. 

 

Aquele que jogamos tão bem, que ele vira quase que uma extensão nossa. Aquele que jogamos tão mal, que nem queremos ver mais as cartas. Decks que nos ensinam coisas ou que nos proporcionaram experiências únicas.

 

Eu tenho diversos decks assim. O Affinity, quando era Standard (sim, já tomei ambas as doses da vacina), foi meu primeiro “super deck” que tinha um poder absurdo e me deu resultados que minha game gameplay não faria. Lembro muito do UW Delver, que foi um professor e me ensinou muito sobre tempo e como planejar meus turnos. Outro marcante foi o Abzan do Modern, que me ensinou o valor de se especializar em um arquétipo e proporcionou diversos eventos legais.

 

O deck de hoje é muito marcante também. 

 

Conheci o Scales por meio de um amigo, Antônio Zanutto (que está escrevendo agora para a liga, recomendo). Na época pouca gente conhecia o baralho e eu via ele virando jogos espetaculares com as infinitas nuances que a estratégia tem acesso. Por conta do CLM12, eu poderia tentar minha vaga para o evento, já que não teríamos coverage. Eu iria de Jund no qualifier Modern, mas a insistência e uma aula de 15 minutos do Zanutto me fizeram jogar de Scales, o que me colocou na grande final do CLM e um agregado de 10-4 no fim de semana, me apaixonando completamente pelo deck.

 

Para quem não está familiarizado com a estratégia eu recomendo esse pequeno guia que fiz para a liga.

 

Com Modern Horizons 2 lançada, o deck voltou a fazer alguns resultados - já que Saga de Urza é a uma carta fantástica e ajuda em muito o jogo midrange da estratégia, além de tutorar cartas incríveis como O Ozolito e Zabaz, a Vespa Tremeluzente.

 

 

 

Essa foi a primeira lista com MH2 que usei:

 

 

Mono Green Scales, por _ruda_
Por Ruda
3932 visualizações
22/11/2021
R$ 2.590,22
R$ 3.921,74
R$ 6.292,46
3932 visualizações
22/11/2021
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Gerar Imagem
Criaturas (20)
4  Balista Ambulante  64,00
4  Caminhante Aeródromo  11,66
4  Operário Arconexo 0,05
4  Zabaz, a Vespa Tremeluzente 2,70
4  Devastador Arconexo 43,50
Mágicas (4)
4  Agitações do Passado 1,50
Artefatos (8)
1  Jarro de Solda 0,96
1  Módulo de Animação 1,92
3  O Ozólito 41,24
1  Conduto de Energia 1,99
2  Trono de Geth 0,23
Encantamentos (8)
4  Saga de Urza295,79
4  Escamas Endurecidas 18,00
Terrenos (20)
2  Depósito de Poder0,54
5  Floresta0,00
1  Núcleo de Phyrexia0,08
4  Nexo de Mosco-tintas109,90
1  Pendelhaven6,96
2  Renascimento de Llanowar0,30
1  Solo Pisoteado27,12
4  Trilha da Coroa de Penedos27,99
60 cards total

Sideboard (15)
1  Cripta de Tormod 1,50
2  Jarro de Solda 0,96
1  Agulha Medular 3,80
2  Encontrar Dificuldades 0,05
2  Estado Natural 0,09
1  Jaula do Escavador de Túmulos 8,00
3  Véu do Verão 33,50
3  Desmembrar   2,99

 

 

O deck aqui é literalmente uma atualização da mesma abordagem, você ainda é um deck mais lento, mas com a saga para gerar pequenas vantagens. Ainda sim, muito similar no jogo com o que o Scales fazia no começo.

 

Mas o Modern começou a evoluir com MH2 e chegou o advento das free spells, ficar tomando Solidao meio que desanima de jogar com o deck e a estratégia ficou de lado por vários meses, mas no final de Novembro tivemos o Vegas Modern Championship com mais de 1,4 mil jogadores e olha só que agradável surpresa, um Scales no top8!

 

 

 

Scales Lurrus, por Joel Lapray
Por Ruda
3944 visualizações
22/11/2021
R$ 3.359,85
R$ 5.191,55
R$ 11.113,86
3944 visualizações
22/11/2021
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Gerar Imagem
Criaturas (21)
4  Balista Ambulante  64,00
4  Caminhante Aeródromo  11,66
2  Operário Arconexo 0,05
4  Zabaz, a Vespa Tremeluzente 2,70
4  Devastador Arconexo 43,50
3  Ferreira Engenhosa  0,86
Mágicas (2)
2  Agitações do Passado 1,50
Artefatos (8)
3  Jarro de Solda 0,96
1  Colar de Basilisco 6,98
1  Forno da Bruxa 0,90
3  O Ozólito 41,24
Encantamentos (8)
4  Saga de Urza295,79
4  Escamas Endurecidas 18,00
Terrenos (21)
2  Bosque dos Salgueiros Ígneos21,02
2  Cidadela de Aço Negro1,00
1  Depósito de Poder0,54
1  Floresta0,00
4  Macegal11,69
4  Nexo de Mosco-tintas109,90
1  Planície0,00
3  Torre da Indústria6,75
3  Trilha dos Galhos Altos25,56
60 cards total

Sideboard (15)
2  Cálice do Vácuo  262,49
1  Agulha Medular 3,80
1  Caminho para o Exílio 10,49
3  Fim Prismático  36,49
2  Reivindicação da Natureza 0,40
2  Relíquia de Progenitus 10,90
1  Espelho do Vazio 12,00
2  Orbe Tórpida 58,99
1  Lurrus da Toca Onírica   47,90

 

 

Joel Lapray fez Top8 com essa lista e tem bastante coisa para aprender aqui. 

 

Assim que Zabaz, a Vespa Tremeluzente ficou válida no deck, o dogma de usar apenas uma cor para usar mais terrenos de utilidade caiu por terra. Aqui levamos isso ao ponto de usar mais da cor branca com mais remoções e especialmente com Lurrus da Toca Onirica, dando aquela consistência boa ao baralho.

 

Mas o que mais gosto dessa lista é como ela trabalha para resolver o problema de Solidao. Eu tenho zero problemas com quem tenta destruir minhas criaturas aqui, os marcadores passam para outro ou viram fichas. O complicado é ser exilado, porque aí toda a vantagem se perde. Joel Lapray aumenta a quantidade de efeitos de sacrifício justamente para resolver essa situação: são nove efeitos para salvar uma criatura do exílio e manter o jogo. Normalmente o nono efeito era Trono de Geth, mas tutorar o Forno da Bruxa é bem mais interessante.

 

 

Outro ponto é o Colar de Basilisco, um velho amigo da Balista Ambulante. Esse slot pode ser substituído por Lanca Sombria caso seu meta tenha muito chump block. Eu gosto da interação com Balista Ambulante, e criaturas grandes são chatas para o deck - mas ainda é uma escolha mais metacall e que prefiro deixar em aberto para quando o evento estiver chegando.  

 

 

 

 

Algumas dicas para as matchs:

 

Vs Hammer

 

A match é boa porque fazemos com facilidade um rio de criaturas para bloquear e podemos inclusive fazer um megazord que bloqueie uma criatura grande com martelo. Simplesmente tenha Balista Ambulante e ganhe. Pós side, eu considero Confidente Sombrio bem mais complicado porque consegue nos grindar, então guardar uma das nossas remoções para ele é importante.

 

Vs UR Regent

 

Voar é a coisa mais irritante que eles podem fazer e nessa partida a Balista Ambulante com Colar de Basilisco é uma das poucas maneiras de lidar com um dragão grande. Caso tenha tempo para Caminhante Aerodromo, conseguirá ganhar. Pós side subimos nosso hate de cemitério, sempre contando as cartas do oponente e Caminho para o Exilio é sensacional.

 

Vs 4C Yorion/4c Elemental

 

Apesar das estratégias não serem as mesmas, a nossa abordagem são deck com ultra late game e que usam Solidao para evitar um ataque letal. O G1 é realmente chato porque jogar versus Solidao e Fim Prismatico é bem chato para o Scales. No pós side, nós ganhamos Orbe Torpida, mas já adianto que a carta não é absoluta na match, eles resolvem ela muito bem e na verdade, ela só te dá uma janela para agir mais livre, especialmente para matar “combando”. Lembrando que versus decks com mais planeswalkers, pra cima agulha!

 

Vs UW Control

 

Uma partida historicamente complicada e pra variar, com Solidao. Mas o UW não é tão forte em late game como os decks com Omnath, Locus da Criacao, então podemos grindar eles mais. É nesse tipo de partida que gosto tanto de ter mais sac outlets (Cartas que são efeitos de sacrifício em larga escala), eles são secretamente nossos geradores de card advantage e podem nos ajudar a navegar essa partida.

 

Vs Rhinos Cascade

 

De longe a partida que mais gosto de usar Colar de Basilisco , uma Balista Ambulante equipada faz estrago suficiente antes de morrer. O G1 tem Furia como jogada que vem “do nada” e contra dano nosso deck se protege bem, graças ao modular. Então eles abertos são mais perigosos em termos de interações. Pós side a coisa muda um pouco, Forca do Vigor e Linha de Forca do Vacuo podem nos complicar, mas nosso Espelho do Vazio é lindo e bem colocado é letal.

 

Vs Burn

 

Uma match que sempre foi boa e não mudou muito, a única ressalva é jogar em volta de Palma Defletora e/ou Caminho para o Exilio, de resto considero uma partida tranquila e que Colar de Basilisco leva bem.

 

Vs Jund Zoomer

 

Jund sempre foi bom porque nós grindávamos eles muito bem, mas agora o deck tem um clock real e Canalizadora da Ira do Dragao é ridiculamente chata de enfrentar. Mas o Caminhante Aerodromo ainda é sensacional na match e passar marcadores também. Subir remoções resolve boa parte dos nossos problemas. 

 

Vs Amulet

 

Tradicionalmente combos são complicados para o Scales porque interagimos muito pouco e amuleto é um combo rápido e ridiculamente consistente. Você tem pouco tempo para fazer Balista Ambulante e Colar de Basilisco, então recomendo manter mãos super agressivas e tentar matar rápido. Pós side, como todo jogo, existem mais interações de ambos os lados. Além de Orbe, eu gosto de focar em destruir os Amuletos, sempre lembrando que a dryad é um encantamento. 

 

-


Para quem é fã da estratégia, vejo a lista muito bem posicionada para tentar coisas novas e incomodar bastante os tiers do formato. Ainda não é exatamente um meta full combo, o que sempre foi uma partida chata para esse midrange, mas metagames com muito grind ou aggros eu penso que o deck ainda está muito bem.

 

Para quem quiser conhecer mais dos Scales, eu citei um artigo lá no começo e tenho mais alguns entre os que escrevi sobre o deck, além de alguns conteúdos nas minhas redes sociais (que você pode encontrar logo abaixo). 

 

Com o Modern estabilizado até o lançamento da própria coleção eu devo tentar bastante essa lista, aproveitando o meu velho amigo, Devastador Arconexo, para mais algumas aventuras.

 

Até mais!

 

Ruda.

Rudá Andrade dos Reis ( Ruda)
Rudá joga Magic desde 2003, sendo que em 2012 começou a produzir conteúdo sobre o jogo, fazendo artigos, streaming e narração. Como jogador tem diversos resultados, destacando top8 no Magic Fest São Paulo em 2019 e participações no Regional Player Tour Europe e Kaladesh Championship.
Redes Sociais: Facebook, Twitter
Comentários
Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.
(Quote)
- 09/12/2021 00:37
excelente artigo, até me deu vontade de montar o deck agora hahaha
(Quote)
- 08/12/2021 23:46
Arcbound Ravager + amigos = diversão
(Quote)
- 08/12/2021 20:46
Meu, Saga de Urza nesse preço tá osso hein...
(Quote)
- 08/12/2021 15:29

Lotus Combo é de longe o mais Johnny de todos haha. E tem ele no Modern tb.

(Quote)
- 08/12/2021 14:20
Eu jogaria com esse deck, parece o mais "Johnny" dos formatos competitivos hoje
Últimos artigos de Rudá Andrade dos Reis
O Pioneer do Boros Heroic
Uma opção agressiva para o formato
5.344 views
O Pioneer do Boros Heroic
Uma opção agressiva para o formato
5.344 views
Há 2 dias — Por Rudá Andrade dos Reis
Começando com Kamigawa: Neon Dinasty
Analisando os primeiros spoilers
5.700 views
Começando com Kamigawa: Neon Dinasty
Analisando os primeiros spoilers
5.700 views
Há 16 dias — Por Rudá Andrade dos Reis
Os Meus decks de 2021
Baralhos que marcaram meu ano e deixaram saudades (ou não).
6.077 views
Os Meus decks de 2021
Baralhos que marcaram meu ano e deixaram saudades (ou não).
6.077 views
Há 30 dias — Por Rudá Andrade dos Reis
Metagame Histórico - Innistrad Championship
Análise do Metagame Historic (Histórico) do Innistrad Championship
4.539 views
Metagame Histórico - Innistrad Championship
Análise do Metagame Historic (Histórico) do Innistrad Championship
4.539 views
03/12/2021 10:05 — Por Rudá Andrade dos Reis
Metagame Padrão - Innistrad Championship
Análise do Metagame Standard (Padrão) do Innistrad Championship
4.847 views
Metagame Padrão - Innistrad Championship
Análise do Metagame Standard (Padrão) do Innistrad Championship
4.847 views
02/12/2021 15:56 — Por Rudá Andrade dos Reis