Faraway - Jogos e Desafios
Faraway - Jogos e Desafios
Proxy cada vez mais parecidas com cartas originais.
 Proxy cada vez mais parecidas com cartas originais.
Gocarvalho5

Horror
10 Referências (100.00% positivas)
Posts: 16
Registro: 23/05/21

Postado em: 10/11/21 01:27
Comecei a jogar Mtg em Tempestade, parei lá por Nemesis, naquela época proxy era uma xerox que a gente colocava no deck pra testar cartas ou quando não tínhamos dinheiro pra investir em determinada carta.

Voltei a jogar agora em Strix, me deparei com cartas proxy sendo vendidas na internet, cartas que se assemelham e muito com as cartas originais, sei que existem diferenças entre essas cópias e as originais, por enquanto ainda é possível identificar essas cópias facilmente.

Minha família está no ramo de gráfica a 60 anos, eu mesmo trabalhei 20 anos como técnico gráfico, tenho vasto conhecimento (modéstia a parte) em processos gráficos, e tenho certeza que é só uma questão de tempo até esse pessoal que faz as cartas falsas conseguirem reproduzir com fidelidade as cartas originais (se quiserem) mesmo tendo selo, papel especial etc, tenho certeza que é só eles conseguirem enxergar com mais clareza que existe um mercado extremamente lucrativo nesse meio de réplicas de cartas para decidirem investir mais dinheiro e esmero na reprodução, trabalhei na casa da moeda a alguns anos, já vi dinheiro falsificado que era tão bem falsificado que precisava de muito conhecimento e técnica pra distinguir o falso do verdadeiro, penso que se alguém se empenha em falsificar dinheiro tão bem e consegue, se quiserem falsificar cartas não há quem impeça.

Sei que dinheiro é muito diferente de falsificar cartas, é muito mais fácil vc passar uma nota de 20 falsificada que uma carta, é mais lucrativo falsificar dinheiro, mas também muito mais visado, sei que uma cartas impressa 20 anos atras tem uma textura e aspectos físicos diferentes de uma recém impressa, mas como hoje trabalho em laboratório de tintas, sei que é perfeitamente possível simular o desgaste natural causado pelo tempo utilizando alguns equipamentos disponíveis no mercado, e dependendo do que for não precisa de muito, basta ver o trabalho do falsificador de obras de arte Alemão que ganhou milhões vendendo obras falsificadas que ele mesmo pintava e envelhecia usando métodos simples, enganando os melhores especialistas em obras de arte.

O mercado de mtg não é tão visado quanto o de obras de arte ou de dinheiro em espécie, e talvez ninguém tenha tentado falsificar cartas com tanto esmero pq não veja como isso seria lucrativo, talvez seja mais fácil continuar fazendo copias boas mas nem tanto, vender pro mundo todo e ganhar uma grana com isso, lucrar na quantidade e não na qualidade.
(Acredito que essa é a opção mais fácil, e segura, se eu fosse falsificador é oque eu faria, daria menos dor de cabeça e trabalho)

Considere uma hipótese, daqui alguns anos as copias estarão tão boas quanto as originais, como vocês acham que isso vai impactar no jogo e o colecionismo? E nas cartas da reserved? Eu não sou investidor de mtg jogo casualmente, mas imagino um colecionador hardcore ou um investidor que compra hoje pra revender daqui alguns anos, que tem varias cartas da reserved, power nines e essas cartas mais caras, caso aconteça de as falsificações ficarem tão boas que seja impossível distinguir.
Espero que isso nunca aconteça.

Vocês acham que caso isso aconteça esse colecionismo e o jogo vão quebrar? Se as cartas boas, aquelas que todo mundo quer mas nem todo mundo pode pagar estiverem disponíveis a valores baixos (se comparador com o valor delas hoje) como afetaria o jogo? principalmente o competitivo.

Estava pensando sobre isso que decidi pedir a opinião dos colegas mais experientes, voltei a jogar a pouco tempo, toda essa coisa de reserved list, cartas com valores altíssimos é novidade.
 
ThiadoDark

Esquilo
133 Referências (97.74% positivas)
Posts: 4
Registro: 22/12/16

Postado em: 10/11/21 06:05
Bom dia fiz um vídeo sobre o assunto ajudando com algumas dicas.

https://m.youtube.com/watch?v=wLt4Ynbq4x0&t=91s
 
rodrigohusek

Esquilo
79 Referências (97.47% positivas)
Posts: 6
Registro: 19/08/21

Postado em: 10/11/21 08:43
O processo de cópia é crime e tem que ser denunciado. SEMPRE denunciem quando verem vendedores de proxy em cópias fidedignas (vulgo carta falsa) e assim teremos as originais preservadas e valorizadas.

 
ErronWhite

Esquilo
0 Referências
Posts: 39
Registro: 26/05/19

Postado em: 10/11/21 09:10
Rapaiz... Considerando que tem inumeras tecnicas pra descobrir e diferenciar cartas originais das falsas, eu acho que vai demorar um tempo bem absurdo pra isso virar um problema real.
Sobre proxys, casualmente, eu não tenho nada contra. Eu mesmo uso proxy de Wheel of Fortune, dual lands e outras cartas na casa dos milhares de reais e o playgroup da loja nem se incomoda.

Agora quanto a repassar uma carta falsa como original, não só deveria ser crime como deveria acarretar na expulsão de dito jogador em qualquer loja de Magic existente... no mundo
 
Thallen

Esquilo
38 Referências (100.00% positivas)
Posts: 364
Registro: 24/05/12

Postado em: 10/11/21 09:20
Se fizerem uma proxy que não tenha diferença de uma carta original, como iremos saber que ela é proxy ? Seria esse um multiverso do magic ? Será que foi isso que os iluminati sempre nos alertaram ? O que acho tenso, e em pleno mercado livre, ter um puta revendedor de proxy, com milhares de comentarios e vendas realizadas.
 
LeoKula

Rogue
0 Referências
Posts: 956
Registro: 15/10/09

Postado em: 10/11/21 09:42
As cartas ficando cada vez mais caras, acho que a tendência é que as proxys se tornem cada vez mais comuns.

A pirataria de DVD's e CD's (incluindo torrent) diminuiu demais por que hoje tanto filme quanto música estarem muito mais baratos através dos serviços de streaming. Quando o CD tava 40 conto e não tinha Spotify, ninguém estava comprando. As gravadoras e estúdios de filme tiveram que abrir mão dos lucros pra diminuir a pirataria.

Então acho que enquanto não tiver nenhuma mudança na posição da Wizards e ela não se preocupar de existirem cartas que custem 3 dígitos pra cima, as proxies vão continuar tendo espaço.
 
amazonswe

Esquilo
17 Referências (100.00% positivas)
Posts: 609
Registro: 29/08/15

Postado em: 10/11/21 10:11

Apoiado, mas com certeza vai aparecer um acionista aqui para dizer o contrário.

 
Rui-DF

Esquilo
6 Referências (100.00% positivas)
Posts: 60
Registro: 31/05/19

Postado em: 10/11/21 11:08
Já conversei com lojistas que dizem estar tendo cada vez mais trabalho para diferenciar cópias de originais. Não tenho conhecimento técnico sobre gráfica ou técnicas de falsificação, mas acho também que chegamos ou podemos estar chegando no momento que não conseguiremos mais saber a diferença entre cópia e original.

Creio que por parte da wizards, perder esse controle sobre as cartas originais a incentivaria mais ainda a lentamente migrar o jogo exclusivamente para o âmbito virtual (mesmo hoje existem incentivos bem bons do ponto de vista da empresa para fazer isso), e essa mudança poderia afetar drasticamente o tabletop e o mercado de cartas físicas.
 
laucion

Mago
0 Referências
Posts: 1718
Registro: 15/08/12

Postado em: 10/11/21 11:14
Já tive acesso à cartas proxy.
A qualidade tá muito diferente. Talvez pegue algum novato que não saiba diferenciar, mas é muita discrepância.
o tamanho da letra, a fonte da letra, a cor da carta, a qualidade da impressão.

E me lembro que as pessoas tinham medo de carta proxy lááááááá em 2012 e, pessoalmente, não notei muito progresso nesse meio tempo.

Mas sim, vendi tudo que tinha que possuia algum valor e mantive apenas cartas de commander pra jogar com minha esposa, então também não estou lá muito preocupado.
 
LeoKula

Rogue
0 Referências
Posts: 956
Registro: 15/10/09

Postado em: 10/11/21 13:04

Bem lembrado, eu já ouvi bastante desses papos de magic ser somente virtual. Agora fizeram cartas que só funcionam no Arena, então realmente tem um movimento de dar um foco pro virtual.

Eu acho que o papel deve dar muito lucro ainda pra Wizards, eu acho difícil deixar de existir... Não sei se as proxies sejam um fator preponderante pra essa decisão, acho que a Wizards deve ter condições de baixar bastante o preço e ainda assim obter lucro.

Em qualquer momento de desespero a Wizards pode "imprimir dinheiro", como já fez inclusive com secret lair de fetch lands. Hoje eles são mega conservadores, não querem abalar o status quo, então eles relançam poucas coisas misturadas com outras porcarias. Mas a qualquer momento, podem lançar um secret lair com 4x de cada fetch land por 200 usd... ainda seria 20 pedaços de papel com um lucro absurdo.

 
rodrigogpascoal

Esquilo
0 Referências
Posts: 9
Registro: 19/05/21

Postado em: 10/11/21 13:20
O problema não é a existência da proxy ou sua semelhança com a original, o problema é a venda da mesma como original.
Da mesma forma que você pode comprar uma rélica de um tênis Jordan 1 em qlqr marketplace virtual por 50 reais sabendo que não se trata de um original, a pessoa que paga os 1200 no produto e descobre que recebeu uma réplica pode denunciar o vendedor por fraude e este vai responder judicialmente.

O "uso esportivo" de proxy nunca vai ser um problema, vc pode riscar uma planicie dizendo que é uma Tundra, fazer uma impressão preto e branco na impressora de casa ou procurar uma proxy com mais qualidade. Se as pessoas que jogam contigo não reclamarem não vejo problema.
 
SiamoOnurb

Esquilo
4 Referências (75.00% positivas)
Posts: 45
Registro: 04/05/15

Postado em: 10/11/21 13:44
Tem um vídeo bem legal do Elba que fala sobre isso. Mas resumindo

Se a proxy é identica a original e não é possivel saber qual é qual, é simples. As duas são originais.

A questão é que para se fazer uma copia fidedigna, o custo não equipara ao valor de revenda.

Portanto fique tranquilo, veja as principais diferença entre a original e a proxy que não será passado pra trás.
 
RenanPenatti

Zumbi
2 Referências (100.00% positivas)
Posts: 713
Registro: 06/07/17

Postado em: 10/11/21 13:50
já existem proxys que não apenas tem o selo holográfico, como também passam na maioria dos possíveis testes de identificação.

e é super fácil conseguir, vendem lotes na aliexpress e muita gente compra e revende aqui porque dá uma grana.

eu tento me prevenir disso comprando cartas caras (pra mim a partir de 50 reais já é caro) somente em lojas, onde eles tem a obrigação de fornecer um produto original e devem se certificar de que sejam. com players só pego carta cara vendo as referências da pessoa na liga magic, que comprova que já fez negociações legítimas e dá mais confiança.

agora chegar na lojinha e pegar carta cara com player aleatório, jamais.

e olha que ja sei de casos de pessoa que passou proxys deliberadamente pros próprios amigos do playgroup com quem jogava a anos.
 
Fabioliveira

Esquilo
0 Referências
Posts: 6
Registro: 04/04/17

Postado em: 10/11/21 13:54

Ótimo tópico erguido , é um cenário interessante de ser levantado , isso realmente seria um golpe duro , mas sinceramente tenho uma sutil impressão que talvez as cartas cara não RL dessem mais trabalho , um jace escultor de mentes é lucrativo o bastante para alguém ganhar com ele porém não e caro o bastante para alguém fazer uma perícia minunssioza na carta como um colecionador acredito eu deve fazer numa dual land qndo vai adquiri-la espero q façam kk não compraria uma carta de mais de mil sem ir pessoalmente e avalia lá toda , eu como falsificador acho que preferiria produzir cartas caras mas q demorassem mais pra chamar a atenção

 
Manaratan

Rebelde
8 Referências (100.00% positivas)
Posts: 255
Registro: 18/05/20

Postado em: 10/11/21 15:38
Eu tenho certeza que isso ainda vai dar muito pano pra manga. Entrou muito, muito dinheiro nesse mercado no ano passado. Como o Fabio aqui disse, o esquema pra esses caras deve ser mesmo cartas que são caras, mas não as mais caras. O sweet spot devem ser cartas hiper caras do começo do Modern (e portanto sem o selo holográfico, que deve dar mais trabalho): uma Liliana, um Snap...

A questão mesmo é, pra quem interessam proxies? Como já disseram acima, em grupo mais casuais galera não encana com a carta impressa em sulfite e encaixada no sleeve. É problema pra quem quer jogar um FNM e não tem 2 conto pra um playset de Ragavan.
Não vejo muito futuro no jogo se uma de duas coisas não acontecer: o preço baixar ou o uso de proxies se difundir. É só pensar no risco que você corre levando um deck otimizado de Modern - numa média de 3-4 conto - na rua.

Uma porção de gente é contra coisas como o fim da RL porque vai perder dinheiro. Será que não se perderia muito mais com o declínio gradual mas certo do número de jogadores?
 
Fe_Gui

Esquilo
0 Referências
Posts: 426
Registro: 20/12/18

Postado em: 10/11/21 17:15

Cara, acho q nem precisa trazer a RL pra discussão... Vendo uns vídeos do Rudy sobre falsificações, ele fala q o futuro das cartas falsas tá noa staples de Modern. Liliana, Jace TMS, Ragavan, Mox Opal (pré-ban), as fetchlands... Imagino que tenham tb vários staples de commander, como FoW, Dockside, Cavern of Souls, Necro, Wasteland... Falsificar carta velha de RL deve ter um trabalhão, pq até envelhecer direito a carta vc precisa. Se a Wizards melhorasse a política dela de reprints (nem me venham falar desse lixo de List, por favor), ou não colocasse staples no slot de mítico (galera velha vai lembrar q quando surgiu raridade Mítica eram pra ser cartas de coleção e não game pieces, palavras do Mark Rosewater) talvez falsificação nem fosse um problema.

 
Rui-DF

Esquilo
6 Referências (100.00% positivas)
Posts: 60
Registro: 31/05/19

Postado em: 10/11/21 17:56

Acho que comprar em loja reduz os riscos, mas já vi um jogador que processou uma loja judicialmente porque ela a vendeu uma proxy como sendo original e ele foi expulso de um torneio legacy. Também já vi picaretas com muitas avaliações positivas na liga também. É tudo muito complicado eu acho.

 
Manaratan

Rebelde
8 Referências (100.00% positivas)
Posts: 255
Registro: 18/05/20

Postado em: 10/11/21 18:44

Ah sim, mas mencionei a RL porque são as únicas cartas que - mantendo tudo como está - não existe a menor previsão de que um dia abaixem de preço. Essas staples de Modern eu já vi o Rudy mesmo falando que não vale a pena investir, porque nunca se sabe quando vão ser reprintadas. Scalding Tarns foram de 90 dólares pra menos de 40 com MH2. Vão subir? Claro, mas existem esses períodos de baixa.

Concordo com tudo que você falou, e não tenho dúvida que é nessas coisas mesmo que está o mercado. A questão principal acho que é: as pessoas querem essas cartas porque querem jogar o jogo. É óbvio que pela natureza do Magic nunca será possível ter todas as melhores cartas sem pagar muito por isso. Mas é absurdo também você precisar do valor de uma moto pra ter um deck minimamente competitivo.

 
KRGG

Esquilo
0 Referências
Posts: 125
Registro: 05/01/19

Postado em: 10/11/21 23:50

Sim, esses preços loucos geram demanda.E ainda mais com essas cartas de Secret Lair onde não se encontrarão originais para comparar com as proxies.

 
afk

Esquilo
0 Referências
Posts: 4
Registro: 08/04/19

Postado em: 11/11/21 02:59
Sinceramente já comprei dessas falsificadas mesmo tendo a carta original. Já tive a infelicidade de "perder" carta em loja naquela ida ao banheiro e só notar o sumiço quando estava em casa. Sinceramente é uma questão de moral mesmo, assim que chegou essas cartas marquei atrás com caneta Bic um grande FAKE para que eu mesmo não me confundisse no futuro caso queira vender as originais. Não vejo problema em comprar falsificada mesmo já tendo ou não a carta (apesar que me sentiria cheater se jogasse com uma falsificada que não possuo a original), a questão é jogar e não passar a perna em ninguém. De resto é só um jogo.