M³ - Magic ao Cubo - Tudo sobre design e draft de cubo!

       

Por: LeoKula em 15/08/16 22:01 | 5 comentários / 2,898 visitas

 

Artigo seguinte: M³ - Magic ao Cubo - Começando a montar um cubo!

 

Saudações, comunidade da LigaMagic!

 

Bem-vindos ao Magic ao Cubo! O primeiro blog da LigaMagic (e talvez do Brasil) dedicado exclusivamente a design e draft de cubo.

 

Mas por que ler, estudar ou até escrever sobre cubo?

 

Cubo é o meu formato favorito e um dos únicos formatos ainda onde se pode realmente criar; um formato que ainda não foi contaminado pelo net decking. Mesmo o EDH (hoje conhecido como Commander) que começou com uma proposta de um novo formato casual e acessível já tem suas staples hiper inflacionadas e a maioria de seus decks catalogados, com dezenas de artigos sobre os principais commanders para se jogar. Até campeonatos de EDH têm acontecido ultimamente, desafiando o propósito sobre o qual o formato foi idealizado. Depois de pouco tempo de sua criação, EDH se parece muito com o mundo competitivo do Magic no sentido de que as mesmas cartas são usadas na maioria dos decks, e pouco do que você joga foi realmente você quem idealizou.

 

Cubo é o formato onde você toma a posição de quem desenha as edições de Magic: uma das definições de cubo é que você monta a sua própria coleção de Magic, selecionada a partir de cartas existentes, para, depois de montado, draftar com seus amigos, ou até montar decks equilibrados entre si a partir do mesmo pool de cartas. Cubo é o formato aonde você CRIA um FORMATO; você cria o ambiente; é você quem cria o meta.

 

No cubo, você decide se uma carta vai ser forte ou não, pois, afinal, você quem escolhe todas as outras cartas que serão jogadas em combinação ou contra ela, portanto você tem uma oportunidade de remoldar as cartas em um outro contexto. Wrath of God seria uma carta fraquíssima em um cubo com poucas criaturas; Arcbound Ravager é inútil em um cubo com poucos artefatos; Feiticeiro Pródigo vale ouro em um cubo dominado por criaturas pequenas.

 

Parece interessante? Está confuso? Estou introduzindo vocês ao conceito de cubo; vamos passar um pouco para a parte prática de o que é um cubo e como ele é jogado.

 

Um cubo nada mais é do que uma lista de cartas; essa lista de cartas é então usada para a realização de diversos tipos de drafts, entre qualquer número de jogadores (geralmente de 2 a 8).

 

O que eu pretendo abordar nesse blog são os dois aspectos principais que envolvem jogar cubo:

 

Design

 

O primeiro passo para jogar cubo é criar um cubo. Ao se iniciar nessa tarefa, existem muitas perguntas de design a serem respondidas: que cartas incluo no meu cubo? Como o equilibro? Devo escolher um tema? Qual o CMC médio? Qual o tamanho do meu cubo? Quantos jogadores vão draftar esse cubo? Essas são só algumas das perguntas que você vai fazer se decidir começar um cubo. Fique tranquilo, é mais fácil do que você pensa e aqui vai ter bastante informação pra você.

 

Draft

 

OK, você criou sua lista de 300, 400, 500 cartas. E agora? Qual a melhor maneira de jogar? Quais tipos de draft existem? Mas eu só jogo com meu irmão, existe draft só com 2 players? Existe sim. Vamos falar de vários tipos de draft e quem sabe até criar um novo tipo juntos aqui no blog!

 

O ponto do cubo é: criar seu próprio ambiente e testá-lo em eventos de draft que você vai organizar com seu grupo. É uma ótima maneira de canalizar a sua energia criativa de Magic; eu amo criação de decks, mas a verdade é que eu não tenho o conhecimento, ou budget, ou até o tempo que é necessário para criar decks nos formatos existentes de Magic. Quase tudo já foi criado; imagina que loucura criar um novo deck de Legacy se você não está no circuito competitivo, se você não tem o pool de cartas... se seu grupo não joga Legacy.

 

O que me atraiu no cubo foi a possibilidade de desenvolver decks em um ambiente onde eu mesmo setei os desafios de deck-building: eu consegui reduzir o power level de maneira que as staples dos formatos existentes de Magic não eram necessárias, e eu mesmo ía ter que descobrir quais eram as novas staples do meu meta. Esse é outro aspecto interessante do cubo: nem sempre você sabe o que vai ser mais jogado no seu cubo, você vai descobrir isso draftando. Existe um processo de descoberta ao draftar seu próprio cubo. Ver outras pessoas draftando seu cubo é incrível! Observar como as pessoas usam as cartas que você selecionou é muito recompensador.

 

E você pode ter até mais de um cubo, com temas e power level diferentes. Cubos com altíssimo power level, cubos mais fracos, mais aggros, com poucas remoções, cubos de um certo bloco… as possibilidades são inúmeras.

 

Eu, por exemplo, estou mantendo hoje dois cubos:

 

- Clássico / Masques: somente old frame, bastante coisa de Mercadian Masques (meu bloco favorito, de quando comecei a jogar), power level médio para baixo, bastante cartas clássicas de Magic antigas, sem cartas douradas.

 

- Moderno: somente new frame, bastante coisa dourada, 10 planeswalkers, tentando valorizar os aspectos de design mais recente de Magic.

 

Ao longo dos artigos vou comentar sobre os meus próprios desafios no design dos meus cubos, quais foram minhas decisões, e a partir daí, você mesmo vai poder começar a pensar em um cubo com a sua cara.

 

É um formato onde existe bastante assunto para quem gosta de design de Magic. Pretendo escrever uma vez por semana, mas dependendo do interesse do pessoal posso aumentar a frequência. Adoraria receber feedback ou comentários do que gostariam de ler aqui no blog.

 

Quero trabalhar para conquistar alguns milestones ao longo de minha jornada escrevendo para esse blog:

 

- Organizar grupos para jogar cubo, a princípio em SP capital, mas claro que podendo existir outros núcleos em outros estados;

- Fazer review e comentar cubos criados pelos leitores;

- Criar, junto com os leitores, o nosso próprio cubo “Magic ao Cubo”

 

Bom, esse foi o primeiro (e talvez histórico!) post do “Magic ao Cubo”. O objetivo era me apresentar pra vocês, falar sobre meus objetivos e introduzir os conceitos básicos do cubo. A partir do próximo artigo vamos começar a falar sobre os aspectos mais técnicos da criação do cubo, como quantidades e proporções. Se você gosta de matemática, fique por aqui :)

 

Obrigado para quem passou esse tempo lendo; mais uma vez, gostaria de ouvir feedback e comentários sobre o que gostariam de ler por aqui.

 

Artigo seguinte: M³ - Magic ao Cubo - Começando a montar um cubo!







Leia também

M³ - magic ao cubo - começando a montar u.. 6 comentários / 3,494 visitas
M³ - magic ao cubo - infos do primeiro enc.. 2 comentários / 1,340 visitas
M³ - magic ao cubo - primeiro encontro m³.. 17 comentários / 2,130 visitas
M³ - magic ao cubo - introdução a limite.. 16 comentários / 3,863 visitas
M³ - magic ao cubo - brainstorm #1 - terre.. 0 comentários / 2,865 visitas

Comentários

Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.
(Quote)
- 16/08/2016 16:43

Mataraste a curiosidade, amigo gaúcho! :) obrigado por acompanhar!

(Quote)
- 16/08/2016 16:42

Opa! Estou vendo que vamos ter discussões legais por aqui!

Cara, o meu cubo eu não drafto tanto quanto gostaria, mas tenho feito decks singleton de 40 cards para brincar com decks de 60 casual do meu primo e meu cunhado. Acho que o legal do cubo é justamente ter esse pool de cards pra você não só draftar, mas construir a partir de um conjunto equilibrado de cards.

Você conhece Winston Draft? Vou falar sobre ele por aqui, é um draft ANIMAL para ser feito entre dois jogadores. É uma maneira divertida de draftar quando não se tem 4 ou 8 caras.

Terei prazer em conferir seu cubo e divulgar em um post futuro! Obrigado pela contribuição e comentários!

(Quote)
- 16/08/2016 16:38
Ganhou um leitor! Vou acompanhar!
Eu mesmo tenho um cubo commander que uso mais pra montar decks e aparecer sempre com um commander diferente do que pra draftar (por falta de reunir o povo com tempo).
Seguem as listas:
Generais - http://www.cubetutor.com/viewcube/41646
O Cubo - http://www.cubetutor.com/viewcube/41689

Vamos trocar ideias sobre o melhor formato do Magic!
(Quote)
- 16/08/2016 15:46
Olá. Parabéns pela iniciativa! Sempre tive curiosidade em relação ao formato. Ganhastes um leitor!
(Quote)
- 16/08/2016 14:38

Verdade, marshall_r, eu mesmo me perguntava como se jogava um cubo... sugestão está mais do que anotada, vamos falar bastante sobre isso. Obrigado por acompanhar!

(Quote)
- 16/08/2016 14:18
Também pretendo ser leitor assíduo da coluna. Em sites estrangeiros, encontra-se bastante (ao menos encontrei) sobre como montar o cubo, mas pouco sobre como "usar" ele. Pode parecer algo muito elementar, mas a importância é evidente. Sugiro que aborde este aspecto nos artigos. Longa vida à coluna!
(Quote)
- 16/08/2016 09:47

Airon, agora não vai ter mais desculpa! hahaha obrigado pelo feedback!

(Quote)
- 16/08/2016 09:47

Vou dedicar um post ao CubeTutor, ferramenta fantástica para cubo, de fato! Gostaria de ver esse cubo e discutir ele em algum post futuro hein? Obrigado por acompanhar!

(Quote)
- 16/08/2016 08:19
Bacana a iniciativa. Acho que falou em Cubo tem que falar do Cubetutor, é a melhor ferramenta que temos pra isso. Eu tenho um Cube Pauper, que pretendo num futuro não tão próximo deixar Comuns e Incomuns.
Acompanharei este blog. Abraço
(Quote)
- 16/08/2016 02:23
Muito bom. Sempre tive interesse e vontade de criar um cubo, mas nunca concretizei. Quem sabe agora, com esse acesso a informações mais técnicas, coisa que falta bastante sobre o assunto, seja a hora. Vou acompanhar a coluna.