[Discussão]Evolução do MTG - Cemitério
 [Discussão]Evolução do MTG - Cemitério
ArKHaN

Assassino
111 Referências (97.30% positivas)
Posts: 10331
Registro: 04/03/03
Rio Do Sul - SC

Postado em: 18/03/19 08:25
Bom dia Planeswakers,

Essa semana eu estava discutindo com alguns amigos meus sobre o formato Modern e surgiu o seguinte tema: "cemitério" e gostaria de abordar esse tema com vocês.
Dos outros formatos estou por fora, mas no Modern, podemos ver uma crescente utilização de estratégias de cemitério.
Jogo MTG desde muito tempo, acho que uns 20+ anos, mas notei que nunca o recurso de "cemitério" foi tão utilizado.
A discussão é se isso é saudável ou não.
No MTG praticamente tudo é recurso.
Os decks, ao menos no Modern estão ou utilizando desse recurso ou utilizando "grave hate".
O "grave hate" se tornou um card padrão dos decks? Assim como cartas de counters, discards, kill...
Será que o MTG evoluiu a um ponto, que ter sempre algum recurso pra se utilizar do cemitério é extremamente importante pra desenvoltura do seu jogo?
Ou será que só é utilizado, pois termos cards muito fortes pro formato e esses cards estão desfigurando o jeito de se jogar magic?


Há-braços!
 
FetusinFetu

Esquilo
26 Referências (100.00% positivas)
Posts: 75
Registro: 04/04/17
São Paulo - SP

Postado em: 18/03/19 16:00
A ascensão dos decks de grave não é recente, mas está no pico, pq tempos dois decks no topo do tier q se valem deste recurso. Dredge sempre esteve por aí e teve um declínio após o banimento do troll. Mas de qq forma dredge sempre teve g1 favorável, ou igual, contra a maioria dos decks. Agora com esse nova adição, creeping chill, o deck voltou a crescer, pq msmo q vc estabilize o board, ainda morre p ela. Ou seja, adicionou um ângulo de ataque, deixando o deck mais resiliente ao hate. Por isso o deck cresceu no metagame. E phoenix tb usa o grave como recurso. E é um deck forte pra cacete. Mas não acho que seja a nova tendência, sair enfiando carta q usa o grave como recurso, pq tem que fazer sentido para sua estratégia. E na real, as cartas que se valem do grave, acabam ficando mais fracas, por conta do excesso de hate. Por exemplo, cavaleiro do relicário nunca enfrentava grave hate no g1. Agora não é raro! Enfim, respondendo suas perguntas, não acho que mudou o jeito que a gente olha para o cemitério, mas a meta está com uma % grande de decks que usam deste recurso, e é para isso que devemos estar atentos. Assim como foi recentemente com o crescimento de EE, etc.
 
hcdjp

Esquilo
12 Referências (100.00% positivas)
Posts: 94
Registro: 25/06/14
Rio de Janeiro - RJ

Postado em: 18/03/19 17:50
O uso do cemitério teve uma grande importância no bloco de odisséia/investida, tanto que nessa época incluíram o símbolo de uma lápide em cards que usavam direta ou indiretamente o cemitério. Antes, tinhamos algumas poucas cartas que utilizavam o recurso, mas alguns decks poderosos como o campeão de 1998 utilizava muito o cemitério e o combo pesadelo recorrente + sobrevivência do mais apto

 
FetusinFetu

Esquilo
26 Referências (100.00% positivas)
Posts: 75
Registro: 04/04/17
São Paulo - SP

Postado em: 18/03/19 17:57

kkkk eh vdd, eu tenho este deck do campeao. Muito máquina. Força verdejante ftw!!!! E toolbox com bounce, hate de encantamento artefato e criatura. Nekrataal e cia.

 
Tandor

Tritão
1 Referências (100.00% positivas)
Posts: 5526
Registro: 26/10/03
São Paulo - SP

Postado em: 18/03/19 18:20
Cemitério realmente passou a ser um recurso cara vez mais forte ao longo do jogo.
O pessoal está falando de decks de reanimator, mas vale lembrar que não é só isso que o transforma em recurso:

-Mágica com Delve
-Tarmogoyf e outros goyfs
-Psicatog
-Grim Lavamancer
-Snapcaster Mage
- Retrace

O impacto geral não foi tanto nos hates de cemitério, afinal "0: exila o cemitério" sempre esteve aí (Tormod's Crypt), mas nos removals, hoje tem uma diferença gigante entre você exilar uma carta e simplesmente destruí-la.
Cheguei a ficar meio preocupado em Battle for Zendikar, quando várias cartas estavam usando exílio como recurso, mas não deu problema.
 
FetusinFetu

Esquilo
26 Referências (100.00% positivas)
Posts: 75
Registro: 04/04/17
São Paulo - SP

Postado em: 18/03/19 19:23

Sim, existem cartas q usam o cemitério. Mas o metagame agora está cheio de decks cuja a estratégia é baseada em grave. O que são coisas diferentes. Por exemplo, contra jeskai, ou uw, eu não foco em subir coisas de grave hate, para inibir o snapcaster (note q eu disse que eu não foco, não quer dizer q eu não suva nunca). Contra o grixis ds, já anima mais subir hate de grave, pq além do snap, tem delve. Em um metagame cheio de goyf, meu foco vai ser mais em remoção, do que grave hate. O mesmo para lavamancer. Mesmo essas cartas usando o grave. Porém, em um meta cheio de estratégias q focam no grave, como por exemplo storm ou goryo's revenge (para sair do dredge e da phoenix), daí tanto o meu sb vai vir carregado contra grave, como vou subir tudo que tenho contra estes decks. E sobre a quantidade de mágicas q exilam, eu quero é mais kkkkkk

 
ArKHaN

Assassino
111 Referências (97.30% positivas)
Posts: 10331
Registro: 04/03/03
Rio Do Sul - SC

Postado em: 19/03/19 09:57
Poise. E os hates de grave ja são muito fortes
Tormord, RiP, Graffdigger's Cage, Relic of Progenitus, Leyline B, Surgical Extraction.. todas cartas muito fortes e mesmo assim temos muitos decks baseados em grave no Modern
 
chris-blind

Esquilo
0 Referências
Posts: 69
Registro: 13/05/13
Lages - SC

Postado em: 21/03/19 22:00
Eu me lembro do falecido T4, quando saiu o primeiro bloco de Ravnica. Dredge era um terror, era obrigatório ter algum grave hate no formato e não havia nada que respondesse o dredge à altura. Tanto que saiu, no mesmo ano, reprint de Tormod's em Espiral Temporal. Creio que a interação sempre esteve presente, afinal é uma das identidades da cor preta na collor pie, e por ser algo extremamente forte, às vezes fora da curva (como estamos vendo hoje com phoenix) sempre se preocuparam com cards de hate num nível de força bem alto, estes grave hate funcionam como fun police, e sempre foi assim.

E ArKHaN, fala pro teu irmão fazer uns champs modern ali na loja heuheueh