[PRIMER] - Imperial Painter
 [PRIMER] - Imperial Painter
tiagoblauth

Lenda
0 Referências
Posts: 491
Registro: 26/08/13

Postado em: 17/11/14 20:05




1 - INTRODUÇÃO


O Imperial Painter é um deck de combo que apresenta diversas características e peculiaridades. O deck tem três objetivos principais:

1 Juntar as peças do combo principal
(Triturador+Servo do Pintor) de modo mais rápido possível e preferencialmente contar com uma anulação na mão (blast); caso o combo tente ser interrompido no meio do processo.

2 Combinar o Servo do Pintor com as blasts
(Red Elemental Blast / Pyroblast) no intuito de anular qualquer mágica ou destruir qualquer permanente enquanto o player se estabelece no jogo; ou enquanto a segunda peça do combo (Grindstone) não aparece.

3 Conjurar cartas que atrasem/compliquem o jogo do oponente, como
Lua Sangrenta/Magus da Lua, causando terríveis problemas na base de mana alheia.



O Imperial Painter requer um set de Imperial Recruiter, uma carta cara, rara e que joga em pouquíssimos decks legacy. Por que então considerar investir na construção deste baralho? A resposta se alicerça em três aspectos fundamentais. Além de ser divertidíssimo, com inúmeras interações e uma sinergia bacana, o deck é fortemente competitivo, pois já possui em seu MD (main deck) hates contra a cor mais forte do formato, o azul. O IP ainda ataca a base de mana do adversário, fator decisivo em inúmeros matches.

2 – HISTÓRIA






Em maio de 2008, foi lançada a edição ShadowmoorSHM_R, que abrigava em seu coração, uma das criaturas mais fortes do legacy, o Servo do Pintor. No mesmo mês, mais precisamente no dia 25/05/2008, um japonês chamado Okasawa Tatsu deu à luz ao primeiro Imperial Painter da história do MTG. A lista utilizada foi a seguinte:


MAIN DECK

10 Snow-Covered Mountain
4 City of Traitors
4 Ancient Tomb
18 Lands

4 Painter's Servant
4 Magus of the Moon
4 Simian Spirit Guide
3 Jaya Ballard, Task Mage
3 Imperial Recruiter
18 Creatures

4 Red Elemental Blast
4 Pyroblast
4 Lightning Bolt
2 Active Volcano
2 Burnout
1 Pillage
4 Chrome Mox
3 Grindstone
24 Other Spells

SIDEBOARD

4 Tormod's Crypt
4 Shattering Spree
4 Blood Moon
2 Gaea's Blessing
1 Pyroclasm


Nesse deck, nosso amigo japa descobriu o poder do Imperial Recruiter. Além de servir para tutorar o Servo do Pintor, ele conseguiu vislumbrar a hipótese de "catar" outras criaturas poderosíssimas, como a Jaya Ballard, Mago Especialista e o Magus da Lua, fazendo uso de sol lands (Cidade de Traidores e Tumba Antiga) para acelerar esse processo e conseguir se adaptar à velocidade do formato.

Depois deste dia, muitos outros jogadores começaram a desenvolver listas e passaram a figurar os tops dos principais torneios mundiais, ano após ano, "pintando" a cara de muito oponente!

3 – ESTRATÉGIA E CONSTRUÇÃO BÁSICA DO DECK






Resumidamente - como já foi mencionado anteriormente - a estratégia do deck se baseia em abusar dos efeitos "lunares" e fazer uso exacerbado da interação Servo do Pintor + Triturador + blasts + Jaya, utilizando uma agressiva forma de geração de mana.

As cartas que compõe o "esqueleto" do deck são:

6~8 Tumba Antiga / Cidade de Traidores
4~8 Espírito-Guia Símio / Mox de Cromo / Pétala de Lótus
4~8 Lua Sangrenta / Magus da Lua
~~4 Imperial Recruiter
~~4 Servo do Pintor
5~8 Pyroblast / Red Elemental Blast
~~4 Grindstone

Existem diversas opções de cartas para compor o deck. Ele é muito recente e há muito a ser testado. Como ainda são raros os jogadores (muito devido à disponibilidade de Recruiters), o deck não é tão utilizado como deveria para se obter mais experiências em curto prazo. Segue abaixo algumas opções de cartas para construí-lo.

Burns
Raio / Jato de Magma / Raio de Fogo / Choque Repentino / Raio Bifurcado

+ Interações com o Servo do Pintor
Jaya Ballard, Mago Especialista

Ferramentas de Consistência
Tampo de Adivinhação do Sensei / Pilhagem Infiel / Daretti, Scrap Savant / Jato de Magma

Algumas ferramentas para o Imperial Recruiter
Goblin Soldador / Revogador Phyrexiano / Spellskite / Silenciador Irritante / Jaya Ballard, Mago Especialista / Lavamante Implacável / Goblin Atirador de Elite / Magus da Lua / Servo do Pintor / Vândalo Maníaco

Equipamentos
Jitte de Umezawa / Batterskull / Swords

Outras Win-Conditions
Koth do Martelo / Emissário do Domínio Ígneo / Batterskull

Splashes
Branco – Tutor Esclarecido / Místico Litoforjador / Canonista Ethérolas / Containment Priest / Descanse em Paz / Linha de Força da Santidade / Espadas em Arados

Algumas outras opções de MD/SB (main deck/sideboard)
Espinho de Ametista / Trinisfera / Linha de Força da Santidade / Armadilha Quebra-Mente / Extração Sirúrgica / Cripta de Tormod / Relíquia de Progenitus / Farra Devastadora / Vândalo Maníaco / Herege Viashino / Bomba de Catraca / Explosivos Fabricados / Ponte Traiçoeira / Piroclasma / Pirocinesia

4 - CARD BY CARD


Agora chegou o momento de avaliar individualmente as cartas que merecem destaque. Essa lista não é definitiva e pode sofrer alterações e atualizações ao longo do tempo. Vamos fragmentar o tópico para ficar melhor de visualizar.

4.1 - TERRENOS






Mountain: Independente do splash que se vá fazer neste deck, é importantíssimo que se tenha em torno de 4 montanhas no MD. O deck hoje joga com aprox. 19 lands, então podemos dizer que quase 20% da base de mana é composta por terrenos básicos. Sempre falaremos com um enfoque maior nas versões monored e Rw, que são as listas que já tem bastante consistência nos torneios ao redor do mundo. Quando o player optar por jogar a versão Rw, o número aconselhado gira em torno de 3~5 montanhas, dependendo da estratégia. Já na versão monored, pode-se tranquilamente jogar com 8~12 montanhas. O número varia de acordo com o número de Sensei Divining Top (colocar fetchs para interação), se há a utilização do Goblin Welder (falaremos disto mais tarde) e depende da versão propriamente dita.

Arid Mesa / Wooded Foothills / Bloodstained Mire / Scalding Tarn: As fetchs são apenas necessárias em dois casos. Quando se utiliza o Sensei Divining Top e quando se tem o splash para outra cor. Em ambos os casos, é importante apenas que a fetch procure montanha, pois não existem ainda (salvo testes) listas com terrenos básicos que não sejam montanhas. Vale lembrar que não vale a pena usar a fetch para "filtrar" o deck. Não precisamos correr riscos desnecessários, como alimentar o Deathrite Shaman alheio (contradizendo nossa estratégia de mana lock com os moons effects), bombando os Tarmogoyf dos oponentes, correndo riscos de tomar Stifle, entre outros motivos. O número ideal de fetchs varia entre 3~5, tanto na mono quanto na Rw.

Great Furnace: Este terreno é utilizado em listas que o Goblin Welder figura de forma ostensiva. Pode-se dizer que a quantidade desta land no MD têm relação direta com o número de welders. Na versão monored, o número indicado varia de 0~4, dependendo do fator citado anteriormente. Já na versão Rw, o número indicado é de 0~2. A quantidade também pode variar de acordo com a field. Não é nada saudável contar com a Great Furnance num ambiente repleto de Wasteland e Preço do Progresso, por exemplo. Até um simples Reduzir a Cacos pode nos levar à derrota. Pra quem ainda não entendeu a relação do Goblin Welder com o Great Furnance, basta ler a habilidade do welder e ver que o terreno artefato pode ser permutado com qualquer parte do combo; ou com qualquer outro artefato que possa vir a ser importante no momento.

Ancient Tomb: É a principal "sol land" do deck. Um terreno extremamente poderoso, capaz de gerar 2 manas incolores para acelerar nosso jogo. Junto com petal e SSG, nos permite fazer jogadas fantásticas de T1, como Blood Moon, por exemplo. Sozinha, ela pode nos gerar manas para baixar o Tampo e já utilizar sua habilidade. Tudo isto tem um custo um pouco dolorido, 2 pontos de vida retirados a cada "virada". É justo, uma vez que o land não é lendário e não tem outro "defeito". O número indicado é 4, sem sombras de dúvida.

City of Traitors: É a segunda "sol land" do deck. Seria perfeita se não tivesse o drawback de sacrificá-la, caso outro terreno seu entre em jogo sob seu controle. A grande vantagem é que podemos baixá-la e em seguida resolver uma blood moon, por exemplo. Aí conseguimos baixar lands à vontade sem perdê-la. Caso o adversário consiga tirar a moon do jogo, teremos muita fonte geradora de mana, o que pode ser essencial para fechar o jogo ou castar mágicas de alto custo. O número indicado para a versão monored é 4 (pois de modo geral, a mono tende a utilizar 6~8 moon effects) enquanto para a versão Rw, são indicados 3 (quando temos menos moon effects - em torno de 4~6 - e uma base mais apertada, devido ao splash).

Plateau: De modo geral, é a única dual land que joga no deck. Por motivos óbvios, ela joga apenas na versão que tem splash pra branco. Utiliza-se de 2~3 no MD.

Para resumir, vou postar abaixo a base de mana consolidada em cada versão.





4.2 - CRIATURAS - MAIN DECK






Painter's Servant: Não restam dúvidas que o servo é a principal criatura do deck, afinal, sem ele, inúmeras cartas perdem o potencial (especialmente Grindstone). O servo é 1/3, o que é excelente. A alta defesa evita que ele morra para inúmeros removals do legacy, como Punishing Fire, Disfigure, Massacre, Pirocalsma, Forked Bolt e outras fontes de aniquilação. Seu custo - 2 incolores - é baixo, ainda mais que contamos com uma base de mana agressiva. Temos a possibilidade de resolvê-lo no T1 e com sorte, contar com uma blast+SSG/petal para protegê-lo. Ele ainda bloqueia várias criaturas sem ser destruído. Quando o Servo entra em jogo, é necessário escolher uma cor. Parece óbvio sempre escolher azul, mas existem casos que pode não ser a melhor opção. Muitos decks entram com blasts no G2 e o feitiço pode virar contra o feiticeiro. É necessário conhecimento sobre os outros decks para tomar a atitude correta. Existem diversas interações, que citaremos abaixo. A quantidade recomendada é 4 cópias no MD.

Imperial Recruiter: Este card é muito especial. Neste deck em específico, tu (quase) sempre vai preferir o pintor na mão que o Recruiter. O motivo é óbvio. Porque na maioria dos casos, o recruiter vai tutorar o próprio Pintor, no intuito de combar mais rápido ou potencializar quase metade do baralho. Mas como a field do legacy não é saudável e as coisas não acontecem como num conto de fadas, esta criatura "lá das antigas" te possibilita tutorar QUALQUER criatura com poder igual ou menor a 2. Num jogo como o MTG, se trata de um UNIVERSO de opções. Além disso, ele interage com o tampo. Depois de ajeitar o topo, basta conjurá-lo e embaralhar o card, dando um novo "ânimo" e desprezando cards inúteis. Num jogo contra Miracles, por exemplo, é possível tutorar ele com outra cópia dele para evitar os Terminus e sempre ter alguém atacando. Enfim, são muitas emoções. Obrigatoriamente, deve-se usar 4 cópias dele no MD.

Goblin Welder: Este goblin é extremamente útil para o deck. No caso de perdermos uma das peças do combo, podemos permutá-las com outros artefatos que estejam no campo, trazendo de volta a possibilidade de acabar com o adversário. Se temos, por exemplo, o Servo no cemitério e a Grindstone na mesa, basta ativar o triturador e na pilha ativar a habilidade do Welder. Quando a habilidade da grindstone resolver, o pintor estará em campo pintando tudo da cor da vitória - seja ela qual for. Ele permite que a gente use também a habilidade do Triturador em nós mesmos, acelerando a possibilidade de cair algum artefato importante no cemitério, abrindo a opção de hates e jogadas estratégicas. Ainda há quem ouse jogar com criaturas-artefato poderosas, para permutá-las com uma Pétala, por exemplo. Um 7/7 por 1 mana tá bom né? Ah, e não vamos esquecer que ele pode complicar e muito a vida dos adversários. Se nosso oponente tiver um Aether Vial no cemitério e baixar uma Umezawa's Jitte, podemos ficar permutando um com o outro, de acordo com a necessidade. Todos esses benefícios com apenas uma mana vermelha fazem com que o bichinho apareça com 1~4 cópias no deck, vai variar das estratégias escolhidas.

Magus of the Moon: O Magus é uma criatura com corpo forte (2/2) e proporciona um efeito extremamente poderoso, que é transformar todos terrenos não-básicos em montanhas. É tutorável com o recruiter, tem um custo de mana agradável (apenas uma mana vermelha) e caindo no T1 contra um deck com poucos ou nenhum terreno básico, pode causar muita pressão e gerar um clock interessante no game. No legacy, é preferível usar a Blood Moon, pois existem mais hates contra criaturas do que contra encantamentos globais, mas é obrigatório o uso de 1 cópia no MD neste arquétipo. A versão monored tende a abusar mais do magus, chegando a 4 cópias no baralho, enquanto a Rw utiliza apenas 1.

Jaya Ballard, Task Mage: É a estrelinha do deck. Autora de muitos flavors de diversas cartas, as habilidades dela não se restringem apenas às poéticas. Tem um custo um pouco pesado 1RR (2 manas vermelhas pode atrapalhar às vezes) mas suas diversas habilidades compensam o esforço. Em determinados matches, ela é a única esperança de vitória ou a última alternativa para contornar uma situação difícil. Se o oponente no G1 faz Cálice do Vácuo pra 1, por exemplo, a saída é baixar um Servo, tutorar a Jaya com o Recruiter e aí destruir o incômodo artefato. Há a possibilidade de pescá-la ou tê-la na mão inicial, o que é muito bom em diversas situações. Ela também pode vencer jogos onde não podemos combar no G1, como por exemplo contra Sneak and Show. Ela debaixo de uma Ponte Traiçoeira, protegida por blasts, é uma poderosa win-condition. É sugerido usar 1 cópia desta "platinauta criatura", uma vez que é lendária e tutorável. Há quem esteja testando ela apenas no side, mas por ora, são considerados "esquizofrênicos" pelos pintores experientes e conservadores.

Simian Spirit Guide: O "macaco", como é conhecido, é uma criatura 2/2 que na maioria dos casos serve mesmo pra gerar mana. É uma carta que aparece em muitos decks de combo no legacy. É extremamente forte pois não pode ser anulada (diferente de uma Lotus Petal), que teria quase o mesmo efeito. Além disso, não sofre com efeitos como da Thalia, Guardian of Thraben, além de ser um elemento surpresa para o adversário. A função principal é acelerar o jogo, seja para combar mais rapidamente ou até para gerar mana e castar uma mágica importante nos primeiros turnos do jogo. (Exemplos: Blood Moon no T1 contra um BUG Delver; Ratchet Bomb no T1 contra elves). A quantidade recomendada são 4 cópias na monored e 1~3 na Rw, dependendo da construção do deck. No late game, pode ser conjurada, servindo de block ou até aparecendo como elemento de ataque.

Phyrexian Revoker: O Revoker é utilizado nas listas pela sua versatilidade, baixo custo de mana, pelo fato de ser um artefato (interações com o Welder) e como elemento de lock. Contra um deck STORM (ANT, TES, Belcher), pode entrar no T1 nomeando LED e atrasando/estragando os planos do adversário. Contra decks com Stoneforge+kit de equips, pode incomodar e lockar o oponente. É forte contra Sneak and Show, Shamans, DaT, Affinity, MUD, Elves e tantos outos decks tops da field. É duplamente tutorável (tanto pelo Enlightened Tutor quanto pelo Imperial Recruiter). Destaca-se também como uma das poucas armas diretas contra platinautas, como Jace, Liliana e Tezzeret. Recomenda-se de 1~2 cópias no MD, dependendo da field.

4.3 - MÁGICAS INSTANTÂNEAS / ENCANTAMENTOS - MAIN DECK






Pyroblast: Talvez seja o instant mais importante do deck. Além de ser um hate natural contra o AZUL (cor mais utilizada no legacy hoje), quando o Servo está na field - caso a cor escolhida tenha sido azul - a Pyroblast se transforma num Vindicate melhorado. Por uma mana vermelha é possível anular qualquer mágica e destruir (quase) qualquer permanente - inclusive terrenos. Deve-se ter cuidado com as blasts dos oponentes, que também se tornam fatais. De qualquer forma, que outro deck utiliza 4 no main? É altamente recomendado o uso de 4 cópias no MD.

Red Elemental Blast: Se temos um cara bacana como o Pintor e as regras do jogo nos permitem apenas o uso de 4 cópias de cada carta, por que não haveríamos de usar um instant similar ao Pyroblast neste deck, se o temos à disposição? O REB é muito parecido com o Pyroblast, mas não é igual. Existe uma explicação do porquê não utilizar 4 REBs e 2 Pyroblasts. Imagine você com uma Ponte Traiçoeira em campo num jogo contra Elves, sem nenhuma carta na mão e nenhum Pintor em campo. Aí no draw você pesca uma Pyroblast. A solução é simples. Escolha um alvo qualquer e conjure a Pyroblast para zerar sua mão e evitar o ataque dos orelhudos. Ela não terá nenhum efeito num elfo, mas pelo menos você zerou sua mão. Já o Red Elemental Blast exige um alvo da cor azul ao ser conjurado, o que significa que não é possível "mirar" qualquer permanente; ela deve ser azul. Aí o card fica preso na mão acabando com a proteção da Ponte Traiçoeira. De qualquer forma, é recomendado que se utiliza de 1~4 cópias de main deck. As listas, de modo geral, estão utilizando 2. As seis blasts de main compõem um equilíbrio bacana em ambas versões.

Enlightened Tutor: Por motivos mais claros que a água do caribe, o tutor só joga na versão Rw. É uma peça importantíssima e extremamente útil. Auxilia na busca das peças do combo (pode pegar o Pintor e o Triturador) e pode buscar um hate específico para o match. Um exemplo. Num G1 contra Sneak and Show, busca a Ponte Traiçoeira. Se resolver, é GG. É uma carta muito versátil e possibilita um universo de opções. Qualquer hate tutorável do side tem sua chance triplicada de aparecer no G2 e G3. O splash é basicamente feito para a utilização desta carta.

Blood Moon: Um dos encantamentos globais mais charmosos do MTG. Por 3 manas (2R), todos os lands não-básicos são transformados em montanhas. Uma lição de humildade para àqueles que tem aversão aos velhos e bons básicos. Pode entrar em jogo no T1 e liquidar com o match. É um lock útil caso não venham as cartas do combo. Mesmo se não resolver o jogo de cara, ela atrasa o oponente dando mais tempo para os pintores combarem. Existem certos tipos de deck onde ela não é útil ou não é tão efetiva, como por exemplo Burn, Goblins, S&S, Dragon Stompy e alguns outros arquétipos. Mesmo assim, é obrigatório o uso de 4 no MD, pois vale o custo-benefício.

4.4 - ARTEFATOS - MAIN DECK


Grindstone: Vamos começar falando sobre este artefato de Tempest TP_R, que por anos ficou atirado nas pastas e caixas de jogadores, sem nenhum tipo de uso. Ele efetivamente viu jogo no legacy com o lançamento do Servo, como foi falado anteriormente. Junto com o Pintor, é uma das cartas mais importantes do deck, pois ele é quem de fato vence o jogo. Se engana quem pensa que ele só tem utilidade para fechar o game. Enquanto o combo não vem, dá pra ir tombando o deck do oponente sem o Servo, e por vezes, vencer o game desta maneira. Isso estraga todo o planejamento de um oponente com cantrips, cartas que ajeitam o topo e assim por diante. Outra função, seria tombar o próprio deck, quando se tem, por exemplo, um Goblin Welder em campo junto com outros artefatos. Se as peças caírem no cemitério, basta fazer a permutação e correr pro abraço.
_____________________________________________________________________________________________________
Criei esse Primer para trazer a todos users da LM um pouco mais de infos sobre este deck. Consegui meu primeiro top8 com o deck no #LEGACYRS, realizado no dia 16/11/2014, ficando em quarto lugar, fazendo um 4-1-1.
É muito difícil para os "pintores" brasileiros discutirem técnicas e táticas para este deck. Não há um fórum, um tópico e nem um lugar para procurar evoluir ideias de maneira coletiva. Com o tempo, pretendo incrementar este post, colocando bad matches, informações mais aprofundadas dos cards e muitas outras fontes de informação que venham agregar conhecimento para quem joga COM o deck, e para quem joga CONTRA o IP. Espero encontrar mais alguns jogadores e que possamos trocar informações para tornar a Field do legacy cada vez mais competitiva e variada.

Forte abraço!

Editada em: 23-11-14 14:22:59 por tiagoblauth.
 
Baldim

Esquilo
3 Referências (100.00% positivas)
Posts: 1738
Registro: 29/07/12
Monsenhor Paulo - MG

Postado em: 17/11/14 21:07
Grande iniciativa.

Há alguns meses venho acompanhando baralhos "diferentes" que estão fazendo TOP 4.

Destaca-se o Painter, pois além de ser "interessante" sua mecânica, exige muito de quem pilota.

__

Legal seria você postar uma lista inicial, comentando um pouco o porque da escolha de cada carta.

vou postar abaixo a lista usada por "Jack Kitchen".

ideia inicial é que o pessoal tenha acesso a "cara" e ao "valor" do baralho.

[Legacy] Imperial Painter
Por Baldim
1 visualização
17/11/2014
R$ 5.311,23
R$ 7.976,93
R$ 18.019,41
1 visualização
17/11/2014
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (18)
3  Goblin Soldador 3,00
2  Revogador Phyrexiano 5,40
4  Servo do Pintor 59,31
3  Espírito-Guia Símio  5,00
4  Imperial Recruiter  124,99
1  Jaya Ballard, Mago Especialista   1,84
1  Magus da Lua  22,99
Mágicas (8)
2  Explosão Elemental do Vermelho 1,99
4  Explosão de Chamas 9,48
2  Tutor Esclarecido 80,00
Artefatos (11)
2  Pétala de Lótus 19,99
3  Tampo de Adivinhação do Sensei 79,90
4  Triturador 49,41
2  Ponte Traicoeira 103,41
Encantamentos (4)
4  Lua Sangrenta  57,00
Terrenos (19)
3  Cidade de Traidores549,00
2  Contraforte Arborizado68,90
1  Grande Fornalha2,25
3  Lamaçal Ensangüentado69,90
4  Montanha0,00
2  Plateau340,00
4  Tumba Antiga94,99
60 cards total

Sideboard (15)
2  Cripta de Tormod 2,89
1  Explosão Elemental do Vermelho 1,99
4  Raio de Fogo 0,13
1  Bomba de Catraca 3,32
1  Canonista Etherólatras  15,97
1  Descanse em Paz  18,00
1  Espinho de Ametista 54,00
1  Ponte Traicoeira 103,41
1  Trinesfera 124,90
1  Vândalo Maníaco  0,05
1  Koth do Martelo   15,71


o ultimo painter a pegar top 8, "MatsOle".

tentou inovar com "Daretti, Scrap Savant".

Que comecem as discussões.

o/


Editada em: 19-11-14 09:22:03 por Baldim.
 
laucion

Mago
1 Referências (100.00% positivas)
Posts: 1717
Registro: 15/08/12
Campinas - SP

Postado em: 17/11/14 22:36
Estou namorando o deck há um bom tempo... ^^ só que é muita grana pra comprar as city.. =/

Que vcs acham da versão esplashada pra branco com tema de artefatos (welder, etc.)

Outro ponto. Vcs acham que o Daretti realmente vê jogo nesse deck? Ele me parece bom, mas é meio caro e entra só com 3 marcadores.
 
tiagoblauth

Lenda
0 Referências
Posts: 491
Registro: 26/08/13

Postado em: 18/11/14 08:27
Obrigado @Baldim, acho importante a gente aproveitar a LM para construir novos conhecimentos e trocar experiências.

Vou postar minha lista, que eu usei no torneio de domingo e aproveitar para fazer um mini-report. Como falei antes, meu objetivo é incrementar bastante este tópico ainda, mas devido a minha disponibilidade de tempo não consigo fazer tudo de uma vez, devido ao sistema de edição etc.

Bom, segue a lista.

RW Imperial Painter
1 visualização
10/11/2014
R$ 5.338,78
R$ 8.016,19
R$ 17.294,57
1 visualização
10/11/2014
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (16)
3  Goblin Soldador 3,00
1  Revogador Phyrexiano 5,40
4  Servo do Pintor 59,31
2  Espírito-Guia Símio  5,00
4  Imperial Recruiter  124,99
1  Jaya Ballard, Mago Especialista   1,84
1  Magus da Lua  22,99
Planeswalkers (1)
1  Koth do Martelo   15,71
Mágicas (8)
2  Explosão Elemental do Vermelho 1,99
4  Explosão de Chamas 9,48
2  Tutor Esclarecido 80,00
Artefatos (12)
3  Pétala de Lótus 19,99
3  Tampo de Adivinhação do Sensei 79,90
4  Triturador 49,41
2  Ponte Traicoeira 103,41
Encantamentos (4)
4  Lua Sangrenta  57,00
Terrenos (19)
3  Cidade de Traidores549,00
1  Contraforte Arborizado68,90
1  Grande Fornalha2,25
2  Lamaçal Ensangüentado69,90
2  Meseta Árida109,90
4  Montanha0,00
2  Plateau340,00
4  Tumba Antiga94,99
60 cards total

Sideboard (15)
2  Cripta de Tormod 2,89
2  Bomba de Catraca 3,32
1  Canonista Etherólatras  15,97
3  Choque Repentino  0,50
1  Descanse em Paz  18,00
2  Espinho de Ametista 54,00
1  Revogador Phyrexiano 5,40
1  Ponte Traicoeira 103,41
1  Vândalo Maníaco  0,05
1  Esfera da Lei  0,15


Eu converso bastante no único fórum que existe de painter, que é no site Magic The Source, onde o Jack Kitchen participa ativamente. Eu tenho usado uma lista bem parecida com a dele. Desde que ele tirou este quarto lugar, muitas conclusões e considerações foram feitas. O Revoker está sendo bem contestado entre os players pois agora a field está entulhada de burns e UR Delvers e ele é completamente inútil, por isso mantive apenas 1 cópia. Como ele pode ser tutorado, tanto pelo recruiter como pelo e. tutor, mantive ele no MD pra um momento onde ele pode ser providencial.

Segue o report, talvez tenham algumas infos imprecisas, pois não lembro de tudo exatamente.

1x2 Burn

G1: G1 ele começou o jogo com burn na minha cara; passou e fiz grindstone. T2 ele faz Eidolon e passa. No meu T2 faço pintor e tenho SSG+blast na mão. Ele no T3 tenta destruir meu Pintor e eu anulo. Na volta combo.
G2: Ele começa com Guia Goblin no t1 e eidolon no T2. Até tento catar o combo mas não tenho tempo.
G3: Foi muito bom, consegui tutorar Sphere of Law e o card jogou MUITO. Não consegui ganhar, pois ele conseguiu matar 3 pintores e me atrasou demais. Eu errei tb nesse match, devia ter segurado o pintor e esperar uma blast ou ele não ter manas livres pra baixar a peça e combar no mesmo momento. Jogo com o deck há apenas 3 meses e me falta muita manha ainda; considerando tb que não jogo com muita frequência.

2x1 Burn

G1: Fiquei decepcionado quando vi outro burn na minha frente. É o pior match pra nós, pintores, sem sombra de dúvida. G1 ele me venceu com muita naturalidade. Não consegui fazer nada e temos muita carta morta como blood moon, magus e ponte. Mas enfim, bola pra frente.
G2: minha mão veio avassaladora, com grindstone, recruiter e 2 Sol lands, +SSG e pétala. Aí administrei o jogo por 3~4 turnos até combar com segurança (uma vez que o malandro fez splash pra verde pra usar garra split second).
G3: Como ele começou, foi tenso. A jogada do game foi quando ele baixou vortex no T3 e no passe estourei uma pétala, busquei Sphere of Law e baixei. Aí ele começou a tomar dano e eu não. Ele já tinha eidolon na mesa. No fim ele estava com 3 de vida e eu dei 2 Choque Repentino na cara dele. =D

2x1 Pox

G1: Jogo tenso. Ele começa e já vai dando wasteland + sinkhole na minha base de mana e se estabelece com Liliana. Eu até consegui respirar por aparelhos durante um tempo, mas terminei o game com uma ponte em campo. E só kkkk.
G2: Começo forte com Blood Moon no T2. Aí o jogo vai se enrolando, ele matando minhas criaturas e eu tentando buscar o combo. Eu fiquei ativando a grindstone nele, mesmo não tendo o pintor. Como é praticamente monoblack, consigo tirar 4~6 cards por ativada. Por sorte, tirei a floresta dele, então decay não funciona mais. Aí fui batendo com as criaturas até vencer.
G3: Esse game foi fácil. Fiz novamente blood moon no T2 e o Koth simplesmente ganhou o jogo sozinho. Jogou demais. É um baita platinauta, até me ajudou em um game contra o Burn, que esqueci de mencionar. Ganhei batendo com as fichas 4/4.

1-1 FourColors Loam (JUND)

G1: Deck muito louco esse, do meu amigo Roberto. Um deck muito bom mesmo, realmente efetivo, com 3 bobs, 4 cavaleiros do relicário, 4 burning wish e vários feitiços perigoso no SB. No t2 fiz Blood moon mas as Mox de Diamente ajudaram ele a ter mana pra conseguir se livrar dela. O jogo foi longe, demorou uns 25 min. aprox. Aí ele começou com Loam e wasteland e me quebrou completamente.
G2: Eu forço o jogo com Blood Moon e Magus, destruo uma mox com Vândalo Maníaco e começo a bater. Pego revoker pra Cavaleiro do Relicário e depois Jaya+pintor. Ele vai dando piroclasma, punishing fire e eu vou respondendo. OBS: Não estava conseguindo combar pq ele estava com cálice pra 1 (vai 4 no MD). No fim ele concede pois venceria ele com a Jaya.

2-0 Dark Maverick

G1: Ele muliga a 5, zicou terreno. Aí T2 faço Blood Moon e quebro ele no meio. Ele ainda faz Thalia pois veio uma planície, me atrasa um pouco mas consigo catar o combo com calma.
G2: Esse jogo demorou um pouco mais, T1 ele faz Shaman e no meu T1 faço Grindstone. T2 ele faz Thalia e eu faço Magus. T3 ele ataca com Thalia, eu tomo. T4 eu faço Choque Repentino no shaman pra quebrar de vez a mana dele. Aí é só alegria. Depois faço Koth e começa a quebradeira. Bato nele, me estabeleço e ganho naturalmente.

2-0 Elves

G1: Esse jogo foi engraçado. Eu começo com uma mão estranha. 4 lands + 1 SSG + 1 blood moon + 1 welder. Como sei o deck do meu adversário faço moon no T1. Ele baixa fetch (montanha) e passa. Eu baixo Welder e passo. Ficamos nessa de "passo", "passo", e eu batendo só com welder. Meus draws? Just lands e Mais moons kkk. Temrinei o jogo batendo com welder e 1 pintor pescado posteriormente, 3 blood moons na mesa e uns 12 terrenos.

G2: ele começa, faz fetch-floresta-shaman. Eu faço tumba antiga + bomba de catraca (hua hua hua, risada maquiavélica). Ele faz mana visionário e passa. Creio que ele não quis fazer mta jogada de T2 pcausa da bomba. Na volta baixo cidade de traidores, pétala e faço grindstone e recruiter, pegando o pintor. Ele tenta combar no turno dele, mas n consegue. Na volta eu combo. =D

Detalhe do champs: Não peguei nenhum deck com azul e fiz um grande resultado. O deck é MUITO divertido. As possibilidades de tutores dão um leque de opções muito interessantes. Além disso, o tampo+fetches dão uma consistência razoável pra um deck que não tem cantrips. Os jogos foram mto mais que oq escrevi, não lembro de tudo. Espero que mais gente se pilhe pra montar o deck =D.
 
tiagoblauth

Lenda
0 Referências
Posts: 491
Registro: 26/08/13

Postado em: 18/11/14 08:33

Em relação ao splash pra branco... Pessoalmente, acho sem sombra de dúvida, a melhor versão. Nestes 3 meses de deck, testei a monored mas achei ela MUITO pior. A versão com branco te abre muitas possibilidades. Os tutores são sensacionais e dão muita consistência. Além disso, tu consegue fazer um side excelente com muito mais possibilidades. Os 2 e. tutores de MD parecem uma mudança sutil, mas eles fazem toda a diferença. Nas listas antigas, o tutor atrapalhava um pouco com blood moon em campo, mas foi feita uma mudança, de 3 SSG e 2 Pétalas pra 2 SSG e 3 Pétalas. Isso evita com que o tutor fique preso na mão. O deck tb tem 5 fetchs pra buscar a plateau se for o caso; sem contar o peão pra jogar de acordo com a necessidade do momento.

O Daretti têm sido testado ostensivamente. Por enquanto, os players têm preferido o Koth, mas vamos esperar mais testes. Quando lançaram, achei certo que jogaria, mas passada a euforia, vejo que talvez ele não seja uma opção melhor que os existentes (Chandra e Koth). Veremos.

 
tiagoblauth

Lenda
0 Referências
Posts: 491
Registro: 26/08/13

Postado em: 18/11/14 14:52
Vale lembrar que o site da LigaMagic não contabiliza os recruiters no valor do deck, então é bom sempre adicionar uns 2k a mais no deck.
 
Aquariosmcv2

Esquilo
0 Referências
Posts: 169
Registro: 03/10/14
Niterói - RJ

Postado em: 18/11/14 15:09
aonde vocês acham o recruiter e por quanto? achei nos eua o mais barato por 300 doletas O.o
 
tiagoblauth

Lenda
0 Referências
Posts: 491
Registro: 26/08/13

Postado em: 18/11/14 15:12

Putz, faz poucos dias que tinha um maluco vendendo um set por 1200 (recruiter foil). Tava em leilão, acho que foi. Mas volta e meia tem alguém passando. Acho que o vendedor Adamo tá passando um set por 2k.

 
jadsonwy

Raposa
24 Referências (100.00% positivas)
Posts: 714
Registro: 30/06/10
Araxá - MG

Postado em: 18/11/14 15:27

minha dúvida era essa, quanto esses danadinhos tão valendo ?

 
tiagoblauth

Lenda
0 Referências
Posts: 491
Registro: 26/08/13

Postado em: 18/11/14 16:25

Depende amigão. Geralmente são 3 tipos que se vê pra vender.

Os foils de Judge e os de edição (asiáticos) estão em torno de 450~500 reais aqui no Brasil. Já os de edição em inglês giram em torno de 650~700. Mas é um deck que se tu for considerar TODO ele, não é caro pra ambiente legacy. Um death and taxes, por exemplo, é mais caro.

 
TrueOgre

Demônio
0 Referências
Posts: 2360
Registro: 08/12/03
Cachoeirinha - RS

Postado em: 18/11/14 16:52
quando fiz aquele fiasco de painter.. aproveitei que usava RIP e deixei um elmo no deck.. kill alternativa.. hehehe
 
tiagoblauth

Lenda
0 Referências
Posts: 491
Registro: 26/08/13

Postado em: 18/11/14 16:59

Mas tu não fez uns 3-4 naquela ocasião? O elmo é cogitado em side e main deck, dependendo da estratégia, bem lembrado japa. É interessante, especialmente contra hypergenesis e show and tell.

 
TrueOgre

Demônio
0 Referências
Posts: 2360
Registro: 08/12/03
Cachoeirinha - RS

Postado em: 18/11/14 17:03
2-5..

sim, usei naquela época que o field tava abarrotado de show and tell.. mas não enfrentei nenhum...


quem brilhava nos jogos era o spellkite.. o bicho bom...

não tem degeneração abrupta que consiga te atrapalhar...
 
tiagoblauth

Lenda
0 Referências
Posts: 491
Registro: 26/08/13

Postado em: 18/11/14 18:18

Ele tb é uma bola na trave. Algumas listas usam, outras não... Acredito que hoje, nessa field, ele seja melhor que revoker. É muita coisa pra testar, hehehe!

Onde estão os jogadores de Painter???? kkkkk São tímidos?

 
Baldim

Esquilo
3 Referências (100.00% positivas)
Posts: 1738
Registro: 29/07/12
Monsenhor Paulo - MG

Postado em: 18/11/14 19:29

Rapaz, eu procurei esse cara ai dos recruiter.

Ele estava passando o set "Judge" a 1300 há duas semanas atrás.

Se você for considerar que os Imperial Recruiter é o mais caro do baralho o resto até fica fácil.

___

Uma coisa que costumo falar para meus colegas amantes de T2/Modern:

"staples" legacy muito dificilmente você perde dinheiro comprando-as.

então vale a pena "arriscar/investir".
_____

Adicionando um vídeo (Painter TOP 1: SCG).

Painter x Punishing Jund.

G2: Tumba / simios Blood Moon Go.

http://www.youtube.com/watch?v=xsbVY0CJgbc

;)

 
Semi-Deus

Esquilo
0 Referências
Posts: 203
Registro: 25/04/12
Porto Alegre - RS

Postado em: 18/11/14 20:02
Tiago, parabéns pelo primer. Excelente.

Pô, mas não desanima do D&T. Não podemos perder um jogador do teu nível. hehe!

Abs.
 
tiagoblauth

Lenda
0 Referências
Posts: 491
Registro: 26/08/13

Postado em: 18/11/14 20:12

Beeeeeeeeeeeem capaz Antonio! Já me animei de novo com o deck! Estou juntando as peças.. ;D

Esse primer vai demorar pra ficar pronto, mas pelo menos será uma boa contribuição para novos jogadores. É um deck que poderia ter mais na field, não só esses azulões apelões kkkk

 
Sid_Vicious

Esquilo
1 Referências (100.00% positivas)
Posts: 354
Registro: 27/03/04
Cachoeirinha - RS

Postado em: 19/11/14 09:05
Bah Tiago, parabéns pelo primer. Já esta com enorme qualidade, e sei que vai melhorar.

Por enquanto pouco posso acrescentar sobre o baralho, mas posso afirmar que eu achava que merfolks era O bad match para BUG... Até jogar contra um painter...

Pra ter noção, grindstone + painter é o que menos me preocupa. O que mata é uma das 6 blood moon no primeiro turno!
 
TrueOgre

Demônio
0 Referências
Posts: 2360
Registro: 08/12/03
Cachoeirinha - RS

Postado em: 19/11/14 09:57
Mas como que conseguem colocar duas blood moon no primeiro turno?
 
robertojnd

Esquilo
0 Referências
Posts: 93
Registro: 01/05/13
Porto Alegre - RS

Postado em: 19/11/14 11:08
O Japa(TRUEOGRE) abrupt decay da segurança contra abrupt decay né? mas e contra toxic deluge do topdeck? (Old History xD)
Parabém Tiago pelo artigo, excelente iniciativa, vi que de ontem pra hoje já melhorou ainda mais o tópico com mais informações ótimo trabalho!
Eu até me animei de fazer um artigo sobre o 4-color loam que não consigo achar nada falando sobre o deck e vejo potencial pra ele no field atual.