A melhor maneira de prever o futuro, é criá-lo!

       

Por: karhaix em 28/01/13 11:47 | 21 comentários / 2,369 visitas

O FUTURO DO MAGIC

Acredito que esse seja um título bastante polêmico, e vai atrair alguns leitores que acham que eu tenho alguma capacidade de prever o futuro ou algum contato na Wizards que revele os planos da empresa para o nosso card game favorito, não, não e não!

Eu não sou vidente, nem tenho contatos na Wizards, mas tenho, por puro racionalismo, alguma capacidade de entender os fatos e tentar imaginar onde isso vai chegar. Logo a ideia desse artigo não é prever o que acontecerá com as cartas de Magic, e sim com os jogadores de Magic!

Acho que uma discussão como essa pode abrir nossos olhos para pequenos erros que acabamos cometendo ou que vemos outros cometerem, e no fundo meus amigos, a intenção é sempre a de PRESERVAR o jogo que amamos.

Sabe qual é a peça chave para que um produto como o Magic seja duradouro? A renovação!

RENOVAÇÃO
Quando comecei a jogar, em meados de 1994, até existiam alguns campeonatos, sancionados ou não, mas nesta época, de um modo geral, o Magic era "for fun". E assim como boa parte dos jogadores, apesar de ter muitos anos de Magic, não são 19 anos ininterruptos, eu tive fases diferentes seja com banda e/ou mulheres e/ou faculdade e/ou trabalho, que sempre me afastaram por um período do jogo, as vezes anos, e em uma determinada volta, comecei a me deparar com FORMATOS de campeonatos: Standard, Extended (extinto) ou Legacy, e isso abriu minha mente para a genialidade da Wizards.

Explico: O Magic precisa de renovação, precisa de jogadores novos, precisa de "carne fresca" e um formato como o Standard é ABSOLUTAMENTE o que mantém a Wizards viva e funcionando. Claro que esse formato não tem a elegância do Legacy ou a roubalheira do Vintage, mas permite que novos jogadores entrem no jogo, e em pouco tempo adquiram possibilidades de jogar competitivamente, de montar um deck que não passe vergonha! Até aí, nenhuma novidade, o que não me conformo é com o outro lado da história: os veteranos.

VETERANOS
Porque os veteranos? Porque, de uma forma ou de outra, são sempre eles os maiores responsáveis pela inclusão ou não de novos jogadores, seja apresentando o jogo a um amigo ou recebendo bem quem está iniciando. E, pela média, esse trabalho não está sendo bem feito.

Claro que ninguém precisa ser paciente, bom samaritano ou caridoso, por outro lado, uma parte bastante grande das pessoas que eu vejo em lojas ou em sites, não tem mínimos escrúpulos. Cartas com preços abusivos, depreciação de valor nas cartas do outro são só o começo de uma relação turbulenta e desnecessária.

O que o jogador veterano PRECISA entender, é que são esses "novatos" que mantém a Wizards e portanto, o Magic vivo ainda. É essa renovação que a Wizards, como empresa, precisa para continuar sancionando campeonatos, manter nossos DCI’s e pagar premiações.

A cena de Magic no Brasil é pífia, sou de São Paulo, onde temos até um número razoável de lojas e jogadores, por outro lado, esse número já foi MUITO MAIOR! E se a Devir com sua falta de organização e de respeito tem uma boa parcela de culpa nessa queda, nós, jogadores veteranos, também temos.

Esses dias vi um amigo comprando uma Fat Box de Retorno a Ravnica, abriu a caixa na própria loja e os "gaviões de plantão" partiram para o ataque, dizendo que um Jardim do Templo valia R$ 15,00 na troca por um RAIO, pau a pau. Vi levarem a Sphinx’s Revalation dele por R$ 14,00, dizendo que estava muito bem pago. Claro que me intrometi e o negócio melou. Mas os novatos não conseguem se proteger dessa ação, mesmo porque eles estão querendo se enturmar, querendo entrar no grupo, QUERENDO AJUDA! Não estou generalizando, tem um dealer (Reaperking), chamamos ele de Pirralho, e já pedi preços a ele por cartas minhas, que ele disse que estava baixo, e pagou um valor maior. É DISSO que eu estou falando. Precisamos criar uma corrente de ajuda e suporte para os novatos, protegê-los, incentivá-los, não porque já fomos novatos um dia, mas porque queremos continuar a ser veteranos.

Só nos últimos três meses, vendi, a preços módicos, três decks (goblins, infect e knights), não porque precisava da grana, mas porque estava iniciando novas pessoas no jogo, porque estava tentando ajudar jogadores novos a terem mais opções e a se apaixonarem mais pelo MTG, não sou bom samaritano e entendo o lado de quem VIVE de Magic (dealers e lojas), o buraco é BEM MAIS EMBAIXO.

FÓRUM
Quando vejo um user novo fazer uma pergunta boba no fórum, e seis ou sete usuários mais velhos descendo a lenha nele, eu me pergunto até onde chega a falta de inteligência do ser humano. Esses veteranos não percebem que, para proteger o jogo deles, eles precisam INCENTIVAR a "molecada", e não depreciá-los?

Se você não tem paciência, ou se de alguma forma, uma pergunta ingênua lhe ofendeu, NÃO RESPONDA, ignore, já vi user comum reclamando que perguntas tolas "FLOODAM" o fórum, como se a resposta estúpida que ele deu, também não fizesse o mesmo.

Deixe para pessoas com mais paciência ou senso de grupo responder. A Liga Magic tem administração particular, mas é uma instituição pública e democrática. Qualquer um pode entrar no fórum e FLOODAR (entendo o contexto, mas ainda não entendo o anglicanismo) com a pergunta que quiser. Claro que podemos instruí-lo a fazer pesquisas e ver se aquela pergunta já não foi respondida anteriormente. Mas isso tem que ser feito com carinho e APÓS termos respondido a pergunta dele.

Tenho alguns amigos de longa data que jogam Magic, deles, acredito que a maioria tenha pelo menos um deck que teve sua construção iniciada por mim, e é FANTÁSTICO, depois de algum tempo, tomar um pau desse deck depois que ele foi melhorado pelo dono. Já troquei decks inteiros por jaquetas, bebidas ou companhia, pelo prazer de ter com quem jogar. Isso morando em São Paulo, com um número grande de jogadores, já é importante, quem dirá numa cidade pequena, com uma cena MTG quase nula. Quando convido amigos para ir em casa, eles vasculham minhas caixas, procuram cards interessantes a eles, e eu os incentivo a pegarem, não cobro, pelo prazer de vê-los se desenvolvendo e pensando em decks diferentes, em melhorar, mesmo que de forma simples, os decks já existentes.

No processo normal, fatalmente um jogador que comece com Standard, vai conhecer o Legacy, vai começar a se desenvolver estudando, pesquisando, lendo material online, até jogando online, e só então começar a chegar ao nível de experiência adquirida pelos veteranos. O que temos que fazer é ENCORAJAR esse processo, seja citando sites, mostrando listas, ajudando com os decks e até DOANDO cartas encostadas. Parece prejuízo, mas não é. É investimento! Invista no futuro do seu jogo favorito, ajude um "noob" a entender melhor o jogo, ajude-o a melhorar seu deck, e pare de ver o Magic APENAS como negócio (Isso exclui aqueles para o qual o Magic é apenas trabalho) Sejam gentis e motivadores, e nosso jogo vai durar para sempre. Se formos estúpidos, arrogantes e desonestos, nosso jogo tende a morrer. E logo.

O FUTURO
Esse cenário ainda assim, reserva surpresas bastante agradáveis, vi no Bazar de Bagdá de algum usuário, acho que o Supergreen, ele pegando a preços baixos terrenos dual que entram virados, só para montar decks para o pessoal da cidade dele jogar. Meu amigo, se você ler esse arquivo, me mande uma PMSG porque eu envio gratuitamente pra você pelo menos 30 portões de guilda que estão sobrando aqui. Esse jogador é o tipo de jogador que eu admiro. Sem egoísmo, lutando para manter viva a cena do jogo que ele curte. Exemplo pra mim, e espero que exemplo para mais leitores desse arquivo.

Então, nem vou considerar a hipótese de responder comentários defendendo esse tipo de comportamento, não sou dono da verdade, mas sou dono da minha opinião e não há nada que alguém possa me dizer ao contrário. O que peço é: COMENTEM, contem casos que já viram acontecer ou casos que ocorreram com você. E para conclusão, tenho que apelar:

"CUIDEM DO PRESENTE, INCENTIVEM OS JOGADORES, ENSINEM, EMPRESTEM OU DOEM CARTAS, AJUDEM O INICIANTE, porque só, E SOMENTE SÓ assim, faremos do jogo mais fantástico que o homem criou, algo duradouro."

Lembrem-se: A melhor maneira de prever o futuro, é CRIÁ-LO. Depende apenas da gente, e do esforço que cada um puder fazer pela sua cena local.

Obrigado pelo tempo dispendido na leitura desse texto, e até o próximo.






Leia também

A vida muda a fase, o jogo paga o preço. m.. 45 comentários / 4,058 visitas
A eterna mania do brasileiro, o procrastina.. 20 comentários / 1,956 visitas
Não existe jogo sem adversário! 10 comentários / 889 visitas

Comentários

Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.
(Quote)
- 17/05/2013 18:39
Cara, estava lendo um artigo na SCG do Brian Braun-Duin e ele contou a seguinte historia que se encaixa muito bem aqui, por isso vou traduzir, em uma traduçao livre, o que li no artigo:

"No ultimo fds, em Charllote, no SCG Open, algo realmente foda aconteceu.

Em algum momento no meio do campeonato, um garoto de 14 anos, Bem Ragan, veio até mim e me pediu que autografasse uma de suas cartas. Eu perguntei para ele como ele estava indo no camp e ele me disse que estava 5-1. Ele estava atônito de tão empolgado com o resultado que ele estava fazendo. Eu não pude ajuda-lo, mas me senti empolgado por ele tb. Eu realmente desejei uma puta sorte para ele e continue meu caminho.

Falei com ele após cada rodada e vi que ele continuava ganhado. Não pude ajudar, mas desejei que ele chegasse ao top 8. Ele parecia ser um camarada gente fina e é raro ver alguém tao empolgado e com tanta paixão pelo Magic. Qdo a ultima rodada chegou, ele estava X-1 e so precisaria de um empate para chegar ao top 8. Ele estava pareado com Ali Aintrazi (um cara foda que tem ótimos resultados nos opens). Se eles escolhessem ID, provavelmente um deles ficaria de fora do top 8 em nono lugar. Eles acabaram jogando e Ali ganhou, mas o bom camarada Ali Antrazi ofereceu um ID do mesmo jeito.

Como poderia acontecer, Ali terminou em nono e Ben em oitavo. Vendo essa historia, honestamente quase chorei, pois serviu de inspiração. É realmente foda ver ambos o entusiasmo e o amor por jogar Magic que Bem tinha, como também a falta de egoísmo e a gentileza que Ali mostrou. Esse tipo de historia que mantem o Magic ótimo.

Magic é mais que jogar cartas. É sobre as pessoas que vc encontra, os amigos que vc faz e as experiências que vc tem durante o percurso e não so o deck que vc decide colocar no shield naquele dia particular. Tem uma razão para que o Magic Online nunca seja a mesma coisa que Magic de papel. Vc perde muita coisa."

O orignal está aqui: http://www.starcitygames.com/article/26176_Deathblade-Rites-Of-Reaping.html
(Quote)
- 17/05/2013 11:30
Cara! Acho que o mais bacana desse tópico, nem é o artigo em si, mas os comentários. Galera fiquei muito feliz pelo comentário de todos, principalmente aqueles que se abrem, contam sua história com o jogo e coisas do tipo.

Acho que é trocando essas experiências que vamos deixando, se não o jogo, o ambiente mais social e agradável.

@Malfensthor: faculdade sempre atrapalhou a maioria dos jogadores, e alguns, não conseguem voltar depois por conta dos inúmeros compromissos que a vida reserva pra gente após esse período. Então considere-se um afortunado, porque mesmo com alguma dificuldade, você ainda consegue juntar seus brothers pra um joguinho!

@radengart: Mano, também rodei bastante pra achar um lugar, e também tirei uma Extração Craniana que foi urubuzada na mesma época. Cartinha legal essa! Acho que sou um pouco mais velho que você, mas já dá pra ver que tivemos experiências bem parecidas!

@SatioCo: Cara, você falou TUDO! A mudança do mundo, começa com a mudança do pensamento, e no fundo, ESSA É EXATAMENTE A INTENÇÃO DESSE TEXTO, eu abri minha cabeça, desapeguei e penso no macro. Quem sabe a gente consegue abrir o olho de mais gente por aqui! =) Muito obrigado pelo comentário meu velho!
(Quote)
- 16/05/2013 18:28
Tópico excelente !! Parabéns pela iniciativa...

Bom, vou passar um pouco da minha "experiência de vida" com o Magic.

1. Quem sou eu?
- Usuário veterano/novato, que respeito muito a opinião de todos, cada um tem o direito de se expressar.

2. Quando comecei?
- Comecei a jogar magic no inicio de nemesis/mercadian, e como todo iniciante sofri em mãos de dealers e jogadores mais experientes;

3. Pior Balão que tomei?
- Rishadan x RAIO
- Squee x Cavaleiro Negro.

4. Melhor frase do Magic?
- Magic nãos e para, se dá um tempo.

5. Valorização do Magic? Falando de legacy...
- Ridículo, quando comecei pagava R$ 10,00 em Berço de Géia, por sorte comprei cinco...

6. Qual minha relação com usuários novatos?
- Felizmente, sempre ajudei os amigos, doava cartas, organizava eventos na minha casa, incentivava, ficava horas analisando ''lixão'' para inventar algum combo que julgávamos interessante.
- Fui umas das pessoas que trouxe o Magic para cá; e fico feliz por até hoje ter pessoas jogando, mesmo que poucas.

7. Por que deu um tempo no Magic?
- Enquanto estava na faculdade acompanhava esporadicamente na liga Magic, para ver novidades, mas o tempo era curto e perdi o contato...
- Vendi meus SnT, Snk Attack, Pain Land, Fecth Land de graça...triste...

8. Por que voltou?
- Bom, voltei a jogar novamente depois de formado , por incentivo de um brother que eu ajudei quando criança, era aquele "noob" que sempre tive paciência de ensinar...
- Lembro que ele usava 6 ratos vorazes no baralho (huahuah)..

9. Tem algum baralho competitivo??
- Depois de dois meses de liga, terminei meu primeiro Baralho Legacy completinho que diria semi-competitivo:
Montei um Tilápia, com os muta, terras, fow e afins...
Montando um Verdinho... bate estacas, lacaio, porto, terras e afins...
Algum dia quem sabe monte um JUND, RUG, Maverick e/ou Snk and Show...
____

10. Concluindo?
- Amigo, não sei a quantidade de bobeira que falei , desculpe fazer vocês talvez perderem tempo lendo esse post...
- Mas quero parabenizar, pois realmente você me fez lembrar de muita coisa que passei jogando Magic na minha adolescência.
- O tempo não volta, e não sabemos o dia de amanhã (para morrer, basta estar vivo.).

11. Usuários com quem negociei e quero parabenizar:
- Renato Henrique, Igor Nariz, Franco, dentre outros...
- Excelente negociadores, fiz proposta, contra proposta e foram atenciosos e acabamos fechamos uma boa negociação.

12. E os RUINS, quem são:
- Eu realmente fiquei chateado com um veterano aqui líder em negociações, que demorou para fazer a parte dele, a todo momento foi arrogante, e mesmo eu fazendo minha parte rápido, queria recuar a negociação posteriormente por que o leilão que ganhei estava sendo ''desvantajoso para ele''.
- Ele é 10 no nick...

PS: Os ruins, espero que leiam esse artigo, e melhorem como pessoa...
- Afinal o preço de seu Goyf, Jace, Liliana, Terras, FoW, SnT, Moat e afins vale o mesmo tanto do preço de um baloeiro (desde que ele faça a parte da negociação primeiro =D).
____________

Abraços, e espero que muitos players ainda pense como você... parabéns...
(Quote)
- 16/05/2013 15:29
Se todos concretizassem esta ação, TODOS SAIRIAM GANHANDO. Pois vendedores vendem mais com mais gente jogando, preços sobem de acordo com a oferta/demanda. Players sempre teriam players para jogar. A wizards como qualquer empresa: quando recebe mais retorno tem a tendencia de explorar/investir mais (até gerando mais empregos, fazendo o magic durar mais tempo etc). Teria menos confusão nos magics de cozinha, fazendo com que a diversão, a prosperidade/competitividade, se tornem o foco.

Tenho um amigo que seu bordão é: "Magic não foi feito para fazer amigos e sim pra causar discórdia". Ele aprendeu a jogar magic na cozinha, com pessoas que também não sabiam jogar. As pessoas que sabiam, não jogavam com eles (por não terem paciência). Um dia eu fui jogar com este (que hoje é um amigo), ele praticamente jogava um magic "diferente" do meu, porque ele aprendeu tudo errado. Com esta ação citada no texto é possível provar que esta afirmação é errônea, assim como eu provei.

Resumindo: uma simples ação que começa de casa (assim como reciclar seu lixo), muda o mundo se feita a larga escala.
(Quote)
- 15/05/2013 20:18
Excelente tópico guri, lembro quando comecei a jogar magic na epoca do lançamento do bloco investida acho que foi por volta de 2002 e 2003 seila. Sofria nas mãos dos dealers que digamos não gostavam que eu visitassem suas lojas por questão de gastar pouco. A minha intensão era ter um deck simples para jogar com meus amigos . Eu e meus amigos andamos varias lojas até encontrar algumas que nos aceitassem kkkkkkk
Lembro na epoca de kamigawa quando eu tirei a extração craniana o povo quase quis me roubar na devir.
Cheguei até montar um deck legacy de reanimate ,mas o fator idade e experiencia contaram muito em questão vencer algum torneio pois sempre me passavam para traz .Nesse ponto eu pensava poxa cade o fair play.
Dei um tempo por varias viradas da vida e agora estou conseguindo aproveitar um pouco o Magic, mas percebo que ainda existe esse espirito de porco de uns players com os novatos

Jogando um FNM eu vi um cara perdendo quase a linha com um novato , e ficou mais puto que o novato levou suado os 2x1 contra ele. Gostei pois o novato estava com os amigos e eles estavam comemorando tanto a vitoria ou derrota do grupo, Pois oque queriam era a diversão

Mais uma vez parabéns para o tópico e que todos pensamos melhor e que não nos tornamos aqueles tiozão dos vintage que se acham superiores, quando cada um começou a jogar não "iamos com a cara" dessa turma, mas estamos nos tornando iguais
(Quote)
- 15/05/2013 20:17
Muito bom o texto cara, eu mesmo tenho muita dificuldade em reunir minha antiga turma para podermos jogar ja tem uma boa data que eu estou tentando reuni-los e só jogamos for fun, aqui na minha cidade é praticamente meu grupo que joga e não tem FNM e nenhum pré release ou qualquer campeonato, nos que costumávamos fazer um draft, tinha marcado com a galera de jogarmos novamente agora dia 19 mas pintou um imprevisto e ficou pra outro dia, mas eu mesmo continuo adquirindo mais cards sempre que posso pois adoro colecionar magic e é um excelente passatempo, mas infelizmente as obrigações e responsabilidades acabam se sobrepondo,estou lutando e tentando conscientizar a galera aqui para poder passar por cima disso tudo para podermos jogar novamente pois o tempo passa rápido e ficar só na rotina não dá né.
(Quote)
- 15/05/2013 20:05
Muito bom o texto cara, eu mesmo tenho muita dificuldade em reunir minha antiga turma para podermos jogar ja tem uma boa data que eu estou tentando reuni-los e só jogamos for fun, aqui na minha cidade é praticamente meu grupo que joga e não tem FNM e nenhum pré release ou qualquer campeonato, nos que costumávamos fazer um draft, tinha marcado com a galera de jogarmos novamente agora dia 19 mas pintou um imprevisto e ficou pra outro dia, mas eu mesmo continuo adquirindo mais cards sempre que posso pois adoro colecionar magic e é um excelente passatempo, mas infelizmente as obrigações e responsabilidades acabam se sobrepondo,estou lutando e tentando conscientizar a galera aqui para poder passar por cima disso tudo para podermos jogar novamente pois o tempo passa rápido e ficar só na rotina não dá né.
(Quote)
- 15/05/2013 19:58
Seja bem vindo a LigaMagic, o canal de "magiqueiros" mais bacana que existe.

Aproveite bem o site, para essas dúvidas de regras e coisas do tipo, tem uma parte no Fórum chamada "DÚVIDAS DE MAGIC", e tirando um ou outro user besta, a GIGANTESCA maioria vai responder qualquer dúvida que você tenha com a cordialidade que você merece.

Mas não pense que vou fazer você ir até o fórum pra perguntar essa, eu respondo!

Não, instant que dá dois de dano causa esse dano na RESISTÊNCIA da criatura, mas não tira o poder dela. Exemplo: seu adversário te ataca com uma 2/5, você defende com uma 2/2 e dá um Raio na criatura dele (3 de dano instant), ambas as criaturas vão morrer, já que a sua causou dano 2 + 3 do raio.

Existem sim, cartas que tiram poder delas, mas quando é assim a carta explica esse efeito, todas as vezes que você ler dano, entenda que isso só afetará a resistência. Certo?

De qualquer forma, não sou juiz, mas entendo bastante de regras, ou pelo menos um pouco mais que você, se você tiver vergonha de perguntar algo no fórum, fique ABSOLUTAMENTE a vontade para perguntar para mim por PMSG (se vc é novo e não sabe o que é PMSG, é o sistema de emails da LigaMagic, clique no meu NICK e coloque em Enviar PMSG).

Grande abraço, e de novo: SEJA BEM VINDO!
(Quote)
- 15/05/2013 18:49
Olá,
sou um desses noobs.
Leio aqui no Liga Magic há quase um ano, mas nunca tive coragem de criar uma conta. O motivo você descreveu muito bem.
Hoje criei minha conta pra comentar esse texto. Há uns 8 anos, Magic foi uma febre por aqui, febre de crianças e adolescentes. Eu me apaixonei. Acabou a febre, acabou o magic. Eu sempre quis jogar de novo, for fun. Depois de alguns anos eu e uns 3 amigos ressuscitamos o Magic, mas como nós sempre jogamos só entre a gente, nós distorcíamos muitas regras, e não entendíamos muitas outras. Atualmente, sou recém-casado, meu jogo é sempre com minha esposa (ensinei ela a jogar!) ou com um primo, com umas cartas antigas renovadas com uns boosters de vez em quando. Gostaria muito de entrar no Standard, mas no momento não posso arcar financeiramente com isso.
Nesse fim de semana, tive a sorte de ver um torneio (ou pelo menos parte dele). Eu fui chegando perto dos jogadores bem quietinho (não conhecia ninguém), porque tinha medo da reação deles com novatos. Ah se todos fossem como vc, com essas ideias, hoje eu estaria jogando com mais pessoas.

Cara, vou aproveitar essa oportunidade para tirar uma dúvida que eu nunca tive coragem de perguntar pra ninguém, e não acho em nenhuma regra do magic (como falei, sempre jogamos entre amigos inexperientes, então entrávamos em acordo quanto a algumas regras). Quando causamos dano de combate, deduzimos da resistência da criatura. A minha dúvida é se mágicas e habilidades que causam dano podem tirar dano do poder das criaturas, para enfraquecê-las. Por ex.: Meu adversário me ataca com uma 2/5. Eu tenho uma instant que tira dois de dano. Posso tirar esse dano do ataque para zerar o poder dela?
(Quote)
- 15/05/2013 18:18
O lance é esse mesmo Pedro, acho que o espírito ou intenção desse post foi EXATAMENTE cumprido nas cartas que mandei pra você.

Estavam encostadas, empoeirando, muito melhor eu me desfazer delas pra ajudá-lo, até imaginei que você tivesse entrado em contato comigo por conta desse post, mas fico mais feliz ainda em ver que foi o contrário, porque é a providência.

As quase 6500 cartas que lhe enviei terão um dono melhor, porque a providência cuidou disso, só sucesso! Tenho certeza de que você fará um uso muito bacana, e daqui a uns meses, quando eu tiver notícias de FNM no interior do Rio Grande do Sul (não citarei a cidade), ficarei imensamente contente por ter participado, mesmo que um tiquinho, das ações que iniciaram a "CENA".

Muito obrigado pelo contato, pela resposta ao post e pela negociação, que não foi NEM DE LONGE, vantajosa financeiramente, mas foi ABSURDAMENTE feliz no sentido "engajador" da palavra! =)

Até a próxima!
(Quote)
- 15/05/2013 17:47
Texto perfeito man! e olha que só li ele agora depois de nossa negociação. hahaha

Eu penso exatamente assim, aqui no interior onde moro o acesso é bem mais difícil. Por exemplo, pra jogar um pre release, fazemos 250km pra jogar na cidade mais próxima, ou 500km na capital do estado.

Acho que tenho uns 3 ou 4 amigos que eu dei decks básicos de saída pra que começassem a jogar, hoje alguns deles me ganham. hahah

Agora com ajuda de você tentaremos disseminar o jogo aqui na cidade, e conseguir um espaço para realizar FNM's e Eventos. Porque assim a molecada tem um vício saudável e nao qualquer outro vicio degenerativo que sabemos que há o mundo.

Espero que mais pessoas possam disseminar em suas cidades, ou pelo menos com seu círculo de amizades!

Abração cara!
(Quote)
- 16/03/2013 02:40
Excelente texto. Eu senti exatamente isso.

Eu jogava magic até Saga de Urza. Parei porque comecei a achar chata a disputa o pessoal querendo arrumar tudo passando balão... Naquela época até me furtaram cartas, enfim, isso me afastou, desmotivou demais.

Voltei agora em Ravnica ajudando uns amigos do lab que se interessaram pelo jogo. Agora é até engraçado pq sou um veterano e novato ao mesmo tempo. Estou sempre me policiado para ser justo. Já fiz troca onde falei: "Eu to saindo muito no lucro, não ta justo, você tem certeza?", pois foi isso que me afastou. E se isso não for parado, realmente o cenário não será muito positivo

(Quote)
- 03/02/2013 20:35
Para o alto, e AVANTE!
(Quote)
- 01/02/2013 18:53
UP!
(Quote)
- 30/01/2013 10:10
Pappa! Eu penso igual, pago VIP para ajudar o site a se manter também, porque no final das contas o serviço VIP eu uso muito pouco. O conforto é só não ter que ficar apagando todas as mensagens! =)

Na Liga, apesar de alguns preços estúpidos, também acho o pessoal bem gente fina!
(Quote)
- 29/01/2013 18:06
concordo com oq tu disse ... Infelizmente tem valores que a pessoa aprende ou não no decorrer da vida e a maneira que um user destrata um novato ele destrata um parente .. Um amigo ou um animal de estimação .

Felizmente na liga a maioria dos jogadores é composta de user gente gina pra karamba caso contrario eu não seria user vip para ajudar manter o site e não acompanharia topicos e etc.
(Quote)
- 29/01/2013 16:43

Obrigado cara! E parabéns novamente!

Um abraço

(Quote)
- 28/01/2013 17:29
Achei tão bacana tua consideração final Stromgald, que já fiquei triste por não ter colocado algo assim no artigo!

Seja bacana com outros, porque eles também o serão, essa é a real, assim como a estupidez pode ser contagiosa, a gentileza também!

Entendeu perfeitamente a moral da coisa, obrigado!
(Quote)
- 28/01/2013 14:49
Cara, infelizmente, volta e meia aparece um tópico parecido com o seu, o que indica que essa falta de incentivo aos novos jogadores continua...

Só que há algumas coisas que temos que entender: o cenário competitivo do Magic é uma selva mesmo. E o pessoal, quando vê uma carta boa que saiu no booster de um novato, que vale uns R$50 e que tá jogando no deck que venceu o GPT mais recente, o cara vira um bicho! Ele perde as "boas maneiras" e quer conseguir o card de qualquer maneira. Isso é sacanagem, mas eu até entendo o cara de uma certa maneira.

Acho que a maioria de nós (senão todos), já passou por isso. depois que tomei meu primeiro balão e descobri isso, fiquei bem mais esperto nas trocas, nas quais quase sempre saía em desvantagem. E olha que isso aconteceu há mais de dez anos!

Hoje em dia procuro ajudar os que estão começando, seja em FNM ou até mesmo em conversas informais nas lojas, com a pouca experiência que tenho. Por isso, meu conselho é se basear na ditadura do exemplo: seja maneiro com quantos jogadores novos você puder, pois assim, quem sabe, eles não ajudem também os outros daqui a um tempo?

Um abraço e parabéns pelo artigo!
(Quote)
- 28/01/2013 13:18
Poxa Mestre Goblin (rs), muito obrigado!

A ideia é essa, quem sabe tocar no coração dos veteranos mais rabugentos! =)

Obrigado pelo comentário!
(Quote)
- 28/01/2013 12:06
excelente o texto
concordo em 100% com oq tu disseste
é isso ai mesmo
também fico chateado de ver como users mais experientes tratam os novatos q buscam esclarecer suas duvidas
muitas vezes por apenas terem postado no lugar errado

aqui na minha cidade tambem ajudamos uns aos outros
eu e mais dois amigos fomos os precursores do jogo
sem ter muita noção doq estávamos fazendo
fomos buscando aprender
muitas das vezes usando aqui a própria liga
meu antigo login acabei esquecendo
ficou no desuso
melhoramos nosso jogo
e incentivamos outros players a jogar tbm
dessa forma aumentamos consideravelmente o nº de jogadores aqui na nossa cidade
chegamos ao ponto de montarmos champs e drafts em minha casa com 20 players em media
e assim como acontece
acabei me afastando do Magic
porem essa gurizada seguiu jogando
e melhorando seu nível de jogo
a pouco tempo retornei a jogar
e isso só foi possível pq a um tempo atras incentivamos q novos jogadores se formassem
e hoje ainda se mantem
é claro q o nº hoje de jogadores é menor
mas ainda sobrevive o Magic por aqui

acho q é por ai
como tu disseste ajudando mantemos vivo o jogo
e como no meu caso só pude voltar pq um dia eu e meus amigos incentivamos os novatos
é por ai mesmo
gostei muito do teu texto
bem oportuno