[Primer] - Omni-Tell
 [Primer] - Omni-Tell
b-rock

Esquilo
0 Referências
Posts: 286
Registro: 08/05/06
Soledade De Minas - MG

Postado em: 10/09/15 08:35





________________________________________________

1 – Introdução

O Omni-Tell é um deck de combo, que tem como principal
combinação a utilização de Show and Tell e Omniscience,
tal combinação juntamente com cards como Emrakul, the
Aeons Torn
e Enter The Infinite, que normalmente seriam
cards difícil de conjurar, mas que nesse caso não necessitam
de mana devido à presença da Omniscience em jogo.






Basicamente Omni-Tell é baseado na cor Azul, como a maiorias
dos decks baseados nessa cor, podemos encontrar a presença de
Cantrips (toda carta que gera uma vantagem sem perder nenhuma
carta em troca) redundantes e de baixo custo, juntamente com
alguns cards de Anulação, além disso, o deck apresenta outras
maneiras de encontrar e defender a sua combinação e as principais
peças do combo de forma rápida e bem eficientemente.



________________________________________________

2 – História





Em Julho de 2012, foi lançada a edição M13, e com ela temos um
encantamento azul com custo de mana convertido de 10 manas,
Omniscience, bem conjurar mágicas sem pagar seu custo só pode
ser bom, basicamente só precisamos de uma forma de colocar o
encantamento em jogo, logo então precisamos de uma carta que
faça isso da forma mais rápida possível, Show and Tell, ta aí surge
mais um combo pro Legacy.


Logo as listas iniciais baseadas na utilização do combo surgiram:





As primeiras listas eram basicamente azuis, e utilizavam além
de Show and Tell, Dream Halls, como alternativa para colocar
Omniscience em jogo, essas listas apresentavam 4 cópias de
Enter The Infinite, para que assim aumentasse a possibilidade
do deck vencer tanto com Dream Halls quanto com Omniscience
em jogo.

Depois daí diversas listas passaram a ser desenvolvidas e adaptadas
de acordo com o formato e ambiente, surgiram listas com adição de
vermelho para fazer uso de Burning Wish e assim aumentar a
probabilidade de achar Show and Tell, além é claro de ganhar outras
opções no side com o acréscimo da cor vermelha no deck, juntamente
com um Wish-board de feitiços em função da presença de Burning Wish.





Listas com adição da cor preta, para fazer uso de cards
como Thoughtseize e Duress uma forma alternativa
de se proteger e ganhar alguma vantagem fazendo com que o oponente
tenha que descartar algo em potencial.





E recentemente, listas com a presença da cor verde, que ganharam
a adição de EUREKA, uma forma alternativa de se colocar uma
permanente em jogo (Omniscience, Emrakul ou Ugin) sem necessariamente
se limitar apenas a Show and Tell.





Bom, tenho pra mim que o processo de desenvolvimento
e fortalecimento recente do Omni-Tell deve-se a otimização
da utilização de Dig Trough Time.






Logo após o lançamento de Khans of Tarkir, cards com
Delve passaram a ter algum destaque e ganharam espaço
em listas de decks do formato, além de Dig Trough Time
tínhamos Treasure Cruise. Basicamente o formato foi
dominado por um longo período por decks que exploravam
e otimizavam a utilização destes cards, decks rápidos e com
potencial de controlar e encher a mão de recursos logo em
seguida, apenas removendo cards do cemitério para auxiliar
a conjurar tais cards com Delve. A presença maciça de listas
de UR Delver, durante esse período, pode ter inibido o
aparecimento com mais frequência do Omni-Tell, dificilmente
um combo baseado em U ganharia espaço em um formato
repleto de listas com N anulações além é claro da presença
de Pyroblast em massa. Após o banimento de Treasure Cruise,
o formato sofre uma mudança, Dig Trough Time continua a
aparecer nas listas, porém tem um potencial diferente de
Treasure Cruise.

No Omni-Tell, as listas passaram a ser desenvolvidas para
explorar o potencial de Dig Trough Time, além do deck
conseguir utilizar o card de forma rápida e segura, o Dig
Trough Time
oferece ao deck a possibilidade de ganhar novo
fôlego em caso de algum revés durante a partida. O processo
de fortalecimento do deck de modo geral, deve-se ao fato de
ser um deck de combo, que apresenta diversas maneiras de
encontrar e defender as principais peças do combo de forma
rápida e eficientemente, com a adição de um novo fôlego oferecido
pelas listas que exploram bem a utilização de Dig Trough Time.
Temos como exemplo:

Lista de Chris VanMeter , 1º Lugar SCG Charlotte 5K Premier IQ (25/07/2015)





Lista de Josh Pelrine , 1º Lugar SCG Washington DC Open Series (08/08/2015)





________________________________________________

3 – Estratégia e Construção do Deck

A primeira coisa a se pensar são os modos possíveis para
se vencer o oponente, quais os planos e as melhores
estratégias para efetivamente se chegar à vitória, de
modo geral são eles:


Plano A: Show and Tell, Omniscience, Enter The Infinite ,
coloca Emrakul, The Aeons Torn no topo de seu grimório,
Cunning Wish, Release the Ants, a menos que o adversário
de alguma forma tenha Emrakul, The Aeons Torn no topo
de seu grimório também, você vence.

• A alternativa de vencer o jogo com Release the Ants não
se limita ao Enter The Infinite, existe outras formas de se
colocar uma carta com o Maior Custo de Mana Convertido
possível no topo de seu grimório sem necessariamente se
limitar a utilização desse feitiço em questão. Uma saída seria,
com Omniscience já em jogo, usar Cunning Wish, Firemind’s
Foreseight
para o segundo Cunning Wish, + Impulse + Brainstorm,
use Impulse depois Brainstorm, posicione a carta com maior custo
de mana convertido no topo de seu grimório, que possivelmente
você irá encontrar dentre as 7 cartas, pode ser Omniscience, Enter
The Infinite
, Dig Trough Time ou Emrakul, The Aeons Torn, use o
Cunning Wish para Release the Ants e vença seu oponente.

• Caso não encontre uma forma de achar uma carta com
maior custo de mana convertido com Impulse e Brainstorm
para colocar no topo, use o Cunning Wish para encontrar outra
maneira de se vencer o oponente. Dica, só use Force of Will
(Custo 5) no topo para Release the Ants, se tiver conhecimento
afiado o suficiente da lista do oponente, ou seja, Decks que não
possuem cartas com custo de mana convertido 5 em sua composição.

Plano B: Show and Tell, Omniscience, Emrakul, The Aeons Torn.
Encontrar uma maneira de executar o Plano A caso o oponente
tenha alguma forma de vencer seu Emrakul, The Aeons Torn,
ou seja, encontre Cunning Wish.

Caso julgue que o oponente tenha uma forma de interromper
quaisquer umas de suas combinações, como por exemplo, caso ele
conjure Krosan Grip ou "Bounce" na Omniscience em resposta a
Cunning Wish e/ou a qualquer outra Mágica que você venha a
conjurar, o Plano B é a melhor alternativa, contando com a prioridade
jogar Emrakul, The Aeons Torn em sequência a Omniscience
não possibilita nenhuma resposta ao Eldrazi a princípio, pois o mesmo
não pode ser anulado, já as demais combinações correm o risco de
serem surpreendidas por algum tipo de resposta do inimigo.

Plano C: Show and Tell, Omniscience, Cunning Wish , Eladamri’s Call,
busca Emrakul, The Aeons Torn, com ele em jogo geralmente você vence.
Siga o Plano B ou Plano C, caso encontre dificuldade em executar o
Plano A, na dúvida se o cara tem ou não Emrakul, The Aeons Torn
no topo do grimório, ou caso ele encontre uma forma de interromper
quaisquer umas de suas combinações.

Plano D: Show and Tell, Emrakul, The Aeons Torn. Executar esse
plano caso esteja desesperado ou quando estiver certo de que o jogo
será vencido desta forma. No entanto, sendo no game 1, esse tipo de
comportamento furtivo pode induzir seu oponente a colocar cartas do
side diferentes das que ele geralmente colocaria para vencer quaisquer
umas de suas outras combinações.

Bom, sendo assim, tendo conhecimentos dos planos e das possíveis
formas de vencer seu inimigo com o Omni-Tell, vamos analisar a
montagem do deck.






O deck é basicamente constituído de cartas que possibilitam encontrar
e defender de diversas maneiras a sua combinação e as principais peças
do combo. Feito de cartas de compra, tutores, anulações, as peças do
combo em si e além é claro de uma base de mana sinérgica com a
combinação de cartas que fazem parte do deck e de sua estratégia.

Existem diversas opções de cartas para compor o deck, segue abaixo
algumas opções de cartas para construí-lo.

Terrenos / Mana

Ancient Tomb / City of Traitors / Fetch Lands para U / Ilha
/ Volcanic Island / Underground Sea / Tropical Island / * Lotus Petal


Cantrips, Tutores e Afins

Brainstorm / Ponder / Preordain / Gitaxian Probe / Personal Tutor
/ Cunning Wish / Intuition / Impulse / Dig Trough Time / Gifts Ungiven
/ *Jace, The Mind Sculptor / * Jace, Vryn’s Prodigy


Anulações

Force of Will / Spell Pierce / Daze / Flusterstom / Pact of Negation
/ *Misdirection


Peças do Combo

Show and Tell / Omniscience / Enter The Infinite

Dream Halls / EUREKA – peças alternativas


Kill Conditions

Emrakul, The Aeons Torn / Release the Ants / *Young Pyromancer
/ *Griselbrand


Sideboard

Firemind's Foresight / Flusterstorm / Spell Pierce / Swan Song
/ Intuition / Misdirection / Noxious Revival / Pact of Negation
/ Dig Trough Time / Polymorphist's Jest / Release the Ants
/Rushing River / Slaughter Pact / Trickbind / Surgical Extraction
/ Eladamri’s Call / Wipe Away / Echoing Truth / Sapphire Charm
/ Ravenous Trap / Mindbreak Trap / Boseiju, Who Shelters All
/ Defense Grid / Grafdigger's Cage / Leyline of Sanctity
/ Pithing Needle


Splash Preto – Além de Thoughtseize, Duress e Griselbrand no
main deck, amplia a possibilidade de se fazer uso de um número
maior de cópias de Surgical Extraction no sideboard.


Splash Verde – Além de EUREKA no main deck, possibilita a entrada
de peças como Xantid Swarm e Krosan Grip no sideboard.


Splash Red – Possibilita a adição de cartas no sideboard tais como
Young Pyromancer, Pyroblast / Red Elemental Blast, Pyroclasm,
Lightning Bolt, Electrickery, Sudden Shock

• Já a versão com Burning Wish tem um sideboard diferenciado
com feitiços relevantes, além é claro das mágicas instantâneas
"obrigatórias" para as combinações do deck.


________________________________________________


4 – Card by Card

Partimos então para uma abordagem individual das cartas que
compõem o deck, dando ênfase as cartas e combinações utilizadas
com mais frequência.

4.1 – Terrenos / Mana




O número de terrenos utilizados gira em torno de 18~21 Lands,
depende é claro da versão propriamente dita, e da utilização de
Lotus Petal como fonte de mana e aceleração, sendo assim, a
utilização de Lotus Petal na composição do deck faz com que
o número de terrenos utilizados possa vir a ser reduzido.

Island: O número aconselhado gira em torno de 2~7 Ilhas,
depende é claro do Splash utilizado e da composição da sua base
de mana. A utilização de terrenos básicos em sua composição faz
com que o deck sofra menos ao enfrentar cartas tais como
Wasteland, Back to Basics, Blood Moon e Magus of The Moon.

Volcanic Island / Underground Sea / Tropical Island: São as
Old Dual que podem vir a ser utilizadas na composição do deck,
variando de acordo com o Splash é claro. São geralmente de 2~4
cópias da Old Dual, a variação vai de acordo com a configuração do
deck e do número de cópias de Lotus Petal utilizadas para ajudar a
concertar e acelerar a geração de Mana.

Flooded Strand / Polluted Delta / Misty Rainforest / Scalding Tarn:
O número ideal de fetch lands varia de 6~10 cópias, varia de acordo
com a composição do deck e do Splash utilizado. A função básica das
fetchs lands é procurar a Ilha, além dessa função, fetchs lands são
utilizadas para filtrar o deck, fazer com que o número de terrenos
restantes no grimório seja reduzido, logo diminuindo a possibilidade
de Flood, comprar ou encontrar um número de terrenos além do
que realmente necessita. Filtrar o deck é importante desde que
encontrar uma carta útil ao invés de mais um terreno é parte
fundamental em um deck de combo. A combinação de Fetch Lands
juntamente com cartas tais como Brainstorm e Ponder é uma ótima
opção, vendo que pode ser importante fazer uso da Fetch Land, para
assim abrir mão das cartas que deixou no topo, embaralhar o deck e
aumentar a probabilidade de encontrar cartas diferentes das que
dispensou. Nesse deck além de todas as funções mencionadas
anteriormente, as Fetch Lands no cemitério ajudam a jogar o
Dig Trough Time, sendo assim, o número de Fetch Lands no
Deck está diretamente ligado ao número de cópias de Dig Trough Time
utilizado em sua composição.

Ancient Tomb / City of Traitors: São as famosas "Sol Lands",
terrenos capazes de gerar 2 manas incolores e acelerar nosso jogo
e combinações. Ancient Tomb, terreno capaz de gerar 2 manas
Incolores com a penalidade de 2 pontos de dano toda vez que é
virada, o número recomendado a ser utilizado gira em torno de
1~4 cópias depende é claro das demais combinações, os 2 pontos
de danos causados pela Ancient Tomb pode vir a ser fator determinante
para uma derrota, a sua utilização deve ser bem avaliada. Já City of Traitors,
terreno capaz de gerar 2 manas incolores, necessita ser sacrificada, caso
outro terreno seu entre em jogo sob seu controle, sendo assim, City of Traitors
tem um plus a mais no Omni-Tell, podemos contar com o seu sacrifício para
conjurar Dig Trough Time, o número de cópias a ser utilizado varia de 1~4.
A utilização de Sol Lands, faz com que Show and Tell possa vir a ser jogado o
quanto antes, além é claro de possibilitar e acelerar as demais combinações.
Cuidado especial quando enfrentar decks que fazem uso de Wasteland, ter sua
base de mana atacada pode te custar a partida. Sol Lands são fundamentais
quando se enfrenta taxas, cartas que fazem com que se tenha que pagar 1 mana
incolor a mais para conjurar determinada mágica, efeitos de cartas tais como
Thalia, Guardian of Thraben e Thorn of Amethyst, ter um terreno que gera
2 Mana Incolores pode ser fator determinante para contornar esse tipo de situação.





Lotus Petal: Artefato custo 0 capaz de gerar uma mana de qualquer cor
ao ser sacrificado. Serve basicamente como acelerador, possibilita conjurar suas
mágicas e combinações o quanto antes. Além de acelerar, pode vir a concertar
sua base de mana em determinada situação, por exemplo, quando se tem a
necessidade de uma segunda mana Verde para Eureka ou até mesmo uma
segunda Mana azul para Dig Trough Time. Sua utilização merece ser bem
avaliada, vendo que juntamente com 1 Sol Land temos a possibilidade de
combar no turno 1, tendo a combinação certa de cartas em sua mão.


4.2 – Cantrips, Tutores e Afins

Parte fundamental do deck, que faz com que as peças do combo e suas
combinações sejam encontradas da forma mais rápida e eficiente possível.





Brainstorm: Simplesmente a melhor cantrip do Legacy, faz com
que você possa procurar respostas e/ou as peças do combo nas primeiras
3 cartas do topo de seu grimório na velocidade instantânea. Seu uso,
juntamente com Fetch Lands, possibilita se livrar de cards indesejados em
sua mão ou no topo do grimório em determinado momento da partida.
Além disso, Brainstorm, te dá a opção de se defender de cards de descartes,
e em determinadas situações "esconder o jogo" nos 2 cards que estrategicamente
você pode vir a posicionar no topo de seu grimório. Geralmente se faz uso
de 4 cópias na composição do deck.

Ponder: Possibilita procurar nos 3 primeiros cards do topo de seu
grimório a melhor opção de carta para determinado momento do jogo,
caso contrário, embaralhar o deck e obter um card de forma aleatória.
Tem função semelhante a de Brainstorm, quando utilizado juntamente
com Fetch Lands, se livrar de 2 das cartas do topo de seu grimório pode
vir a ser fundamental para aumentar as chances de achar cartas uteis
logo em seguida. Geralmente se faz uso de 4 cópias na composição do deck.

Preordain: É uma cantrip bem eficiente, faz com que você manipule
o topo de seu grimório e possibilita encontrar dentro de 2~3 cartas alguma
resposta e/ou alguma peça do combo. Geralmente se faz uso de 2~4 cópias
na composição do deck.

Gitaxian Probe: Por 2 de vida e nenhuma mana (ou uma mana
azul e nada de vida), você pode comprar um card, e olhar a mão de
seu oponente. Tal vantagem pode ser fundamental, ter o conhecimento
do que o oponente pode aprontar quando você vier a resolver o Show and Tell
pode ser determinante para que tome a melhor postura e decida qual o
melhor plano a executar para vencer a partida. Em um formato como
Legacy, ter a vantagemde ter o conhecimento de que tipo de ameaças
o oponente pode lhe oferecer, pode ser o primeiro passo para alcançar a
vitória em uma determinada partida. Geralmente se faz uso de 2~4 cópias
na composição do deck.

Personal Tutor: É um tutor eficiente, que faz com que você
possa ir direto ao ponto, posicionar Show and Tell no topo de seu
grimório de forma rápida e eficiente, pode fazer com que combe
rapidamente, caso o feitiço em questão seja a peça que faltava para
tal feito. Além é claro de possibilitar buscar Enter the Infinite, com
Omniscience em jogo, usar Personal Tutor juntamente com alguma
carta de compra, possibilita conjurar Enter the Infinite, consequentemente
combar. Geralmente se faz uso de 1~3 cópias na composição do deck.

Impulso: Trata-se de mais uma cantrip, esse card pode lhe
ajudar a encontrar entre os 4 cards do topo grimório algum recurso ou
resposta, isso quando vem no início da partida, em um segundo momento,
é a opção com custo de mana convertido 2 quando se faz uso de Firemind’s
Foresight. Geralmente se faz uso de 1~2 cópias na composição do deck.

Split Decision: Serve basicamente como opção para Firemind Foresight,
como o card de custo 2, faz com que você possa copiar Cunning Wish e assim
pegar um novo alvo. É uma boa carta é pode apresentar certa versatilidade
em outros momentos.

Intuition: Basicamente funciona como tutor, possibilita buscar no
grimório alguma peça do combo ou até mesmo outra combinação de cartas.
Além de ser um tutor eficiente, colocar 2 cards a mais no cemitério, facilita
conjurar Dig Trough Time o quanto antes. Ressalva deve ser feita a sua utilização,
Intuição é presa fácil para Extração Cirúrgica ou Extirpar, tomar cuidado quando
se abusa do uso de Intuição na composição do deck. Geralmente se faz uso de
1~4 cópias na composição do deck, somados a possibilidade de 1 dessas cópias
fazerem parte de seu Wish-board

Cunning Wish: Está carta é uma carta chave na composição do deck, ela
possibilita encontrar alguma resposta ou recurso em seu Wish-board, é importante
tanto antes quanto durante o processo de vitória através do combo. Usar Cunning
Wish aumenta a possibilidade de encontrar uma saída para contornar determinada
situação adversa, além é claro de podermos encontrar outras maneiras de defender
e encontrar as peças do combo e suas demais combinações fazendo-se uso das cartas
do Wish-board. Trata-se de uma carta muito forte, a diversidade de opções e saídas
encontradas no Wish-board podem vir a ser determinante para que se possa vencer
o oponente. Geralmente se faz uso de 3~4 cópias na composição do deck, com o
aumento de cópias de Dig Trough Time utilizados em listas mais recentes, o slot
do 4º Cunning Wish deu lugar ao 4º Dig Trough Time, vendo que o mesmo pode
ajudar a achar Cunning Wish, é uma alteração que faz sentido.

Dig Trough Time: Carta que tem papel fundamental no fortalecimento recente
do deck, a possibilidade de utiliza-la de forma rápida e eficiente se torna possível
fazendo-se o uso de uma combinação corretas de cartas na composição do deck.
Dig Trough Time, é quase um tutor, pois é bem possível que dentro de 7 cartas você
encontre alguma resposta ou a peça do combo que faltava para tentar vencer seu
oponente. Dig Trough Time, é uma carta com potencial enorme, pois além de ser
uma carta que ajuda no processo inicial de busca pelas peças do combo, ela pode
vir a lhe garantir um novo fôlego em um segundo momento da partida. Geralmente
se faz uso de 2~4 cópias na composição do deck, somados é claro a possibilidade de
utilizar 1 cópia em seu Wish-board.









Jace, The Mind Sculptor / Jace, Vryn’s Prodigy: Além de toda
a versatilidade oferecida por se tratar de um Planeswalker card, esses
cards podem vir ser bem sinérgicos na composição do deck, podem vir
a ajudar a encontrar e defender as principais peças dos combos e suas
demais combinações, e até mesmo funcionar como uma Kill Condition
no caso do Jace, The Mind Sculptor. Geralmente faz-se uso de 1~3 cópias
quando se opta por utilizá-los na composição do deck.

4.3 – Anulações

Por se tratar de um deck basicamente azul, a melhor forma de se defender
é fazendo uso de cards de anulação na composição do deck. Em um deck de
combo, como o Omni-Tell, esse tipo de card pode te garantir a vitória, vendo
que você é o jogador ativo, no sentido que você toma a iniciativa primeiro,
em uma "counter war" talvez apenas uma anulação seja o suficiente para
garantir que seu plano seja executado com sucesso. Por exemplo, ao jogar
o Show and Tell seu oponente tenta anular, vocêresponde com uma anulação,
logo ele precisaria de uma segunda resposta para tentar impedir que Show and Tell
resolva. Além de serem efetivos contra decks de controle, esses cards podem te
proteger e/ou fazer com que ganhe tempo em diversos tipos de situação.





Force of Will: O principal card de anulação do formato, poder anular
qualquer mágica sem fazer uso de mana pra isso é bem relevante quando
necessita responder alguma ameaça do oponente. Esse card é sua principal
arma pra se defender do inimigo, tê-lo em mãos quando for dar início ao
processo de combo é fundamental em certas partidas. Seu custo alternativo
para ser conjurado pode vir a ser um prejudicial, vendo que você tem que abrir
mão de uma carta azul para fazê-lo, reveja bem suas escolhas antes de conjurá-lo
para não remover algo relevante de sua mão. Lembrando que, "Sem Omniscience,
Force of Will não custa qualquer mana, com Omniscience, Force of Will custa menos
ainda". Usar 4 cópias é o mais sensato.

Daze: É outro card de anulação que te ajudará a se defender das
ameaças de seus oponentes, tem papel fundamental no início do jogo,
e pode fazer com que ganhe o tempo necessário para executar seu plano
com sucesso. Esse card tem aparecido com menos frequência em listas de
Omni-Tell, porém tem força relevante contra certos tipos de decks, poder
se livrar de uma ameaça em potencial sem necessariamente precisar pagar
mana é algo a se considerar. Quando se enfrenta um deck que tem criaturas,
esse card pode vir a anular uma criatura em potencial, exemplificando, no caso
da Thalia, Guardian of Thraben, caso o seu oponente tenha que esperar o terceiro
land para conjurá-la, pode vir a ser tarde demais para ele. Geralmente se usa de
3~4 cópias na composição do deck.

Spell Pierce: Outro card de anulação que te ajudará a se defender das
ameaças de seu oponente, assim como Daze, tem papel fundamental no início
do jogo, pode fazer com que você se defenda de certos tipos específicos de cards.
Anular um artefato, encantamento, feitiço ou até mesmo vencer uma "counter
war" se torna possível fazendo-se uso desse card na composição do deck. Um
limitante é não anular criatura, mais geralmente, o Omni-Tell tem ligeira vantagem
contra decks aggros, qualquer eventual problema contra esse tipo de deck pode vir
a ser contornado em um segundo momento com a ajuda do Sideboard. Geralmente
se usa de 2~4 cópias na composição do deck, pode vir a aparecer na composição do
Sideboard também.

Flusterstorm: É um card de anulação com potencial relevante devido à rajada,
tem papel determinante em uma possível "counter war". Tem o limitante de anular
apenas feitiços e mágicas instantâneas, mesmo assim vem ganhando espaço em
determinadas listas de Omni-Tell. Possui elevado potencial contra certos tipos
específicos de decks, geralmente em um ambiente com mais decks de controle,
Flusterstorm te dará certa vantagem em uma possível "counter war", além é claro
de poder te defender de certos feitiços ou combos. Geralmente se usa de 2~3 cópias,
pode fazer parte da composição do Main Deck e/ou do sideboard.

Pact of Negation: É uma carta de anulação ousada eu diria, tem potencial
relevante em uma "counter war", geralmente é utilizada como último recurso
para garantir a execução do plano com sucesso. Fazer uso dessa carta quando
se tem a certeza de que a conjurando irá vencer seu oponente, isso caso não
tenha como pagar o custo no início da próxima manutenção. Aparece em certas
listas de 2~4 cópias no main deck, varia de acordo com a configuração do deck,
pode aparecer como opção no sideboard também.

*Misdirection: É uma carta bem versátil, faz com que você possa se
defender de diferentes maneiras usando-a, pode funcionar como um card de
anulação, "5ª Force of Will", além de ser muito eficiente para se defender de
cartas de descartes( Thoughtseize / Hymn to Tourach / Duress). Pode alterar
o alvo de qualquer mágica em potencial sem que você precise usar mana para
fazê-la, tem um potencial incrível contra determinados decks e pode vir a aparecer
como uma boa opção em seu Wish-board. Geralmente aparece com 1~2 cópias,
contando Main deck e Sideboard.


4.4 – Peças do Combo / Kill Conditions






Omniscience: A carta chave do deck faz com que você possa jogar
qualquer mágica sem pagar nada por isso, com Omniscience em jogo ficará
mais simples dar continuidade ao plano de vencer o oponente, pois você
poderá usar ou buscar recursos sem precisar fazer uso de mana para tal
feito. São utilizadas 4 cópias na composição do deck.

Show and Tell: A principal carta do deck, possibilita colocar algo em
potencial de sua mão em jogo por apenas 3 manas, logo é a carta mais
rápida e efetiva para se utilizar juntamente com Omniscience, além é
claro de possibilitar em determinada situação colocar o quanto antes
Emrakul, The Aeons Torn no campo de batalha. A estratégia do deck
passa então por encontrar, defender e conjurar Show and Tell de forma
rápida e eficiente, isso quando tiver em sua mão combinações de cards
suficiente para vencer o oponente. São utilizadas 4 cópias na composição
do deck.

Dream Halls: Trata-se de um card que viabiliza um plano secundário,
é a opção alternativa para se alcançar a vitória, com Dream Halls em jogo
torna-se possível colocar Omniscience em jogo ou até mesmo jogar Enter
The Infinite sem necessariamente usar mana para tal feito. Ao usar Dream
Halls é necessário que possua um número maior de cartas azuis em sua mão,
pois será necessário descartar um card para conjurar outro. Trata-se de uma
opção que pode vir a ser utilizado em um segundo momento da partida, pois
estamos falando de 1 encantamento que possuí custo de mana convertido 5,
porém é uma carta com potencial bem relevante, usada na hora certa pode
fazer com que vença seu oponente. Ressalva deve ser feita à utilização de tal
carta, pode vir a ser um "tiro no pé" usá-la, pois desde que Dream Halls esteja
em jogo, seu oponente também poderá descartar e usar cartas da mesma cor,
logo ele poderá usar cartas na velocidade instantânea durante seu turno sem
necessitar de mana para fazê-las, fique atento a isso para não ser prejudicado
pelo seu próprio card. A utilização desta carta varia de acordo com a configuração
do deck, pode aparecer tanto no main deck quanto como uma alternativa secundária
no sideboard.

Enter The Infinite: Trata-se de uma carta que faz com que você compre
todo o deck e posicione 1 card no topo do grimório, geralmente Emrakul, The
Aeons Torn fica posicionado no topo do grimório para que se faça uso de Cunning
Wish juntamente com Release the ants para vencer o oponente. Em casos específicos,
pode se optar por comprar o deck todo, colocar uma carta qualquer no topo, manter
uma combinação de 7 cartas em potencial em sua mão, no turno seguinte depois de ter
comprado e selecionado sua mão, descarte os demais cards juntamente com 1 Emrakul,
The Aeons Torn para embaralhar cemitério e grimório novamente, fazendo assim com
que se tenha um grimório apto a continuar a partida novamente; Esse tipo de atitude
"vem a calhar" quando o oponente responde seu Enter The Infinite destruindo seu
encantamento (Omniscience e/ou Dream Halls), sendo assim, fica difícil de vencer o
oponente sem que um desses encantamentos esteja em jogo. A utilização deste card varia
de acordo com a configuração do deck, usa-se de 1~4 cópias na composição do deck.





Emrakul, The Aeons Torn: A principal Kill Condition do deck, trata-se de
uma criatura com Voar, 15 de ataque, 15 de defesa, que faz com seu oponente
necessite sacrificar 6 permanentes quando Emrakul é virado para atacar e tem
proteção contra a maioria das remoções. Já com Omniscience em jogo ele pode
ser conjurado sem que seu adversário possa anulá-lo e ainda faz com que você ganhe
um turno extra. Bom, com esse Eldrazi em jogo pode ser que você produza alguma
vantagem para vencer seu oponente. Geralmente usa-se de 1~2 cópias na composição
do deck, lembre-se que o mesmo pode vir a ser tutorado.

Release the Ants: Trata-se de uma das opções de vitória do deck, pode até
mesmo vencer seu oponente na velocidade instantânea desde que tenha a combinação
certa de cartas na mão para fazê-lo. Ao jogar Release the Ants, já com Omniscience em
jogo, basta possuir posicionado estrategicamente no topo de seu grimório uma carta com
o maior custo de mana convertido possível, sendo assim, ao confrontar seu oponente e
vencê-lo, você poderá causar um ponto de dano a ele e Release the Ants retornará para
sua mão, faça isso repetida vezes até levar os pontos de vida de seu oponente a ZERO.
Além de Enter The Infinite, outros cards também podem fazer com que você possa
utilizar Release the Ants com eficiência. Geralmente costuma-se utilizar 1 cópia no
sideboard, para que a mesma possa ser utilizada juntamente com Cunning Wish.

4.5 – Sideboard

O Sideboard e as opções de Wish-board são uma extensão do seu Main Deck, é
muito importante que dentro dessas opções você possua cards capazes de lidar
com praticamente qualquer tipo de adversidade, além é claro de possuir cards
específicos para enfrentar determinado tipo de ambiente.

Começando pelo Wish-board, temos uma diversidade de cards, capazes de lidar
com praticamente qualquer ameaça, além é claro de combinações especificas
para dar continuidade ao combo/plano.

Flusterstorm / Pact of Negation / Spell Pierce / Swan Song: Anulações
alternativas que podem vir a serem encontradas no sideboard, podem ser
utilizadas com Cunning Wish e/ou para aumentar o número de counters no
deck pós side.

Release The Ants: Kill Condition

Intuition: Opção de Tutor, utilizado para buscar alguma peça do combo
e/ou para encontrar alguma combinação.

Dig Trough Time: Opção de busca de recursos, ter 1 Dig Trough Time no
sideboard pode fazer com que use um número menor de cópias do mesmo no
main deck.

Eladamri’s Call: Tutor para Emrakul, The Aeons Torn, ótima saída para
vencer o oponente com Gaddock Teeg em jogo.

Firemind's Foresight: É uma carta muito versátil, que permite vencer
seu oponente na velocidade instantânea em determinada situação específica,
fazendo-se o uso das cartas corretas em uma determinada condição
(Release the ants). Permite-lhe buscar 3 mágicas instantâneas azuis, uma
opção de custo 3 ( Cunning Wish / Intuition), uma opção de custo
2 ( Impulso / *Daze / *Echoing Truth / * Trickbind/Split Decision) e uma opção
de custo 1(Brainstorm), sendo assim, com esses cards você possivelmente
conseguirá recursos suficientes para vencer seu oponente. Essa carta é uma ótima
opção quando se usa Dream Halls para combar, pois se trata de 1 carta que busca 3,
algo bem relevante para se levar em conta.

Misdirection: Opção de defesa contra cards específicos, cards em
potencial que você possa vir a alterar o alvo da mágica (Cartas de
descarte, carta de "Bounce" que visem Omniscience ou até mesmo cartas
que destroem o encantamento alvo).

Noxious Revival: Opção para tentar utilizar algum recurso de
seu cemitério uma segunda vez ( Exemplo: No passe Cunning Wish,
Noxious no Show and Tell que tá no Grave = vamos tentar novamente),
ou salvar algum card de ser alvo de Extração Cirúrgica, ou até mesmo
uma alternativa para falhar o alvo do Reanimate do inimigo.

Polymorphist's Jest: Uma carta bem útil, vendo que pode vir a ser
necessário que você tenha que lidar com o efeito de mais de uma criatura
de uma única só vez, com uma única mágica (Por exemplo, caso o oponente
tenha 1 Gaddock e 1 Thalia em jogo, com essa carta você consegue inibir o
efeito de ambos). Trata-se de uma carta bem efetiva contra decks baseados
em criatura, além de ser útil no Mirror match, caso o oponente coloque
Emrakul na mesa e você tenha um Cunning Wish na mão, esse card é
o único que pode afetar o Eldrazi, jogue-o no início da manutenção do
turno extra do inimigo, só assim você pode a vir a ter uma segunda
chance de vencê-lo em seu turno logo em seguida.

Rushing River / Echoing Truth: Cards de "Bounce", efetivos em
diversas situações, exemplificando, contra criaturas (Meddling Mage,
Lodestone Golem, Ethersworn Canonist, etc), contra Artefatos ( Sphere
of Resistance, Trinisphere, Ensnaring Bridge, etc), contra Encantamentos
(Oblivion Ring, Arcane Laboratory, Counterbalance, etc).
Pós side, Echoing Truth ainda pode fazer o papel da carta de Custo 2 a
ser usada com Firemind’s Foresight.

Slaughter Pact: Funciona como um último recurso para se livrar
de uma criatura específica, caso seus cards de azuis de Bounce não possam
fazê-lo (Ruric Thar, the Unbowed / Iona, Shield of Emeria)

Trickbind: É uma ótima resposta para enfrentar cards com efeitos
desencadeados ( Spine of Ish Sah, Ashen Rider, Flickerwisp, Karakas), tem
o adicional Split Second o que pode ser relevante.

Surgical Extraction: Ótima saída para se livrar de cartas específicas
que tem alvo fácil no cemitério do oponente, pagando apenas 2 pontos de
vida. Carta bem efetiva contra Reanimator e Dredge além de ser ótima
contra decks que usam Life from the Loam. Pode ser interessante contra
decks de combo, e uma alternativa relevante para explorar a mão e lista
do deck do oponente.

Wipe Away: Funciona como mais um card de "Bounce", porém tem o
adicional Split Second, fundamental para que nada possa contê-la. Tem
certa efetividade contra terrenos ( Karakas, Glacial Chasm), diferente dos
outros "Bounce cards" do sideboard. Esse card tem papel fundamental no
Mirror Match, responder seu oponente com um Wipe Away no Omniscience
pode ser sua única chance de se salvar, logo ter Omniscence com Cunning Wish
na mão pode vir a ser sua única salvação caso Show and Tell resolva.

Sapphire Charm: Efetivo quando se quer livrar do efeito de uma
determinada criatura fazendo com que ela saia de fase.

Ravenous Trap: Ótima opção contra decks que abusam do uso do
cemitério, efetivo principalmente contra Dredge.

Hurkyl’s Recall: Opção para lidar com mais de um artefato de
uma só vez, extremamente efetivo contra Affinity.

Boseiju, Who Shelters All: Opção fundamental para lidar
com decks de anulação, poder jogar um Show and Tell sem que o
mesmo possa ser anulado já é um grande passo.

Defense Grid: Opção para se proteger de anulações e/ou qualquer
outra resposta que oponente possa jogar em seu turno.

Grafdigger's Cage: Opção de carta efetiva contra decks que dependem
do cemitério para vencer, além de ser um card efetivo contra decks que usam
Green Sun’s Zenith ou Natural Order.

Leyline of Sanctity: Opção para se proteger de Descartes ou de cartas
que façam com que você tenha que sacrificar uma criatura. Carta efetiva contra
determinados decks de combo e contra Burn.

Pithing Needle: Opção para lidar com cards específicos, como por exemplo,
Sensei’s Divining Top, Goblin Charbelcher, Aether Vial, Grindstone, Karakas,
Planinautas em geral entre outros.

Tormod’s Crypt / Relic of Progenitus: Opções de hate para cemitério,
sendo que Relic of Progenitus tem o draw adicional e parece ser mais versátil,
já Tormod’s Crypt, tem a vantagem de custar 0.

*Splash Preto – Além de Thoughtseize, Duress e Griselbrand no main deck,
amplia a possibilidade de se fazer uso de um número maior de cópias de
Surgical Extraction no sideboard.

Com splash preto o deck ganha uma Kill Condition diferente, Griselbrand,
uma criatura que tem o potencial de encher sua mão e finalizar o jogo rapidamente.
Esse splash também oferece uma forma alternativa de se defender, fazendo-se uso
de uma estratégia que consiste em atacar a mão e recursos do oponente com cartas
de descarte, Duress e Thoughtseize.

*Splash Verde – Além de Eureka no main deck, possibilita a entrada de peças
como Xantid Swarm e Krosan Grip no sideboard.

Com Splash pra Verde o deck ganha o acréscimo de Eureka, uma carta
poderosíssima que tem função similar a de Show and Tell, ou seja, com
Eureka você tem 8 possibilidades no deck, de colocar uma permanente relevante
em jogo, além de encantamentos e criaturas Eureka possibilita utilizar Ugin, um
Planeswalker card, que tem o potencial de controlar a mesa e encher sua mão logo
em seguida, além de ser uma alternativa de Kill Condition. No sideboard temos o
acréscimo de Xantid Swarm, carta relevante contra decks de controle, e Krosan Grip,
card determinante para se livrar de encatamentos ou artefatos indesejados de forma
rápida e eficiente, Krosan Grip pode ser um diferencial em um Mirror Match.

*Splash Red – Possibilita a adição de cartas no sideboard tais como Young Pyromancer,
Pyroblast / Red Elemental Blast, Pyroclasm, Lightning Bolt, Electrickery, Sudden Shock

Com Splash Red o deck ganha o acréscimo de Young Pyromancer no sideboard,
na teoria o oponente abre mão de remoções de criatura pós side na composição
de seu deck e coloca cards que possam vir a lhe ajudar contra o Omni-Tell, logo
o Young Pyromancer e suas fichas podem surpreender o inimigo, vendo que você
tem uma série de cantrips e anulações no deck, conseguirá abusar facilmente de
Young Pyromancer com certa eficiência. Os demais cards que aparecem no sideboard
com splash red trata-se de outras opções de anulações (no caso voltado para um
ambiente azul), e outras formas de remoções de criatura, cada qual a sua maneira,
desde remoção em massa (Pyroclasm) à até remoções especificas com Split Second
por exemplo.

O Splash Red é o que tem aparecido com mais frequência, e parece ser o mais bem
adaptado e preparado para o ambiente atual do Legacy.

________________________________________________
________________________________________________


Bom criei o Primer com o intuito de trazer a todos uma visão sobre o Omni-Tell,
informações e dicas para que todos possam entender o funcionamento e mecânica
do deck. Compartilhar conhecimento e ideias com todos sobre a visão que tenho
sobre os cards e as estratégias e planos utilizados pelos usuários do deck.

Venho jogando com o deck à algum tempo, e obtido alguns resultados, no
dia 29/03 deste ano fiquei em 1º lugar no VI Legacy Pouso Alegre/MG.
No Legacy do GP-São Paulo, em maio deste ano, na sexta feira, fiz 4x1
perdendo apenas para um deck de Elfo na ultima rodada, a partida em
questão tava 1x1, no terceiro game eu conjurei o Show and Tell, estava
com 18 de vida, não é que ele tinha Ruric Thar na mão, eu precisava
fazer mais do que três mágicas para ter alguma chance, logo perdi.
Neste mesmo dia consegui contornar decks como Canadian, Patriots,
BUG-Delver e Elfo (rodada 1). No dia 28/06/2015 fiquei em 2º lugar
no LQ-Legacy São Lourenço/MG, usando o mesmo deck. Recentemente
fiquei em 2º lugar no Open Legacy 5K realizado em Cambuquira/MG, dia
16/08/2015, perdendo na final para Imperial Painters.

A lista que tenho usado...

2 City of Traitors
4 Ancient Tomb
4 Polluted Delta
7 Island
2 Misty Rainforest
//\ // Creatures
2 Emrakul, the Aeons Torn
//\ // Spells
1 Enter the Infinite
2 Dig Through Time
4 Ponder
4 Cunning Wish
4 Omniscience
3 Intuition
4 Brainstorm
4 Force of Will
4 Show and Tell
2 Personal Tutor
1 Impulse
1 Dream Halls
4 Daze
1 Misdirection

//\ // Sideboard
1 Dig Through Time
1 Intuition
1 Release the Ants
1 Wipe Away
1 Echoing Truth
1 Pact of Negation
1 Firemind's Foresight
1 Polymorphist's Jest
1 Noxious Revival
1 Eladamri's Call
1 Surgical Extraction
2 Spell Pierce
2 Boseiju, Who Shelters All










Espero ter acrescentado algo, e fico a disposição para
eventuais esclarecimentos e discussões sobre o deck.


Abraço a todos, valeu!

Frederico Matias Lemos



Editada em: 12-11-15 18:00:42 por b-rock.
 
Baldim

Esquilo
8 Referências (100.00% positivas)
Posts: 1738
Registro: 29/07/12
Monsenhor Paulo - MG

Postado em: 10/09/15 10:06
É nóis!!

Ficou show demais!!
 
daniels_nix

Esquilo
0 Referências
Posts: 97
Registro: 30/09/14
Itamonte - MG

Postado em: 10/09/15 10:15
Excelente primer, tanto em quantidade de informação quanto em qualidade, parabéns Fred.
 
Patrik

Lenda
0 Referências
Posts: 165
Registro: 28/03/14
Pouso Alegre - MG

Postado em: 10/09/15 10:20
Ótimo Artigo Fred! além de qualidade trás a experiencia de quem faz resultado com o deck. Falta pouco pra fechar o meu ! Abração Brother vou acompanhar aqui.
 
VIP OURO chrystian

Mago
142 Referências (100.00% positivas)
Posts: 68
Registro: 21/07/03
Pouso Alegre - MG

Postado em: 10/09/15 15:12
Show Fred.
Muito bom o conteúdo. Domingo quero ver destruir no 7º legacy Pouso Alegre.

Whatsapp:
35-999842219
 
Lezard

Lenda
0 Referências
Posts: 2926
Registro: 22/07/11
Belo Horizonte - MG

Postado em: 10/09/15 15:32
Parabéns! Não vou ter tempo de ler com calma agora, mas dei uma passada de olho e já vi que ficou bem caprichado!

Lerei com calma depois e acompanharei o tópico, já que também jogo com o deck :)
 
VIP OURO duelistaguara

Lenda
0 Referências
Posts: 2650
Registro: 17/11/09
São José dos Campos - SP

Postado em: 11/09/15 08:23
Excelente primer amigo! Nada como ver um texto bem escrito e por quem realmente entende do deck!

Parabéns!

http://ligaarena.blogspot.com

Fire and Blood
 
tonysliver

Esquilo
6 Referências (66.67% positivas)
Posts: 1194
Registro: 10/01/12
Belo Horizonte - MG

Postado em: 11/09/15 08:48
não curto tanto o deck mas o primer ficou muito bom!


Parabéns cara!
 
VIP STAFF CaosNyce

Assecla
0 Referências
Posts: 1865
Registro: 15/07/06
Rio de Janeiro - RJ

Postado em: 11/09/15 12:20
Primeiramente, parabéns pelo trabalho. O Primer ficou muito bom.
Agora, vamos começar as discussões :)

Em minha build, eu uso uma carta no main e uma no side que me permitem algumas jogadas não muito diferentes mas bastante eficazes.

Main:
Split Decision: Esta instant de custo 2 é bastante versátil pois me permite ganhar automaticamente com "Liberar as Formigas", melhor que "Impulso".
Pois, com "Onisciência" em jogo e 1 "Desejo Astuto" na mão você pode pegar a "Previsão do Mente de Fogo" par então buscar no deck:

1 Branstorm + 1 Split Decision + 1 Cunning Whish

Com o Cunning whish na pilha, duplicá-lo com o Split e e pegar o "Chamado de Eladanri" e "Liberar as Formigas".

Side:
Evacuação: Por causa do Split Decision no main eu uso "Evacuação" no side para ganhar instantaneamente contra decks que possuem Emrakul.
Com o Cunning whish na pilha, duplicá-lo com o Split e e pegar o "Chamado de Eladanri" e "Evacuação". Fazendo o Emrakul, batendo e devolvendo para mão e batendo novamente.


Uma coisa que me fez sentir uma boneca de pano foi quando Iona entrou em jogo contra mim. Por este motivo e principalmente por causa do Canonista, eu resolvi por 2 "Magibomba do Éter" no side, pois resolvem esses dois problemas facilmente.


Moderador da sessão: Decks - Legacy & Modern.

 
MrClarkson

Esquilo
0 Referências
Posts: 219
Registro: 27/03/15
Limeira - SP

Postado em: 11/09/15 14:01
Excelente tópico.

Acho esse deck sensacional. Se eu não tivesse fazendo meus tritões, com certeza montaria omni-tell. Deck de combo mais maneiro.
 
Lezard

Lenda
0 Referências
Posts: 2926
Registro: 22/07/11
Belo Horizonte - MG

Postado em: 11/09/15 14:51

Depois que eu li esse primer aqui, estou considerando trocar a Evacuação do side pela Polymorphist's Jest. É mais rápida. No meu caso eu uso Evacuação praticamente só por causa de D&T (ela serve pra outras situações também mas o que me levou a colocar foi D&T). Pelo menos no meu caso acho que vai dar na mesma porque eu não quero necessariamente tirar as criaturas do campo, eu quero tirar as habilidades delas, por um turno que seja, só pra poder ganhar na hora.

Sobre Iona, acho que não precisa tomar providências só por causa dela. Ela só joga em um deck e esse deck aparece bem pouco. Em outras palavras, você vai cruzar com Iona uma vez na vida outra na morte. Então a menos que o seu field esteja infestado de reanimates, não acho que justifique alterar a engine do deck só por causa de uma carta. Dá perfeitamente pra apenas ignorar isso.

 
b-rock

Esquilo
0 Referências
Posts: 286
Registro: 08/05/06
Soledade De Minas - MG

Postado em: 11/09/15 15:20


Olá, agradeço os elogios, me dediquei bastante para deixar o Primer caprichado e atrativo para todos.

Em relação a Split Decision, trata-se de uma carta bem útil de fato, mas acho um limitante a carta só demonstra real potencial quando é usada juntamente com Cunning Wish, caso contrário dificilmente você consegue usá-la com eficiência ou com tanta versatilidade.

Já Impulso, não tem o potencial de Split Decision ao lado de Cunning Wish, mais é versátil, pode ser utilizada como cantrip em um primeiro momento e consegue proporcionar um desempenho satisfatório com Firemind's Foresight. Não acho Split Decision melhor que Impulso, são cartas diferentes com potenciais diferentes.

Evacuação é uma boa opção sim, eu faço uso de Polymorphist's Jest para tentar me livrar do efeito de mais de uma criatura ao mesmo tempo ou até mesmo para afetar o Emrakul do inimigo. Com Split Decision, Evacuação faz mais sentido ainda de fato, caso contrário acho importante considerar no sideboard cartas que você consegue conjurar sem necessariamente depender de Omniscience em jogo.

Iona de fato é muito forte contra o Omni-Tell, o jeito é tentar achar uma maneira de impedi-la de entrar em jogo, caso contrário acho difícil conseguir encontrar uma saída. Magibomba do Éter é uma ideia aceitável, porém com Iona em jogo, encontrar a Magibomba não será tão simples, se Magibomba não tiver na sua mão, você não poderá usar suas mágicas azuis para encontra-la, dependerá apenas do Top Deck e/ou sorte de acha-la, dificilmente usaria dois Slots do side para Magibomba, afinal não tem tanta Iona assim por aí.

Concordo que Canonista dificulta bem as coisas, mais é bem possível achar uma saída pra ela a tempo.



Vamos continuar as discussões, bom que assim teremos observações e pontos de vista diferentes
sobre o deck e as cartas utilizadas no mesmo.




Editada em: 12-09-15 00:23:39 por b-rock.

 
VIP STAFF CaosNyce

Assecla
0 Referências
Posts: 1865
Registro: 15/07/06
Rio de Janeiro - RJ

Postado em: 11/09/15 17:15


Opa,

Falando de side board:
Estou bem a ponto de cortar minhas Defence Grid do Side mas cono não uso splash para vermelho ainda não sei o que usar no lugar.
Outra carta que fico na dúvida de qual usar é Rio Bravo ou Verdade Reverberante. Atualmente to com Rio Bravo por pegar alvos distintos mas a sua dica de pegar Verdade com o Firemind's trouxe algumas ideias.

Falando do Main:
Eu usava de 1 of no deck 1 Intuição e 1 Enter the Infinite. Com o tempo, vi que as vezes que fazia o Enter é GG certo mas todas sa outras 99% das vezes que eu não fazia tb ganhava o jogo, portanto cortei para por um Impulso.

Não gostei do Impulso no primeiro momento, pois não achei tão versátil quanto prometia em teoria, então cortei para por 1 Split Decision.

Esta carta é muito poderosa junto com Desejo Astuto mas sozinha ela tb tem poder. em uma counter war ela é um "Counterspell". Também pode (copiando do amiguinho) ser um Dig por míseras 2 manas, pode ser um Tutor Esclarecido azul ... um Reanimate (é lindo ver a cara do oponente com essa jogada) ou em caso de descarte na pior das hipóteses, o oponente leva o "Hymn to Torath" ou o "Capturar Pensamento" primeiro (se não preferir anular).

Por fim, vi que a Intuição do Main deck tb não era lá essas coisas, quando a coisa tá feia eu uso a do side. Então voltei a usar o Impulso.

Até agora o split 1 of de 1 "Impulso" e 1 "Split Decision" tem sido bastante eficaz pois tenho duas cartas de cmc 2 que trabalham sozinhas me ajudando de alguma forma melhor que o "Enter the Infinite" ou mais rápido que a "Intuição"


Minha build atual (11/09/2015)

OmniTell
1 visualização
11/09/2015
R$ 2.864,78
R$ 4.625,25
R$ 16.457,79
1 visualização
11/09/2015
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (1)
1  Emrakul, o Fragmento dos Éons 59,99
Mágicas (36)
2  Perfurar Mágica 0,20
4  Ponderar 4,36
3  Preordenar 10,99
3  Sonda Gitaxiana 2,44
2  Tempestade Atordoante 15,65
4  Tempestade Cerebral 2,00
1  Impulso  0,10
1  Split Decision  0,60
4  Desejo Astuto  17,54
4  Mostrar e Contar  45,50
4  Força de Vontade   230,00
4  Revirar o Tempo   29,99
Encantamentos (4)
4  Onisciência    24,75
Terrenos (19)
1  Boseiju, O Que Tudo Protege63,50
4  Delta Poluído82,50
7  Ilha0,00
4  Praia Inundada69,90
3  Tumba Antiga72,90
60 cards total

Sideboard (15)
1  Pacto de Negação 48,00
1  Estilhas Medulares 0,19
1  Extração Cirúrgica 120,00
2  Magibomba de Éter 0,09
1  Renascimento Pernicioso 14,00
1  Chamado de Eladamri  7,95
1  Liberar as Formigas  0,19
1  Magiaprisionar  9,90
2  Perímetro Defensivo 24,90
1  Intuição  171,00
1  Rio Bravo  0,10
1  Evacuação   2,25
1  Previsão do Mente de Fogo   0,18


Editada em: 11-09-15 18:10:26 por CaosNyce.

Moderador da sessão: Decks - Legacy & Modern.

 
Lezard

Lenda
0 Referências
Posts: 2926
Registro: 22/07/11
Belo Horizonte - MG

Postado em: 11/09/15 21:06
Resolvi fazer mesmo a mudança e troquei a Evacuação no side pela Polimorfismo. Ficou assim a lista:

Sky Omnitell
Por Lezard
1 visualização
11/09/2015
R$ 2.814,85
R$ 4.563,50
R$ 15.335,48
1 visualização
11/09/2015
Visualização:
Padrão
Cor
Custo
Raridade
Visual
CMC
Comprar Deck
Criaturas (3)
1  Talrand, Invocador Celeste   1,10
2  Emrakul, o Fragmento dos Éons 59,99
Mágicas (33)
4  Delir 0,15
4  Ponderar 4,36
4  Preordenar 10,99
4  Tempestade Cerebral 2,00
2  Contramágica  2,00
3  Desejo Astuto  17,54
4  Mostrar e Contar  45,50
3  Força de Vontade   230,00
3  Revirar o Tempo   29,99
2  Adentrar o Infinito     16,79
Artefatos (1)
1  Tampo de Adivinhação do Sensei 64,00
Encantamentos (5)
1  Salões Oníricos   39,90
4  Onisciência    24,75
Terrenos (18)
2  Boseiju, O Que Tudo Protege63,50
3  Delta Poluído82,50
7  Ilha0,00
3  Praia Inundada69,90
3  Tumba Antiga72,90
60 cards total

Sideboard (15)
1  Asfixiar 13,90
1  Explosão Elemental do Azul 0,49
1  Renascimento Pernicioso 14,00
1  Tempestade Atordoante 15,65
1  Liberar as Formigas  0,19
1  Verdade Reverberante  1,00
1  Brincadeira da Polimorfista   2,50
1  Intuição  171,00
1  Armadilha Quebra-Mente   17,08
4  Linha de Força da Santidade   17,50
1  Força de Vontade   230,00
1  Revirar o Tempo   29,99
 
b-rock

Esquilo
0 Referências
Posts: 286
Registro: 08/05/06
Soledade De Minas - MG

Postado em: 12/09/15 00:52

Split Decision, tem seu potencial, é uma boa opção. Minha comparação anterior teve como foco no Slot
em questão, Impulso ou Split Decision, de forma ampla Split Decision pode vir a ter mais alvos, porém
se tivesse que escolher entre Impulso ou Split Decision para preencher esse Slot, eu optaria por Impulso.
Já que você conseguiu encaixar os 2 em sua lista, fica mais fácil, você tem as 2 opções disponíveis.

Boseiju pode substituir Defense Grid no sideboard, vendo que se defende bem de anulações,
porém a questão é que Defense Grid pode lhe ser útil em outras situações também e não só contra counters.
Talvez aumentar o número de Counters no side, para poder contar com um número maior de counters
pós side, pode vir a ser uma alternativa.

Eu uso uma configuração diferente, o que me permite abusar de Intuição, gosto muito de sua precisão e sua
funcionalidade com Dig Trough Time, mais pra isso uso mais Sol Lands.

O que justifica usar Enter The Infinite no meu main deck, juntamente com 2 Emrakul, é ter como opção pegar essas
3 cartas com Intuição, e também porque gosto de jogar com Personal Tutor, ele trás Enter The Infinite também.

O Echoing Truth pós side como opção para Firemind's Foresight tem seu valor.


Bom, estamos no rumo, novas alternativas e novos testes são sempre bem vindos.

 
VIP STAFF CaosNyce

Assecla
0 Referências
Posts: 1865
Registro: 15/07/06
Rio de Janeiro - RJ

Postado em: 12/09/15 13:05
Lezard, comprei um Talrand e vou testa-lo de side board como estrategia de ficha. Sua ideia parece bem melhor que piromante

Moderador da sessão: Decks - Legacy & Modern.

 
Lezard

Lenda
0 Referências
Posts: 2926
Registro: 22/07/11
Belo Horizonte - MG

Postado em: 12/09/15 14:56
Você vai gostar. Principalmente porque os decks que usam Plowshares as retiram na hora de sidear, e mesmo se tomar Karakas você pode triggar ficha em resposta, então foda-se.

Ele tem mais corpo que Piromante, as tokens tem mais corpo que as tokens de Piromante, não morrem pra Electrickery nem Praga Fabricada e passam por cima dos blockers.

Em todas as vezes que fiz ele, ele entrou e fechou o jogo.

Editada em: 12-09-15 17:06:58 por Lezard.
 
Thiagott

Atogue
9 Referências (100.00% positivas)
Posts: 40
Registro: 11/08/14
Conceição Dos Ouros - MG

Postado em: 13/09/15 21:07
Primeiramente, parabéns pelo primer, eu mesmo não conhecia a história do deck, além que jogo a muito pouco tempo com ele.


No campeonato legacy hoje, dia 13-09, usei a lista que vou postar abaixo.


Para começo de conversa, listei apenas 1 Emrakul na decklist, e usava dois, o que me fez tomar um gameloss no segundo game, e jogar o resto dos jogos com apenas 1 monstrão :(.


Jogo 1, eu ainda tinha o segundo Emrakul.


Peguei um D&T, fiz 2-1, subi apenas 1 pyroclasma que saiu na minha mão inicial nos dois games, sem mais comentários.

Jogo 2, também contra D&T, comecei com um gameloss e com uma ilha no lugar do Emrakul.

Ganhei a primeira partida. Já na segunda, o d&t me travou bastante, quando ele já tinha um batterskull e uma espada de fogo e gelo em campo, não deu para segurar, usei o show and tell na Onisciência, porém não consegui achar nada para combar (comprei a land que era para ser o Emrakul). Com isso, perdi para o batterskull, e como já tinha o gameloss, fiquei 1-1.


Jogo 3, peguei um oponente jogando com elfos.

Partida 1, na inocência, deixei o Deathrite Shaman ficar em campo, atrapalhando bastante o meu DTT, mas quando consegui usar, veio todas as peças do combo.

Porém, ele já tinha o campo lotado de elfos e eu estava com poucos pontos de vida, então a ordem do combo foi:

Cunning wish: fires'mind (peguei cunning, impulso e brainstorm), com a cunning peguei o eladamri's call, busquei o Emrakul, e com o impulso consegui achar o terceiro cunning para o release the ants e combar com o clash.

Por ter apenas um Emrakul, era o único jeito de vencer ali.


Partida 2, subi o pyroclasma no lugar de um preordenar. Após um jogo bem conturbado, anulando o xamã no começo do jogo com fow, e usando o pyroclasma, consegui a cunning, brainstorm, show and tell e 2 onisciência. Usei o show and tell, busquei o release the ants, coloquei onisciência no topo e dei clash. Causei 11 pontos de dano e perdi o clash pra o grandão de 11 manas.



Partida 3, ele começou usando terapia da cabala nomeando brainstorm, anulei o xamã dele, após isso ele desceu o inseto e fez eu descartar duas onisciências (eu tinha somente o emrakul na mão agora).

Com isso, comprei uma gitaxian probe, tinha 3 lands em campo e o Emrakul na mão. usei a Gitaxian Probe pagando 2 de vida e dei draw no show and tell, venci o game.


Partida 4, joguei contra um agrro loam, mas sempre anulando o que me causava problemas. venci por 2-0.


Partida 5, joguei contra um BUG, também anulando o que me causava problemas, 2-0, sendo cauteloso em só combar após usar a Gitaxian Probe ou ter mana para o spell pierce e/ou fow.



Considerações finais sobre hoje:


4 Gitaxian Probe foram essenciais para combar com segurança.
4 Pierce fizeram essencial diferença, principalmente para anular os zenite e natural order do elfos
4 DTT de main ajudou bastante, combando quase sempre após usar ele no passe.
3 Cunning Wish de main, sempre tutorados pela DTT.
Não subi o Boseiju, creio que colocarei algo no lugar dele no side.

Apenas 1 Emrakul de main atrasou bastante o deck.


Mesmo assim, acho o deck OP, tendo resposta para tudo.


[DECK 212891 NOT FOUND]






Editada em: 13-09-15 21:09:24 por Thiagott.

Editada em: 13-09-15 21:15:44 por Thiagott.
 
VIP STAFF CaosNyce

Assecla
0 Referências
Posts: 1865
Registro: 15/07/06
Rio de Janeiro - RJ

Postado em: 14/09/15 12:19


Opa ! maneiro o report! Sua lista é bem ortodoxa. Confesso que a unica coisa que me faz ter inveja das listas com vermelho é o piroclama.


Só uma dica, quando vc for combar de clash contra um D&T, Elfos ou Goblins mas acha que pode perder o clash, mate primeiro as criaturas, isso garante que, mesmo que não mate o oponente, vc fique vivo para combar depois.


Moderador da sessão: Decks - Legacy & Modern.

 
VIP STAFF CaosNyce

Assecla
0 Referências
Posts: 1865
Registro: 15/07/06
Rio de Janeiro - RJ

Postado em: 14/09/15 15:47
b-rock: a única coisa esquisita no primer é a formatação. sem informações visuais de títulos (negritos numerações/tabulações) tá meio difícil achar as algumas informações. A disposição dos textos tb tá um couco esquisita ,quebrando no meio da página. ma de conteúdo tá massa! :-)

Moderador da sessão: Decks - Legacy & Modern.