Pauper: Tudo o que é preciso saber sobre UR Skred - parte 2

       

Por: Thorgrim em 06/04/18 23:00 | 19 comentários / 4,260 visitas

 

Fala galera, beleza?

 

Confiram a segunda parte da minha análise sobre o UR Skred. Para quem ainda não teve a oportunidade de ler a primeira parte, segue link.

 

Boa leitura!

 

UR Skred
10326 visualizações
25/03/2018
R$ 338,41
R$ 656,76
R$ 7.070,08
10326 visualizações
25/03/2018
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (19)
4  Fada Marota 0,14
4  Investigador de Segredos 6,46
3  Áugure de Nicol Bolas  0,23
4  Sílfide Magioclasta  8,09
4  Ninja das Horas Tardias  1,55
Mágicas (23)
1  Delir 0,40
4  Miniavalanche 17,50
3  Ponderar 6,40
3  Preordenar 15,00
2  Raio 7,95
2  Tempestade Cerebral 2,25
4  Contramágica  2,00
2  Verdade Reverberante  0,99
2  Jorro  2,50
Terrenos (18)
3  Desolação Fumegante5,99
9  Ilha da Neve2,69
2  Montanha da Neve1,75
4  Terras em Desenvolvimento0,05
60 cards total

Sideboard (15)
2  Eletrotruque 0,99
3  Explosão Hídrica 2,88
3  Explosão de Chamas 5,85
1  Relíquia de Progenitus 11,95
2  Xamã dos Gorilas 2,99
2  Geist da Tempestade   0,91
2  Redemoinho de Areia  4,49

 

Vs UB Alchemy

 

Side in: +3 Pyroblast +2 Stormbound Geist +1 Relic of Progenitus +1 Swirling Sandstorm

Side out (play): -2 Echoing Truth -1 Augur of Bolas -1 Ninja of the Deep Hours -2 Lightning Bolt -1 Delver of Secrets

Side out (draw): -2 Echoing Truth -1 Ninja of the Deep Hours -2 Lightning Bolt -2 Delver of Secrets

 

A partida contra o UB lembra muito o confronto contra o MBC, exceto por um detalhe – Mulldrifter. Um dos piores pesadelos do UR Skred é ter que lidar com Mulldrifter, carta que oferece um card advantage incrível para o oponente e um corpo capaz de bloquear qualquer uma de suas criaturas.

 

Por ser uma partida entre dois decks que possuem muitos recursos, os games são sempre decididos por detalhes e erros em turnos cruciais podem ser fatais. Pelo que observo, um dos erros mais comuns cometidos pelos jogadores de UR Skred é anular a “carta errada”. Imaginem a seguinte situação:

 

Você está lá com o seu Delver na mesa e o oponente no final do seu turno faz um Disfigure.

Você tenta anular a mágica com uma Spellstutter e o oponente responde dando um Doom Blade na sua fada.

O que você faz quase que instantaneamente? Counterspell no Doom Blade!

O turno segue, você com todos os terrenos virados, eis que seu oponente volta com Mulldrifter ou Probe kickado. E agora?

 

Percebem onde está o erro? Por mais orgulhoso que o jogador de Magic seja, é preciso aprender a perder counter wars e entender quais cartas de fato são relevantes na partida. Enquanto o jogo for resumido em você obtendo card advantage de suas criaturas e trocando-as com as remoções do oponente, a vantagem definitivamente estará ao seu lado.

 

Principalmente nas partidas pré sideboard, aconselho a guardar os Counterspells para anular Mulldrifter, Probe ou alguma situação que te deixe muito atrás no jogo. Angler você lida com Skred, as spot removals com a Spellstutter, portanto o foco precisa ser nas mágicas que nenhuma outra carta de seu deck consegue lidar.

 

Na hora do sideboard há algumas escolhas interessantes. Pyroblast é uma carta-chave por te ajudar a vencer counter wars e ser uma boa saída contra Mulldrifter e Stormbound Geist. Relic é para reduzir o card advantage de cartas como Alchemy, Deep Analysis e Chainer’s Edict, além de atrasar o Angler, que pode ser uma bela dor de cabeça, caso você não tenha Skred ou terrenos suficientes para mata-lo.

 

Geist entra para bater por cima dos Mulldrifters adversários e por ser uma criatura ótima contra decks repletos de spot removals. Sandstorm talvez seja a carta mais controversa, mas vejo necessidade de ter pelo menos mais uma remoção no deck que consiga lidar com o Angler, de preferência, dois de uma só vez.

 

Echoing Truth e Lightning Bolt saem devido seus efeitos não serem tão relevantes neste confronto, mesmo eventualmente conseguindo retirar um Augur ou Mulldrifter da frente de um Ninja.

 

Há jogadores que preferem tirar todos os Delvers nesta partida, mas particularmente gosto de ter pelo menos três cópias no play para arriscar aberturas mais agressivas. Se você consegue flipar um Delver cedo e protege-lo da primeira e segunda remoção, dificilmente você perde a partida. No draw, Delver acaba não sendo tão agressivo e prefiro tirar mais uma cópia ao invés de um Augur.

 

Em partidas contra decks com muitas spot removals opte sempre por retirar pelo menos um Ninja do deck, pois dificilmente suas fadas conseguirão sobreviver por muitos turnos dificultando a utilização do ninjutsu e fazendo com que você precise utilizá-lo via hard cast com uma frequência muito maior do que gostaria.

 

Vs Boros Monarch

 

Side in: +2 Electrickery +3 Hydroblast +2 Stormbound Geist

Side out: -4 Delver of Secrets -1 Counterspell -1 Echoing Truth

 

Boros Monarch foi uma das principais escolhas de grandes jogadores para conseguir contornar um ambiente lotado de UR Skreds nos Challenges dominicais do Magic Online. Só por isso já é possível entender que este confronto é bem complicado.

 

As criaturas voadoras do Boros são maiores do que as suas e a quantidade de remoções normalmente supera a sua capacidade de obter card advantage. O seu triunfo está nas Spellstutters, já que a fada consegue lidar com os artefatos responsáveis por manter sempre a mão do oponente cheia, enquanto o Boros não consegue lidar com seus cantrips e principalmente Gush.

 

Uma das melhores maneiras de lidar com o Boros é através do Stormbound Geist. O espírito imortal é um ótimo bloqueador e sabe ser agressivo quando preciso, portanto muita atenção para não perde-lo para Journey. Dependendo da situação, vale inclusive devolvê-lo para mão com Echoing Truth para salvá-lo do encantamento.

 

Hydroblast entra para anular boa parte das remoções do Boros, enquanto Electrickery é uma resposta imediata ao Battle Screech. Sei que muitos gostam de entrar também com Gorilla Shaman nesta partida, mas particularmente não o acho tão efetivo. A maioria das listas não tem utilizado o full set de Ancient Den e Great Furnace, fazendo com que você potencialize os Electrickerys adversários sem ter realizado o efeito esperado.

 

Delver é uma saída lógica por se tratar da única carta que não gera card advantage e que pode ser facilmente contornado por Glint Hawk e Kor Skyfisher. Echoing Truth deixo apenas um para servir como um terceiro Electrickery contra os tokens de pássaro do Battle Screech e por servir como um combat trick interessante.

 

Tiro um Counterspell, pois nesta partida é preciso encontrar a fonte vermelha rápido, retardando a presença de duas ilhas na mesa. Por entrar com cartas mais pesadas como Stormbound Geist, dificilmente você conseguirá manter duas azuis em pé fazendo com que você tenha que optar entre desenvolver o seu jogo ou torcer para o oponente fazer uma mágica boa o suficiente para ser anulada.

 

Vs Elves

 

Side in: +2 Electrickery +2 Swirling Sandstorm

Side out: -1 Dispel -1 Counterspell -2 Ninja of the Deep Hours

 

Elves é outra partida em que você precisa saber quais são as cartas-chave que precisam ser anuladas. Se gastar Counterspell contra Llanowar Elves, vai faltar anula para lidar com Huntmaster, Timberwatch Elf ou Lead the Stampede.

 

Muitas vezes a partida acaba se tornando uma corrida em que você ataca pelos ares através do Delver e das demais fadas, enquanto tenta lidar com o esquadrão terrestre dos elfos. Echoing Truth é uma grata surpresa por ser excelente contra Elvish Vanguard e por conseguir remover todos os elfos gerados pelo Huntmaster de uma só vez.

 

Spidersilk Armor e Viridian Longbow são duas cartas difíceis de você enfrentar, mas o seu Sandstorm faz um estrago ainda maior contra Elves. Dificilmente seu oponente conseguirá voltar de um Sandstorm e a única saída será dosar a quantidade de elfos que entram na mesa ou torcer para que o Lead the Stampede consiga ser resolvido.

 

A principal função do Ninja nesta partida é devolver as Spellstutters para mão, já que dificilmente conseguirá fazer um segundo ataque bem sucedido. Costumo tirar duas cópias do Ninja nas partidas pós sideboard e apostar cada vez mais na estratégia pelos ares.

 

Vs UR Skred (mirror match)

 

Side in: +2 Electrickery +3 Pyroblast +2 Stormbound Geist

Side out: -4 Delver of Secrets -2 Echoing Truth -1 Brainstorm

 

Mirror matchs são partidas difíceis de jogar e normalmente o jogador que está melhor preparado com o deck costuma se sobressair. Devido aos dois decks gerarem muito card advantage a partida costuma ser imprevisível e é normal ocorrerem reviravoltas durante um único game.

 

Um Ninja com passe livre por 2 ou 3 turnos é um de seus piores pesadelos e é preciso lidar com esta situação rapidamente. Por este motivo que Augur of Bolas faz a diferença, pois além de encontrar respostas, possui corpo suficiente para inibir as ações do Ninja.

 

Delver apesar de manter o clock bem agressivo, causa pouco impacto na mesa por ser facilmente contornado. Assim como no confronto contra Boros Monarch, opto por retirar todos os Delvers do deck abrindo espaço para Stormbound Geist. Echoing Truth e Brainstorm dão lugar a Electrickery e Pyroblast, sendo uma troca já esperada e sem grandes mistérios.

 

O maior conselho que posso dar sobre esta partida é ter paciência e não se desesperar. O jogador que costuma ser afoito e arrisca na hora errada costuma perder o controle da partida e dificilmente se recupera a tempo. É um confronto que exige muita prática para que você memorize certas situações de jogo e tenha em mente como prosseguir em determinados turnos.

 

Não costumo entrar com Hydroblast como já vi alguns jogadores fazendo. Apesar de Electrickery merecer atenção especial, as cartas que de fato vão definir o jogo são Ninja e Geist. Talvez valha a pena substituir um Counterspell por um Hydroblast pelo fato de ser um counter de custo menor, mas mesmo assim não sei até que ponto compensa. O que acham?

 

Para que o texto não fique novamente muito extenso, vou parando por aqui. Apenas recapitulando, em um texto dividido em duas partes consegui abordar os confrontos contra Affinity, Burn, Stompy, MBC, Boros Monarch, UB Alchemy, Elves e UR Skred (mirror match).

 

Tem mais algum deck que vocês gostariam de saber como a confronto se desenvolve?

 

Dependendo das sugestões apresentadas, posso avaliar a possibilidade de escrever uma “parte 3” do texto.

 

Espero que as dicas tenham ajudado a grande maioria e no caso de mais dúvidas, fiquem a vontade para utilizar a sessão de comentários.

 

Até a próxima!

 

-x-

 

Gosta de Pauper? Está querendo aprender sobre o formato? Não deixe de seguir a minha fan page no Facebook e o meu canal no Youtube. Conteúdos semanais sobre Pauper e o acompanhamento diário do meu envolvimento com o formato. 

 

Stompy MTG Facebook

Stompy MTG Youtube







Leia também

Pauper: venha para o lado azul e negro da f.. 11 comentários / 3,433 visitas
10 motivos para você começar a jogar paup.. 4 comentários / 2,284 visitas
Dominaria limited review - branco 0 comentários / 2,000 visitas
Pauper: ur flicker, a casa do card advantag.. 3 comentários / 3,933 visitas
Pauper: tudo o que é preciso saber sobre u.. 16 comentários / 6,007 visitas

Favoritos

[História] Phage A Intocável

Por: arquivomorto - 8 comentários / 4,456 visitas

Pré Lançamento de Guildas de Ravnica

Por: Shandragon - 0 comentários / 115 visitas

Burn! Burn! Burn!

Por: Shandragon - 0 comentários / 224 visitas

O início

Por: Shandragon - 0 comentários / 80 visitas

Pauper “Gifts Rock” Homebrew – Análise..

Por: letscollectbra.. - 10 comentários / 4,427 visitas

Comentários

Ops! Você precisa estar logado para postar comentários.
(Quote)
- 16/11/2018 09:44

Bacana o seu plano de sideboard. Como você tem menos Pyroblasts para entrar e tem a opção de retirar os Echoing Truths, acho que faz total sentido entrar com algumas Hydroblast.

Essa é uma partida em que o card advantage influencia muito, estou inclusive preparando um vídeo sobre mirror de UR Skred para o meu canal. Recentemente joguei uma Liga Competitiva com o carvs com o deck e ganhamos de dois mirror matchs, dá pra ter bastante aprendizado com estes jogos.

Tão importante quanto o desenvolvimento da mesa é a quantidade de cartas na mão. Normalmente quem esgotar os recursos primeiro, costuma perder a partida.

(Quote)
- 15/11/2018 15:33

Tudo certo aqui e tu? Primeiramente quero parabenizar pelo post. Eu tirei muita idéia do que sidear pelo seu excelente post.
Voltando a mirror match, fiz o sb desse jeito numa partida ontem:
+2 pyroblasts (só tenho 2); +2 stormbound geist; +2 electrickery; +1 hydroblast.
: -4 delver, -2 echoing truth, -1 brainstorm

Vou relatar o que percebi:
Estavamos no g3 (resolvi por esse hydroblast, só por testar mesmo, pois ia ser uma relic no lugar).
Fomos resolvendo a partida até entramos no top deck e por ser ser uma carta que ninguém espera no sb dessa match, meu oponente viu só uma mana aberta minha e se precepitou.
Para falar a verdade, o hydroblast me fez o papel de um dispel, carta que não uso e estou a repensar para o meu meta.
O hydroblast com seu custo 1 para anular cartas vermelhas de custo um, talvez não seja tão efetivo, porém ter protegido meu ninja foi essencial para virar essa partida de 18-4
O uso do hydroblast é contestavel se tu tem dispel.

(Quote)
- 15/11/2018 11:06

Fala ae lucasy18, blz?
Muito obrigado pelo comentário.

Como está o seu plano de sideboard? O que vc tem tirado pra conseguir entrar com Hydroblast e as demais cartas?

(Quote)
- 14/11/2018 22:13
Eu também fazia o SB da mirror match sem hydroblasts. Porem, recentemente, comecei a usar hydroblasts para proteger os ninjas de skreds e raios e percebi diferença nos resultados. De fato, os hydroblasts ajudam bastante, para possivelmente guardar counter e spellstuters para outras ameaças
(Quote)
- 27/07/2018 22:14

Contra Mono U entro com Electrickery, Geist e Pyroblast. Tiro Delver e Bolts.

Contra Mono W, entro com Electrickery e Sandstorm. Tiro Counterspell.

Contra GW Sliver é um plano bem parecido com o do Mono White. Não gosto muito de Ninja nesse match. Os Counterspells são importantes para anular Lead the Stampede.

(Quote)
- 22/07/2018 12:18
Como sidear contra esses decks:

Vs MONO U DELVER

Vs MONO W HEROIC

Vs GW SLIVER

Amei o artigo! Sempre fico na dúvida como sidear...
(Quote)
- 09/04/2018 14:50
MAndou muito bem! Parabéns
(Quote)
- 09/04/2018 12:59

Obrigado amigo! O que precisar, é só chamar. Tmj!

(Quote)
- 09/04/2018 12:59

Que bom! Fico extremamente feliz com esse tipo de feedback.

(Quote)
- 09/04/2018 10:00
mais uma vez Parabéns pelo artigo!
mais do que falar sobre o que sai e o que entra, você diz como pensar em determinada partida, o que trocar ou não, e isso ajuda mto, mesmo não jogando com uma lista idêntica a sua.
(Quote)
- 09/04/2018 09:23

Opa, valeu mesmo, a analise, estou realmente fazendo essas considerações que vc falou e venho tendo uns resultados melhores com o deck!

(Quote)
- 07/04/2018 11:06
Acho que ia ser legal mais um artigo ensinando a jogar contra as 500 versões de tron que tem no pauper.
Seus artigos são P I C A mano, continue com o excelente trabalho.
(Quote)
- 07/04/2018 10:45
Otimo mano ,mais um valoroso artigo seu sobre ur skred ,obg pela contribuiçao para o aprendizado de um noobzim
(Quote)
- 07/04/2018 10:16

Dá uma lida na sessão de comentários, dei uma resumida de como é a partida contra o Tron.

(Quote)
- 07/04/2018 10:15

Já comentei em outros textos aqui do blog a função do Echoing Truth, mas basicamente trata-se de versatilidade. É uma carta que consegue lidar com situações que Bolt e Skred são falhos, como por exemplo, Atog combado, criatura do Stompy encantada com Elephant Guide ou um Vanguard gigante do Elves.

(Quote)
- 07/04/2018 10:12
Fala galera!

Para quem está perguntando sobre o match sobre o tron, existem três cartas que são fundamentais: Dispel, Relic e Pyroblast.

Relic é a melhor arma que você tem contra Tron. Se no ambiente da sua loja tiver muitos Trons, aconselharia inclusive incluir uma segunda Relic no Sideboard.

Com Relic você consegue lidar com Pulse of Murasa, Mnemonic Wall e todas as cartas com flashback como Moment's Peace, Forbidden Alchemy, etc.

Depois de Relic, a melhor carta contra Tron é Pyroblast. Por apenas uma mana você consegue anular a Wall, Mulldrifter, Flicker, Teachings e o que precisar. Dispel é muito útil, pois além de conseguir anular Flicker, Teachings e counters adversários, também consegue anular Pulse of Murasa.

Sua melhor estratégia é fazer um Ninja no early game e protegê-lo com unhas e dentes. Card advantage é fundamental nessa partida. As Spellstutter servem para atrasar o Tron, anulando cartas como Map, Ancient Stirrings, etc.

Side in: +3 Pyroblast +1 Relic of Progenitus
Side out: -2 Lightning Bolt -2 Echoing Truth
(Quote)
- 07/04/2018 07:52
Muito bom o artigo
Um deck que não foi comentado foi o tron e da muita dor de cabeça para a galera
echoing truth é uma carta que vale apena de main ?
abraço
(Quote)
- 07/04/2018 07:28
Muito bom o texto, parabéns novamente.
Tron, auras, burn e claro os famigerados tribe e ww heroic seriam um excelente parte3.
(Quote)
- 07/04/2018 07:24
Mano excelente mais uma vez matou a pau, porém, você não colocou o deck que eu creio que vem dado muita dor de cabeça pra todo mundo que joga de skred. O GOD DAMN TRON, era essa a dica que eu mais esperava. Por favor, manda as dicas de como lidar com o o Tron e porque!
No mais curti demais as duas partes e fiquei bem ansioso por essa segunda, mas diz ae como lidar com o Tron!! Abração
(Quote)
- 07/04/2018 06:44
Mano excelente mais uma vez matou a pau, porém, você não colocou o deck que eu creio que vem dado muita dor de cabeça pra todo mundo que joga de skred. O GOD DAMN TRON, era essa a dica que eu mais esperava. Por favor, manda as dicas de como lidar com o o Tron e porque!
No mais curti demais as duas partes e fiquei bem ansioso por essa segunda, mas diz ae como lidar com o Tron!! Abração