Home Cards of Paradise
 Home > Fórum > Modern > [Modern Primer] Jeskai Control
[Modern Primer] Jeskai Control
«
<
1
2
3
 [Modern Primer] Jeskai Control
dudzthesleeper

Spellshaper
27 referências (100.00% positivas)
Posts: 150
Registro: 02/08/11
Valença - RJ

Postado em: 22/03/17 11:25

Bom dia chefia. Tudo bem? Meu ponto de vista quanto a suas colocações.

Teferi eu vejo contra Mirrors, controls, Grixis em geral.
Thundermaw acredito que use-se com decks que usem bichos PEQUENOS E COM VOAR, tipo BW tokens, umas LS chatas nos BGx's . Claro que o efeito de virar dele é interessante, mas não sei se toma um slot por isso. No mesmo custo e com uma interação adicional boa pra vc escavar recursos, eu testaria o Dragonlord Ojutai.

Quanto ao Ad Nauseam, vejo que o counteflux de side faz bem seu papel junto dos outros counters do deck. Tem q ter a preocupação tambem quando a lista usa Boseiju, que acaba atrapalhando tbm. Nesse caso valeria de rodar Ghost Quarter ou Tectonic Edge para a situação. Meu ponto de vista é que, apesar de atrapalhar um pouco a curva de mana que já complicada, vale abrir espaço, pois muitas manlands são potenciais riscos no formato. Mas fica a seu gosto. Na sua segunda Wincon, é o Maniac, além da Tempestade, mas com qualque removal na hora certa tire. Creio que vale a menção ao Nevermore no sideboard pra travar o combo. Temos tbm a Leyline.

Lidar contra decks explosivos como affinity, na sua versão swarm, vejo que não teria que apelar tanto pra mais alianças. O UWr já tem muitos removals de custo pequeno para criaturas pequenas, isso sem contar os counters. Helix, Raio, Electrolyze, Path e Aliança, são o terror para remoção de uma mesa cheia de pequenos bichos. Chapeamento, Ravagers e Entalhado, de preferencia, é recomendável não deixarem entrar, pois pra saírem... Um Wipe (DoJ, Veredito, Anger) bem jogado tbm tira o gás do deck para vc se recompor e continuar.

Burn é tenso pois é uma race chata se vc não abrir a mão com counters para minimizar o estrago e respirar pra comprar ou um helix ou aliança. Eu apostaria em tirar algumas remoções não necessárias e abrir espaço para mais counters, e/ou um outro card de ganho de vida como reforços providenciais. Pra tentar finalizar, se vc tiver controlado e oponente de mãos vazias, com colunata e/ou um PW (Gideon, Ajani, Elspeth, por exemplo).

Infect vejo que é pisar em ovos. Saber usar as remoções e counters nas horas certas pra minimizar os marcadores é ainda a melhor estratégia. Um Spellskite ajuda a frear alguns pumps, assim como um Clique pra botar pra baixo do grimorio ameças que estão por vir, além de ser um block pras nexus e voadores.

Bom é isso que eu acho com relação ao que você passou ai. Já joguei com infect, jogo atualmente com affinity e Grixis, mas possuo e ja joguei de Jeskai, só dei uma encostada por questão de gosto mesmo hehe.

 
Hollow

Esquilo
26 referências (96.15% positivas)
Posts: 1722
Registro: 14/01/15
São Paulo - SP

Postado em: 22/03/17 11:45

Eu acho os 3 bons, mas situacionais. Talvez no seu meta sejam úteis. O Teferi eu não acho tão eficaz assim contra Ad Nauseam. Sim, ele tem um punhado de características interessantes contra o Ad Nauseam. Estraga as Lotus Blooms, força o oponente a combar na main phase dele e sem poder jogar Pactos pra anular nossos counters. No entanto ele custa 5 manas, e o Ad Nauseam rotineiramente comba no turno 4, eventualmente no 5.

Se você virar 5 manas pra jogá-lo, as chances são que o cara vai aproveitar pra combar com ele na pilha, sem você ter mais mana pra anular, ou então vai jogar um Pacto azul nele (como jogaria em qualquer counter nosso) e combar do mesmo jeito. O Teferi ainda pode ser morto por um Pacto preto, apesar do oponente provavelmente tirar isso para os Games 2 e 3. Se a intenção é ganhar mais armas contra esse deck, eu provavelmente usaria mais Counterflux ou Overwhelming Denial. Impedir o oponente de anular seu counter com um Pacto me parece melhor. Talvez até considerar Leyline (apesar do oponente muitas vezes puxar Laboratory Maniac, prevendo Leylines).

Entretanto, o Teferi me parece excelente pra jogos contra decks azuis. Se você procura um side pra tentar ganhar de Grixis, outros Jeskai, Esper, Blue Moon, etc., ele pode ser uma boa. Não morre pra Fatal Push, Bolt, Abrupt Decay, tem Flash e quebra as pernas de eventuais Ancestral Visions. Aí acho que ele pode ser uma boa. Talvez até valesse puxá-lo do side contra Ad Nauseam, se não tiver muita coisa melhor pra enfrentá-los, mas eu não o colocaria no side por causa desse deck.

O Thundermaw Hellkite já jogou muito no Jeskai Control principalmente contra Lingering Souls, Pestermite e Vendilion Clique. O Shahar Shenhar usou um no side quando ganhou o Mundial. Acho uma boa opção contra decks que usem essas cartas (a Pestermite caiu em desuso, mas vai saber...), contra fadas, e contra qualquer oponente em que você queira ser o agressor ou ter Win Conditions mais rápidas. O clock dele é muito rápido. Haste faz toda a diferença.

O Baneslayer é relativamente próximo do Thundermaw, porém é uma opção mais defensiva. O Thundermaw me parece melhor se você procura algo pra agredir e tentar encurtar o jogo, o que normalmente procuramos contra decks que tem maior inevitabilidade que nós (Tron, Valakut...) e o Baneslayer me parece melhor pra estabilizar e racear decks agressivos por conta do lifelink (Zoo, Burn, Merfolks...). Outra opção relativamente próxima ao Baneslayer é a Batterskull. Vigilância e lifelink é gigante contra Aggros. E ela tem a vantagem de se reciclar, embora tenha um corpo menor e não tenha evasão.

Acho que todos eles são boas opções para o side do deck. Especialmente porque nos Games 2 e 3 nossos oponentes usualmente tiram os removals, já que não usamos muitos bichos. Outro ponto que joga a favor de todos eles é a Fatal Push. Essa carta entrou firme no formato, ela não remove nenhum deles nem mesmo no Revolt, e por conta dele, muita gente tá usando menos Terminates, Dismembers e/ou Paths.

 
VIP USER OURO ShiroCtba

Mago
12 referências (100.00% positivas)
Posts: 288
Registro: 21/12/09
Curitiba - PR

Postado em: 22/03/17 13:37


jogo de Ad Nauseam e historicamente o matchup contra jeskai (ou qualquer control que não tenha hand disrupt) é bom para nós. Não adianta. hehe
Teferi parece um problema, quando entrar pegando de surpresa com certeza é wincon pra Jeskai contra Ad Nauseam, mas depois de saber que ele tá lá não parece ser muito difícil de jogar em volta; como o Hollow falou, turno 5 é tarde. Muito mais complicado pode ser jogar em volta de um Eidolon branco, e ele não deixa vocês 100% tapados, entra antes e também zica os counters (e o combo na sua forma mais básica, obrigando o jogador do Ad Nauseam a jogar Phyrexian Unlife no turno, Ad Nauseam no final do turno do oponente e tentar matar na manutenção - qualquer counter faz com que ele perca instantaneamente, se não tiver subido pacto preto ou wear/tear).

Baneslayer é outro que tem um clock lento demais. É melhor jogar de Avacyn que tem flash, então, sei lá. Ficar 200% tapado não me parece a boa :/

Enfim, só vim para comentar o Ad Nauseam mesmo pq tô testando pra caramba o deck mesmo. :)



Economista e consultor. Especialista em investimentos e redução de custos empresariais. CNPI.

 
JOsmar

Anjo
168 referências (100.00% positivas)
Posts: 186
Registro: 29/12/08
Timbaúba - PE

Postado em: 22/03/17 16:52
Boas respostas e bons pontos de vista. Levantar outra questão. Hoje em dia temos varias versões do jeskai entre elas o Geist(aggro), Flash, Saheeli Rai, Kiki-resto(sumido), Control, Nahiri, Thopter Foundry, Delver, não sei se falta mais algum. No meta atual qual vê mais jogo na opinião de vocês e porque ?
 
VIP USER OURO Dagostini

Mago
10 referências (100.00% positivas)
Posts: 1915
Registro: 26/12/11
Bauru - SP

Postado em: 22/03/17 19:28

Acredito que o Midrange (geist) eno control. Nos ultimos tempos apareceram varias listas do. midrange fazendo top8. O control tambem adquiriu certa consistencia.

O Nahiri (deck que eu jogo) esta jogando na sua versão Boros, que é muito mais voltada pro lockdown do que pro control.

Falei isso com base no mtgtop8 e goldfosh.

Modern UWR
EDH Saskia Beatdown

 
Hollow

Esquilo
26 referências (96.15% positivas)
Posts: 1722
Registro: 14/01/15
São Paulo - SP

Postado em: 27/03/17 12:05
O Modern tem mudado bastante ultimamente. Novos decks têm surgido, outros deram uma sumida, como o Infect, e tudo isso muda muita coisa pra nós, que procuramos sempre um jogo reativo. O formato muda, nós temos que nos adaptar a isso. Se o formato usa mais bichos, nós temos que procurar removals. Se o formato está mais grindy, nós temos que buscar Card Advantage. Se o formato está mais combo, nós procuramos mais counterspells. Essa é a eterna maldição de jogar reativamente. Temos que nos adaptar constantemente ao field.

Com as mudanças recentes no formato (de modo geral, tem parecido mais Grindy, embora ainda bem rápido) e algumas experiências ruins, decidi fazer algumas alterações no deck. As principais foram:

- 3 Ancestral Vision + 1 Remand + 1 Sphinx's Revelation + 1 Island

Nas minhas últimas experiências, Ancestral Vision vinha se demonstrando simplesmente lenta demais. Quando ela resolvia, ou eu já tinha perdido para algum deck injusto, ou eu já estava tão pra trás no jogo que as 3 cartas já não eram suficientes para reverter. Muitas vezes, senti que eu acabava perdendo ou me afundando muito justamente por ter 1 carta a menos por 4 turnos. Isso ocorreu inclusive em algumas partidas em que eu vim com ela na mão inicial e suspendi no turno 1, que é a condição ideal para ela. Quando ela vinha mais pra frente no jogo, o quadro só piorava. Usando 3 delas ainda por cima, muitas vezes eu suspendia uma, aguentava os 4 turnos a duras penas, e quando ela resolvia, eu comprava outra delas e 2 lands. Usar poucas delas também não é uma opção muito interessante, pois ela só é boa se vier na mão inicial. Usar poucas aumenta a chance dela não vir na mão inicial e ser comprada mais pra frente no jogo, quando ela é ainda mais ineficaz.

Os substitutos: Remand é bom num meta com mais atrito. Ele faz muita diferença em vários jogos amarrados e contra oponentes que tentam jogar mágicas com CMC > 3. Sphinx's Revelation também será uma carta morta até o turno 5, entretanto, usando apenas uma cópia de uma draw spell mais pesada, acho que diminuo muito a inconsistência do deck, sem ficar completamente vulnerável nos jogos de atrito. A opção por ela é porque apesar de achar as AVs lentas demais, acho importante ter algo para dar aquele fôlego extra nos jogos de atrito. Sphinx's têm a vantagem de ser um top deck excelente no late game, ao contrário das AVs. A ilha entrou pra dar um suporte maior à Sphinx's e pra melhorar minha resiliência à Blood Moon, já que o Sun and Moon está bem presente.

Pra constar: ainda não estou convencido se é uma boa tirar as AVs. Parte de mim acreditar que elas sejam um mal necessário ao deck. Mas veremos...

- 1 Ghost Quarter + 1 Tectonic Edge

Essa mudança teve 3 motivos principais:

1 - O Infect sumiu. E ele era um dos matches nos quais o Ghost Quarter fazia mais diferença;

2 - Apesar de muitos jogadores ainda apostarem nos tradicionais Gx Tron, uma parte considerável dos jogadores de Tron têm optado pelo Eldrazi Tron, e contra esse deck, a Tec Edge me parece muito melhor que o Ghost Quarter, já que você realmente joga o oponente pra trás na partida, ele não tem tanta facilidade quanto os Gx Tron têm em encontrar outra peça do Tron, e ele não têm jogadas tão impactantes assim no turno 3 (ao menos, não tanto quanto os Trons tradicionais). Nas partidas que joguei contra o Eldrazi Tron, muitas vezes eu senti que ao usar um Ghost Quarter no cara eu saía mais prejudicado que ele. Contra os Tron tradicionais, o GQ ainda me parece melhor que a Tec Edge, mas normalmente não é bom o bastante de qualquer forma. Usualmente o cara tutora logo em seguida uma peça substituta do Tron e pronto;

3 - Valakut. Contra o RG Valakut o GQ é tiro no pé sempre. Eu fico um terreno pra trás do oponente, ele simplesmente puxa uma Montanha e segue com seu plano de jogo normalmente. Resumidamente eu atraso meu jogo e não atrapalho significativamente meu oponente nem mesmo se destruir uma Valakut. Tec Edge pode realmente fazer diferença nesse match.

Essa mudança provavelmente vai me enfraquecer contra o Affinity e contra o Merfolks. Mas eu acho que ela será positiva.

- 1 Spellskite - 1 Timely Reinforcements + 1 Supreme Verdict + 1 Blessed Alliance (Sideboard)

Primeiramente, eu vinha sentindo muita falta de um hard sweeper no sideboard. Contra alguns Aggros do formato eu ficava vendido. Acho que o Verdict é a melhor opção para isso, agora que o Grixis voltou. Merfolks também tem sido presente nos locais que eu jogo. A fraqueza principal seria o Thrun, mas ela será sanada a seguir...

A outra mudança tem um motivo já citado: o Infect sumiu. Com isso, o Spellskite perdeu bastante poder. O outro match em que ele faria muita diferença, o Auras, é um deck meio underground que eu tenho visto bem pouco por aí, apesar de ser forte. Nos outros matches em que eu puxava o Spellskite, ele não fazia tanta diferença assim. No seu lugar, entrou a Blessed Alliance, que coincidentemente ou não, também é ótima contra o Auras, com a vantagem de ser uma opção contra o Thrun e contra o Etched Champion. Ela também é bem interessante contra o Burn, e por isso acho que já não preciso tanto assim da Timely Reinforcements.

O deck ficou assim por hora:

Nahiri Surfistinha - Modern
2017-03-27  
Jogador

Hollow
Visitas

63
Código Fórum

[deck=548110]


Essa semana espero testar as mudanças e se der eu posto os resultados. Desculpem a Wall of Text.
 
JOsmar

Anjo
168 referências (100.00% positivas)
Posts: 186
Registro: 29/12/08
Timbaúba - PE

Postado em: 28/03/17 19:01

Cara gostei das observações e quanto mais "wall of text" desse tipo com discussões abordando conteudo que agrega valor, tanto no quesito informação quanto experiencia.

Quanto aos AV acho que não deveria tirar do deck, mais sim colocar eles no side para match contra decks demorados, como outros controles (grixis por exemplo). Remand é sensacional, mais poderia testar uma copia de Disallow, que traria a versatilidade e efetividade no lugar desse outro remand. Quanto a 3 ilha é essencial com o aparecimento de mais e mais decks com Blood Moon, além é claro de adicionar a segunda planície, para poder castar o supremo veredito quando tiver uma blood moon na mesa.

Quanto ao Ghost Quarter, eu acho e podemos vê isso nos decks campeões como o de SHAHAR SHENHAR quando venceu o world de 2013, que Tectonic Edge é um poder enorme. Principalmente unido a uma base boa de muitos counter. Tem outro Exemplo disso, como o Deck usado por Shaun McLaren para vencer o Pro tour (que mencionei nas postagens anteriormente), onde usava 4x Tectonic de main para impedir que seus oponente pudessem pagar as manas do mana leak. Atualmente uso duas copias e estou tentando vê se uso a base praticamente igual a de Shaun.

Blessed Allianca hoje é muito boa contra quase tudo e por isso merece 1-2x copias no main deck. Supremo é bom, mais contra elfos por exemplo, ele pode regenerar com o Ezure, então é bom ter 1x Colera de Deus no side ou usar ela.

Quanto a seu main deck, eu tiraria -1x Lightning Helix e -1x Logic Knot( ou 1x Remand), e colocaria +1x Blessed Alliance e +1 Gideon Jura. No side eu tiraria -1x nagate, -1 hallowed moonlight, -1 Geist of Saint Traft e colocaria +1 Counterflux, +1 wear (wear/tear), +1 Stormbreath Dragon.

Atualmente estou jogando a lista que postei anteriormente e gostei bastante dos resultados, um dos matchs chatos são contra descarte e bant eldrazi. Mas vou vê como adiciono umas Anger, já que o dredge e o revolte zoo estão aparecendo muito nos torneios e para esses tipos de decks precisamos de cartas especificas. Estou usando uma cópia de side do Porphyry Nodes e contra esses decks ele não resolve muito bem, já contra o death shadow é uma maquina e usando também 1x Threads of Disloyalty que é bom para roubar o goyf ou o próprio death shadow. E estou usando de side 1x cópia do Thundermaw para matchs contra criaturas 1/1 com voar, tipo o abzan, fadas,...

Mais também estou testando a versão geist aggro, flash e a kiki resto, das três a geist aggro foi a que deu melhores resultados. Mais a do kiki-resto é muito chata quando desce ele e começa a fazer cópias dos bichos do deck. O problema é que ele é 5 mana e só tem dois dele no deck, ae se ele tomar descarte já era combo. Mais como disse ainda estou jogando e vendo o que faz melhores resultados.

 
«
<
1
2
3




UG Card Shop




 
UG Card Shop
Ligamagic | Home
@ Copyrighted por Wizards of the Coast Inc.   |   Política de Privacidade   |   Aviso Legal   |   Condições de uso
Ligamagic | Youtube   Ligamagic | Facebook   Ligamagic | Twitter